A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 www.nic.br/indicadores Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 PESQUISA SOBRE O USO DAS TECNOLOGIAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 www.nic.br/indicadores Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 PESQUISA SOBRE O USO DAS TECNOLOGIAS."— Transcrição da apresentação:

1 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 PESQUISA SOBRE O USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2006

2 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Agenda Sobre o CGI.brSobre o CGI.br Sobre o NIC.brSobre o NIC.br Cenário InternacionalCenário Internacional Cenário NacionalCenário Nacional Iniciativas do CGI.brIniciativas do CGI.br Pesquisas TIC Domicílios Pesquisas TIC Domicílios PerguntasPerguntas

3 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Criado em maio de 1995 Criado em maio de 1995 Pela Portaria Interministerial Nº 147 de 31/05/1995, alterada pelo Decreto Presidencial Nº de 03/09/2003 Pela Portaria Interministerial Nº 147 de 31/05/1995, alterada pelo Decreto Presidencial Nº de 03/09/2003 Responsável pela coordenação e integração dos serviços Internet no país Responsável pela coordenação e integração dos serviços Internet no país Modelo multistakeholder composto por membros do governo, setor empresarial, do terceiro setor e da comunidade acadêmica Modelo multistakeholder composto por membros do governo, setor empresarial, do terceiro setor e da comunidade acadêmica Sobre o CGI.br

4 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 1 – Min. da Ciência e Tecnologia 2 – Min. das Comunicações 3 – Casa Civil da Presidência da República 4 – Min. do Planejamento, Orçamento e Gestão 5 – Min. do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior 6 – Min. da Defesa 7 – Agência Nacional de Telecomunicações 8 – Conselho Nacional de Desenv. Científico e Tecnológico 9 – Conselho Nac. Secretários Estaduais p/ Assuntos de Ciência e Tecn. 10 – Notório Saber 11 – Provedores de acesso e conteúdo 12 – Provedores de infra de telecom 13 – Indústria TICs e software 14 – Empresas usuárias 15 – Terceiro setor 16 – Terceiro setor 17 – Terceiro setor 18 – Terceiro setor 19 – Academia 20 – Academia 21 – Academia

5 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Entidade civil, sem fins lucrativos Entidade civil, sem fins lucrativos Criada em 2003 Criada em 2003 Começou a atuar em 5 de dezembro de 2005 Começou a atuar em 5 de dezembro de 2005 Braço executivo do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) Braço executivo do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) Sobre o NIC.br

6 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Fomentar o desenvolvimento de serviços Internet no Brasil Fomentar o desenvolvimento de serviços Internet no Brasil Recomendar padrões e procedimentos técnicos operacionais para a Internet no Brasil Recomendar padrões e procedimentos técnicos operacionais para a Internet no Brasil Coordenar a atribuição de endereços Internet (IPs) e o registro de nomes de domínios usando ccTLD Coordenar a atribuição de endereços Internet (IPs) e o registro de nomes de domínios usando ccTLD Coletar, organizar e disseminar informações sobre os serviços Internet – indicadores e estatísticas Coletar, organizar e disseminar informações sobre os serviços Internet – indicadores e estatísticas Principais atribuições do CGI.br

7 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 CENÁRIO INTERNACIONAL

8 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Com o desenvolvimento da sociedade da informação, se faz necessário:Com o desenvolvimento da sociedade da informação, se faz necessário: –Ir além das estatísticas de disponibilidade de infra-estrutura –Ampliar a compreensão sobre a intensidade e natureza do uso das TICs –Compreender o impacto das TICs na economia e na sociedade Ir além da economia, tratando de sociedade e cultura (convergência e conteúdo)Ir além da economia, tratando de sociedade e cultura (convergência e conteúdo) –Governo eletrônico e interação governo-cidadão –Capital humano, habilidades solicitadas (quais são elas), mercado de trabalho e mobilidade Novos desafios para políticas públicas, medição e análise Novos desafios para políticas públicas, medição e análise Desafios Cenário Internacional

