A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Características da via verde para o acesso aberto à informação científica na América Latina Dissertação de mestrado Michelli Costa Orientador: Dr. Fernando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Características da via verde para o acesso aberto à informação científica na América Latina Dissertação de mestrado Michelli Costa Orientador: Dr. Fernando."— Transcrição da apresentação:

1 Características da via verde para o acesso aberto à informação científica na América Latina Dissertação de mestrado Michelli Costa Orientador: Dr. Fernando Leite Brasília, Fevereiro de 2014 Universidade de Brasília – UnB Faculdade de Ciência da Informação – FCI Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação

2 América Latina e o acesso aberto Alperin, Fishman e Willinsky (2008) Quantidade de periódicos de acesso aberto na América Latina (dados do DOAJ); Motivações para o acesso aberto na América Latina são diferentes dos países do Norte. Babini (2012) Relação das instituições produtoras de conhecimento científico da região com os repositórios institucionais (RIs); Presença do tema em debates públicos (Brasil e Argentina); Crescimento das políticas de acesso aberto. Chan e Costa (2005) Acesso aberto como um elemento para diminuir as limitações de acesso dos países em desenvolvimento; Otimização do fluxo de comunicação sul-sul e sul-norte. Michelli Costa 2

3 Quais são as características da via verde na América Latina para o desenvolvimento do acesso aberto? Objetivo geral Identificar as características da via verde na América Latina para o desenvolvimento do acesso aberto. Objetivos específicos ① Identificar, com base na literatura, elementos que definem o acesso aberto e RIs; ② Mapear os RIs da América Latina; ③ Caracterizar os RIs da América Latina a partir das dimensões apontadas pela literatura da área; ④ Identificar políticas de informação de agências de fomento à pesquisa da América Latina que contribuam para o acesso aberto na região. Michelli Costa 3

4 Justificativa A Ciência da Informação surge das preocupações dos institutos de pesquisa com o tratamento e disseminação da informação científica. A pesquisa trata de dois aspectos fundamentais da área: 1. A participação das instituições produtoras de conhecimento científico; 2. A sistema de informação que instrumentaliza os processos de tratamento e disseminação da informação científica -- RIs. Sistematização teórica sobre acesso aberto e RIs. Análise dos sistemas propostos pela via verde permitiu: contribuir para uma avaliação dos RIs da América Latina, de forma a identificar seus pontos fortes e fracos e colaborar com o desenvolvimento de estratégias nacionais e regionais para a promoção do acesso aberto. Michelli Costa 4

5 Contexto da pesquisa O foco da pesquisa é a via verde na América Latina: RIs + políticas de acesso aberto das instituições de pesquisa. Crescimento de 50% das publicações latino-americanas em bases de dados internacionais entre 2000 e 2010; O financiamento da ciência produzida na América Latina é feita com recursos públicos. UnescoRicyt Argentina, Barbados, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, Guatemala, Guiana, Honduras, Haiti, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Paraguai, El Salvador, Trinidad y Tobago, Uruguai e Venezuela Canadá, Espanha, Portugual e Estados Unidos Anguilla, Antígua e Barbuda, Aruba, Bahamas, Belize, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Cayman, Curaçao, Granada, São Cristóvão e Nevis, Santa Lúcia, São Martinho, São Vicente e Granadinas, Suriname AMÉRICA LATINA Michelli Costa 5

6 Metodologia Pesquisa descritiva Estratégia explanatória sequencial Atribuição de maior peso para a primeira fase (qualitativa); Utilização dos dados quantitativos na interpretação qualitativa; Apresentação de uma perspectiva teórica explícita; Normalmente utilizada para desenvolver um novo instrumento de pesquisa. (CRESWELL, 2010) Pesquisa qualitativa Pesquisa quantitativa Interpretação de toda análise - Lente teórica (acesso aberto e RIs) - Desenvolvimento de um instrumento (critérios para o mapeamento e as dimensões de análise dos RIs) - Fotografia instantânea (mapeamento e caracterização dos RIs) - Descrição quantitativa do universo mapeado; - Levantamento de determinadas características dos RIs selecionados; - Levantamento das políticas de acesso aberto. Michelli Costa 6

