A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Hidrografia. CICLO HIDROLÓGICO Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Hidrografia. CICLO HIDROLÓGICO Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações."— Transcrição da apresentação:

1 Hidrografia

2 CICLO HIDROLÓGICO

3 Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações para esse curso de água.

4 TALVEGUE LEITO MARG EM RIO VERTEN TE CRISTA OU INTERFLÚVIO VALE PERFIL LONGITUDINAL DE UM VALE FLUVIAL

5 DRENAGEM O curso do rio define seu tipo de drenagem: Endorréica Endorréica: O rio corre para dentro do continente. Exorréica Exorréica: O rio corre para fora do continente Arréica: Arréica: O rio não possui uma direção certa, simplesmente desaparece por evaporação ou por infiltração. (Existem rios que desaparecem no meio do deserto) Criptorréica Criptorréica: Caracterizada por rios subterrâneos, como em áreas calcárias(grutas). Drenagem exorréica

6 E s t u á r i o D e l t a

7 Delta do Parnaíba

8 A HIDROGRAFIA BRASILEIRA

9 R ico em rios P obre em Lagos R ios Perenes D e domínio planáltico B om potencial hidrelétrico F oz tipo Estuário D renagem Exorréica A limentação Pluvia l

10 BACIAS HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS

11 BACIA AMAZÔNICA Maior bacia hidrográfica do planeta. Vertentes delimitadas pelos seguintes divisores de água: Cordilheira dos Andes, Planalto Central e Planalto das Guianas. Ucayali, Marañon, Solimões encontra com o Negro e passa a chamar Amazonas. Afluentes dos dois lados (norte e sul) permite a dupla captação das cheias de verão. Afluentes do Amazonas que nascem nos planaltos das Guianas e Brasileiro possuem o maior potencial hidrelétrico disponível no Brasil. Amazonas totalmente navegável. Fenômenos: Terras caídas / Pororoca (maré alta + águas do rio) foz: mista = delta + estuário muitas ilhas na sua foz – resultado da sedimentação principais afluentes: –margem direita: Juruá, Purus, Madeira, Tapajós e Xingu –margem esquerda: Japurá, Negro, Trombetas e Jari

12 HIDRELÉTRICAS

13 BACIA DO TOCANTINS-ARGUAIA Apresenta o escoamento de grãos ( com destaque para soja). Abastecimento hidroelétrico de Grande Carajás; Possui a maior ilha fluvial do mundo – Ilha do Bananal ( rio Araguaia ). Com 814 mil km² é a maior bacia fluvial exclusivamente brasileira; nasce em Goiás. Compartilha sua foz com a do rio Amazonas, não sendo mais seu afluente. No rio Tocantins está localizada a usina de Tucuruí, 2ª maior hidrelétrica do Brasil.

14 BACIA DO SÃO FRANCISCO Nomenclaturas: Nilo Brasileiro, rio da Intergração Nacional, Rio dos Currais. –Rio S. Francisco nasce na Serra da Canastra em MG, segue rumo sul- norte e transporta grande volume de água pela região semi-árida. –Possibilidade de integrar as duas regiões mais populosas do país. –Contribuição histórica, pois permitiu a fixação de população ribeirinha e a criação de várias cidades. Potencial hídrico aproveitado para irrigar os solos férteis à sua margem. (Fruticultura) Potencial hidrelétrico, explorado pelas usinas de Sobradinho (BA), Três Marias(MG), Paulo Afonso (AL) entre outras. Abrange três tipos climáticos; Afluentes temporários;

15

16 Principais uso do rio Aproveitamento hidrelétrico ; Irrigação; Navegação; Suprimentos de água

17 Transposição do São Francisco

18 BACIA PLATINA É formada pelas Bacias do Paraná, do Paraguai e do Uruguai. É a segunda maior bacia da América

19 BACIA DO PARANÁ Drena porção Centro-Sul do país. PARANÁRio principal: PARANÁ que nasce da confluência entre o Paranaíba (MG/GO) e Grande (SP/MG). –Rio Paraná e seus afluentes da margem esquerda são rios de planalto – pouco navegavel. –Necessidades de eclusas. –Trechos navegáveis (escoamento agrícola) divisas entre MT, SP e PR Faz as fronteiras: Brasil e Paraguai / Paraguai e Argentina Junta-se ao rio Uruguai depois de 4000 km Principais afluentes: Tietê, Paranapanema e Iguaçu Regime essencialmente pluvial Rio Tietê: papel histórico – conquista do interior Rio Iguaçu: Cataratas - turismo Alto potencial hidrelétrico ( maior produtora hidrelétrica)

20 PRODUÇÃO HIDRELÉTRICA BACIA DO PARANÁ Maior potência instaladaMaior potência instalada. Infinidade de hidrelétricas: –Conjunto Urubupungá - formado pelas usinas de Jupiá, Ilha Solteira e Três Irmãos –Itaipu-Binacional –Itaipu-Binacional, a maior do mundo. –Porto Primavera (rio Paraná) –Marimbondo, Furnas (rio Grande) –Capivara, Chavantes (rio Paranapanema) –Promissão, Barra Bonita (rio Tietê) Ilha solteira

21 Hidrovia Tietê-Paraná Hidrovia Tietê-Paraná. Integração dos estados MG, SP, MS, PR, SC e GO; Liga a região de Anhebi ( Sorocaba SP), até Foz do Iguaçu possibilita maior dos países do Mercosul.

