A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SAÚDE E HOMEOPATIA XXI JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS - IMH.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SAÚDE E HOMEOPATIA XXI JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS - IMH."— Transcrição da apresentação:

1 SAÚDE E HOMEOPATIA XXI JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS - IMH

2 SAÚDE E OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA XXI JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS - IMH

3 SAÚDE HARMONIA HARMONIA EQUILÍBRIO EQUILÍBRIO FLUXO DESIMPEDIDO DA VIDA FLUXO DESIMPEDIDO DA VIDA BEM ESTAR BEM ESTAR SILÊNCIO SINTOMÁTICO SILÊNCIO SINTOMÁTICO PAZ ORGÂNICA PAZ ORGÂNICA O MAIOR BEM SOBRE A TERRA O MAIOR BEM SOBRE A TERRA

4 MEDICINA CURAR DOENÇAS CURAR DOENÇAS PREVENIR DOENÇAS PREVENIR DOENÇAS PRODUZIR BELEZA PRODUZIR BELEZA PROLONGAR A VIDA PROLONGAR A VIDA RETARDAR O ENVELHECIMENTO RETARDAR O ENVELHECIMENTO APERFEIÇOAR DESEMPENHOS APERFEIÇOAR DESEMPENHOS

5 MEDICINA PROGNÓSTICO – 2. MED. Juízo médico, baseado no diagnóstico, acerca da duração, evolução e termo de uma doença. PROGNÓSTICO – 2. MED. Juízo médico, baseado no diagnóstico, acerca da duração, evolução e termo de uma doença.

6 HOMEOPATIA ARTE DE RESTABELECER A SAÚDE ARTE DE RESTABELECER A SAÚDE ARTE DE CONSERVAR A SAÚDE ARTE DE CONSERVAR A SAÚDE UM DOS SEUS PRINCIPAIS FUNDAMENTOS: OBSERVAÇÕES PROGNÓSTICAS OU TERAPÊUTICAS. UM DOS SEUS PRINCIPAIS FUNDAMENTOS: OBSERVAÇÕES PROGNÓSTICAS OU TERAPÊUTICAS.

7 PROGNÓSTICO CLÍNICO-DINÂMICO AGRAVAÇÃO HOMEOPÁTICA AGRAVAÇÃO HOMEOPÁTICA SUPRESSÃO SUPRESSÃO METÁSTASES MÓRBIDAS METÁSTASES MÓRBIDAS RETORNO DE SINTOMAS ANTIGOS RETORNO DE SINTOMAS ANTIGOS SINTOMAS NOVOS SINTOMAS NOVOS LEI DE CURA LEI DE CURA O PROGNÓSTICO APÓS A AÇÃO DO MEDICAMENTO

8 PROGNÓSTICO no Corpus hippocraticum A OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA É O PILAR DA MEDICINA HIPOCRÁTICA A OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA É O PILAR DA MEDICINA HIPOCRÁTICA PHÝSIS - O PRIMEIRO E FUNDAMENTAL CONCEITO DA MEDICINA HIPOCRÁTICA PHÝSIS - O PRIMEIRO E FUNDAMENTAL CONCEITO DA MEDICINA HIPOCRÁTICA CONHECER O QUE FAZ A PHÝSIS DEVE SER A PRINCIPAL META PARA A SAPIÊNCIA E ARTE MÉDICA CONHECER O QUE FAZ A PHÝSIS DEVE SER A PRINCIPAL META PARA A SAPIÊNCIA E ARTE MÉDICA

9 PROGNÓSTICO no Corpus hippocraticum O médico capaz de prognosticar tratará melhor os seus enfermos O médico capaz de prognosticar tratará melhor os seus enfermos A PHÝSIS, sem aprendizado, bem instruída por si mesma, faz o que convém. Tem sua própria perfeição e ordem. Ela é ordenada em si mesma e ordenadora de dentro de si mesma. Daí a tendência de sarar por si mesma. A PHÝSIS, sem aprendizado, bem instruída por si mesma, faz o que convém. Tem sua própria perfeição e ordem. Ela é ordenada em si mesma e ordenadora de dentro de si mesma. Daí a tendência de sarar por si mesma.

10 OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA A homeopatia sabe que uma cura somente pode produzir-se através da reação da força vital contra o medicamento apropriado, sendo tal cura tanto mais segura e mais rápida quanto mais a força vital prevalecer no doente. A homeopatia sabe que uma cura somente pode produzir-se através da reação da força vital contra o medicamento apropriado, sendo tal cura tanto mais segura e mais rápida quanto mais a força vital prevalecer no doente.

