A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HIDROGRAFIA BRASILEIRA. Bacia Hidrográfica, também conhecida como bacia de drenagem, consiste em uma porção da superfície terrestre drenada por um rio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HIDROGRAFIA BRASILEIRA. Bacia Hidrográfica, também conhecida como bacia de drenagem, consiste em uma porção da superfície terrestre drenada por um rio."— Transcrição da apresentação:

1 HIDROGRAFIA BRASILEIRA

2 Bacia Hidrográfica, também conhecida como bacia de drenagem, consiste em uma porção da superfície terrestre drenada por um rio principal, seus afluentes e subafluentes. O Brasil, em virtude de sua grande extensão territorial, apresenta 12 grandes bacias hidrográficas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH).

3

4 Nosso país é o mais rico em rios do mundo: detém 12% de toda a água doce que está na superfície da Terra. A maior bacia fluvial do mundo também fica no Brasil - é a Amazônica, claro. Só o grandioso rio Amazonas deságua no mar um quinto de toda a água doce que é despejada nos oceanos

5 No Brasil, há rios com os mais diferentes aspectos. As águas que os alimentam vêm das chuvas e por causa de nosso clima tropical, muito chuvoso, a maioria dos rios brasileiros nunca seca. Mas há exceções: rios temporários que somem nas secas, como é o caso do rio Jaguaribe (no Ceará).

6 RIO JAGUARIBE

7 CLASSIFICAÇÃO DOS RIOS Perenes Perenes = Mantém suas águas durante todo o ano. Intermitentes Intermitentes = Secam durante o período de escassez de chuva. Planaltos Planaltos = mantém seu curso na região de planalto. Planícies Planícies = mantém seu curso na região de planícies Exorréicos Exorréicos = deságuam diretamente no mar. Endorréico Endorréico = deságuam dentro do continente, formando lagos ou lençóis freáticos. Criptorréicos Criptorréicos = rios subterrâneos. Arréicos Arréicos = áreas que contem todas as partes do rio, exceto água.

8 RIO PARNAIBA - PERENE

9 RIO PARAÍBA - TEMPORÁRIO

10 RIO SÃO FRANCISCO - PLANALTO São sete hidrelétricas com capacidade instalada de MW, que corresponde a 17% da capacidade instalada no país e 98% da região São sete hidrelétricas com capacidade instalada de MW, que corresponde a 17% da capacidade instalada no país e 98% da região Nordeste.

11 RIO DE PLANÍCIE - AMAZÔNAS

12 RIO EXORRÉICO

13 DRENAGEM ENDORRÉICA – LAGO EYRE (AUSTRÁLIA)

14 DRENAGEM CRIPTORRÉICA Sac Actun é o rio subterrâneo mais longo do mundo, com 215,4 km de comprimento e 33,5 metros de profundidade. Ele fica na península de Yucatán, no México.

15 DRENAGEM ARRÉICA – RIO ARACOIABA (CE)

16 Tipos de regime dos rios Pluvial Pluvial = necessitam das chuvas para manter suas águas. Glacial ou Nival Glacial ou Nival = depende do derretimento do gelo das montanhas. Misto Misto = quando utiliza de mais de uma forma de regime.

17 Características gerais dos rios brasileiros 1) A mais extensa bacia fluvial do mundo em torno do mais caudaloso rio, o Amazonas; 2) Predomínio de rios planálticos, que em decorrência do relevo apresentam em seu leito rupturas de declive e vales encaixados que lhes conferem grande potencial hidrelétrico. 3) As duas grandes bacias planálticas são a Platina e a do São Francisco, onde se destacam várias quedas d'água.

18 3) Predomínio do regime pluvial - Como a maior parte do país se localiza na zona tropical, seus rios apresentam cheias no verão e estiagens no inverno, excetuando-se o rio Amazonas, com regime complexo, o Uruguai (cheias de primavera) e os rios do Nordeste (Piranhas, Jaguaribe, Paraíba e Capibaribe), cujas cheias são de outono/inverno;

19 4) Prevalência de rios perenes - a principal exceção acha-se no sertão nordestino semi-árido, onde existem diversos cursos fluviais temporários 5) resença de fozes estuarinas — e só excepcionalmente em forma de delta (rio Parnaíba, entre Maranhão e Piauí) ou foz mista (rio Amazonas). 6) Pobreza de lagos - que podem ser agrupados em três categorias: - Costeiros, formados pelo fechamento de uma restinga ou cordão arenoso (caso das lagoas dos Patos, Mirim e Mangueira, no Rio Grande do Sul; Araruama e Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro);

20 6) Pobreza de lagos - que podem ser agrupados em três categorias: Janeiro); - Costeiros, formados pelo fechamento de uma restinga ou cordão arenoso (caso das lagoas dos Patos, Mirim e Mangueira, no Rio Grande do Sul; Araruama e Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro);

21 - Fluviais ou de transbordamento, originados pelo transbordamentos de cursos fluviais (como o Manacapuru, no Amazonas; Mandioré e Cáceres, em Mato Grosso); - Lagos mistos (Lagoa Feia, no Rio de Janeiro e Manguaba em Alagoas).

22 Laguna Mandioré (Mato Grosso)

23 Lago Hillier no arquipélago Recherche na Austrália

24 Hoje existem alguns tipos de lagos que vamos conhecer Lagos Tectônicos Lagos Tectônicos Lagos Vulcânicos Lagos Vulcânicos Lagos Residuais Lagos Residuais Lagos de Depressão Lagos de Depressão Lagos Glaciais Lagos Glaciais Lagos Mistos Lagos Mistos

25

26 DISTRIBUIÇÃO DA ÁGUA NO MUNDO

27 CENTROS DISPERSSORES DE ÁGUAS DO BRASIL A Cordilheira dos Andes, onde nascem os formadores do rio amazonas; O Planalto das Guianas, que dá origem aos rios da margem esquerda da bacia amazônica; O Planalto Central Brasileiro, de onde se originam os rios das mais importantes bacias brasileiras: a Amazônica (rios da margem direita), a Platina, e a do São Francisco.

28


Carregar ppt "HIDROGRAFIA BRASILEIRA. Bacia Hidrográfica, também conhecida como bacia de drenagem, consiste em uma porção da superfície terrestre drenada por um rio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google