A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto Vida no Trânsito O FICINA DE I NDICADORES DO P ROJETO V IDA NO T RÂNSITO Velocidade excessiva ou inadequada nas vias urbanas Belo Horizonte (MG)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto Vida no Trânsito O FICINA DE I NDICADORES DO P ROJETO V IDA NO T RÂNSITO Velocidade excessiva ou inadequada nas vias urbanas Belo Horizonte (MG)"— Transcrição da apresentação:

1 Projeto Vida no Trânsito O FICINA DE I NDICADORES DO P ROJETO V IDA NO T RÂNSITO Velocidade excessiva ou inadequada nas vias urbanas Belo Horizonte (MG) e Campo Grande (MS) Brasília, Outubro 2013 Waleska Teixeira Caiaffa

2  Observatório de Saúde Urbana de Belo Horizonte (OSUBH- UFMG)  avaliar o impacto das intervenções propostas em Belo Horizonte (MG) e Campo Grande (MS)  Comparação dos indicadores construídos na linha de base a partir dos dados secundários  Estudo da gravidade dos acidentes – Trauma Care  Coleta de dados primários para avaliação dos fatores de risco álcool e velocidade INTRODUÇÃO

3  Estudo observacional do tipo roadside - “Velocidade excessiva ou inadequada nas vias urbanas”  Estimar a prevalência de condutores que transitam em velocidade excessiva ou inadequada nas vias arteriais urbanas de Belo Horizonte e Campo Grande a 200 metros após radares fixos e a 200 metros após pontos não cobertos por radares, considerados de comparação INTRODUÇÃO

4 Equipe do projeto INTRODUÇÃO Profa. Dra Waleska Teixeira Caiaffa – MD, MPH, PhD – Coordenadora Profa. Amélia Augusta de Lima Friche – MPH, PhD – Sub-coordenadora Profa. Sueli Mingoti – PhD – Consultora em Estatística Michelle Ralil da Costa – psicóloga – mestre em Ciências da Saúde – coordenadora de campo Lucia Maria Miana Mattos Paixão - médica – doutoranda em Saúde Pública Daniele Falci de Oliveira - médica – mestranda em Saúde Pública Amanda Cristina de Souza Andrade – estatística – mestre Ciências da Saúde Dário Alves da Silva Costa – estatístico – BAT Fundo Nacional Leandro Oliveira Faria– graduando em ciências atuariais – Iniciação Científica CNPq Amanda Paula Fernandes – graduanda em educação física – estagiária OSUBH Equipe de campo Amanda Paula Fernandes Breno Augusto Carvalho Cordeiro Eliandro Sant´Ana Batista Leandro Oliveira Faria Rômulo Moraes Damasceno Thalles Rodrigo Gomes Ribeiro Willian Hote Scanferia

5 MÉTODOS Estratégias pré-coleta de dados Reuniões da equipe OSUBH Definição de infraestrutura necessária, equipe e elaboração dos instrumentos de coleta Reuniões da equipe OSUBH Definição de infraestrutura necessária, equipe e elaboração dos instrumentos de coleta Planejamento Parcerias com Instituições-chaves Carta de ciência Reuniões Disponibilização de informações - fluxo, horários de pico, localização dos radares e pontos de controle; locais vulneráveis Carta de ciência Reuniões Disponibilização de informações - fluxo, horários de pico, localização dos radares e pontos de controle; locais vulneráveis Belo Horizonte BHTrans Polícia Militar Belo Horizonte BHTrans Polícia Militar Campo Grande AGETRAN CIPETRAN Polícia Militar Campo Grande AGETRAN CIPETRAN Polícia Militar

6  O protocolo de amostragem contemplou:  Listagem de locais com e sem radar fixo  Variabilidade dos dias da semana (dias úteis e fim de semana)  Variabilidade dos turnos (manhã, tarde, noite e madrugada)  Horários de coleta definido pelo fluxo nos turnos  Definição dos pontos de coleta com base em estudos de fluxo e infrações realizados pelos municípios  Definição do segmento de observação  Nível de confiança: 95%; Erro de 1%; 20% de perdas MÉTODOS AMOSTRAGEM BELO HORIZONTE E CAMPO GRANDE

7 MÉTODOS AMOSTRAGEM BELO HORIZONTE Amostragem estratificada com alocação ótima de acordo com o fluxo de veículos: automóveis, motocicletas e ônibus/caminhão 2220 veículos Trechos com 50 radares: Agrupamento de clusters (método Ward) Amostragem aleatória simples com reposição 9 locais em 7 vias veículos 14 dias de coleta; 48 turnos: 35 com radar fixo e 13 sem radar fixo Trecho sem radares: Controle

