A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

POR UMA POLÍTICA DE DIREITOS AUTORAIS PARA EAD Aline Sueli de Salles Santos – UNITINS e UFT – Graziela Tavares de Souza Reis – CEULP/ULBRA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "POR UMA POLÍTICA DE DIREITOS AUTORAIS PARA EAD Aline Sueli de Salles Santos – UNITINS e UFT – Graziela Tavares de Souza Reis – CEULP/ULBRA."— Transcrição da apresentação:

1 POR UMA POLÍTICA DE DIREITOS AUTORAIS PARA EAD Aline Sueli de Salles Santos – UNITINS e UFT – Graziela Tavares de Souza Reis – CEULP/ULBRA -

2 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO CONTRADIÇÃO FUNDAMENTAL: NASCE SOB A ÉGIDE DE UMA COMUNICAÇÃO UNIVERSAL E NESSE SENTIDO IGUALITÁRIA, MAS NA BASE DE UMA POSIÇÃO PROFUNDAMENTE DESEQUILIBRADA NO TOCANTE AO DOMÍNIO SOBRE A INFORMAÇÃO (ASCENSÃO: 2002, p.124)

3 EAD MODALIDADE DE EDUCAÇÃO QUE PRESSUPÕE O USO E A INTERMEDIAÇÃO DAS TECNOLOGIAS EXIGIDA PARA DAR RESPOSTAS AOS NOVOS DESAFIOS QUE SE APRESENTAM COM O AVANÇO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO, SE NUTRE DELAS PARA SE EXPANDIR E DIVERSIFICAR

4 A UNIVERSIDADE ESTÁ NUMA POSIÇÃO ÚNICA, NO QUE SE REFERE AO PROBLEMA DA PROPRIEDADE INTELECTUAL. ELA É, AO MESMO TEMPO, UMA PRODUTORA, USUÁRIA E DISTRIBUIDORA DE INFORMAÇÕES. (GARCIA)

5 DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL OBRAS CRIADAS PELA ATIVIDADE DO INTELECTO HUMANO, ATRIBUI AO ENTE CRIADOR PROPRIEDADE SOBRE ELA: - PROPRIEDADE INDUSTRIAL - DIREITO AUTORAL

6 DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL GERAM DIREITO AO USO E EXPLORAÇÃO ECONÔMICA EXCLUSIVOS POR PARTE DO PAI DA OBRA (OU TERCEIROS) POR UM TEMPO DETERMINADO

7 DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL OBJETIVO DE ESTIMULAR A SOCIEDADE A PRODUZIR OBRAS E INVENTOS QUE REVERTAM AO DOMÍNIO PÚBLICO HÁ FUNÇÃO SOCIAL ENVOLVIDA NESTE SISTEMA DE PROPRIEDADE

8 DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL CONTRADIÇÃO: DIREITO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL VERSUS DIREITO À INFORMAÇÃO E DIREITO À EDUCAÇÃO TODOS SÃO CONSIDERADOS DIREITOS FUNDAMENTAIS

9 DIREITO AUTORAL NO BRASIL VISA PROTEGER OBRAS DE CARÁTER ESTÉTICO ORIGINAL, DE CUNHO ARTÍSTICO, CIENTÍFICO OU LITERÁRIO CONVENÇÃO DE BERNA (1886) E SUAS REVISÕES LEI N. 9610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998 ( E LEI N. 9609, DE 19 DE FEVEREIRO DE LEI DO SOFTWARE)

10 DIREITO AUTORAL NO BRASIL REGISTRO FACULTATIVO PARA SUA PROTEÇÃO PROTEÇÃO MUNDIAL DOS DIREITOS AUTORAIS REPERCUTE EM DUAS ESFERAS: - DIREITOS MORAIS - DIREITO PATRIMONIAL

11 DIREITO AUTORAL NO BRASIL PROTEÇÃO: CIVIL – PLÁGIO, CONTRAFAÇÃO PENAL – QUANDO HOUVER INTUITO DE LUCRO (MESMO INDIRETO) EMPREGADOR É RESPONSÁVEL TODOS OS CASOS: PREVISÃO DE INDENIZAÇÃO

12 DIREITO AUTORAL NA INTERNET TUDO O QUE ESTÁ NA GRANDE REDE É, POTENCIALMENTE, DE ACESSO PÚBLICO, MAS NÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO

13 DISCUSSÃO SOBRE A VERTENTE PATRIMONIAL DO DIREITO AUTORAL, VISTO QUE OS DIREITOS MORAIS SÃO INALIENÁVEIS, IRRENUNCIÁVEIS E ETICAMENTE INQUESTIONÁVEIS

14 DIREITO AUTORAL NA EAD USO DE OBRAS EXCLUSIVAMENTE PARA FINS EDUCACIONAIS DIFICILMENTE SERÃO O OBJETIVO PRINCIPAL DA OBRA ORIGINAL, IRÃO PREJUDICAR A EXPLORAÇÃO NORMAL DA OBRA REPRODUZIDA OU CAUSARÃO UM PREJUÍZO INJUSTIFICADO AOS LEGÍTIMOS INTERESSES DOS AUTORES PERDE-SE EXATAMENTE O OBJETIVO DA PROTEÇÃO PATRIMONIAL

15 DIREITO AUTORAL NA EAD CONSTRUÇÃO DE UMA POLÍTICA DE DIREITOS AUTORAIS PARA EAD: REDUÇÃO DOS RISCOS DE PROBLEMAS JURÍDICOS PARA A IES MAIOR SEGURANÇA AOS ATORES DA EAD (GESTORES, PROFESSORES, ALUNOS, TÉCNICOS) FOCO NA FLEXIBILIZAÇÃO DOS DIREITOS AUTORAIS

16 A preservação e a continuidade desses direitos balanceados no ambiente eletrônico, bem como nos formatos tradicionais, são essenciais para a livre circulação de informações e para o desenvolvimento de uma infra-estrutura informacional, e que esteja a serviço do interesse público. Conseqüentemente, os benefícios das novas tecnologias devem circular ao público, bem como para os detentores dos direitos autorais. [...]

17 [...] À medida que mais informações ficam disponíveis apenas em formato eletrônico, o direito legítimo do público em utilizar os materiais de terceiros deve ser protegido. Para que os direitos autorais sirvam, verdadeiramente, aos propósitos de promoção do progresso, os direitos de utilização justa da população devem ser mantidos na era eletrônica, e o aproveitamento legal dos trabalhos deve ser permitido, sem custo transacional. (ELIAS)

18 O binômio disponibilidade de material versus proteção autoral: angústia para os profissionais da educação, em especial na modalidade a distância. Necessidade de uma política institucional de direitos autorais.


Carregar ppt "POR UMA POLÍTICA DE DIREITOS AUTORAIS PARA EAD Aline Sueli de Salles Santos – UNITINS e UFT – Graziela Tavares de Souza Reis – CEULP/ULBRA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google