A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tema: A afetividade e suas alterações Componentes: Larissa Cunha Raíra de Morais Vanne Marques.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tema: A afetividade e suas alterações Componentes: Larissa Cunha Raíra de Morais Vanne Marques."— Transcrição da apresentação:

1 Tema: A afetividade e suas alterações Componentes: Larissa Cunha Raíra de Morais Vanne Marques

2 Definição Afetividade é um termo genérico que compreende várias modalidades de vivências afetivas, como o humor, as emoções e os sentimentos. Os tipos básicos de vivências afetivas que compõem a afetividade são: Humor ou estado de ânimo Emoções Sentimentos Afetos Paixões

3 Humor Também conhecido como estado de ânimo, o humor consiste no tônus afetivo do indivíduo, isto é, o estado emocional em que a pessoa se encontra em determinado momento. O humor transpõe toda a experiência psíquica, sendo capaz de ampliar ou reduzir o impacto das experiências reais, alterando muitas vezes a natureza e o sentido das experiências vivenciadas. Paim (1986): confluência entre a vertente somática e a psíquica.

4 Emoções São reações afetivas agudas, momentâneas, desencadeadas por estímulos significativos. Também definidas como um estado afetivo intenso, de curta duração, originado geralmente como a reação da pessoa a certas excitações internas ou externas, conscientes ou inconscientes. Juntamente com o humor, as emoções revelam sempre a unidade psicossomática básica do ser humano.

5 Sentimentos São mais estáveis, intensos e menos reativos a estímulos passageiros, quando comparados com as emoções. Também diferentemente das emoções, os sentimentos constituem um fenômeno mais mental que somático. São associados a conteúdos intelectuais, valores e representações, dependendo assim das palavras na língua e na cultura de cada povo, que possam codificar o estado afetivo em questão. A ordenação dos sentimentos em pólos como agradável e desagradável e, em grupos de acordo com sua tonalidade afetiva (sentimentos da esfera da alegria, da tristeza...).

6 Afetos Afeto é a qualidade que acompanha uma idéia. Em outras palavras, seria o componente emocional de uma idéia.

7 Paixões A paixão é um estado afetivo completamente intenso que domina a atividade psíquica como um todo, sendo capaz de dirigir a atenção e o interesse do indivíduo em uma única direção, inibindo os demais interesses. As idéias de Charles Darwin (1955) e as emoções universais sugeridas por Brown(1991) - (dor, esperança, alegria, medo, raiva, orgulho...).

8 O Dualismo entre Emoção e Razão Guillaume (1967). Autores como Berdiaeff e Scheller. A extrema valorização da emoção no processo de conhecimento patrocinada por alguns existencialistas.

9 Catatimia e Reação Afetiva Segundo Bleuler (1942), catatimia consiste na influência que a vida afetiva exerce nas outras funções psíquicas, como na atenção, na memória e na sensopercepção. Reação afetiva consiste nas respostas dadas pelo indivíduo em relação à afetividade. São estas: Sintonização afetiva Irradiação afetiva Condição de rigidez afetiva.

10 Teorias e Dimensões da Afetividade Teoria de James-Lange: A base das emoções deveria se situar na periferia do corpo, especificamente nas reações do sistema nervoso autônomo periférico. De acordo com tal teoria, primeiramente ocorrem as mudanças corpóreas, posteriormente a percepção do fato excitante e a emoção é o que sentimos dessas mudanças.

11

12 Aspectos cerebrais e neuropsicológicos das emoções Teoria de Papez-MacLean: o sistema límbico e as emoções: A base cerebral das emoções compreenderia o hipocampo, o fórnice, os corpos mamilares, o hipotálamo, ao núcleos talâmicos anteriores e o giro cingulado no lobo frontal. Formulação do circuito cerebral das emoções: destaque para o hipocampo na área da expressão emocional e, para o giro cingulado na região receptora da experiência emocional.

13 Aspectos cerebrais e neuropsicológicos das emoções Teoria de Papez-MacLean: MacLean propõe em 1952 o sistema límbico das emoções, no qual o hipotálamo e o córtex cerebral possuem grande importância. Sistema límbico seria o sistema central na integração das emoções, que englobaria estruturas corticais como o córtex límbico frontotemporal, o hipocampo e o giro cingulado e, também estruturas sucorticais como a amígdala, os núcleos septais, o hipotálamo, os núcleos anteriores do tálamo e, em parte, os núcleos da base.

14 Aspectos cerebrais e neuropsicológicos das emoções Teoria de Papez-MacLean: Destaque nas estruturas cerebrais: I. Amígdala: participação nas reações de medo (condicionamento do medo) através principalmente de seus núcleos lateral e central, e em reações de estímulos mais complexos ligados à linguagem e aos símbolos lingüísticos. II. Córtex orbitofrontal: intensamente relacionado a respostas emocionais e aprendizado rápido após estímulos emocionalmente carregados.

