A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO Orações Coordenadas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO Orações Coordenadas."— Transcrição da apresentação:

1

2 PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO Orações Coordenadas

3 CONCEITUAÇÃO Um período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Uma oração chama-se coordenada quando não funciona como termo de outra e nem tem outra que funcione como termo dela. Ou seja, as orações coordenadas são sintaticamente inde- pendentes entre si. Observe o exemplo: Eu lhe trouxe o livro, mas você não o leu. 1ª oração 2ª oração

4 Síntese Conceito: oração coordenada é aquela que não exerce função sintática em relação a outra oração. Ou seja, a oração coordenada não funciona como termo da outra oração. Classificação das orações coordenadas: assindética: não apresenta conjunção. sindética: apresenta conjunção.

5 Classificação da coord. sindética Principais conjunções coordenativasExemplos Aditiva e, nem, mas também Ex.: Nosso amigo não veio, nem mandou notícias. Adversativamas, porém, todavia, contudo, entretanto Ex.: Ele era muito rico, porém não era feliz. Alternativaou... ou; ora... ora quer... quer Ex.: Ora o tempo melhora, ora recomeça a chuva. Conclusivaportanto, logo, por isso, pois (posposto verbo) Ex.: Este caminho é perigoso, por isso tome cuidado. Explicativaporque, que, pois (anteposto ao verbo) Ex.: Volte logo, porque amanhã será tarde.

6 PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Orações subordinadas substantivas

7 Orações Substantivas 1) Subjetiva "Era-lhe tão enfadonho QUE ESCREVESSE AQUELAS CARTAS LONGAS." (M. Assis) 2) Objetiva Direta “Decidiu QUE NÃO MOSTRARIA O CONVITE A NINGUÉM." (R. Queiroz) 3) Objetiva Indireta "Ninguém gosta DE QUE LHE FALEM MENTIRAS." 4) Completiva nominal "Sentiu medo DE QUE PUDESSE MORRER." (A. Prado) 5) Predicativa "Vai, teu ofício é QUE ALEGRE O HOMEM." 6) Apositiva "Prometi-lhes apenas isto: QUE OS ESPERARIA ATÉ ÀS DEZ HORAS."

8 PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Orações subordinadas adjetivas

9

10 Conheci cidades litorâneas adj. Conheci cidades que ficavam no litoral pron. relat. (as quais)

11 Os manifestantes que subiam eram aplaudidos. Os manifestantes, que subiam, eram aplaudidos. Os manifestantes, que subiam, eram aplaudidos. Alguns manifestantes não subiam. (só os que subiam eram aplaudidos) Todos os manifestantes subiam. (todos eram aplaudidos)

12 Os carros que ultrapassaram o semáforo serão multados. Só os que ultrapassaram o semáforo serão multados. Os carros, que ultrapassaram o semáforo, serão multados. Todos ultrapassaram o semáforo e todos serão multados.

13 A mulher que o amava fugiu. Ela disse que estava bem. (a qual) pron. relat. conj. OR. SUBORD. SUBST.

14 PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Orações subordinadas adverbiais

15 Oração Adverbial É aquela que se encaixa na oração principal, funcionando como adjunto adverbial. Observe: Todos chegaram agora. sujeito V.I Adj. Adv. tempo O período acima é um período simples, a oração é absoluta. O adjunto adverbial é uma função própria do advérbio. CONCEITUAÇÃO

16 Observação: A oração subordinada adverbial liga-se: ao verbo da oração principal; através de conjunção subordinativa que não seja a conjunção integrante (esta última introduz a oração subordinada substantiva).

17 O adjunto adverbial pode ser constituído por uma oração in- teira, como no caso que segue: Observe: Todos chegaram /quando a cerimônia estava começando. 1 2 No caso, o período é composto por duas orações: A oração 2 encaixa-se como adjunto adverbial do verbo chegaram da oração 1. Como o adjunto adverbial é uma função própria do advérbio, a oração 2 classifica-se como:  subordinada: porque está encaixada em outra, funcionando como termo desta.  adverbial: porque está desempenhando uma função própria do advérbio.

18 Classificação das orações adverbiais 1. Oração subordinada adverbial causal Indica a causa provocadora do processo expresso pelo verbo da oração principal. Ex.: A sessão foi suspensa / porque faltou energia elétrica Oração principal 2. Oração subordinada adverbial causal Principais conjunções: porque, visto que, que, como, etc.

19 2. Oração subordinada adverbial consecutiva Indica uma consequência decorrente do processo expresso pelo verbo da oração principal. EX. Falaram tão mal do filme / que ele nem entrou em cartaz Oração principal 2. Oração subordinada adverbial consecutiva. Principais conjunções: que (normalmente precedido de tão, tal, tanto, tamanho...)

