A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Zot1028 - UNIDADE III 2 - MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.1 – INTRODUÇÃO O melhoramento de suínos pode realizar-se com maior rapidez que o da maioria das espécies.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Zot1028 - UNIDADE III 2 - MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.1 – INTRODUÇÃO O melhoramento de suínos pode realizar-se com maior rapidez que o da maioria das espécies."— Transcrição da apresentação:

1 Zot1028 - UNIDADE III 2 - MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.1 – INTRODUÇÃO O melhoramento de suínos pode realizar-se com maior rapidez que o da maioria das espécies domésticas, considerando a rapidez com que se reproduzem. O melhoramento de suínos pode realizar-se com maior rapidez que o da maioria das espécies domésticas, considerando a rapidez com que se reproduzem. O objetivo do melhoramento em suínos, é de produzir carcaças bem desenvolvidas com menor percentagem de gordura para atender as exigências do mercado, que pede maior qualidades de carnes nobres por carcaça abatida.

2 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.2 – Características a serem selecionadas 2.2.1 – Tamanho e peso da leitegada 2.2.2 – Peso dos leitões a desmama 2.2.3 – Ganho em peso da desmama ao abate 2.2.4 – Economia em ganho na pós-desmama 2.2.5 – Características de carcaça 2.2.6 – Tipo e conformação 2.2.7 – Habilidade materna

3 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.3 – Coeficientes de herdabilidade para as principais características de importância econômica Características Herdabilidades HerdabilidadesCaracterísticasHerdabilidades C. do carcaça 0,40 – 0,60 Econ. ganho 0,30 – 0,50 C. das pernas 0,60 – 0,65 Per. gestação 0,30 – 0,50 N. de tetas 0,20 – 0,40 AOL 0,45 – 0,55 N. de vértebras 0,70 – 0,75 Esp. toucinho 0,40 – 0,60 N. leitões nasc. 0,05 – 0,15 Rend. pernil 0,50 – 0,60 N. leitões des. 0,05 – 0,12 Rend. paletas 0,40 – 0,50 Peso leit. des. 0,15 – 0,20 Rend. carne 0,25 – 0,35 P. an,. 5-6 m. 0,20 – 0,30 Pontos carcaça 0,40 – 0,50 Tx. Cresc. pd. 0,25 – 0,40 % de pernil 0,50 – 0,65

4 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.3 – Coeficientes de herdabilidade para as principais características de importância econômica

5 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.3 – Coeficientes de correlação genética para as principais características de importância econômica

6 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.4 – Ajustes 2.4.1 – Pesos para idades padrões Pd(56 dias) = PA * 41/ IA – 15 Pa(156 dias) = (PA + 154) * 199 / IA + 45 – 154 2.4.2 – Idade da porca ao parto Idade da porca (m) N leit. Leiteg. Idade da porca (m) N leit. Leiteg. 09 + 1,0 14 - 0,3 10 + 0,6 15 - 0,6 11 + 0,3 16 - 1,0 120,036

7 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.5 – Processos de melhoramento genético em suínos 2.5.1 – Endogamia/consangüinidade

8 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.5 – Processos de melhoramento genético em suínos 2.5.2 – Cruzamento A Embrapa lançou em fim de 1995, um híbrido comercial oriundo da fêmea F1 (Landrace x Large Whire) com um macho sintético das raças Duroc, Hamspshire e Pietran. (até 58% de rendimento de carne por carcaça) A Embrapa lançou em fim de 1995, um híbrido comercial oriundo da fêmea F1 (Landrace x Large Whire) com um macho sintético das raças Duroc, Hamspshire e Pietran. (até 58% de rendimento de carne por carcaça) ESQUEMA: Landrace x Large White F1- LL fêmea mestiça F1- LL fêmea mestiça O cruzamento de 3 raças resulta num ganho de produtividade em torno de 10% sobre raças puras Duroc x Hampshire Duroc x Hampshire F1 –DH x Pietran F1 –DH x Pietran F2- DHP x F1- LL F2- DHP x F1- LL MS58 MS58

9 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS O MS60 (EMBRAPA) - mestiço das raças Duroc, Large White e Pietran, ele é livre do gene halonato (estresse no animal e depreciação da qualidade da carne). Obtenção do MS60. Obtenção do MS60. Duroc x Large White Duroc x Large White F1 –DL X Pietran F1 –DL X Pietran F2- PDL MS60 F2- PDL MS60 A raça Pietran tem boa conformação em largura de lombo e pernil bem desenvolvido. As raças Duroc e Large White oferecem carne de qualidade e resistência ao estresse. Com a substituição da raça Hampshire pela Duroc, neste caso, é que se conseguiu a resistência ao halonato. 2.5 – Processos de melhoramento genético em suínos 2.5.2 – Cruzamento 2.5.2 – Cruzamento

10 2.4 – Processos de melhoramento genético em suínos 2.5.3 – Seleção O objetivo da seleção é sempre escolher bons reprodutores, isto é, os indivíduos que transmitem através de gerações seus caracteres. Para chegar a um resultado satisfatório o trabalho seletivo deve:. procurar reprodutores que mais se aproximem do padrão estabelecido,. eliminando da reprodução todos os indivíduos que apresentam defeitos ou diferenças que possam prejudicá-lo. Indice de seleção I = 100 + 0,25(GPD – GPDM) – 30(CA – CAM) - 40(ET – ETM) Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS

11 2.6 – Desafios do Melhoramento Genético de suínos Atualmente, dentro dos programas de melhoramento genético de suínos, a característica tamanho de leitegada, passou a receber maior atenção, especialmente porque as características de desempenho e de carcaça atingiram níveis próximos aos desejados/esperados, visto que, mesmo com baixas herdabilidades, o ganho esperado por seleção pode ser compensador. Com a crescente sofisticação do mercado e a ampliação dos conhecimentos científicos, foram agregadas mais características como objetivos de seleção e os critérios de avaliação e seleção também se tornaram mais complexos. Um dos fatores de alta importância na indução destas mudanças foi a crescente participação da alimentação no custo de produção dos suínos.

12 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.6 – Desafios do Melhoramento Genético de suínos Tabela 01 – Progresso genético anual estimado para conversão alimentar, tamanho de leitegada e idade ao abate CaracterísticasProgresso genético anual Conversão Alimentar (kg/kg)*-0,023 Tamanho de Leitegada (leitões)0,14 Idade ao abate (dias)-2,11 * kg de ração por kg de ganho de peso ** - significa redução

13 Zot1028 - UNIDADE III 2- MELHORAMENTO DE SUÍNOS Tabela 02 – Evolução da qualidade da carne suína, 1963-1994 AnoGordura (g/100g)Calorias (kcal/100g) 196334,8413 198313,7237 19908,1194 19946,2187 % redução de 1963 a 1994 1963-1994 82,2 54,7 FONTE: NPPC (National Pork Producers Council), EUA 2.6 – Desafios do Melhoramento Genético de suínos


Carregar ppt "Zot1028 - UNIDADE III 2 - MELHORAMENTO DE SUÍNOS 2.1 – INTRODUÇÃO O melhoramento de suínos pode realizar-se com maior rapidez que o da maioria das espécies."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google