9 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Na última década, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), em particular, a Internet, experimentaram uma notável expansãoNa última década, as Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs), em particular, a Internet, experimentaram uma notável expansão Diversos Planos de Ação e projetos para favorecer a implantação das TICs foram executados em diferentes paísesDiversos Planos de Ação e projetos para favorecer a implantação das TICs foram executados em diferentes países O aumento do uso das TICs e a existência de Planos motivaram a busca de informações fidedignas acerca da infra-estrutura disponível, acesso, uso e impacto destas tecnologiasO aumento do uso das TICs e a existência de Planos motivaram a busca de informações fidedignas acerca da infra-estrutura disponível, acesso, uso e impacto destas tecnologias Organismos nacionais e internacionais criaram Grupos de Trabalho para elaborar metodologias com vistas a conhecer e acompanhar os avanços da sociedade da informaçãoOrganismos nacionais e internacionais criaram Grupos de Trabalho para elaborar metodologias com vistas a conhecer e acompanhar os avanços da sociedade da informação Antecedentes Cenário Internacional

10 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Histórico Cenário Internacional Setembro Summit do Milênio das Nações Unidas – Nova YorkSetembro Summit do Milênio das Nações Unidas – Nova York Adoção da Declaração do Milênio e apresentação das Metas do Milênio (MDG) Adoção da Declaração do Milênio e apresentação das Metas do Milênio (MDG)Metas do Milênio (MDG)Metas do Milênio (MDG) 189 Países Membros da ONU se comprometeram, até 2015, a realizar uma série de metas e objetivos, entre eles: 189 Países Membros da ONU se comprometeram, até 2015, a realizar uma série de metas e objetivos, entre eles: Objetivo n°8 – Estabelecer uma associação mundial para o desenvolvimento Meta n° 18 – Em cooperação com o setor privado, fazer com que os benefícios das novas tecnologias, em particular das tecnologias da informação e da comunicação, possam ser aproveitados por todos Indicadores 47 – Número de linhas telefônicas fixas e celulares 48 – Número de computadores e de usuários internet

11 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Histórico Cenário Internacional Junho Formação do Partnership on Measuring ICT for Development – UNCTAD São PauloJunho Formação do Partnership on Measuring ICT for Development – UNCTAD São PauloPartnership on Measuring ICT for DevelopmentPartnership on Measuring ICT for Development Iniciativa global que reúne UIT, OECD, UNCTAD, UNESCO, escritórios regionais da ONU, UN ICT Task Force e Banco Mundial Iniciativa global que reúne UIT, OECD, UNCTAD, UNESCO, escritórios regionais da ONU, UN ICT Task Force e Banco Mundial Objetivos específicos: –Adotar um grupo de indicadores TIC comparáveis internacionalmente –Consolidar standards –Oferecer assistência aos países que querem levantar os indicadores core –Aumentar a capacity building (formação de recursos humanos) nos países em desenvolvimento –Criar um banco de dados internacional de indicadores ICT –Foco em três tipos de indicadores: Infra-estrutura e AcessoInfra-estrutura e Acesso DomicíliosDomicílios EmpresasEmpresas

12 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Histórico Cenário Internacional Fevereiro Reunião Temática sobre a Medição da Sociedade da Informação, WSIS Reunião Temática sobre a Medição da Sociedade da Informação, WSIS 250 delegados de 83 países membros das Nações Unidas, representantes de institutos nacionais de estatística, agências nacionais de telecomunicações, ministérios envolvidos com atividades da sociedade da informação, organizações internacionais e regionais e ONGs, entre outros 250 delegados de 83 países membros das Nações Unidas, representantes de institutos nacionais de estatística, agências nacionais de telecomunicações, ministérios envolvidos com atividades da sociedade da informação, organizações internacionais e regionais e ONGs, entre outros –Foi acordada uma lista comum de indicadores core para infra- estrutura básica, domicílios, empresas e setor TIC