20 3. Oração subordinada adverbial condicional Manifesta uma condição sob a qual se efetua o processo expresso pelo verbo da oração principal. Conte-me a verdade / se você não quiser me perder Oração principal 2. Oração subordinada adverbial condicional Principais conjunções: se, caso, desde que, contanto que, sem que (= se não),...

21 4. Oração subordinada adverbial concessiva Concede ou admite uma condição contrária ao processo expresso pelo verbo da oração principal. EX. Vencemos o inimigo, / embora ele fosse mais forte Oração principal 2. Oração subordinada adverbial concessiva Principais conjunções: embora, ainda que, se bem que, conquanto, mesmo que, que...

22 5. Oração subordinada adverbial conformativa Estabelece uma relação de adequação ou conformidade com o processo expresso pelo verbo da oração principal. EX. Tudo ocorreu / como estava previsto Oração principal 2. Oração subordinada adverbial conformativa Principais conjunções: conforme, como, segundo, consoante...

23 6. Oração subordinada adverbial comparativa Estabelece uma relação de comparação com o processo expresso pelo verbo da oração principal, manifestando uma situação de igualdade, inferioridade ou superioridade entre os dois elementos comparados. Recebeu a todos / como um anfitrião.(receberia) Oração principal 2. Oração subordinada adverbial comparativa Principais conjunções: como, que, do que...

24 7. Oração subordinada adverbial final Indica a finalidade para a qual se destina o processo do verbo da oração principal. Ex. Os índios usaram as armas / para que não invadissem suas terras Oração principal 2. Oração subordinada adverbial final Principais conjunções: para que, a fim de que, que,...

25 8. Oração subordinada adverbial temporal Demarca em que tempo ocorreu o processo expresso pelo verbo da oração principal. Ex. Todos fugiam para o abrigo / quando soava o alarme Oração principal 2. Oração subordinada adverbial temporal Principais conjunções: quando, enquanto, logo que, depois que, antes que, desde que...

26 9. Oração subordinada adverbial proporcional Estabelece uma relação de proporcionalidade com o processo expresso pelo verbo da oração principal. Ex. Aumenta a tensão dos manifestantes / à medida que a polícia se aproxima Oração principal 2. Oração subordinada adverbial proporcional Principais conjunções: à medida que, à proporção que, quanto mais... mais, quanto mais... menos... Etc.

27 Observação: A subordinada adverbial possui uma liberdade de colocação muito grande, podendo vir antes, no meio ou depois da oração principal. Exemplo: Embora seja possível, é pouco provável uma terceira guerra. É pouco provável, embora possível, uma terceira guerra. (seja) É pouco provável uma terceira guerra, embora seja possível.

28 O uso da vírgula entre a oração principal e a subordinada adverbial  Nem sempre é obrigatório, mas sempre é correto o uso da vírgula entre as orações subordinadas adverbiais e a oração principal.  Se a oração subordinada adverbial vier depois da principal, pode-se dispensar a vírgula.

29 DISTINÇÃO ENTRE OR. COORDENADAS SINDÉTICAS EXPLICATIVAS E OR.SUBORD. ADVERBIAIS CAUSAIS A oração coordenada explicativa cumpre o papel de explicar o que foi afirmado na oração anterior. Choveu, porque a rua está molhada. Maria sumiu na festa, porque ninguém mais a viu.

30 A oração subordinada adverbial causal cumpre o papel de Advérbio em relação à oração principal, isto é, indica a causa da ação expressa pelo verbo da oração principal. Ex.: Choveu, porque houve muita evaporação.

31 A oração coordenada explicativa é empregada com freqüência depois de orações imperativas e optativas. Ex. Não zombe dele, que está apaixonado. Deus te ajude, porque és ousado.

32 Orações Reduzidas São denominadas orações reduzidas aquelas que apresentam o verbo numa das formas nominais, ou seja, infinitivo, gerúndio e particípio. São denominadas orações reduzidas aquelas que apresentam o verbo numa das formas nominais, ou seja, infinitivo, gerúndio e particípio. As orações reduzidas não são introduzidas por conectivo. As orações reduzidas não são introduzidas por conectivo.

33 Adverbiais: são aquelas que exercem a função de adjunto adverbial do verbo da oração principal. Classificação:or.sub. Adverbial causal reduzida de gerúndio. Estando cansado do trabalho,faltou à escola. Estando cansado do trabalho, Oswaldo faltou à escola. Classificação:or.sub. Adverbial causal reduzida de particípio. Cansado do trabalho,faltou à escola. Cansado do trabalho, Oswaldo faltou à escola. Classificação:or.sub. Adverbial causal reduzida de infinitivo. Por estar cansado do trabalho,faltou à escola. Por estar cansado do trabalho, Oswaldo faltou à escola.


Carregar ppt "PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO Orações Coordenadas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google