A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HIDROGRAFIA Antonio Neto Lima Bonfim. RIOS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES E ILHAS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HIDROGRAFIA Antonio Neto Lima Bonfim. RIOS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES E ILHAS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES."— Transcrição da apresentação:

1 HIDROGRAFIA Antonio Neto Lima Bonfim

2

3

4 RIOS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES E ILHAS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES E ILHAS TRANSPORTE TRANSPORTE ENERGIA ENERGIA IRRIGAÇÃO IRRIGAÇÃO

5 ELEMENTOS DE UM RIO NASCENTE OU CABECEIRA NASCENTE OU CABECEIRA local onde o rio nasce local onde o rio nasce LEITO LEITO local onde o rio corre local onde o rio corre MARGENS MARGENS partes laterais de um rio partes laterais de um rio

6 ELEMENTOS DE UM RIO MONTANTE MONTANTE parte de um rio em direção à nascente parte de um rio em direção à nascente JUSANTE JUSANTE parte de um rio em direção à foz parte de um rio em direção à foz TALVEGUE TALVEGUE parte mais profunda do leito do rio parte mais profunda do leito do rio

7 FOZ DELTA DELTA múltiplos canais em forma de leque múltiplos canais em forma de leque dificulta o acesso ao continente dificulta o acesso ao continente ESTUÁRIO ESTUÁRIO único canal único canal facilita acesso ao continente facilita acesso ao continente MISTA MISTA Possui características de estuário e delta Possui características de estuário e delta

8 ELEMENTOS DE UM RIO MEANDROS MEANDROS curvas de um rio curvas de um rio ALTO CURSO ALTO CURSO Próximo à nascente Próximo à nascente MÉDIO CURSO MÉDIO CURSO Porção intermediária Porção intermediária BAIXO CURSO BAIXO CURSO Próximo à foz Próximo à foz

9 ELEMENTOS DE UM RIO DRENAGEM EXORRÉICA DRENAGEM EXORRÉICA rios que deságuam fora dos continentes rios que deságuam fora dos continentes DRENAGEM ENDORRÉICA DRENAGEM ENDORRÉICA rios que deságuam dentro dos continentes rios que deságuam dentro dos continentes ARRÉICA e CRIPTORRÉICA ARRÉICA e CRIPTORRÉICA

10 ELEMENTOS DE UM RIO BACIA HIDROGRÁFICA BACIA HIDROGRÁFICA área banhada por um rio principal e seus afluentes área banhada por um rio principal e seus afluentes DIVISOR DE ÁGUAS DIVISOR DE ÁGUAS Região elevada que separa duas ou mais bacias hidrográficas Região elevada que separa duas ou mais bacias hidrográficas

11 REGIME FLUVIAL Variações periódicas verificadas no nível de um rio, no seu débito, descarga ou vazão. Variações periódicas verificadas no nível de um rio, no seu débito, descarga ou vazão. DÉBITO DÉBITO Quantidade de água que passa por uma seção do rio, em um segundo (m³/s) Quantidade de água que passa por uma seção do rio, em um segundo (m³/s)

12 Gráfico de vazão

13 REGIME FLUVIAL PLUVIAL PLUVIAL dependem das chuvas dependem das chuvas TÉRMICO OU NIVAL TÉRMICO OU NIVAL derretimento de geleiras derretimento de geleiras COMPLEXO OU MISTO COMPLEXO OU MISTO queda de chuvas e derretimento de geleiras queda de chuvas e derretimento de geleiras

14 TIPOS DE RIOS PERENE REGULAR PERENE REGULAR pouca variação da vazão pouca variação da vazão PERENE IRREGULAR PERENE IRREGULAR grande variação de volume entre cheia e vazante grande variação de volume entre cheia e vazante TEMPORÁRIO OU INTERMITENTE TEMPORÁRIO OU INTERMITENTE secam durante a estiagem secam durante a estiagem

15 HIDROGRAFIA BRASIL CARACTERÍSTICAS E APROVEITAMENTO ECONÔMICO

16

17 CARACTERÍSTICAS RIOS PLANÁLTICOS RIOS PLANÁLTICOS REGIME PLUVIAL REGIME PLUVIAL RIOS PERENES RIOS PERENES DRENAGEM EXORRÉICA DRENAGEM EXORRÉICA FOZ EM ESTUÁRIO FOZ EM ESTUÁRIO