13 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 CENÁRIO NACIONAL

14 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Cooperação para a produção dos indicadores TIC Fundamentais para o desenvolvimento de políticas públicas e para a comparabilidade internacional CGI.br e IBGE CGI.br e IBGE - desenvolvimento e financiamento do módulo TIC - participação conjunta em eventos CGI.br e Anatel CGI.br e Anatel - revisão dos indicadores de telecomunicações da UIT Cenário Brasil

15 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 INICIATIVAS CGI.br

16 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Objetivo das Iniciativas -Acompanhar, monitorar e avaliar o impacto sócio-econômico das TICs -Fornecer subsídios para a elaboração de políticas públicas que garantam o acesso às TICs no Brasil -Permitir a comparabilidade da realidade brasileira com outros países

17 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Iniciativas Parceria com o IBGE Inclusão de um módulo com 23 questões básicas sobre penetração e uso da internet na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio – PNAD mil domicílios entrevistados140 mil domicílios entrevistados Indicadores domicílio - resultados out/2006Indicadores domicílio - resultados out/2006 –Número de linhas fixas, de celulares, de televisores, de PCs, de PCs com acesso à internet Indicadores indivíduo - resultados março 2007Indicadores indivíduo - resultados março 2007 –Local de uso, freqüência de uso, total de horas de uso por semana, tipo de serviços e atividades Parceria com o IBOPE Publicação de Indicadores mensais em Internautas domiciliares ativos e horas navegadasInternautas domiciliares ativos e horas navegadas Sessões por pessoaSessões por pessoa Perfil da audiência por gêneroPerfil da audiência por gênero Penetração da Internet nos domicíliosPenetração da Internet nos domicílios Perfil do internauta e atividades realizadasPerfil do internauta e atividades realizadas Acesso mundoAcesso mundo

18 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Iniciativas Pesquisa TIC DOMICÍLIOS E TIC EMPRESAS Investigam a penetração e uso da internet, incluindo questões específicas sobre uso de governo eletrônico, comércio eletrônico, segurança, educação, barreiras de acesso, entre outros Comparabilidade internacional (modelo Eurostat/OECD) Entrevistas presenciais (domiciliar) e por telefone (empresas) Margem de erro de no máximo 1,5% nacional e 5% regional ANUAL e NACIONAL 1ª Pesquisa – ago/set 2005 – resultados em http: 1ª Pesquisa – ago/set 2005 – resultados em http: 2ª Pesquisa – ago/set 2006 – primeiros resultados NOVEMBRO ª Pesquisa – ago/set 2006 – primeiros resultados NOVEMBRO 2006

19 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 PESQUISAS TIC 2006

20 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 TIC DOMICÍLIOS – Parte 1 A - Acesso às Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) nos domicílios B - Uso do Computador C - Uso da Internet H - Habilidades com o Computador I - Habilidades com a Internet L - Acesso sem Fio LL - Intenção de Aquisição de Equipamentos e Serviços TIC TIC DOMICÍLIOS – Parte 2 D - Segurança na Internet E - Uso do F - Spam G - Comércio Eletrônico J - Governo Eletrônico Pesquisas TIC 2006 TIC EMPRESAS A - Uso das TICs B - Uso da internet C - Comércio Eletrônico D - Governo Eletrônico E - Segurança Divulgação no primeiro trimestre de 2007

21 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 10,5 mil domicílios 10,5 mil domicílios -Quebra por região, estados e áreas metropolitanas, classe social, localização do domicílio, renda, situação de emprego, instrução, idade e sexo, raça, entre outros -Faixa etária – a partir dos 10 anos Amostra Pesquisas TIC 2006 Amostra 1,6%40961,0%10510Total 3,9%6652,5%1646Sul 3,1%10602,0%2549Sudeste 2,8%12601,6%3692Nordeste 4,5%4883,1%1027Centro-Oeste 4,0%6232,5%1596Norte Erro amostral aproximadoAmostra Internet Erro amostral aproximado Amostra Total Regiões

