A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Atores, Práticas, Pesquisas Europeias e Internacionais para a sustentabilidade Fazer mais com menos Fazer no local mas fazer melhor Léo DAYAN www.apreis.org.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Atores, Práticas, Pesquisas Europeias e Internacionais para a sustentabilidade Fazer mais com menos Fazer no local mas fazer melhor Léo DAYAN www.apreis.org."— Transcrição da apresentação:

1

2 Atores, Práticas, Pesquisas Europeias e Internacionais para a sustentabilidade Fazer mais com menos Fazer no local mas fazer melhor Léo DAYAN www.apreis.org Pesquisas Informações Conselhos Professor - Universidade de Paris I Sorbona Diretor cientifico do laboratório - Rede mundial APREIS A ECOLOGIA INDUSTRIAL

3 O Mato Grosso Junho de 2006Junho de 2002 desflorestamento

4 * A reciclagem do plástico não reduz o fluxo dos materiais, acrescenta aditivos químicos e suas inocuidades, que acima de tudo, é incerta. * Somente 5% dos produtos das economias da América do Norte são passíveis de utilização até cinco meses apos suas compras. * Em seis bilhões de humanos : um bilhão está sem emprego e um outro bilhão vive em extrema pobreza. E enquanto o numero de internautas representa 11% da população e 90% destes reside no "Norte", aqueles que não tem acesso à eletricidade representam ainda 2 bilhões. alarmantes & tristes cálculos O dia em que cada individuo do "Sul" viver como um individuo do "Norte", nos serão necessários 5 planetas.

5 Uma pergunta … Como aumentar as eficiências das empresas e a atracção dos territórios para poder responder às necessidades crescentes de uma população humana em constante aumento … … sem aumentar os fluxos e os estoques de material, de energia e de resíduos ?

6 O funcionamento dos sistemas naturais… Um ecosistema natural é resistente e relativamente estável graças à diversidade das espécies dispostas em teia complexa de inter-relações e de interações. Suas relações são mantidas por processos que se auto-organizam e formam um elo, no lugar de serem controlados por níveis superiores

7 UMA NECESIDADE IMPERATIVA É preciso COOPERAR para poder operar com soluções locais globalmente coerentes economicamente eficientes socialmente equitáveis … e sedutoras

8 Sustainable Development Desarrollo Sostenible Développement Durable Um novo objeto do saber e do saber fazer a liga - o ligado - o ligante O Desenvolvimento Sustentável

9

10 1 T CANA AÇÚCARES 153 KG BAGAÇO (50% UMIDADE) 276 KG PALHA (15%UMIDADE) 165 KG 608 x 10 3 KCAL 598 x 10 3 KCAL 512 x 10 3 KCAL 1 T-CAMPO 1718 x 10 3 KCAL 1,2 BARRIS PETRÓLEO 1 BARRIL DE PETRÓLEO 1386 x 10 3 KCAL ~ = A ENERGIA DA CANA-DE-AÇÚCAR

11 CRESCIMENTO DA OFERTA DE CANA TOTAL NO BRASIL Fonte: UNICA – Outubro/2006 SAFRA 2006/07425 MILHÕES T.C. SAFRA 2012/13685 MILHÕES T.C. AUMENTO DA OFERTA260 MILHÕES T.C. (61%)

12 O que é o Setor no Mato Grosso do Sul Geração de Empregos 16.000 Empregos Diretos 64.000 Empregos Indiretos Produção Anual - Safra 05/06 Cana - 9.037.918 toneladas Açúcar - 402.009 toneladas Álcool - 495.597 m³ Área Cultivada: 146.580 Hectares

13

14 PRODUÇÃO CANAVIEIRA NO MS – 2.012 I.Produção Atual (2.006) - 11 milhões t.c. II.Expansão da Produção - Cenário para 2.012 : - Novas U.P : 15 Unidades x 2,0 milhões t.c. = 30 milhões t.c. - Ampliação da Produção Atual: 10 Unidades x 1 milhão t.c. = 10 milhões t.c. III.Produção Anual Total: 11+ 30 + 10 = 51 milhões t.c./ano

15 A abordagem " end of pipe " Cada nova tecnologia de purificação da água aperfeiçoa o sistema…Mas o que acontece com as substancias nocivas retidas nos filtros das estações de tratamento? Não desaparecem, elas voltam aos ares ou aos solos …antes de repoluir a água. Os ecossistemas não são fechados. O sustentável … Um fardo sem fim ? Uma ambição sem futuro ? O exemplo da água

16 A economia da sustentabilidade - a ecologia industrial – tem uma visão Desconectar o acréscimo das performances econômicas e dos fluxos financeiros de acréscimo dos fluxos de material A desmaterialização sistêmica da economia Aumentar a intensidade produtiva dos recursos naturais Proceder à recirculação dos recursos naturais no quadro de áreas econômicas regionais pertinentes

