A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profª.: Adriellen Morel Para compreender como a oração subordinada substan- tiva desempenha a função própria de um substantivo, basta comparar as duas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profª.: Adriellen Morel Para compreender como a oração subordinada substan- tiva desempenha a função própria de um substantivo, basta comparar as duas."— Transcrição da apresentação:

1

2 Profª.: Adriellen Morel

3 Para compreender como a oração subordinada substan- tiva desempenha a função própria de um substantivo, basta comparar as duas frases que seguem: Ninguém lamentou sua renúncia. sujeito verbo transi- tivo direto objeto direto Nesse caso, temos um período simples, uma oração ab- soluta. Nessa oração o objeto direto vem representado basicamente por um substantivo renúncia.

4 Mas o objeto direto pode ser constituído por uma oração inteira, como no caso que segue: Ninguém lamentou / que você renunciasse. sujeitoverbo transi- tivo direto objeto direto No caso, o período é composto (duas orações): -a oração 2 encaixa-se como objeto direto do verbo lamentou da oração 1. Portanto, classifica-se como: 1ª oração 2ª oração subordinada: porque funciona como um termo da 1; substantiva: porque desempenha uma função própria do substantivo (objeto direto).

5 Orações subordinadas substantivas ligadas ao verbo da oração principal. Se uma oração subordinada substantiva vem ligada ao verbo da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como: sujeito subjetiva objeto direto objetiva direta objeto indireto objetiva indireta

6 É aquela que funciona como sujeito do verbo da ora- ção principal. Ex: É impossível / que o meu time perca o campeonato. oração principal oração subordinada substantiva subjetiva Quando a oração substantiva é subjetiva: O verbo da oração principal está sempre na 3ª pes- soa do singular; Não ocorre sujeito dentro dos limites da oração prin- cipal (o sujeito é a própria oração subordinada).

7 É aquela que funciona como objeto direto do verbo da oração principal. Eles não permitem / que os índios vivam em paz. 1ª oração 2ª oração oração principal oração subordinada substantiva objetiva direta A oração objetiva direta: sempre se liga a um verbo da oração principal sem preposição; indica o alvo sobre o qual recai a ação desse verbo.

8 É aquela que funciona como objeto indireto da oração principal. Ex: Ninguém desconfiava de que o plano fracassasse. 1ª oração 2ª oração Oração principal Oração subordinada substantiva objetiva indireta A oração objetiva indireta: liga-se ao verbo da oração principal, com preposi- ção. indica o alvo ou o destinatário do processo verbal.

9 Se uma oração subordinada substantiva vem ligada a um nome da oração principal, pode, teoricamente, funcionar como: Predicativo do sujeito substantiva predicativa Complemento nominal..... substantiva completiva nominal Aposto substantiva apositiva Orações subordinadas substantivas ligadas ao Nome da oração principal

10 É aquela que funciona como predicativo do sujeito da oração principal. Ex.: O problema é / que o prazo já se esgotou. 1ª oração2ª oração Oração principal Oração subordinada Substantiva predicativa A oração subordinada substantiva predicativa se liga: Ao sujeito da oração principal; Através do verbo de ligação (verbo ser, na grande maioria dos casos.

11 Estrutura básica da oração principal Sujeito + verbo de ligação Ex: O certo é que ele sumiu.

12 É aquela que funciona como complemento nominal de um nome da oração principal. Ex: Chego à conclusão de que o contrato é legal. 1ª oração 2ª oração Oração principalOração subordinada substantiva completiva nominal A oração subordinada substantiva completiva nomi- nal sempre se liga: A um nome da oração principal; Através de preposição (a, de, com, por, para, em, etc)

13 Estrutura básica da oração principal Sujeito + verbo + nome incompleto Ex: Estou certo de que ele virá.

14 Apesar de muita semelhança no plano formal, a substantiva completiva nominal não se confunde com a objetiva indireta porque: A substantiva completiva nominal liga-se a um nome da oração principal. Ex.: Ninguém teve dúvida de que ela mentiu A objetiva indireta liga-se a um verbo da oração principal. Ex.: Ninguém duvidou de que ela mentiu.

15 É aquela que funciona como aposto de um nome da oração principal. Ex.: Existe nos presídios esta lei: (que) ninguém denuncia ninguém. A oração subordinada substantiva apositiva sempre se liga: A um nome da oração principal; Sem preposição e sem a mediação de um verbo de ligação

16 Estrutura básica da oração principal Sujeito + verbo + nome Ex: Só te peço uma coisa: que não me abandones nunca.

17 a) É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã. Legião Urbana b) E não adianta nem me procurar em outros timbres, outros risos Pitty c) Só quero te lembrar de quando a gente andava nas estrelas Ivete Sangalo d) Ela só pensa, em beijar, beijar, beijar beijar. MC Leozinho e) Meu amor, se você for embora, sabe lá o que será de mim. Marina Lima f) Vai, minha tristeza, e diz a ela que, sem ela, não pode ser. Tom Jobim g) Foi tão belo o nosso amor. Eu não creio que tudo acabou. (...) Netinho.

18 h) Você me alucina. Te amar é bom demais. Exaltasamba i) Não é difícil perceber quem de nós dois vai dizer que é impossível o amor acontecer. (...) No vão das coisas que a gente disse, não cabe mais sermos somente amigos. Ana Carolina j) Ah, se tu soubesses como sou tão carinhoso! João de Barro e Pixinguinha k) Descobri que te amo demais. Zeca Pagodinho l) Estou cansado de sofrer. Estou com medo de não aguentar. Estou perdendo a razão de viver. Raça Negra m) O meu desejo é que eu possa te beijar Ivete Sangalo n) O endereço dos bailes eu vou falar para você: (...) vem Clube Íris, vem Trindade MC Júnior e MC Leonardo o) Mas a verdade é que eu sou louco por você. E tenho medo de pensar em te perder. Eu preciso aceitar que não dá mais pra separar as nossas vidas Chitãozinho e Xororó

19 (a) subjetiva reduzida de infinitivo (b) subjetiva reduzida de infinitivo (c) objetiva direta (d) objetiva indireta reduzida de infinitivo (e) objetiva direta (f) objetiva direta (g) objetiva indireta (h) or. sub. subst. subjetiva reduzida de infinitivo (i) subj. reduzida de infinitivo; obj. direta; subjetiva reduzida de infinitivo (j) objetiva direta (k) objetiva direta (l) completivas nominais reduzidas de infinitivo (m) predicativa do sujeito (n) apositiva (o) predicativa do sujeito; objetiva indireta reduzida de infinitivo; objetiva direta


Carregar ppt "Profª.: Adriellen Morel Para compreender como a oração subordinada substan- tiva desempenha a função própria de um substantivo, basta comparar as duas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google