22 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Pesquisas TIC 2006 Quebra por região

23 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Apresentação dos Dados

24 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Conclusões da Pesquisa Segue o mesmo cenário: os fatores socioeconômicos ainda são os principais determinantes do acesso às tecnologias da informação no Brasil quanto maior a renda e a escolaridade, maior o acesso As desigualdades regionais também se reproduzem nos critérios de posse e uso de tecnologias da informação os habitantes das regiões mais ricas têm mais acesso e utilizam mais essas tecnologias As desigualdades regionais também se reproduzem nos critérios de posse e uso de tecnologias da informação os habitantes das regiões mais ricas têm mais acesso e utilizam mais essas tecnologias Aumentou a base de usuários de internet: Aumentou a base de usuários de internet: aumento de posse mas não de uso na mesma proporção quem já acessava, hoje acessa de casa aumento de posse mas não de uso na mesma proporção quem já acessava, hoje acessa de casa aumenta o uso constante da rede, mas aquele que nunca usou provavelmente não está sendo incluído aumenta o uso constante da rede, mas aquele que nunca usou provavelmente não está sendo incluído Houve uma melhora na qualidade do acesso doméstico para quem tem acesso, está melhorando, mas a base não está se ampliando na mesma proporção Houve uma melhora na qualidade do acesso doméstico para quem tem acesso, está melhorando, mas a base não está se ampliando na mesma proporção Aumento no uso de centros de acesso público pagos, como lanhouses Aumento no uso de centros de acesso público pagos, como lanhouses Tendências observadas Comparativo

25 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Posse Bens TIC Proporção de domicílios que possuem equipamentos de TIC (%) – Base 2005: Base 2006:

26 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Posse Bens TIC Comparativo: TIC 2005, TIC 2006 e PNAD 2005 Base TIC 2005: domicílios Base PNAD 2005: Base 2006: Indicadores de posse, comparativo TIC e PNAD (%) –

27 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Brasil: No Caminho da Inclusão Digital De 2005 para 2006: Aumentou a posse e o uso* tanto de computadores quanto da internet domicílios a mais possuem computadores domicílios a mais possuem acesso à internet pessoas a mais são usuárias de computador pessoas a mais são usuárias da internet * Quando citamos o aumento do uso e dos usuários, nos referimos aqueles que utilizaram nos últimos três meses e não aqueles que já utilizaram alguma vez na vida – já que o conceito de usuário requer alguma constância.

28 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet e Computador: Uso x Posse Comparativo , ,0Possui acesso a internet , ,9Possui computador Projeção Domicílios ** % Projeção Domicílios* % , ,2Já utilizou computador , ,7Utilizou computador últimos 3 meses , ,8Nunca utilizou computador , ,8Nunca utilizou internet , ,4Utilizou internet últimos 3 meses Projeção Pessoas** % Projeção Pessoas * % , , Já utilizou internet 2006 Projeções realizadas com base nos seguintes dados *Base 2005: 49.2 milhões de domicílios, 143 milhões habitantes com mais de 10 anos de idade (PNAD 2003) **Base 2006: 53.1 milhões de domicílios, 153 milhões de habitantes com mais de 10 anos de idade (PNAD 2005) POSSE USO

29 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet : Uso Comparativo: TIC 2005, TIC 2006 e PNAD 2005 Base TIC 2005: domicílios Base PNAD 2005: Base 2006: Proporção dos que utilizaram internet nos últimos 3 meses, comparação TIC e PNAD

30 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Computador: Posse e Uso Comparativo Classe, Renda, Idade Base 2005: Base 2006: Posse Cresceu sobretudo nas classes B e C