7 Desenho da pesquisa Revisão Sistematizada da Literatura Acesso aberto RIs Mapeamento e caracterização dos RIs da América Latina Análise descritiva integrada Levantamento das políticas de acesso aberto das agências de fomento à pesquisa da América Latina Pesquisa qualitativa Pesquisa qualitativa e quantitativa Interpretação qualitativa Michelli Costa 7

8 Universo e amostra dos documentos analisados na RSL UNIVERSO 25 documentos com caráter de declaração de acesso aberto UNIVERSO artigos sobre RIs AMOSTRA 9 documentos analisados AMOSTRA 9 artigos com mais de cem citações Michelli Costa 8

9 Resultados Michelli Costa 9

10 Definição de acesso aberto O acesso aberto é um conjunto de esforços empreendidos por diferentes atores da comunidade científica que visa promover a disponibilidade e o acesso à informação científica que alimenta e que resulta das atividades de pesquisa. Tais conteúdos devem ser acompanhados de licenças que permitam aos usuários a sua utilização ampla. Portanto, são empregadas diversas iniciativas, dentre as quais destacam-se as políticas, os programas e as estratégias. As políticas buscam garantir instrumentos legais para as ações. Os programas articulam diversas iniciativas e tendem a garantir condições administrativas e políticas para sua execução. Além disto, eles envolvem atores considerados fundamentais para o processo. Já as estratégias propõem orientações para o desenvolvimento de iniciativas locais e globais de acesso aberto, dentre as quais estão os RIs e os periódicos científicos de acesso aberto. Michelli Costa 10

11 Definição de Repositórios Institucionais Na análise da segunda parte da RSL foi observada uma forte predominância da perspectiva adotada por Lynch (2003) em cinco dos nove artigos analisados. Dos outros quatro documentos que não citaram o Lynch (2003), dois apresentaram uma perspectiva idêntica entre si para o conceito de RI, são os artigos de número 11 e 16, de Crow (2002) e Johnson (2002), respectivamente. Como resultado desta análise, a definição de RI para esta pesquisa é: RIs são sistemas de informação compostos por coleções digitais, que são desenvolvidas a partir de serviços de gestão relacionados com a coleta, organização, disseminação e preservação da produção acadêmica dos membros de uma instituição. Michelli Costa 11

12 Lente teórica para a análise dos RIs Michelli Costa 12

13 Repositórios digitais identificados por país da América Latina Fonte de informação RDs identificados ROAR254 OpenDoar232 Red de Repositorios Latinoamericanos 81 Repositórios Brasileiros 79 SNRD25 LA Referencia16 Red Colabora2 Michelli Costa 13

14 Orientação institucional dos repositórios Michelli Costa 14

15 Tipo de conteúdo armazenado Total = 172 repositórios Michelli Costa 15

16 Disponibilização do texto completo Total = 89 repositórios Michelli Costa 16

17 Disponibilização dos documentos em acesso aberto Instrumento para a coleta de dados: Problemas de coleta de dados Total = 84 repositórios Michelli Costa 17

18 Interoperabilidade dos repositórios Total = 84 repositórios Michelli Costa 18

19 Etapas da seleção dos RIs 1º critério de seleção = 172 repositórios 84 RIs 84 RIs 2º critério de seleção = 89 repositórios 3º critério de seleção = 84 repositórios 4º critério de seleção = 84 repositórios 5º critério de seleção = 84 repositórios Universo inicial = 298 repositórios Michelli Costa 19

