A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

APLICAÇÕES DAS LEIS DE NEWTON Aula de Física Junho de 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "APLICAÇÕES DAS LEIS DE NEWTON Aula de Física Junho de 2013."— Transcrição da apresentação:

1 APLICAÇÕES DAS LEIS DE NEWTON Aula de Física Junho de 2013

2 Dois blocos A e B de massas m e M, respectivamente, estão apoiados numa superfície horizontal perfeitamente lisa. Uma força horizontal constante de intensidade F é aplicada ao bloco A. a)Represente todas as forças que agem nos blocos A e B, assim como a aceleração que eles adquirem. b)O que ocorre com o peso e força normal que agem em cada bloco? c)Sendo f a intensidade da força que A exerce em B, qual é a intensidade da força que B exerce em A? b) As forças se equilibram, ou seja, P = N. c) f = f´ (Ação e Reação)

3 Dois blocos A e B de massas m e M, respectivamente, estão apoiados numa superfície horizontal perfeitamente lisa. Uma força horizontal constante de intensidade F é aplicada ao bloco A. d) Calcule a intensidade da aceleração (a) considerando F = 12 N, m = 1,0 kg e M = 2,0 kg. e) Qual é a intensidade da força resultante que age em A e em B? d) F R = m. a F = (m + M). a 12 = (1 + 2). a a = 12/3 = 4 m/s² e) F RA = m. a F RA = 2. 4 = 8 N. F RB = M. a F RB = 1. 4 = 4 N.

4 Dois blocos A e B de massas m = 1.0 kg e M = 2,0 kg, respectivamente, estão apoiados numa superfície horizontal perfeitamente lisa e ligados por um fio ideal. Uma força horizontal constante de intensidade F = 12 N é aplicada ao bloco B. Determine a intensidade da aceleração dos blocos e a intensidade da força de tração no fio. Aceleração dos Blocos: F R = m. a F = (m + M). a 12 = (1+2). a a = 4 m/s² Tração no fio (Bloco B) F R = m. a F – T = M. a 12 – T = 2. 4 T = 4 N

5 Dois blocos A e B de massas m = 1.0 kg e M = 2,0 kg, respectivamente, estão apoiados numa superfície horizontal perfeitamente lisa e ligados por um fio ideal. Uma força horizontal constante de intensidade F = 12 N é aplicada ao bloco B. Determine a intensidade da aceleração dos blocos e a intensidade da força de tração no fio. Aceleração dos Blocos: F R = m. a F = (m + M). a 12 = (1+2). a a = 4 m/s² Tração no fio (Bloco A) F R = m. a T = m. a T = 1. 4 T = 4 N

6 Considere dois blocos A e B de massas m = 2.0 kg e M = 3,0 kg, respectivamente. O bloco A está apoiado numa superfície horizontal perfeitamente lisa e é ligado, por um fio ideal, ao bloco B que se move verticalmente. Considere g = 10 m/s 2. Determine a intensidade da aceleração dos blocos e a intensidade da força de tração no fio. Aceleração dos Blocos: F R = m. a P B = (m + M). a M. g = (m + M). a = (2 + 3). a 30 = 5a a= 6 m/s² Tração no fio (Bloco B) F R = m. a P B – T = M. a 30 – T = 3. 6 T = 30 – 18 = 12 N

7 Considere dois blocos A e B de massas m = 2.0 kg e M = 3,0 kg, respectivamente. O bloco A está apoiado numa superfície horizontal perfeitamente lisa e é ligado, por um fio ideal, ao bloco B que se move verticalmente. Considere g = 10 m/s 2. Determine a intensidade da aceleração dos blocos e a intensidade da força de tração no fio. Aceleração dos Blocos: F R = m. a P B = (m + M). a M. g = (m + M). a = (2 + 3). a 30 = 5a a= 6 m/s² Tração no fio (Bloco A) F R = m. a T = m. a T = 2. 6 T = 12 N

8 O bloco B, apoiado numa mesa horizontal e perfeitamente lisa, está ligado por meio de dois fios ideais aos blocos A e C. A aceleração do bloco B é para a direita e tem intensidade a = 2,0 m/s 2. As massas de A e B são respectivamente 1,0 kg e 2,0 kg. Considere g = 10 m/s 2. Determine as intensidades das forças de tração nos fios e a massa do bloco C. Determinação da massa do bloco C: F R = m. a P C – P A = (m A + m B + m C ). a (m C. g) – (m A. g) = (m A + m B + m C ). a 10m C (1. 10) = ( m C ). 2 10m C – 10 = (3 + m C ). 2 10m C – 10 = m C 10m C – 2m C = m C = 16 m C = 2,0 kg

9 O bloco B, apoiado numa mesa horizontal e perfeitamente lisa, está ligado por meio de dois fios ideais aos blocos A e C. A aceleração do bloco B é para a direita e tem intensidade a = 2,0 m/s 2. As massas de A e B são respectivamente 1,0 kg e 2,0 kg. Considere g = 10 m/s 2. Determine as intensidades das forças de tração nos fios e a massa do bloco C. Tração no fio T 1 F R = m. a P C – T 1 = m C. a (m C. g) – T 1 = m C.a 2,0. 10 – T 1 = 2,0. 2 T 1 = 20 – 4 = 16 N Tração no fio T 2 F R = m. a T 2 – P A = m A. a T 2 – (m A. g) = m A. a T 2 – (1. 10) = 1. 2 T 2 = = 12 N

10 Para o sistema de blocos, considere a inexistência de atritos. As massas de A, B e C são, respectivamente, 2,0 kg, 1,0 kg e 3,0 kg. Seja g = 10 m/s 2. Determine a aceleração dos blocos, a intensidade da tração no fio que liga A e C e a intensidade da força que A exerce em B. Determinação da aceleração do sistema: F R = m. a P C = (m A + m B + m C ). a m C. g = (m A + m B + m C ). a = ( ). a 30 = 6a a = 5 m/s² Tração do Fio (Bloco C) F R = m. a P C – T = m C. a 30 – T = 3. 5 T = 30 – 15 = 15 N

11 Para o sistema de blocos, considere a inexistência de atritos. As massas de A, B e C são, respectivamente, 2,0 kg, 1,0 kg e 3,0 kg. Seja g = 10 m/s 2. Determine a aceleração dos blocos, a intensidade da tração no fio que liga A e C e a intensidade da força que A exerce em B. Determinação da aceleração do sistema: F R = m. a P C = (m A + m B + m C ). a m C. g = (m A + m B + m C ). a = ( ). a 30 = 6a a = 5 m/s² Tração do Fio (Bloco A) F R = m. a T = (m A + m B ). a T = (2 + 1). 5 T = 3. 5 = 15 N

12 Para o sistema de blocos, considere a inexistência de atritos. As massas de A, B e C são, respectivamente, 2,0 kg, 1,0 kg e 3,0 kg. Seja g = 10 m/s 2. Determine a aceleração dos blocos, a intensidade da tração no fio que liga A e C e a intensidade da força que A exerce em B. Determinação da aceleração do sistema: F R = m. a P C = (m A + m B + m C ). a m C. g = (m A + m B + m C ). a = ( ). a 30 = 6a a = 5 m/s² Intensidade da força do bloco A exerce em B. F R = m. a F RAB = m B. a F RAB = 1. 5 F RAB = 5 N


Carregar ppt "APLICAÇÕES DAS LEIS DE NEWTON Aula de Física Junho de 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google