A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desenvolvendo competências em epidemiologia:do processo ao produto Avaliação Material elaborado e adaptado.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desenvolvendo competências em epidemiologia:do processo ao produto Avaliação Material elaborado e adaptado."— Transcrição da apresentação:

1 Desenvolvendo competências em epidemiologia:do processo ao produto Avaliação Material elaborado e adaptado para discussão sobre ensino de epidemiologia na Ensp/Fiocruz- p/ apresentação no Dpto de epidemiologia e métodos quantitativos em saúde -Ensp/Fiocruz 2008

2 Competência Competência é formalmente definida  como um conjunto de conhecimentos relacionados, atitudes e habilidades que afetam a +or parte de um trabalho[tarefa] e pode ser medida contra padrões aceitos e comprovados através de treinamento e prática. A competência define a tarefa, e o grau através do qual pode-se definir aquelas capacidades realizadoras, também define a habilidade p/ contratar, treinar e reter e manter o profissional na posição que se encontra. Nesse particular causa atrito. Atualmente poucas tarefas / trabalhos proporcionam clareza,fácil entendimento e são amplamente aceitos como medidas de competências. Os desafios são variados e múltiplos,e os excelentes esforços descritos neste material[documento] do Public Health Reports p/ desenvolver e usar competências no campo da saúde pública – epidemiologia, epidemiologia aplicada-são etapas novas e iniciais de um processo longo. ESPM

3 Método Um painel de expertos para desenvolver competências para epidemiologistas de agencias governamentais de saúde pública. Todo o esforço foi realizado para se ter um grupo representativo do governo[federal,estadual, local] e academia e atravessava áreas da epidemiologia (ex: doenças infecciosas,doenças crônicas e materno –infantil), educacional,(ex: médicos, veterinários, doutores em epidemiologia e enfermagem), locação geográfica. Os membros do painel foram de organizações com interesse na educação em saúde pública e saúde pública aplicada, tanto quanto organizações nacionais de saúde pública (ex: American public Health Association[APHA],National Association of County and City Health Officials[NACCHO]Association of State and Territorial Health Officials[ASTHO], e Association of Schools of public Health[ASPH]. Acadêmicos tanto como práticos foram incluídos. Os coordenadores foram ambos de epidemiologia aplicada( um epidemiologista do depto estadual de saúde pública/grupo da força tarefa para desenvolvimento ( um tem formação em desenvolvimento de competência ). O grupo final foi de 20 membros, balanceando a necessidade de inclusão de um grupo com prática de epidemiologia de campo. O painel foi iniciado em outubro de 2004 e aplicado também em março de2005 e maio de 2006.Uma conferencia múltipla reuniu o grupo todo e com subgrupos selecionados houve reuniões e o rascunho do informe circularam para comentários. Uma matriz foi desenvolvida p/ fácil comparação. ESPM

4 Definição de termos  Epidemiologista: Uma pessoa que investiga a ocorrência de doença,lesão,ou outra condição relacionada a saúde ou eventos entre as populações para descrever a distribuição de doença e a fatores de risco e a ocorrência com base populacional para prevenção e controle.  Epidemiologista aplicado[prático, de campo]:Um epidemiologista que trabalha em agencia de saúde pública governamental (isto é.,agencia com mandato legal para a condução de atividades da saúde pública )  Competência:O conhecimento, habilidades,inteligência demonstrada pela organização ou membros do sistema necessário para realizar funções específicas dentro das organizações ou prática profissional.  Domínios de competência: As 8 áreas de competência continham o núcleo de competências para os profissionais da saúde pública desenvolvido pelo Council on Likages Between Academia and Public health Practice-Public Health Foundation, que se aplica a todos os profissionais de saúde pública, incluindo os epidemiologista. ESPM

5 Domínios de competência na prática da saúde pública ______________________________________________________________________________ Analítica/estimação/avaliação Ciências básicas da saúde pública [ex: biologia,sociologia, antropologia,estatística, administração /planejamento, ecologia entre outras] Comunicação Prática de dimensões comunitárias Competência cultural Planejamento financeiro e gerência Liderança e sistema de pensamento Desenvolvimento de políticas/ planejamento de programa ______________________________________________________________________________ ESPM

6 [cont.] Baseado nos termos do conhecimento e a necessidade para definir competências de 4 grupos de epidemiologista com prática local,estadual,e federal: junior, médio, e senior nível de epidemiologistas,e senior supervisor ou senior “cientista”. O grupo focalizado para o desenvolvimento de competências foi o grupo 2 ( práticos do nível médio que foi revisado após o painel e recebeu contribuições. As competências do grupo 2 foram utilizadas como base para o desenvolvimento das competências do grupo 1( nível de entrada, junior) e grupo 3a e 3b ( nível de supervisor- e “cientista” senior ). ESPM

7 Solicitando [input]contribuição para esboço das competências Depois de criar o primeiro esboço [draft] para competências do grupo 2, o painel desenvolveu um inquérito para coletar de maneira retroativa as práticas e adequação as comunidades acadêmicas e validade da relação de proposta de competências. O inquérito apresentou para todos um alto nível de propostas de competências dentro de cada domínio de habilidades e conhecimento e para cada competência perguntada: 1-Você realiza esta tarefa,e se sim, qual a freqüência ? 2-É esta competência apropriada[adequada] para um epidemiologista do grupo 2 ? ESPM

