A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Resumo dos Pensadores CORRENTE DO PENSAMENTO Maquiavel era Renascentista e Humanista Jean Bodin defendia A Teoria Divina dos Reis Hobbes Contratualista.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Resumo dos Pensadores CORRENTE DO PENSAMENTO Maquiavel era Renascentista e Humanista Jean Bodin defendia A Teoria Divina dos Reis Hobbes Contratualista."— Transcrição da apresentação:

1 Resumo dos Pensadores CORRENTE DO PENSAMENTO Maquiavel era Renascentista e Humanista Jean Bodin defendia A Teoria Divina dos Reis Hobbes Contratualista Os três são Absolutistas

2 Resumo dos Pensadores CORRENTE DO PENSAMENTO kant KANT (1724 a 1804 Iluminista Liberal O Racionalismo + O Empirismo + A ciência A ciência positiva positiva físico- físico-matemática ROUSSEAU: Contratualista precursor do Romantismo hegel Montesquieu Tripartição de poderes mornarquista MARX Marxismo Crítica ao Estado Capitalismo (mais valia) X Socialismo Sindicalismo Luta de Classes JOHN LOOCK contratualista PAI DO EMPIRISMO E PRECURSOR DO LIBERALISMO

3 Resumo dos Pensadores ESTADO Maquiavel: estado Laico Jean Bodin: Garantidor das leis E da propriedade Hobbes: Leviatã = Estado forte e mostruoso

4 Resumo dos Pensadores ESTADO Em Locke LIBERAL Defensor da vida, liberdade e Propriedade privada Rousseau Defendia um Estado Democratico com Educação e sem propriedade privada. Montesquieu Defendia uma nova monarquia Onde os poderes Não estariam centralizados e sim separados

5 Resumo dos Pensadores ESTADO Em Kant LIBERAL Defensor liberdade moral e jurídicaRepublica Liga das Nações HEGEL Defendia uma visão organicista de Estado O conceito de Estado representa o ponto de partida e de chegada no pensamento hegeliano, de vez que a finalidade da coisas deve coincidir com o que se acha objetivamente realizado pelo Estado. Marx defendia o fim do Estado, pois este seria um instrumento de dominação e Exploração de uma classe sobre Outra.

6 Resumo dos Pensadores ESTADO Hegel restabeleceu plenamente a distinção entre Estado e sociedade civil formulada no século XVIII. Hegel afirma que não há Sociedade civil, se não existir um Estado que a construa, e não existe povo se não existir o Estado, pois é o Estado que funda o povo e não o constrói. O Estado funda o povo e soberania (poder) do Estado, portanto a sociedade civil é incorporada pelo Estado. Temos como crítica da concepção liberal, individualista da liberdade. O Estado e a sociedade civil são distintos só como conceitos, pois Hegel tem uma concepção organicista do Estado.

7 Resumo dos Pensadores ESTADO Para Hegel o Estado também é ético pois concretiza uma concepção moral. E personificado pelo monarca: é o monarca que Representa a soberania Estatal. A sociedade é, pois, social, sua organização, na forma de Estado político, é igualmente natural, por que não resulta de um simples contrato entre cidadãos.

8 Resumo dos Pensadores FORMA IDEAL DE ESTADO Em Kant – República e Soberano, Sua contribuição política foi defender a tese foi defender a tese que a humanidade viveria em Paz e feliz se não houvessem houvessem mais guerras, ou seja, que a humanidade fosse racional. HEGEL Defendia uma visão organicista de Estado O conceito de Estado representa o ponto de partida e de chegada no pensamento hegeliano. Marx defendia o fim do Estado Liberal Burguês Pelo Socialismo Científico

9 Direito Maquiavel e Hobbes defendiam um Direito Natural, em que as leis divinas ficavam em Segundo plano Jean Bodim defendia m Direito Natural que era Inspirado na Lei Divina A lei é vassala do Para Hobbes A lei é vassala dosoberano

10 Direito Para Montesquieu "As leis, na significação mais extensa, são as relações necessárias que derivam da natureza das coisas", pois "as leis são as relações que existem entre uma razão primitiva e os diferentes seres entre si" Para Rousseau O único fundamento da liberdade é a igualdade, não há liberdade onde não existir igualdade: igualdade diante da lei, igualdade jurídica e igualdade econômica. Locke defendedireito natural como direito à vida, à liberdade e aos bens necessários para a conservação de ambas. Esses bens são Conseguidos pelo trabalho. E direito do povo a sublevação.

11 Direito para Kant Para Kant a justiça é importante, é importante, não apenas não apenas no campo do no campo do Direito, Direito, mas em todos mas em todos os fatos sociais por sociais por Ela alcançados. A vida A vida em sociedade, em sociedade, sem a justiça, sem a justiça, seria seriainsuportável. A legalidade não se confunde com a Para Kant A legalidade não se confunde com a moralidade. Um ato é legal quando coincide com a lei, e é moral quando exercido livremente, porque o deve ser. Se não matamos somente para não sofrer as penas da lei, pois o que nos determina não é a norma ética, o Direito, mas sim o temor do castigo. A filosofia moral de Kant Afirmava que a base para toda a razão moral é capacidade do homem de agir racionalmente. O fundamento para esta lei de Kant é a crença de que uma pessoa deve ser comportar-se de forma igual a que ela esperaria que outra pessoa se comportasse na mesma situação. Tornando assim seu próprio comportamento uma lei Universal.