31 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Local de Uso: Sucesso das Lan Houses e Internet Cafés As pessoas utilizam mais o computador e a internet em casa e nos centros de acesso públicos pagos (por exemplo, lan houses, internet cafés, etc.) Classes D e E utilizam mais computador e internet na escola e em centros de acesso público pagos (por exemplo, lan houses, internet cafés, etc.) A terceira idade utiliza mais em casa Os adultos entre 25 e 44 anos utilizam em casa e no trabalho mais acentuadamente Os mais jovens, de 10 a 15 anos utilizam mais em casa, nos centros de acesso público pagos e na escola

32 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Computador: Local de Uso 2006 Local de uso do computador (%) Base 2006: entrevistados que utilizaram o computador nos últimos três meses As classes DE utilizam o computador predominantemente em centros públicos de acesso pago (34%), como lan houses e cyber cafés, e na escola (30%) – já que são as que menos possuem computador em casa.

33 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Computador: Local de Uso 2006 Base 2006: entrevistados que utilizaram o computador nos últimos três meses

34 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Local de Uso 2006 Local de uso da Internet (%) Base 2006: entrevistados que utilizaram a internet nos últimos 3 meses

35 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Local de Uso 2006 Base 2006: entrevistados que utilizaram a internet nos últimos 3 meses

36 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Local em que aprendeu a utilizar computador 2006 * Base total: entrevistados que já utilizaram computador e declararam possuir alguma habilidade.

37 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Computador: Habilidades Proporção de pessoas que realizaram curso de informática (%) – : 29,9% fez curso 2006: 27,5% fez curso Base 2005: entrevistados Base 2006: entrevistados Em 2006, cerca de 25,4% dos que já utilizaram computador aprenderam a usá-lo por conta própria e cerca de 20%, com amigos e parentes. A justificativa para não realização de cursos é o custo (especialmente entre as classes mais baixas) e a falta de tempo (especialmente entre os de escolaridade mais alta)

38 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Barreiras Posse 2006 Motivos para inexistência de acesso à Internet no domicílio (%) ,9413,031,0067,5531,690,895,21Total Classe Social ,3712,550,6370,9832,151,072,23DE ,4811,710,9267,6532,340,66,55C 7831,5721,863,2749,1626,011,2714,92B 258,2420,087,6422,8628,6025,7A BASENão sabe Nenhum dos itens acima, mas outro motivo Preocupaçõ es com segurança e/ou privacidade Falta do computador / O custo do equipament o é muito elevado O custo do acesso é muito elevado Não tem acesso a internet na cidade onde vive Tenho acesso à Internet em outro lugar *Base total: 8,987 entrevistados que não tem acesso à internet no domicilio. PRINCIPAIS MOTIVAÇÕES: FALTA DO COMPUTADOR E CUSTO DO ACESSO

39 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Posse Tipo de Conexão Base 2006: entrevistados que têm acesso à internet no domicilio (excluindo faixa etária entre anos) Tipo de conexão utilizada para acessar a Internet no domicílio (%)

40 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Posse Tipo de Conexão Tipo de conexão utilizada para acessar a Internet no domicílio (%) Base 2006: entrevistados que têm acesso à internet no domicilio (excluindo faixa etária entre anos)

41 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Posse Barreira Banda Larga Base 2006:658 entrevistados que têm internet mas não acesso por banda larga 13,092,753,4213,4821,551,13Total Não Sabe/ Não respondeu Outras RazõesTem Acesso Banda Larga de outro local Não disponível na área Não há necessidade Custo Elevado Destaca-se entre as classes DE a não disponibilidade de banda larga na área (26,5%). Motivos para não ter acesso Banda Larga no domicílio (%)

42 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Posse Barreira Banda Larga Base 2006:658 entrevistados que têm internet mas não acesso por banda larga Motivos para não ter acesso Banda Larga no domicílio (%)