8 4 grupos de epidemiologia aplicada a prática[1] Grupo Exemplos de responsabilidade funcional Exemplos de critérios educacional e experiência Grupo 1:nível de Realiza simples coleta de dados, análise e Recentemente graduado entrada ou epidemiologista informam [notificam] em apoio a vigilância com mestrado e experiência básico[ nível de entrada básico e investigação epidemiológica mínima mas de um Inclui pessoas que podem programa com foco não ser tituladas. em epidemiologia ou análise/ um epidemiologista monitoramento/avaliação; que realiza funções ou de epidemiologia em tempo graduado ou outro parcial grau ou certificação sem treinamento formal acadêmico em epidemiologia com > ou = 2 anos de experiência realizando o trabalho sob orientação de epidemiologista do grupo 2 ou grupo 3. ESPM

9 4 grupos de epidemiologia aplicada a prática[2] Grupo Exemplos de responsabilidade funcional Exemplos de critérios educacional e experiência Grupo 2: realiza simples,mais complexa, e coleção de dados Mestrado com foco em Epidemiologista fora da rotina,analisa, e interpreta tarefas e epidemiologia com + ou - pode trabalhar independentemente experiência em epidemiologia ou pode supervisionar em agencias de saúde pública uma unidade, pode servir como líder de projeto ou Doutor em epidemiologia; ou coordenador da vigilância epidemiológica outros profissionais não epidemiologistas[PhD] ou com certificação de treinamento específico em epidemiologia [ MPH,programa de Serviço de inteligência epidemiológica] ou anos de realizar experiência em epidemiologia sob orientação de epidemiologista do grupo 3 ESPM

10 4 grupos de epidemiologia aplicada a prática[3] Grupo Exemplos de responsabilidade funcional Exemplos de critérios educacional e experiência Grupo 3[ a e b]: Nível senior de 3 a: Supervisor ou gerente,diretor de Epidemiologista secção superior, programa, ou escritório descrição do grupo 2 com de agencia de saúde pública experiência adicional 3 b: Cientista senior / especialista[“experto”] na área de epidemiologia [focalizado] ESPM

11 Resumo: estabelecimento de competência p/ epidemiologista do grupo 2 [1] Domínio/habilidade : Analítico/Avaliativo 1.Identificar problemas de saúde pública da população 2.Conduzir atividades de vigilância epidemiológica 3.Investigar condições agudas e crônicas e outros resultados adversos na população 4.Aplicar os princípios de boa ética e prática legal, relacionadas a desenhos de estudos e a coleta de dados,disseminação, e uso destas 5.Gerenciar dados da vigilância,investigações, e outras fontes 6.Análise de dados de investigação e estudos epidemiológicos 7.Resumir/sintetizar resultados da análise e apontar/dirigir conclusões 8.Recomendar intervenções baseadas em evidências e controlar medidas que respondam aos achados epidemiológicos Domínio/habilidade : Ciências básicas da saúde pública 1.Uso corrente das causas das doenças p/ guiar a prática epidemiológica 2.Uso de recursos de laboratório para apoio das atividades epidemiológicas 3.Aplicar princípios de informática, incluindo a coleção de dados, processamento, e análise,em apoio a prática epidemiológica ESPM

12 [2] Domínio/habilidade : Comunicação 1.Preparar informes escritos e orais e apresentações p/ comunicar informação necessária em audiências profissionais, decisores políticos e público em geral 2.Demonstrar o princípio básico de informação de risco 3.Incorporar capacidades/habilidades em informação com a agencia pessoal, colegas, e público 4.Usar com efetividade tecnologias de comunicação Domínio/habilidade : Prática em dimensões da comunidade 1.Fornecer informação e apoio a estudos epidemiológicos, programas de saúde pública, processos de planejamento de saúde pública e da comunidade aos estados,regiões,municípios, local e em nível étnico/tribal 2.Participar no desenvolvimento de parcerias com a comunidade para apoiar investigações epidemiológicas ESPM

13 [3] Domínio/habilidade : Competência cultural 1.Descrever a população por etnicidade,cultura,sociedade,educacional, bases profissionais;idade,gênero;religião, incapacidade; orientação sexual 2.Estabelecer relações com grupos de interesses especiais ( Ex:grupos minoritários ou em condições de desvantagem, sujeitos a desigualdades sociais e de saúde,grupo historicamente sub-representados) 3.Desenhar e definir sistemas de vigilância epidemiológica para incluir grupos que apresentam desigualdades em saúde ou outros grupos potencialmente sub-representados, usando categorias padrões disponíveis 4. Conduzir investigações usando linguagens e abordagens definidas para a população sob estudo 5. Usar categorias ou sub-categorias na análise de dados 6. Usar o conhecimento de fatores culturais específicos entre a população, para interpretar os resultados[achados] 7. Recomendar ações de saúde pública que são relevantes para a comunidade atingida[afetada] ESPM