8 MÉTODOS BELO HORIZONTE

9 MÉTODOS AMOSTRAGEM CAMPO GRANDE Trecho com 31 radares Amostragem aleatória simples com reposição 5 locais em 5 vias veículos Trecho sem radares: Controle Amostragem aleatória simples com reposição 900 veículos 8 dias de coleta; 23 turnos: 15 com radar fixo e 8 sem radar fixo

10 MÉTODOS CAMPO GRANDE

11 MÉTODOS 1 - Elaboração e aquisição dos instrumentos de coleta de dados COLETA DE DADOS ETAPAS 2 - Estudo piloto para validação dos instrumentos de coleta 3 - Contratação e treinamento dos observadores para operacionalizar a logística de coleta de dados em campo 4 - Reuniões junto aos órgãos de trânsito e policia para definir as parcerias para o campo 5 - Coleta dos dados - identificação das vias, caracterização do trecho, contagem e fluxo e mensuração da velocidade 6 – Gestão, organização e análise dos dados coletados (feita através do software TeleForm v10.2 e Microsoft Office Excel)

12 MÉTODOS COLETA DE DADOS

13  Subestudo de confiabilidade  Validação dos Instrumentos de Coleta  Pesquisadores do OSUBH e BHTrans - contagem de fluxo durante o período da coleta de dados a partir de diferentes instrumentos MÉTODOS Estudo Piloto COLETA DE DADOS

14  Seleção da equipe de campo, treinamento teórico e prático  Van com motorista, para transportar a equipe a cada ponto observado e aguardar que a coleta de dados fosse realizada, visando garantir a segurança do equipamento e infraestrutura necessária  Realizada por equipe treinada e supervisionada por pesquisadores do OSUBH MÉTODOS Equipe e Logística COLETA DE DADOS

15  Apoio logístico (BH e CG)  Disponibilização de pesquisadores para contagem de fluxo (BH)  Disponibilização de veículo para a equipe (CG)  Acompanhamento policial à equipe de coleta (BH e CG) Parcerias

16 MÉTODOS COLETA DE DADOS Critérios de exclusão Cruzamentos Semáforos Fluxo intenso de pessoas Qualquer dispositivo que alterasse o comportamento do motorista Critérios de elegibilidade dos pontos de coleta Limite de velocidade ≤60 km/h 200 metros do radar fixo em funcionamento ou ponto Visibilidade para os observadores Segurança para o observador Possibilidade de utilização do medidor de velocidade

17  Aferição da velocidade:  realizada nas laterais das vias previamente selecionadas, de acordo com os critérios de elegibilidade  em pontos verificados previamente pelo Google Street View  a via, do ponto do radar até o local de observação, deveria estar em condições normais de fluxo  vias de 2 faixas em sentidos opostos - sorteio da faixa para observação, que deveria atender aos critérios de inclusão acima MÉTODOS COLETA DE DADOS

18 Localização do radar fixo – Google Street View MÉTODOS COLETA DE DADOS

19 Localização do radar fixo e trecho de observação MÉTODOS COLETA DE DADOS

20 Radar Fixo MÉTODOS COLETA DE DADOS Ponto de Observação

21 MÉTODOS COLETA DE DADOS AtividadeMomentoDuração Caracterização da Via Início do turno de coleta15 minutos Contagem do Fluxo Medição de Velocidade15 minutos Contagem do FluxoFim do turno de coleta15 minutos

22 MÉTODOS COLETA DE DADOS

23 Caracterização do trecho  Realizada de forma independente por duas pessoas da equipe  O trecho de observação foi aquele entre o radar fixo e o local de medição da velocidade (em média 200 metros)  Na ausência de radares fixos o trecho de observação foi estabelecido a uma distância média de 200 metros a partir do local de aferição da velocidade  Os dados foram preenchidos em formulário próprio de acordo com o treinamento MÉTODOS COLETA DE DADOS

24 MÉTODOS COLETA DE DADOS

25 MÉTODOS COLETA DE DADOS

26 Mensuração da velocidade  Radar portátil, modelo UltraLyte e marca Laser Technology Inc, homologado pelo IMETRO, disponibilizado pelo MS a todas as cidades envolvidas no Projeto Vida no Trânsito  Realizada por duas pessoas da equipe e preenchido em formulário próprio  A caracterização do condutor foi realizada por duas pessoas da equipe em formulário próprio MÉTODOS COLETA DE DADOS

27

28

29

30 MÉTODOS COLETA DE DADOS

31 Resultados Waleska Teixeira Caiaffa

32  Período: 24/10/12 à 06/11/12  Três Turnos: Manhã, Tarde e Noite (Fins de semana: madrugada)  Coletado dados de veículos  Limite de velocidade 60 km/h  Realizado 48 turnos de coleta  Foram visitadas 12 vias RESULTADOS BELO HORIZONTE