15 Aspectos cerebrais e neuropsicológicos das emoções III. Circuito septo-hipocampal: ligado às experiências de ansiedade. IV. A porção medial do lobo frontal: lesões nessa região dificultam o reajuste de respostas a estímulos afetivamente significativos, explicando por exemplo a resistência à extinção de certos padrões comportamentais e emocionais. O giro cingulado localizado nessa área merece grande destaque no controle das emoções. V. Lobo parietal direito: recebe projeções da amígdala, permitindo que os estímulos emocionais sejam integrados a aspectos objetivos da consciência e da memória declarativa (consciente).

16

17 Aspectos Psicodinâmicos da Afetividade Concepção Freudiana: Clínica dos Afetos Noções de Angústia Luto e Melancolia Concepção de Melanie Klein: Relações de Objeto Afetos Primários do bebê

18 Alterações Patológicas da Afetividade Alterações do Humor: Distimia Como sintoma: alteração básica do humor, tanto no sentido da inibição como da exaltação. Como transtorno: rebaixamento crônico do humor, persistente por pelo menos 2 anos, mas não chega a satisfazer os critérios de um transtorno depressivo maior. Disforia Quadro de distimia acompanhado de uma afetividade desagradável, mal-humorada. Fortes componentes de irritação, amargura, desgosto ou agressividade.

19 Alterações Patológicas da Afetividade Timopatias Os dois pólos básicos das alterações do humor. Hipotimia é o pólo depressivo. Hipertimia é o pólo da exaltação e da alegria. Ciclotimia Instabilidade persistente do humor que comporta períodos de depressão ou leve elação (sentimento de expansão e engrandecimento do eu), nenhum deles suficientemente grave ou prolongado para responder aos critérios de um transtorno afetivo bipolar.

20 Alterações Patológicas da Afetividade Puerilidade Alteração do humor caracterizada pelo aspecto infantil, simplório, regredido. Moria Forma de alegria pueril, boba, ingênua. Irritabilidade Patológica Hiper-reatividade desagradável, hostil e eventualmente agressiva a estímulos (mesmo leves) externos.

21 Alterações Patológicas da Afetividade Depressão – Síndromes Depressivas Critérios para diagnóstico: -Humor Deprimido -Desânimo, perda do interesse -Apetite -Sono -Anedonia (incapacidade de sentir prazer em várias esferas da vida) -Fadiga, perda de energia

22 Alterações Patológicas da Afetividade -Pessimismo -Baixa auto-estima -Concentração prejudicada -Irritabilidade -Pensamentos de morte ou suicídio -Retardo/agitação psicomotora

23 Alterações Patológicas da Afetividade Subtipos: 1.Episódio ou Fase Depressiva 2. Distimia 3. Depressão Atípica 4. Depressão tipo Melancólica ou Endógena 5. Depressão Psicótica 6. Estupor Depressivo 7. Depressão Agitada ou Ansiosa 8. Depressão Secundária ou Orgânica

24 Alterações Patológicas da Afetividade Síndromes Maníacas Sinais e Sintomas: -Aumento da auto-estima -Elação -Insônia -loquacidade e Logorréia (produção verbal rápida fluente e podendo ser desconexa) -Pressão pra falar -Distraibilidade

25 Alterações Patológicas da Afetividade -Agitação Psicomotora -Irritabilidade -Arrogância -Heteroagressividade -Desinibição social e sexual -Compulsão por compras -Idéias de grandeza

26 Alterações Patológicas da Afetividade Transtorno Afetivo Bipolar Transtorno do Humor Induzido por Substâncias: Com Características Depressivas Com Características Maníacas Com Características Mistas Com Início Durante a Intoxicação Com Início Durante a Abstinência

27 Alterações Patológicas da Afetividade Substâncias específicas: Os Transtornos do Humor podem ocorrer em associação com a intoxicação com as seguintes classes de substâncias: álcool; anfetamina e substâncias assemelhadas; cocaína; alucinógenos; inalantes; opióides; fenciclidina e substâncias assemelhadas; sedativos, hipnóticos e ansiolíticos; e outras substâncias ou substâncias desconhecidas. Os Transtornos do Humor podem ocorrer em associação com a abstinência das seguintes classes de substâncias: álcool; anfetamina e substâncias assemelhadas; cocaína; sedativos, hipnóticos e ansiolíticos; e outras substâncias ou substâncias desconhecidas.

28 Ansiedade, Angústia e Medo Ansiedade x Angústia Estado de humor desconfortável Sensação de aperto no peito e na garganta Apreensão negativa quanto ao futuro Compressão, Sufocamento Inquietação Interna Conotação corporal Manifestações fisiológicas relacionada ao passado -taquicardia, sudorese, tensão muscular, Tontura, etc Medo: tem um direcionamento (medo de).

