A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas Urbanos, Padrões de Uso da Terra, Saúde & Ambiente Inter e Intra-Institutional Research Groups INPE-OBT CCST, Maio de 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas Urbanos, Padrões de Uso da Terra, Saúde & Ambiente Inter e Intra-Institutional Research Groups INPE-OBT CCST, Maio de 2011."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas Urbanos, Padrões de Uso da Terra, Saúde & Ambiente Inter e Intra-Institutional Research Groups INPE-OBT CCST, Maio de 2011

2 urbanização socioecológica Estudar os processos de urbanização no Brasil e suas relações com cenários de mudanças ambientais e climáticas, através de novas técnicas e metodologias geoespaciais que permitam colocar em perspectiva a realidade socioecológica dentro dos estudos de impacto e adaptação. Em particular observando a partir da mediação pelos territórios urbanos suas interfaces com as Dinâmicas de Uso e Cobertura e seus reflexos nas Situações de Saúde. FOCO

3 Graduate Program Earth System Science Graduate Program Remote Sensing & GIScience Graduate Program Applied Computer Science Geographically-Aware Complex Network Research Group Territory and Inequalities Research Group Inter and Intra-Institutional Research Groups Biodiversity Integrated Modeling Research Group Socio-Ecological Systems Studies Arranjo Institucional

4 Urban Systems Studies Patterns and Processes of Land Use and Land Cover Change Public Health and Environmental and Climatic Changes Biodiversity Integrated Modeling Population Dynamics and Human Settlements Territorial-based Inequalities and Segregation Measures Computational Environments for SSE Modeling and Simulation Research Groups Problem-Oriented, Empirically Based, Field-work evidence, Real Territories as Experimental Sites ( neighbourhoods, cities, regions) Modeling&Simulation as a Mediator Object Socio-Ecological Systems-SSE as a Mediator Concept

5 Três Projetos Estruturantes [1] Projeto U RBIS A mazônia: Financiamento 100% Privado para Pesquisa. ITV – Instituto Tecnol ó gico da Vale Atrav é s: Atrav é s: Funda ç ão Vale ITV-DS, ITV-Desenvolvimento Sustent á vel (com sede em Bel é m, PA) (com sede em Bel é m, PA)

6 Amazônia: Urbano Contemporâneo Qual a natureza do urbano na Amazônia contemporânea? Como as redes contribuem para a construção e diferenciação dos espaços urbanos na Amazônia? Fonte: Carolina Pinho et al., 2011

7 Projeto U RBIS A mazônia Qual a Natureza do Urbano na Amazônia Contemporânea? O Papel das Redes na Constru ç ão dos Lugares e na Configura ç ão do Urbano Amazônico. Apontamentos para um novo Modelo de Desenvolvimento Urbano para a Região TerraLAB LEG Lab. Estatástica e Geoinformação Unicamp

8 Ao articular, as visões de urbanistas, economistas, ecólogos, engenheiros, geógrafos, demógrafos, sanitaristas, estatísticos, cientistas da computação, biólogos e gestores, esperamos contribuir para melhor informar sobre a natureza deste urbano e possibilitar a utilização das cidades e das novas e diversas formas socioespaciais manifestadas em pequenas e médias aglomerações populacionais na região, pelos setores público e privado, na implantação de políticas públicas ambientais e climáticas conseqüentes para a região.

9 Três Projetos Estruturantes [2] Projeto L itoral N orte- SP : Um Olhar Sistêmico Trajet ó rias de Vulnerabilidade em SSE s Trajet ó rias de Vulnerabilidade em SSE s ( Sistemas S ó cio Ecol ó gicos) ( Sistemas S ó cio Ecol ó gicos) Necessidade de uma maior compreensão das fragilidades urbanas em zonas costeiras para o estabelecimento de políticas e ações proativas de adaptação e mitigação dos impactos ambientais e redução da vulnerabilidade.

10 Como poderá ser a evolução dos padrões de vulnerabilidade socioecológica no Litoral Norte de São Paulo diante de distintos cenários sociais, políticos, ambientais e climáticos? Deslizamentos em Caraguatatuba, Índice de Vulnerabilidade Socioecológica Perfis de Ativos Fonte: Anazawa, Feitos e Monteiro, 2011 Mudan ç as Clim á ticas e Vulnerabilidade Socioecol ó gica em Zonas Costeiras : Modelagem e Simula ç ão das Dinâmicas de Ocupa ç ão Urbana do Litoral Norte Paulista.

11 Três Projetos Estruturantes [3.2] Urbaniza ç ão e suas Rela ç ões com a Dinâmica de Doen ç as Infecciosas de Transmissão Vetorial em um Cen á rio de Mudan ç as Clim á ticas e Ambientais [3.2.1] Modelagem Dinâmica Espacialmente Explícita para o Estudo da Dinâmica de Transmissão da Dengue em Cidades: Porque a Dengue Persiste? [Em submissão] [3.2.2] Malária na Amazônia. [Em submissão] [3.2.3] Hantavírus em SP. [Em submissão] [3.1] Projeto Observatorium – Observat ó rio de Clima e Sa ú de

12 Observatório Nacional de Clima e Saúde Repositótio de dados Serviços de acesso aos dados Serviços OGC AcessoVia navegadores: Via software: Saúde Clima Socio- economico Consultas, Visualização, Análises, download etc aRT

13

14 Modeling the Dynamic Transmission of Dengue Fever: Investigating Disease Persistence.Plos Neglected Tropical Diseases Fonte: MEDEIROS, Líliam César de Castro, Castilho, C. A. R., Braga, C., Souza, W. V., Regis, L., MONTEIRO, Antônio Miguel Vieira (2011). Modeling the Dynamic Transmission of Dengue Fever: Investigating Disease Persistence. Plos Neglected Tropical Diseases, 5(1): e942. doi: /journal.pntd


Carregar ppt "Sistemas Urbanos, Padrões de Uso da Terra, Saúde & Ambiente Inter e Intra-Institutional Research Groups INPE-OBT CCST, Maio de 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google