12 Direito para Hegel e Marx Para Marx o direito seria um instrumento de dominação, Assim como a religião Segundo Hegel, O Estado (Espírito Absoluto) definiria o direito dentro da pespectiva organicista, ou seja, O direito em Hegel atende a finalidade Ética do Estado, não havendo Lei (direito) fora dele.

13 PODER Sócrates: Estava no conhecimento PLATAO: Estava no conhecimento Aristóteles: Era dividido em três partes CICERO: Significava Igualdade jurídica São Tomas e Santo Agostinho: Poder vem de Deus Maquiavel: povo Jean Bodin: Deus Hobbes: Vem do Contrato Para Locke e Rousseau vem do contrato Para Montesquieu Deve ser dividido Entre várias pessoas

14 PODER Para Marx o poder está na união do proletariado, ou seja, Na força e poder Revolucionário da classe operária Neste ponto, Kant se enquadra, Na companhia de Rousseau, Montesquieu, Hume, dentre outros, no grupo de filósofos que buscavam uma sociedade mais racional e humana e se opunham ao poder absoluto dos governantes, baseado na religião e na tradição,exigindo o Estabelecimento de um sistema respeitador das liberdades dos homens.

15 PODER Para Hegel A consciência passa do espírito subjetivo ao objetivo e, finalmente, à sua culminação, o espírito absoluto. Afirma, ainda, que toda a história constitui um processo evolutivo, cuja meta é a verdadeira liberdade, elemento básico do espírito, especificando que a liberdade somente é possível num estado, pois neste o homem atinge a dignidade como ser independente. A idéia de que tudo quanto é real é racional levou-o a esta definição. A história é o desenvolvimento do espírito universal no tempo. O Estado representa a idéia, é a substância de que os cidadãos são o acidente, é ele que confere os direitos aos indivíduos, não por eles, mas para chegar mais seguramente à realização da sua idéia.

16 homem Maquiavel o homem possui virtú HOBBES; INVEJOSO E MAU Jean Bodin A família é a célula da sociedade Locke Livre Rosseou: Inocente e bom Montesquieu: Invejoso Para Kant, racional E independente Para Hegel, o homem somente poderia ser concebido dentro do estado Para Marx É um Ser Social A virtú era diferente entre o homem comum e o político

17 Resumo dos Pensadores HOMEM PARA MARX O SER SOCIAL é determinado pelas condições materiais de existência em que os homens vivem em sociedade O INDIVIDUO É O SER SOCIAL. Não é a CONSCIÊNCIA dos homens que determina o seu SER SOCIAL, mas, ao contrario, é o seu ser social que determina a sua consciência Marx procurou compreender a história real dos homens em sociedade, a partir das condições materiais nas quais ele vivem (Engels)

18 Resumo dos Pensadores HOMEM PARA KANT e HEGEL A lei moral moral de Kant de Kant é baseada na é baseada na idéia idéia de que os de que os seres humanos seres humanos são são racionais racionais e independentes. independentes. Contra as idéias de Kant, Hegel procurou recuperar a unidade do homem total.Ou seja, O homem deveria Ser concebido Dentro do Estado. Hegel distinguiu a MORALIDADE SUBJETIVA e OBJETIVA (Eticidade).

19 OBRAS Maquiavel: Os discursos sobre a primeira década de Tito Lívio; O príncipe; A história da Florença Jean Bodin:Les six livres de la République E "Método para um conhecimento fácil da história" "O Cidadão" Hobbes: De Cive; Natureza Humana e De Corpore Político; 1651 o Leviatã; "O Cidadão" Rousseau : do Contrato Social e o Emílio, ou Da Educação (1762) MONTESQUIEU: O Espírito das Leis E Cartas Persas MONTESQUIEU: O Espírito das Leis E Cartas Persas John Locke: "O ensaio sobre o Entendimento Humano" e II do Tratado do governo civil

20 OBRAS Kant: Critica da razão pura; Crítica da razão pratica; Publicação do tratado "Para a paz eterna Publicação do tratado "Para a paz eterna. Kant: Critica da razão pura; Crítica da razão pratica; Publicação do tratado "Para a paz eterna Publicação do tratado "Para a paz eterna. MARX: Manifesto Comunista e O Capital MARX: Manifesto Comunista e O Capital Hegel: Femomenologia do Espírito – 1806; Elementos da Filosofia do Direito Hegel: Femomenologia do Espírito – 1806; Elementos da Filosofia do Direito

21 Contribuições Hobbes: Conceito de Estado E teoria mais aceita para a criação do Estado Função do Estado – Segurança Jurídica MAQUIAVEL – secularização e autonomia da política, termo Estado e conceito De política como a conquista Do poder JEAN BODIN – separação entre Estado e Governo, Soberania e Mercantilismo

22 Contribuições Locke: Conceito de Estado Liberal, Teoria mais aceita para a criação do Estado ( Contratualismo) Função do Estado – Proteção a vida, liberdade e Propriedade Privada Montesquieu: Tripartição dos poderes Essencia da Lei Monarquia Constitucional Rousseau: Democracia, Importância da educação e o Romantismo na figura do bom Selvagem

23 Contribuições Kant: Sistematizador do Racionalismo e do Empirismo Conceito de Liberdade Moral e Liberdade Jurídica Marx:Teoria sobre o Estado, explicação do capitalismo, Sindicalismo e direitos trabalhistas Hegel: Dialética Estado FILOSOFIA DO DIREITO


Carregar ppt "Resumo dos Pensadores CORRENTE DO PENSAMENTO Maquiavel era Renascentista e Humanista Jean Bodin defendia A Teoria Divina dos Reis Hobbes Contratualista."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google