20 Mapa dos RIs na América Latina https://mapsengine.google.com/map/edit?mid=zdv30tgsCSVY.kOT2jo7rTIew Michelli Costa 20

21 Caracterização dos RIs da América Latina Dimensões de análise do estudo Elementos de caracterizaçãoFormas de identificação dos elementos 1. Tamanho dos RIsQuantidade total de documentos Quantidade de documentos da produção acadêmica Informações disponíveis na página web do RI. Informações geradas pelo relatório do validador RCAAP. 2. Tipos de documentos depositados Tipos de documentos apresentados no relatório do validador RCAAP e comunidades e coleções do RI Relatório do validador RCAAP e comunidades e coleções do RI. 3. Softwares utilizados Software utilizado pelo RIPágina web do RI 4. Características operacionais do sistema Arquitetura de informação Formas de alimentação Informações e documentos disponíveis na página web do RI. 5. Responsabilidades administrativas e políticas Nível administrativo da(s) pessoa(s) responsável(is) pelo RI Vínculo com a biblioteca Informações e documentos disponíveis na página web do RI. 6. Políticas do RIPolítica de funcionamento Política institucional Política de preservação Política de direitos autorais Informações e documentos disponíveis na página web do RI. 7. Serviços oferecidosServiço de alerta RSS Estatísticas Referência virtual Redes sociais Informações disponíveis na página web do RI. 8. Áreas do conhecimento Ciências Exatas e naturais Ciências sociais e humanas Artes e humanidades Áreas do conhecimento descritas nas comunidades e coleções dos RIs. Michelli Costa 21

22 Conteúdo presente nos RIs da América Latina Quantidade total de documentos Michelli Costa 22

23 Conteúdo presente nos RIs da América Latina Michelli Costa 23

24 Conteúdo presente nos RIs da América Latina Áreas do conhecimento predominantes Michelli Costa 24

25 As políticas dos RIs da América Latina Michelli Costa 25

26 A gestão e os serviços oferecidos Características operacionais do sistema Organização dos conteúdos nos RIs Povoamento dos RIs Michelli Costa 26

27 A gestão e os serviços oferecidos Responsabilidades administrativas e políticas do RI Responsáveis pelo RI Vínculo do RI com a biblioteca da instituição Michelli Costa 27

28 A gestão e os serviços oferecidos Michelli Costa 28

29 A tecnologia dos RIs da América Latina Michelli Costa 29

30 Políticas de acesso aberto das agências de fomento à pesquisa na América Latina Identificação de 47 instituições de 18 países, definidos como escopo para a pesquisa. Foram excluídos do conjunto dois países: a Bolívia e o Equador. 1. Pesquisa documental nos sites das agências de fomento à pesquisa da América Latina Foram analisados 38 sites, pois os endereços de sete agências de fomento não foram identificados e dois eram repetidos. A pesquisa documental nas páginas não resultou em nenhuma resposta positiva. Dentre os documentos disponíveis sobre a instituição, suas políticas e normas não foi localizado nenhum documento que se enquadrasse na classificação de política de acesso aberto. Todas as instituições passaram para a segunda etapa da investigação realizada nos diretórios de políticas. Michelli Costa 30

31 Políticas de acesso aberto das agências de fomento à pesquisa na América Latina 2. Levantamento em diretórios internacionais de políticas de acesso aberto: Melibea, Sherpa/Juliet e ROARMAP. 3. Levantamento por meio de questionário às principais agências de fomento a pesquisa da América Latina Os questionários foram enviados no período de 20 de abril a 21 de maio e 23 a 29 de outubro. Os questionários foram enviados em forma de ofício pelo Ibict. No total foram enviados questionários a 33 instituições e foram obtidas 9 respostas até o final do prazo da pesquisa. Quatro agências responderam positivamente a questão sobre a existência de política para a divulgação dos resultados de pesquisa que financiam, mas nenhuma delas se classifica como documento com caráter de política de acesso aberto. Apesar da ausência de mecanismos legais, todas elas indicaram alguma forma de divulgação dos resultados das pesquisas. Michelli Costa 31

32 Conclusões OBJETIVOS ESPECÍFICOSSITUAÇÃO ① Identificar, com base na literatura, elementos que definem o acesso aberto e RIs. Alcançado  Mapear os RIs da América Latina. Alcançado  Caracterizar os RIs da América Latina a partir das dimensões apontadas pela literatura da área. Alcançado  Identificar políticas de informação de agências de fomento à pesquisa da América Latina que contribuam para o acesso aberto na região. Alcançado OBJETIVOS GERALSITUAÇÃO Identificar as características da via verde na América Latina para o desenvolvimento do acesso aberto. Alcançado Michelli Costa 32

