A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. CONCEITOS BÁSICOS: Agente físico capaz de provocar deformação e/ou variação de velocidade no corpo ao qual é aplicado. É uma grandeza vetorial. FORÇA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. CONCEITOS BÁSICOS: Agente físico capaz de provocar deformação e/ou variação de velocidade no corpo ao qual é aplicado. É uma grandeza vetorial. FORÇA."— Transcrição da apresentação:

1

2 1. CONCEITOS BÁSICOS: Agente físico capaz de provocar deformação e/ou variação de velocidade no corpo ao qual é aplicado. É uma grandeza vetorial. FORÇA ( F )

3 TIPOS DE FORÇA: Exemplos: Atrito, Força Normal. FORÇA DE CONTATO: Surge quando há ligação material entre o corpo que aplica a força e o corpo que sofre a ação da força. Exemplos: Peso, Força magnética. FORÇA DE CAMPO: Surge quando há interação entre o corpo que aplica a força e o corpo que sofre mesmo à distância.

4 MASSA (m) Pode ser entendida como a quantidade de matéria contida no corpo. É uma grandeza escalar. Unidade de medida: SIQuilograma (kg) C.G.SGrama (g) Outras:Tonelada (t), miligrama (mg).

5 EQUILÍBRIO Situação em que o corpo mantém sua velocidade vetorial constante no decorrer do tempo. Pode-se resumir em aceleração vetorial nula. Equilíbrio estático Equilíbrio dinâmico REPOUSO M.R.U.

6 INÉRCIA Propriedade da matéria de resistir a qualquer alteração em seu estado dinâmico. A massa de um corpo é uma medida de sua inércia. Quanto maior a massa maior a inércia.

7 1ª Lei de Newton PRINCÍPIO DA INÉRCIA Todo corpo tende, por inércia, a permanecer em seu estado inicial de equilíbrio a menos que uma força resultante diferente de zero, provoque alteração neste estado.

8 REFERENCIAL INERCIAL As Leis de Newton só são válidas quando aplicadas em relação aos chamados REFERENCIAIS INERCIAIS. REFERENCIAIS INERCIAIS são aqueles desprovidos de aceleração, ou seja, referenciais em repouso ou em M.R.U.

9 2ª Lei de Newton PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA DINÂMICA Características da FORÇA RESULTANTE: Modulo: Direção: Sentido: A mesma da aceleração. O mesmo da aceleração.

10 UNIDADES DE MEDIDA DE FORÇA kgm/s²Newton (N) MKS (SI) CGS Dyna (dyn)gcm/s² Relações: 1N = 10 5 dyn 1kgf = 9,8N 1kgf = 9, dyn

11 3ª Lei de Newton PRINCÍPIO DA AÇÃO E REAÇÃO A toda ação corresponde uma reação de mesma DIREÇÃO, mesma INTENSIDADE, mas de SENTIDO oposto ao da ação.

12 A B Reação Ação O corpo que aplica a AÇÃO sofre a REAÇÃO. AÇÃO e REAÇÃO não se anulam pois atuam em corpos diferentes. A B

13 FORÇA PESO (P) P -P m Interação entre a Terra e o corpo devido ao campo gravitacional terrestre. Modulo: Direção: Sentido: P = m.g Vertical. Para baixo. Ação Reação A REAÇÃO À FORÇA PESO ESTÁ NO CENTRO DA TERRA. NÃO HÁ SITUAÇÃO EM QUE ESSA REAÇÃO SEJA OUTRA FORÇA!!

14 Ação Reação FORÇA NORMAL DE APOIO (N) Força aplicada por uma superfície ao corpo, quando pressionada pelo mesmo. mesa N -N P -P Pelo princípio da ação e reação, a mesa aplica a normal sobre o corpo e o corpo aplica a reação sobre a mesa. Observe que a força que o corpo aplica sobre a mesa é a NORMAL e não o PESO!!! PESO e NORMAL não são ação e reação!!! (Atuam no mesmo corpo). A reação à NORMAL está na mês e a reação ao PESO está na Terra.

15 UFBA 2007 – 1ª FASE As artes plásticas inspiram reflexões em diversas áreas do saber. No que se refere às Ciências Naturais, a partir dos elementos que integram o trabalho do artista, podem ser feitas reflexões, expressas corretamente nas seguintes proposições: (08) Os módulos do peso da jarra e da normal exercida pela superfície de apoio constituem, na Mecânica Clássica, o par ação-reação da terceira lei de Newton. FALSA


Carregar ppt "1. CONCEITOS BÁSICOS: Agente físico capaz de provocar deformação e/ou variação de velocidade no corpo ao qual é aplicado. É uma grandeza vetorial. FORÇA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google