14 [4] Domínio/habilidade : Planejamento financeiro e gerência ( planejamento operacional, gerenciamento de habilidades) 1. Conduzir atividades epidemiológicas de acordo com o plano financeiro e operacional da agencia/instituição 2. Apoiar o desenvolvimento fiscal de acordo com a verba/orçamento para apoio das atividades definidas no plano de ação, operacional e que esteja consistente com as regras financeiras da agencia/instituição 3. Implementar os planos de ação, operacionais e financeiros 4. Apoiar na preparação dos propósitos/objetivos com fundos extra muros [externos] 5. Usar habilidades de gerenciamento 6. Usar habilidades que possibilitem colaborações, fortes parcerias, e uma equipe [time] que realize a construção de programas objetivos de epidemiologia ESPM

15 [5] Domínio/habilidade : Liderança e sistemas de pensamento 1. Apoiar e realizar a perspectiva epidemiológica no processo de planejamento estratégico da agencia/instituição 2. Promover a “teoria de programa” [ visão, enfoque/”filosofia”, diretrizes e procedimentos ] de todos os programas e atividades 3. Usar medidas para avaliar e promover e implementar programa epidemiológicos efetivos 4. Promover o desenvolvimento do grupo de trabalho/ força tarefa 5. Preparar-se para respostas de emergências Domínio/habilidade : Desenvolvimento de política/programa/planejamento 1. Trazer e buscar perspectivas epidemiológicas e análise de políticas de saúde pública ESPM

16 Exemplo de competência primária e sub-competências estabelecidas em domínio/habilidade: Análise/avaliação, para o nível do grupo grupo 1:epidemiologista grupo 2 :epidemiologista grupo 3 : epidemiologista grupo 3 b :cientista básico nível médio senior, supervisor / gerente senior /especialista em det.área __________________________________________________________________________________________________________________________ A.Reconhecer problemas A.Identificar problemas A. Assegurar a identificação A. Validar a de S.P na população de S.P na população dos problemas de S. P na pop. Identificação dos problemas de S.P / pop __________________________________________________________________________________________________________________________ 1.Reconhecer a 1.Usar o pensamento 1.Assegurar que pensamento 1.Sintetizar achados chave existência de um crítico p/ determinar quando crítico seja usado p/ deter- de processos de pensamento problema de S.P um problema de S. P existe minar quando existe problema críticos p/ determinar quando a.Listar dados a. Identificar dados relevantes de S.P existe um problema de S.P relevantes dentro e e fontes de informação dentro a.Validar a relevância de dados a.Usar dados relevantes e fora do sistema de S.P e fora do sistema de S.P e fontes de informação dentro fontes de informação dentro b.Apoiar a síntese dos b.Sintetizar os dados existentes e fora do sistema de S.P e fora do sistema de S.P dados existentes e e informação em uma determina- b.Verificar a confiabilidade[acurácia] b. Sintetizar os dados existentes informação dentro ção de números esperados de e números observados de casos e informação dentro de uma de um determinado casos ou resultados na ou resultados na população determinação esperada e limiar de prevalência população c.Assegurar a confiabilidade de números observados de casos de valores(Ex:linha de c.Determinar os valores limites [ex : linha de base de carga ou resultados entre a população base da carga,prevalência [ex: linha de base da carga de doença, prevalência de c. Validar os valores limites de comportamento de doença] p/ ações de S.P comportamento de risco calculados[ex : linha de de risco) p/ ações de S.P d.Conduzir busca [pesquisa] completa d. Verificar a completude e base de carga de doença, d.N/A da literatura e dados base usando confiabilidade de buscas comportamento de risco ] p/ e.N/A ferramentas de busca e métodos de literatura e dados base de S.P ação de S.P f.N/A relevantes p/ problemas específicos e.Verificar o risco de saúde na d.Sintetizar os resultados de e. Quantificar a população em risco população base buscas de literatura científica e f.N/A f. Decidir quando obter “expertise” linha de base de dados fora da agencia p/ apoiar e. Verificar riscos em saúde tomada de decisão com base populacional f. Determinar quando”expertise” adicional externa é necessária para apoiar a tomada de decisão OBS:  Como no exemplo acima deve-se fazer para cada área de domínio / habilidade ESPM

17 Perguntas Será que os nossos professores de epidemiologia estão devidamente habilitados, com domínio para formar os novos epidemiologistas necessários ao Brasil ? Será que os nossos alunos de epidemiologia estão saindo “minimamente” preparados para enfrentar a “realidade epidemiológica” do país ? [Tanto para o ensino como para a pesquisa ] Será que os currículos, ementas, atividades da formação do epidemiologista estão adequados as necessidades do Brasil ?  É precisamos analisar,avaliar e discutir ! ESPM

18 Referencia bibliográfica Developing Competencies for Applied Epidemiology : From Process to Product. Public Health Reports / 2008 Supplement / Volume 123 Pós-graduação em epidemiologia em saúde pública e meio ambiente-Disciplinas e linhas de pesquisa [ ] ESPM


Carregar ppt "Desenvolvendo competências em epidemiologia:do processo ao produto Avaliação Material elaborado e adaptado."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google