33 Conclusões Após a aplicação dos critérios (baseados na literatura) aos sistemas identificados em diretórios e listas de repositórios de acesso aberto, restaram apenas 27% dos sistemas (298->84) Do total de RDs (298), 48% (215) foram excluídos pelo critério produção acadêmica; Há uma distância relativamente grande entre o que a literatura aponta como RI e a prática de desenvolvimento destes sistemas na região; Cerca de 90% dos RIs analisados apresentam mais de 50% dos seus documentos acessíveis; Cerca de 40% dos repositórios excluídos pelo tipo de conteúdo disponibilizado apresentavam predominantemente teses, dissertações e trabalhos de conclusão de curso; De acordo com o referencial desta pesquisa, na América Latina existem 84 Ris; Canais de comunicação típicos das CSH e AH estão pouco presentes nos RIs, com apenas 9% e 2%, respectivamente; As áreas mais presentes (72%) RIs foram as CEN (3 X maior que CSH e 14 X maior AH. Michelli Costa 33

34 Conclusões DSpace é adotado por 82% dos RIs da região; Os dois dos serviços mais ofertados entre os RIs (serviço de alerta e RSS) estão diretamente relacionados com software Dspace; Não existem políticas de acesso aberto nas agências de fomento da América Latina; O estudo produziu um retrato atual da situação dos RIs da América Latina e uma análise em relação a experiências semelhantes em outras regiões; Além de contribuir para o entendimento da situação atual e um recurso para planejar os próximos passos do acesso aberto na região; A limitação mais notável do estudo foi a falta de dados sobre alguns aspectos analisados em decorrência da falta de padronização entre os sistemas ou mecanismos eficientes de mensuração; Outra limitação foi a necessidade de adoção de questionários e entrevistas como instrumento de coleta de dados sobre o universo dos RIs. Michelli Costa 34

35 Conclusões Sugestão para estudos futuros: Impacto que o gerenciamento de documentos administrativos pelos RIs traz para o acesso aberto e para a comunicação científica; Presença das disciplinas das Ciências Exatas e Naturais com maior participação entre os documentos disponíveis nos RIs. Os resultados podem ajudar a mapear elementos que favorecem o povoamento de determinada área e, por isso, têm potencial para contribuir em novas áreas; Influência das políticas disponíveis nos RIs para o seu sucesso ou seu fracasso; Análise comparativa dos dados com outros países em desenvolvimento. Michelli Costa 35

36 Referências ALPERIN J.P., FISCHMAN G.E., WILLINSKY J. Open access and scholarly publishing in Latin America: ten flavours and a few reflections. Liinc em Revista, v.4, n p Disponível em:. Acesso em: jan 2013.http://revista.ibict.br/liinc/index.php/liinc/article/viewFile/269/167 BABINI, Dominique Acceso abierto y visibilidad de publicaciones científicas en América Latina Anais... In: XI Jornadas de Investigación, Temuco (Chile), jan Disponível em: Acesso em: jan CHAN, L; COSTA, S. Participation in the global knowledge commons: challenges and opportunities for research dissemination in developing countries. New Library World, v. 106, n. 3/4, p.141– Disponível em: / Acesso em: fev CRESSWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, p. CROW, R. The case for institutional repositories: A SPARC position paper. ARL Bimonthly Report, n. 223, Disponível em:. Acesso em: fev JOHNSON, Richard K. Partnering with faculty to enhance scholarly communication. D-lib Magazine, LYNCH, C. Institutional repositories: essential infrastructure for scholarship in the digital age. ARL: A Bimonthly Report, v Disponível em:. Acesso em: fev Michelli Costa 36


Carregar ppt "Características da via verde para o acesso aberto à informação científica na América Latina Dissertação de mestrado Michelli Costa Orientador: Dr. Fernando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google