22 BACIA DO PARAGUAI Drena uma grande área de planície Países – Bolívia, Paraguai, Argentina e Brasil. O rio Paraguai nasce na chapada dos Perecis (MT). Principais afluentes – rio Cuiabá, rio Taquarí e rio Miranda. Principais atividades econômicas – pecuária bovina, expansão da soja e escoamento do manganês.

23 Bacia do Uruguai O rio Uruguai é formado pela junção dos rios Canoas (SC) e Pelotas (RS); Deságua no estuário da Prata; Alto curso – pequena produção de hidroeletricidade. (16% do seu potencial); Baixo curso – rizicultura de inundação.

24 BACIAS NORDESTINAS BACIAS NORDESTINAS Costeiras do Nordeste Oriental, Costeira do Nordeste Ocidental e do Parnaíba. É composta pelas bacias Costeiras do Nordeste Oriental, Costeira do Nordeste Ocidental e do Parnaíba. 1. Costeira ou Atlântico Nordeste Oriental 1. Costeira ou Atlântico Nordeste Oriental Possui uma área de km², abrangendo em seu território 5 estados : Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas O seu maior rio a leste é o Paraíba que deságua na zona da mata. No setor centro-oeste e norte o principais rios são o Jaguaribe e o Piranhas-Açú. Esta região sofreu, grandes pressões antrópicas, responsáveis não só pelo desmatamento da Mata Atlântica para implantação da cultura de cana-de-açúcar, como também pela degradação dos manguezais e lagoas da zona costeira decorrente do avanço da urbanização e pela devastação da caatinga em virtude da expansão da atividade pecuária no sertão brasileiro. rios temporários ou intermitentes. Baixa disponibilidade hídrica com relação às demandas, sendo a única bacia com rios temporários ou intermitentes.

25 Ocupa porção oeste do Maranhão e no extremo leste do Pará. Entre os principais rios estão o Mearim, Turiaçu, Pindaré, Pericumã, Grajaú, entre outros. A expansão da agricultura tem desencadeado alguns problemas nesses rios, tais como o assoreamento, retirada da mata ciliar, salinização e, em alguns casos, formação de áreas desertificadas, além da poluição causada pelo uso de agrotóxicos. 2. Bacia Atlântico Nordeste Ocidental 2. Bacia Atlântico Nordeste Ocidental

26 3. Bacia do Parnaíba 3. Bacia do Parnaíba O Rio Parnaíba é o principal da região, com aproximadamente km de extensão. Apesar de o bioma predominante na bacia ser a Caatinga, esta é uma região de transição entre a Caatinga, a Floresta Tropical e a vegetação litorânea. Compoe junto com a bacia do Parana e a do Amazonas, as três maiores bacias sedimentares brasileiras.

27 BACIAS DO ATLÂNTICO Atlântico Leste - Sergipe, Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo. - Os principais rios são o do Pardo, Salinas, Paraguaçu, Jequitinhonha, Vaza- Barris, abastecendo mais de 520 munícipios e de 14 milhões de pessoas. - Os rios são encachoeirados e custos e representa 5% de nosso potencial hidrelétrico. Atlântico Sudeste - Espírit Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e o litoral doParaná. - As principais bacias hidrográficas desta região são as dos rios Doce, Paraíba do Sul e Ribeira de Iguape. - A região do Atlântico Sudeste é caracterizada por seu expressivo contingente populacional, localizando-se numa das regiões mais industrializadas e urbanizadas do Brasil. Atlântico Sul - Inicia-se próxima à divisa dos estados de São Paulo e do Paraná, estendendo-se até o Arroio Chuí, no Rio Grande do Sul. Predominam rios de pequeno porte que correm diretamente para o Atlântico. - As principais exceções são os rios Itajaí e Capivari, em Santa Catarina e o Jacui no Rio Grande do Sul. - As Lagoas dos Patos e Mirim.


Carregar ppt "Hidrografia. CICLO HIDROLÓGICO Bacia Hidrográfica ou Bacia de drenagem de um curso de água é o conjunto de terras que fazem a drenagem da água das precipitações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google