A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Neste contexto, a Escola de Gente criou, em 2003, o projeto Oficineiros(as) da Inclusão, no qual jovens com e sem deficiência disseminam o conceito.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Neste contexto, a Escola de Gente criou, em 2003, o projeto Oficineiros(as) da Inclusão, no qual jovens com e sem deficiência disseminam o conceito."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4

5 Neste contexto, a Escola de Gente criou, em 2003, o projeto Oficineiros(as) da Inclusão, no qual jovens com e sem deficiência disseminam o conceito de inclusão para outros(as) jovens com e sem deficiência por meio de Oficinas Inclusivas, metodologia criada pela Escola de Gente e que pode ser encontrada em português e espanhol no site da Escola de Gente: O projeto Oficineiros(as) da Inclusão contou com o apoio imediato da então Coordenadoria para a Integração das Pessoas Portadoras de Deficiência (Corde), hoje Secretaria Nacional para a Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência, a adesão de outros parceiros(as) da cooperação internacional, como a Save the Children Suecia, Fundación Avina e da iniciativa privada, como Petrobras, com foco prioritário na realização de oficinas em regiões nas quais havia considerável presença de jovens com deficiência, segundo o Censo IBGE 2000, como Norte e Nordeste do Brasil. Números do projeto de 2006 a junho de 2010: 77 Oficinas Inclusivas foram realizadas por jovens Oficineiros(as) da Inclusão jovens beneficiados diretamente/mais de beneficiados indiretamente (com e sem deficiência) 8 estados de 4 regiões brasileiras foram atendidas pelo projeto: Goiás; Distrito Federal; Rio de Janeiro; Minas Gerais; Amazonas; Piauí; Maranhão e Bahia. 9 países foram atendidos pelo projeto: Colômbia; Espanha; Uruguai; Paraguai; Equador; México; Holanda; Argentina, Peru Há três vídeos documentando o projeto, sendo que um deles está disponível no youtube com medidas de acessibilidade na comunicação:

6 La Metodología es pública (esta en el sítio web de la Escola de Gente en portugués y español, y también en el libro Es usted gente? (WVA Editora/2004). Es un conjunto de dinámicas con el objetivo de proporcionar vivencias, despertar reflexiones y diseminar informaciones sobre inclusión de grupos vulnerables en la sociedad, especificamente de personas con discapacidad. En 2002 la Escola de Gente tuve fuerte demanda por los Talleres Inclusivos y ausencia de Facilitadores para multiplicar la metodología. La solución: El proyecto Facilitadores de la Inclusión en el año La Escola de Gente realizó Talleres Inclusivos con los Facilitadores de la Inclusión en ciudades más pobres como de las regiones Norte y Nordeste con el apoyo del gobierno federal por medio de la Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Creación de talleres virtuales con el proyecto “Jóvenes en Red por la no discriminación” para gañar escala con los Facilitadores de la Inclusión en otros estados de nuestro país y trabalhar con otras redes de juventud. Como hacer um programa de rádio inclusivo? Lo que hacer con el contenido para las personas sordas? El Programa de Rádio Los Facilitadores de la Inclusión creó una estrategia para garantizar el derecho a la comunicación y a la participación de las personas sordas: transcribir todo el programa y poner el documento con el contenido en el site de la Escola de Gente, que és acessible de acuerdo con las normas internacionales de W3C.

7


Carregar ppt "Neste contexto, a Escola de Gente criou, em 2003, o projeto Oficineiros(as) da Inclusão, no qual jovens com e sem deficiência disseminam o conceito."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google