18 APROVEITAMENTO ECONÔMICO PRODUÇÃO DE ENERGIA PRODUÇÃO DE ENERGIA 80% ORIGEM HIDRÁULICA 80% ORIGEM HIDRÁULICA 20% POTENCIAL INSTALADO 20% POTENCIAL INSTALADO NAVEGAÇÃO NAVEGAÇÃO HIDROVIAS PRECÁRIAS HIDROVIAS PRECÁRIAS SUBAPROVEITAMENTO SUBAPROVEITAMENTO

19 BACIAS PRINCIPAIS AMAZÔNICA AMAZÔNICA TOCANTINS-ARAGUAIA TOCANTINS-ARAGUAIA SÃO FRANCISCO SÃO FRANCISCO PARANÁ PARANÁ PARAGUAI PARAGUAI URUGUAI URUGUAI

20 BACIAS SECUNDÁRIAS NORDESTE NORDESTE LESTE LESTE SUL-SUDESTE SUL-SUDESTE

21 BACIA AMAZÔNICA

22 -PLANÍCIE -NAVEGAÇÃO( KM) --NASCE NO PERU -APURIMAC, UCAYALI, MARAÑON -SOLIMÕES, RIO NEGRO -RIO AMAZONAS

23 BACIA AMAZÔNICA - DIVISORES DE ÁGUAS - DOIS HEMISFÉRIOS - FOZ MISTA - DRENAGEM EXORRÉICA - REGIME COMPLEXO - MAIOR RIO DO MUNDO - VÁRIOS PAÍSES

24 BACIA AMAZÔNICA -PARTICULARIDADES - IGARAPÉS -IGAPÓS-FUROS-PARANÁS-PARANÁS-MIRIM

25

26

27 HIDRELÉTRICAS NA AMAZÔNIA SAMUEL SAMUEL BALBINA BALBINA PAREDÃO PAREDÃO CURUÁ-UMA CURUÁ-UMA RIO MADEIRA RIO MADEIRA IMPACTO AMBIENTAL IMPACTO AMBIENTAL RECLAMAÇÃO BOLIVIANA RECLAMAÇÃO BOLIVIANA E VOCÊ? E VOCÊ?

28 TOCANTINS-ARAGUAIA MAIOR BACIA TOTALMENTE BRASILEIRA MAIOR BACIA TOTALMENTE BRASILEIRA km NAVEGÁVEIS km NAVEGÁVEIS ILHA DO BANANAL ( km²) ILHA DO BANANAL ( km²) USINAS HIDRELÉTRICAS USINAS HIDRELÉTRICAS TUCURUÍ TUCURUÍ LAGEADO LAGEADO

29 Tocantins-Araguaia

30 BACIA DO SÃO FRANCISCO NASCE EM MINAS GERAIS NASCE EM MINAS GERAIS MG, BA, PE, AL e SE MG, BA, PE, AL e SE ATRAVESSA O SEMI-ÁRIDO ATRAVESSA O SEMI-ÁRIDO RIO PERENE RIO PERENE AFLUENTES AFLUENTES PERENES PERENES TEMPORÁRIOS TEMPORÁRIOS

31 APROVEITAMENTO ECONÔMICO PRODUÇÃO DE ENERGIA PRODUÇÃO DE ENERGIA USINAS HIDRELÉTRICAS USINAS HIDRELÉTRICAS TRÊS MARIAS (MG) TRÊS MARIAS (MG) SOBRADINHO SOBRADINHO ITAPARICA ITAPARICA PAULO AFONSO PAULO AFONSO MOXOTÓ MOXOTÓ XINGÓ XINGÓ

32 SÃO FRANCISCO

33 UNEB O rio São Francisco pode ser caracterizado como um rio 27-O rio São Francisco pode ser caracterizado como um rio a)Com foz em delta b)Com enchentes freqüentes no inverno c)intermitente, em alguns trechos. d)De planalto, em todo seu curso e)Perene em todo seu curso