17 Descrever o sistema industrial como uma certa configuração dinâmica de fluxo e de estoques de material, energia, resíduos e informações. Analisar o metabolismo dos componentes biofísicos " from cradle to cradle para reduzir quantitativamente e dominar qualitativamente os fluxos e estoques de material, energia e resíduos Conceituar e reconstruir a economia como um ecossistema A ecologia industrial

18 Privilegiar mais a produtividade dos recursos e a qualidade da informação que a do trabalho A ecologia industrial, uma estratégia global Acrescentar os fluxos financeiros da empresa e as performances econômicas globais reduzindo os custos dos insumos, da regulamentação e do tratamento dos resíduos Associar localmente inserção social, ética de negócios e inovação tecnológica Promover os recursos locais Privilegiar a venda/compra do serviço do produto ao produto em si mesmo Minimizar as emissões e os vazamentos dissipativos Descarbonizar a energia Valorizar os resíduos como recursos

19 Otimizar uma atividade no elo produtivo local e no ciclo econômico global Por em operação as ligações éco-industriais Desenvolver a parceria estratégica privada-pública-sociedade civil Identificar as complementaridades e as sinergias industriais de proximidade. Encontrar as associações e as biocenoses ao redor de atividades econômicas e de espécies industriais chaves Transformar os grupos de interesses em partes tomadoras Reaproximar sites de abastecimento e sites de desabastecimento

20 Práticas de desmaterialização Eco- parques industriais Eco- pólos de eco-atividades Eco- territórios de redes Eco- redes de territórios Pólos de atividades éco-integradas Pólos de eco-atividades Performance ambiental & Competitividade econômica Atratividade territorial & Realocação dos empregos …virtuais ou físicos…

21 A ECONOMIA DA RECIPROCIDADE Economia anual : 15 000 - Pay back < 5 ans UM ECO – PARQUE INDUSTRIAL. Kalundborg, Danemark Uma simbiose industrial focada num fluxo de energia comun e seus sub produtos: os residuos de uns são os insumos dos outros

22 UM ECO – POLO DE ECO - ATIVIDADES PHILIPS ECO – EMPRESA CENTER Minneapolis – Minnesota. USA UMA ECONOMIA INTERATIVA DA LIGA LOCAL iluminação artificial inútil de dia Um modele ecológico dos mais performantes no mundo Um uso exemplar dos recursos e competência locais 90% de recursos locais.79% de materiais usados e re-fabricados 18 PME tecnológicas, industriais ou comerciais trocam resíduos ou/ e informações 240 empregos num quarteirão deserdado

23 34 empresas inscritas ao programa de éco eficiencia 2003 1569 toneladas de resíduos sólidos reciclados 119 321 litros de resíduos líquidos preservados dos esgotos 13, 5 milhões de litros de água economizadas 90 602 $ de despesas a menos O Burnside Industrial Eco-Park – Halifax, Canadá 1200 ha,1400 empresas das quais 90% de PME, 17 000 empregos 15% das empresas fornecem serviços locação, reparo, entrevista, re-fabricação, reciclagem ESTRATEGIAS DE ECO-EFICIENCIAS NUM PARQUE INDUSTRIAL EXISTENTE

24 Gestão integrada da mobilidade e da acessibilidade combinada com um centro de atividades comerciais The Lloyd District Transportation Management Association Portland – Oregon - USA ganhos anuais 13 t. de hidro-carbono 111 t. de CO 1932 t. de CO 2 7 t. de óxido de nitrogênio 820000 lit. de carburantes 362 $ por veiculo a menos, em horas de ponta, seja 368 000 $ economizados 250 000 $ /ano de recursos novos para a Cidade 75 000 $ /ano para a associação.

25 Práticas de desmaterialização em rede 3M identifica e reutiliza as matérias-primas, os segmentos de produtos obsoletos, as máquinas muito velhas e os resíduos de valor. Xerox produz uma fotocopiadora nova por separação, re-fabricação, recirculação e manutenção dos aparelhos preconcebidos por módulos. Interface, o 3º grande mundial do carpete, não vende um produto mas vende um serviço: ele aluga o carpete do qual recupera os ativos. Ele fecha o elo dos materiais passando pelo utilizador depois o reciclador antes de voltar ao fabricante. Performances ambiental e econômica Realocação dos empregos

26 As ligações éco-industriais locais … virtuais e fisicas … uma base funcional no componente economico e industrial da sustentabilidade A condição prática da prática da sustentabilidade um instrumento operacional (eco-efficiency ) para o sustentável das empresas uma estratégia da otimização territorial e do sistema econômico no seu conjunto


Carregar ppt "Atores, Práticas, Pesquisas Europeias e Internacionais para a sustentabilidade Fazer mais com menos Fazer no local mas fazer melhor Léo DAYAN www.apreis.org."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google