11 OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA “NO SUS” “NO SUS” NO PRHOAMA DO “SUS-BH”. NO PRHOAMA DO “SUS-BH”. 18 homeopatas Atenção primária Centros de Saúde Apoio ao PSF

12 BELO HORIZONTE - ÁREA COBERTA POR EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA -- DISTRIBUIÇÃO -DOS MÉDICOS DO PRHOAMA Homeopatas Acupunturistas Médicos Antroposóficos

13 ESF PED ESF Médico do PRHOAMA Centro de Saúde 2 Centro de Saúde 3 GO CL PRHOAMA SUS/BH ESF Centro de Saúde 1 CL PED

14 SAÚDE E HOMEOPATIA PRHOAMA PRHOAMA Consultas agendadas e urgências de pacientes em tratamento homeopático. Reuniões gerais e outras atividades de Equipe. Participação em grupos de discussão multidisciplinares ( saúde mental, anemia falciforme). Assessoria do GEAS. Tratamento e profilaxia de Epidemias (Dengue, H1N1 ).

15 SAÚDE E MEDICINA Luta contra a doença. Luta contra a doença. Prevenções específicas. Prevenções específicas. Intervenções fragmentadas, múltiplas. Intervenções fragmentadas, múltiplas. Múltiplos medicamentos. Múltiplos medicamentos. Pouco conhecimento e pouca consideração da phýsis Pouco conhecimento e pouca consideração da phýsis Questionamentos destas abordagens -> Promoção da saúde ! ? Questionamentos destas abordagens -> Promoção da saúde ! ?

16 OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA Doenças crônicas Doenças crônicas MCA, 51 anos, fem, encaminhada por outra paciente, doença complexa (Atenolol 25, HCTZ 12,5, Anlodipina 10mg e Espironolactona 25mg, todos em uma cápsula), dieta para hiperglicemia. Ao longo de 2 anos de tratamento homeopático: Pessoa mais tranquila, mais calma. Fez retirada parcial dos medicamentos (mais da metade), mantendo níveis de PA desejados. Reduziu uso de café. MCA, 51 anos, fem, encaminhada por outra paciente, doença complexa (Atenolol 25, HCTZ 12,5, Anlodipina 10mg e Espironolactona 25mg, todos em uma cápsula), dieta para hiperglicemia. Ao longo de 2 anos de tratamento homeopático: Pessoa mais tranquila, mais calma. Fez retirada parcial dos medicamentos (mais da metade), mantendo níveis de PA desejados. Reduziu uso de café.

17 OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA Melhoras irregulares do sono. Raramente tem a dor na nuca da qual padecia amiúde. “Recuperou o pé E, desenganado”, que doía muito no frio e se o molhasse e a incomodava demais. Normalizou a manchada pele do pé D. Reduziu distensão abdominal e gases, os quais a acompanham desde tenra infância. Reduziu em muito a dor nos olhos e parou o lacrimejamento. Teve crises de vômitos, diarréia e dor abdominal durante o tratamento. Melhoras irregulares do sono. Raramente tem a dor na nuca da qual padecia amiúde. “Recuperou o pé E, desenganado”, que doía muito no frio e se o molhasse e a incomodava demais. Normalizou a manchada pele do pé D. Reduziu distensão abdominal e gases, os quais a acompanham desde tenra infância. Reduziu em muito a dor nos olhos e parou o lacrimejamento. Teve crises de vômitos, diarréia e dor abdominal durante o tratamento.

18 OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA Diagnosticada litíase na vesícula biliar e no rim esquerdo. Diagnosticada litíase na vesícula biliar e no rim esquerdo. OP em maio/2009: Doença complexa, “lei de cura”, sintomas persistentes, dificuldade para drenagens. OP em maio/2009: Doença complexa, “lei de cura”, sintomas persistentes, dificuldade para drenagens. Voltou à consulta em fev/2010: Operou a vesícula por laparoscopia. Houve vazamento de bile, laparotomia, longa internação, muitos medicamentos. Usando Insulina. Voltou à consulta em fev/2010: Operou a vesícula por laparoscopia. Houve vazamento de bile, laparotomia, longa internação, muitos medicamentos. Usando Insulina.

19 OBSERVAÇÃO PROGNÓSTICA Paciente fazendo redução da Insulina gradual, desejando pará-la “e voltar ao tratamento”. Paciente fazendo redução da Insulina gradual, desejando pará-la “e voltar ao tratamento”. Seu cirurgião a mandou voltar ao tratamento homeopático, porque estava muito bem. Seu cirurgião a mandou voltar ao tratamento homeopático, porque estava muito bem.

20 PROGNÓSTICO A verdade é eterna, como a própria divindade. Ainda que os homens possam negligenciá-la por muito tempo, chegará por fim o dia em que, cumprindo os algos desígnios da Providência, seus raios penetrem a nuvem de preocupações, e derramem sobre a espécie humana uma claridade benéfica, que nada será capaz de extinguir. A verdade é eterna, como a própria divindade. Ainda que os homens possam negligenciá-la por muito tempo, chegará por fim o dia em que, cumprindo os algos desígnios da Providência, seus raios penetrem a nuvem de preocupações, e derramem sobre a espécie humana uma claridade benéfica, que nada será capaz de extinguir.


Carregar ppt "SAÚDE E HOMEOPATIA XXI JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS - IMH."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google