43 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Barreiras de Uso 2006 Motivos do não acesso a internet nos últimos 3 meses (%) *Base: 577 entrevistados que já utilizaram a internet, mas não nos últimos três meses. 1570,8624,6502,249,4565,4710,072,7633,21DE 3270,2621,720,13,2238,6462,4411,642,6837,55C 91020,9302,3239,3641,326,476,1254,84B 2060, A CLASSE SOCIAL 5770,3822,540,062,7941,7759,6910,363,2339,34Total BASENenhum Outros Deficiên cia física Não tem acesso a internet na cidade onde vive Não tem internet em casa Não tem computa dor em casa Falta habilida de com internet Não sabe usar computa dores Não tem necessidade/ interesse OS PRINCIPAIS MOTIVOS PARA OS QUE JÁ UTILIZARAM INTERNET ALGUMA VEZ NA VIDA NÃO SEREM USUÁRIOS CONSTANTES: A AUSÊNCIA DO COMPUTADOR E DE ACESSO A INTERNET EM CASA

44 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Propósitos de Uso Propósitos de Uso da Internet (%) Base 2006: entrevistados que utilizaram a internet nos últimos 3 meses Base 2005: entrevistados que utilizaram a internet nos últimos três meses Nota-se uma diferença nos propósitos de uso entre homens e mulheres: aqueles utilizam mais para fins de trabalho e estas utilizam mais para fins educacionais.

45 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Propósitos de Uso Uso da Internet para: Comunicação Busca de Informações, Lazer e Internet Banking (%) Base 2006: entrevistados que utilizaram a internet nos últimos 3 meses Base 2005: entrevistados que utilizaram a internet nos últimos três meses O uso do internet banking ainda é baixo. Ele aumenta de acordo com o aumento da renda e da escolaridade, e conforme se passa das classes menos para as mais favorecidas.

46 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Uso Ligado a Educação e Treinamento * Base total: entrevistados que já utilizaram internet para fins de treinamento e educação, projeção populacional = 28,838,535 Uso da internet para fins de treinamento e educação (%)

47 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Acesso sem Fio Telefone Celular *Base 2005: entrevistados que usam telefone celular **Base 2006: entrevistados que usam telefone celular Atividades realizadas pelo telefone celular - comparativo 2005*-2006** (%) 60,61% dos entrevistados utilizaram o telefone celular nos últimos três meses 46,3% da população afirma possuir um aparelho próprio Desse total, 88,6% são telefones pré-pagos

48 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Computador: Leilão Base 2005: Base 2006: Valor máximo declarado para aquisição de computador (%)

49 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Computador: Leilão 2006 Base 2006: Valor máximo declarado para aquisição de computador (%) POLÍTICA DE PREÇOS NÃO É EFETIVA ENTRE AS PESSOAS DE MENOR RENDA E DAS CLASSES D e E

50 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Leilão Base 2005: entrevistados Base 2006: entrevistados Valor máximo declarado para aquisição de acesso a internet (%)

51 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Internet: Leilão 2006 Valor máximo declarado para aquisição de acesso a internet (%) Base 2006: POLÍTICA DE PREÇOS NÃO É EFETIVA ENTRE AS PESSOAS DE MENOR RENDA E DAS CLASSES D e E

52 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 Conclusões da Pesquisa USO pessoas a mais são usuárias de computador Total 2006: (33,1%) pessoas a mais são usuárias da internet Total 2006: (27,8%) Conclusões Aumento da posse das classes DE , Possui acesso a internet , Possui computador Projeção Domicílios ** % 2006 Aumento em domicílios - Posse Posse não cria o hábito POSSE Aumentou a posse e o uso* tanto de computadores quanto da internet principalmente nas classes B/C

53 TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 PERGUNTAS? Pesquisas TIC Domicílios 2006 estão disponíveis para download em:


Carregar ppt "TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 www.nic.br/indicadores Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR TIC DOMICÍLIOS - PARTE 1 PESQUISA SOBRE O USO DAS TECNOLOGIAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google