34 APROVEITAMENTO NAVEGAÇÃO NAVEGAÇÃO HIDROVIA HIDROVIA PIRAPORA-JUAZEIRO PIRAPORA-JUAZEIRO TRANSPORTE DE CARGAS TRANSPORTE DE CARGAS PASSAGEIROS PASSAGEIROS IRRIGAÇÃO IRRIGAÇÃO PROJETOS AGRÍCOLAS PROJETOS AGRÍCOLAS

35

36 ARGUMENTOS A FAVOR Uso do excedente hídrico Uso do excedente hídrico Garantia de oferta hídrica Garantia de oferta hídrica Minorar o problema da seca Minorar o problema da seca Desenvolver a região Desenvolver a região Vazão atual semelhante de 1929 Vazão atual semelhante de 1929 Exemplos da Espanha, México, EUA, Israel, Egito, Canadá e outros. Exemplos da Espanha, México, EUA, Israel, Egito, Canadá e outros.

37 ARGUMENTOS CONTRA Transposição para quem e a que custo? Transposição para quem e a que custo? Riscos ambientais Riscos ambientais Desastres ecológicos Desastres ecológicos Balanço hídrico (perda 30%) Balanço hídrico (perda 30%) Revitalização quando? Revitalização quando? Projeto de uso dos recursos Projeto de uso dos recursos Fins eleitoreiros: reeleição Fins eleitoreiros: reeleição

38 COMBATE ÀS SECAS USO POLÍTICO-ELEITOREIRO USO POLÍTICO-ELEITOREIRO CARROS-PIPAS CARROS-PIPAS CESTAS BÁSICAS CESTAS BÁSICAS OBRAS EMERGENCIAIS OBRAS EMERGENCIAIS CONTRATAÇÃO DE TRABALHADORES CONTRATAÇÃO DE TRABALHADORES PERDÃO DE DÍVIDAS PERDÃO DE DÍVIDAS

39 HISTÓRICO BARRAGENS BARRAGENS SOBRADINHO SOBRADINHO DA PEDRA DA PEDRA GAVIÃO GAVIÃO AÇUDES AÇUDES AGUADAS AGUADAS PROJETOS DE IRRIGAÇÃO PROJETOS DE IRRIGAÇÃO

40 BACIA PLATINA Bacia sul-americana formada pela confluência de três bacias: Bacia sul-americana formada pela confluência de três bacias: PARANÁ PARANÁ PARAGUAI PARAGUAI URUGUAI URUGUAI Desaguam no estuário do PRATA (Atlântico) Desaguam no estuário do PRATA (Atlântico) BRASIL, ARGENTINA, URUGUAI E PARAGUAI BRASIL, ARGENTINA, URUGUAI E PARAGUAI

41 BACIA DO PARANÁ

42 MAIOR APROVEITAMENTO ENERGÉTICO MAIOR APROVEITAMENTO ENERGÉTICO HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ HIDROVIA TIETÊ-PARANÁ RIOS DE PLANALTO RIOS DE PLANALTO HIDRELÉTRICA DE ITAIPU HIDRELÉTRICA DE ITAIPU BI-NACIONAL BI-NACIONAL

43 PRINCIPAIS RIOS PARANAÍBA PARANAÍBA GRANDE GRANDE TIETÊ TIETÊ PARANAPANEMA PARANAPANEMA IGUAÇU IGUAÇU

44 ITAIPU

45

46

47

48 BACIAS SECUNDÁRIAS BACIA DO NORDESTE BACIA DO NORDESTE RIOS TEMPORÁRIOS RIOS TEMPORÁRIOS PARNAÍBA PARNAÍBA JAGUARIBE JAGUARIBE APODI,PARAÍBA APODI,PARAÍBA CAPIBARIBE CAPIBARIBE

49 Bacias secundárias

50 BACIA DO LESTE

51 BACIAS SECUNDÁRIAS BACIA DO LESTE BACIA DO LESTE PARAGUAÇU PARAGUAÇU CONTAS,PARDO CONTAS,PARDO JEQUITINHONHA JEQUITINHONHA DOCE DOCE PARAÍBA DO SUL PARAÍBA DO SUL

52

53

54


Carregar ppt "HIDROGRAFIA Antonio Neto Lima Bonfim. RIOS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES E ILHAS CORRENTES DE ÁGUA DOCE QUE CIRCUNDAM OS CONTINENTES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google