29 Ansiedade, Angústia e Medo Escola Psicanalítica: Angústia de Castração Angústia de Morte ou Aniquilamento Ansiedade Depressiva Ansiedade Persecutória ou Paranóide Angústia da Separação

30 Ansiedade, Angústia e Medo Escola Existencial: Angústia Existencial Ser-aí, Ser-com-o-outro, Ser-para-a-morte, Livre- arbítrio. Escola Comportamentalista e Cognitivista: Ansiedade de Desempenho Ansiedade Antecipatória

31 Ansiedade, Angústia e Medo Síndromes Ansiosas Ansiedade Generalizada Crise de Pânico Transtorno do Pânico Síndrome Mista de Ansiedade e Depressão

32 Alterações das Emoções e Sentimentos Apatia - diminuição da excitabilidade afetiva e emotiva. - Estado afetivo próprio dos quadros depressivos, apesar de poder ocorrer de forma inespecífica em um grande número de transtornos mentais. Hipomodulação Afetiva- incapacidade do paciente de modular a resposta afetiva de acordo com a situação existencial, indicando rigidez na sua relação com o mundo. Inadequação do afeto ou Paratimia - relação completamente incongruente as situações existenciais ou a determinados conteúdos ideativos, revelando desarmonia profunda da vida psíquica, contradição profunda entre a esfera ideativa e a afetiva.

33 Alterações das Emoções e Sentimentos Pobreza de sentimentos e Distanciamento afetivo- perda progressiva e patológica das vivências afetivas. - Ocorre nas síndromes psico-orgânicas, nas demências e em algumas formas de esquizofrenia. Embotamento afetivo - perda profunda de todo tipo de vivência afetiva. - Ocorre tipicamente nas formas negativas, deficitárias de esquizofrenia. Sentimento de falta de sentimento - é a vivência da incapacidade para sentir emoções, experimentada de forma muito penosa pelo paciente. - Pode ocorrer em formas depressivas graves.

34 Alterações das Emoções e Sentimentos Anedonia - é a incapacidade de sentir prazer com determinadas atividades e experiências da vida. - É sintoma central nas síndromes depressivas podendo ocorrer também nos quadros de esquizofrenia crônica, em transtornos da personalidade e em formas graves de neuroses. Indiferença afetiva - frieza afetiva incompreensível diante dos sintomas que o paciente apresenta. Labilidade afetiva e Incontinência afetiva - são estados nos quais ocorrem mudanças súbitas de humor, sentimentos ou emoções. - Ocorrem em quadros de depressão ou mania, estados graves de ansiedade e esquizofrenia.

35 Alterações das Emoções e Sentimentos Ambivalência afetiva - é o termo que designa sentimentos opostos para um mesmo estímulo ou objeto, sentimentos que ocorrem de modo absolutamente simultâneo. Neotimia - é a designação para sentimentos e experiências afetivas inteiramente novos vivenciados por pacientes psicóticos. Medo - é um estado de progressiva insegurança e angústia, de impotência e invalidez crescentes ante a impressão iminente de que acontecerá algo que o indivíduo quer evitar, ou que se considera incapaz de fazer. É dividido em seis fases de acordo com a imensidão e extensão que nele alcançam as manifestações de inativação. São elas: prudência, cautela, alarme, ansiedade, pânico e o terror.

36 Alterações das Emoções e Sentimentos Fobias - são medos determinados psicopatologicamente, desproporcionais e incompatíveis com as possibilidades de perigo real oferecidas pelos desencadeantes, chamados de objetos ou situações fobígenas. Pânico - é uma reação de medo intenso, de pavor, geralmente relacionada ao perigo imaginário de morte iminente, descontrole ou desintegração. - Se manifesta quase sempre como crises de pânico. Ciúme - é um fenômeno emocional complexo, no qual o indivíduo sente receio, medo, tristeza ou raiva diante da idéia, sensação ou certeza de que a pessoa amada gosta mais de outra pessoa (ou objeto) e pode abandoná-lo ou preteri-lo. Inveja - é a sensação de desconforto, raiva e angústia diante da constatação de que a outra pessoa possui objetos, qualidades, relações que o indivíduo gostaria de ter, mas não tem.

37 Referências bibliográficas Dalgalarrondo, Paulo (2000). Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais, Porto Alegre: Artes Médicas Sul. Henriques, Rogério Paes. Psicopatologia Crítica: Guia Didático para Estudantes e Profissionais de Psicologia. Trecho do filme “Patch Adams- O amor é contagioso”.


Carregar ppt "Tema: A afetividade e suas alterações Componentes: Larissa Cunha Raíra de Morais Vanne Marques."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google