33 RESULTADOS BELO HORIZONTE ViaRadares Av. Cristiano Machado2 Av. Dom Pedro I1 Av. dos Andradas3 Av. Heráclito Mourão de Miranda1 Av. Nossa Senhora do Carmo1 Av. Presidente Carlos Luz3 Av. Presidente Juscelino Kubitschek2 Av. Raja Gabaglia3 Av. Teresa Cristina3

34 RESULTADOS BELO HORIZONTE Distribuição das observações nos trechos com a presença de radares fixos

35 RESULTADOS BELO HORIZONTE Distribuição das observações nos trechos sem a presença de radares fixos

36 RESULTADOS BELO HORIZONTE Clima Pista

37 RESULTADOS BELO HORIZONTE Distribuição do tipo de veículo por turno de coleta

38 Velocidade (Km/h), turno e presença de radar fixo RESULTADOS BELO HORIZONTE

39 RESULTADOS BELO HORIZONTE Velocidade (Km/h) segundo turnos Trechos com radar fixoTrechos sem radar

40 Velocidade (km/h), tipo de veículo e presença do radar fixo RESULTADOS BELO HORIZONTE

41 RESULTADOS BELO HORIZONTE Velocidade e tipos de veículos Trechos com radar fixoTrechos sem radar

42 RESULTADOS BELO HORIZONTE Classificação da velocidade e presença ou não de radares fixos

43 RESULTADOS BELO HORIZONTE Classificação da velocidade e tipo de veículo

44 RESULTADOS BELO HORIZONTE Classificação da velocidade segundo o turno de coleta

45  Período: 08/12/12 à 15/12/12.  Três Turnos: Manhã, Tarde e Noite (Fins de semana madrugada)  Coletado dados de veículos  Limite de velocidade 50km/h  Realizado 23 turnos de coleta  Foram visitadas 11 vias RESULTADOS CAMPO GRANDE

46 RESULTADOS CAMPO GRANDE ViaRadares Av. Afonso Pena3 Av. Dr. Gunter Hans1 Av. Duque de Caxias2 Av. Gury Marques2 Av. Mato Grosso1 Av. Nelly Martins1 Rua Joaquim Murtinho1

47 RESULTADOS Distribuição das observações nos trechos com a presença de radares fixos. CAMPO GRANDE

48 RESULTADOS Distribuição das observações nos trechos sem a presença de radares fixos. CAMPO GRANDE

49 RESULTADOS Clima Pista CAMPO GRANDE

50 RESULTADOS Distribuição do tipo de veículo por turno de coleta CAMPO GRANDE

51 Informações sobre velocidade (Km/h) com relação ao turno e presença de radar fixo. Campo Grande, RESULTADOS CAMPO GRANDE

52 RESULTADOS Velocidade e os turnos CAMPO GRANDE Trechos com radar fixoTrechos sem radar

53 Velocidade (km/h), tipo de veículo e presença ou não do radar fixo CAMPO GRANDE RESULTADOS

54 Velocidade e tipos de veículos CAMPO GRANDE Trechos com radar fixoTrechos sem radar

55 RESULTADOS Velocidade e presença ou não de radares fixos CAMPO GRANDE

56 RESULTADOS Classificação da velocidade segundo o tipo de veículo. Campo Grande, CAMPO GRANDE

57 RESULTADOS Velocidade e turno de coleta CAMPO GRANDE

58 Considerações Finais  O estudo tipo “roadside” em duas capitais – Belo Horizonte e Campo Grande possibilitou:  determinar a prevalência dos comportamentos inadequados relacionados à velocidade, bem como obter informações sobre as características das vias, o clima, os tipos de veículos e o turno de observação  testar um planejamento amostral que contemplasse variabilidades inerentes ao campo, tais aspectos relativos ao fluxo e horário, assim como operacionalizar estudo comparativo (com e sem radar)  testar protocolo de coleta para qualificar as informações dos indivíduos (sexo, uso de cinto e capacete) e das condições da via (estudo OSS), ainda a serem analisadas  Reforça a importância da parceria com as instituições locais

59 Considerações Finais Perspectivas:  Análises mais aprofundadas das variáveis mensuradas no estudo, incluindo a caracterização dos motoristas e das vias  Estudos de campo da velocidade incluindo rodovias e aneis rodoviários dentro do município fora da jurisdição municipal  Reforço das parcerias  Nova rodada de coleta de velocidade e alcoolemia

60 Obrigada! Obrigada! POLICY BRIEF – Kobe Center - Local public health observatories: A possible solution to filling the gap in urban health intelligence


Carregar ppt "Projeto Vida no Trânsito O FICINA DE I NDICADORES DO P ROJETO V IDA NO T RÂNSITO Velocidade excessiva ou inadequada nas vias urbanas Belo Horizonte (MG)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google