A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Exame físico de punho Carlos Alexandre De Sousa Teixeira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Exame físico de punho Carlos Alexandre De Sousa Teixeira."— Transcrição da apresentação:

1 Exame físico de punho Carlos Alexandre De Sousa Teixeira

2 Características do punho É o segmento anatômico intermediário entre o antebraço e a mão. É a articulação-chave para toda a função da mão. Sua integridade é responsável pela boa função dos dedos. Seus movimentos permitem que a mão seja colocada em uma ampla variedade de posições.

3 Anatomia do punho O limite anatômico do punho vai desde o ponto em que o rádio começa a se alargar até as articulações carpometacárpicas A superfície articular distal do radio tem formato triangular Apresenta duas fossetas articulares separadas por uma crista.

4 Anatomia do punho Vista de perfil, a superfície distal do rádio tem uma inclinação de 12° a 15° Vista ântero-posteriormente apresenta uma inclinação ulnar de 20 a 25° Em 51% dos casos a superfície articular do radio e da ulna distais estão no mesmo nível.

5 Anatomia do punho

6

7 -Ossos e articulações do carpo Do ponto de vista estático, classicamente os ossos do carpo são dispostos em duas fileiras transversas, a próxima e a distal

8 Anatomia do punho Proximal, constituída pelo escafoide, semilunar, piramidal e pisiforme. Distal, constituída pelo trapézio, trapezoide, capitato e hamato. Determinam duas articulação no punho: a radiocárpica e a mediocárpica Na extensão do punho, a articulação mediocárpica tem maior amplitude de movimento.

9 Anatomia do punho Na flexão de punho, a articulação radiocárpica tem maior amplitude de movimento. Do ponto de vista funcional, o pisiforme é considerado um osso sesamoide O conceito do anel oval de Lichtman aplica-se melhor na compreensão das instabilidades cárpicas.

10 Anatomia do punho

11

12 Extrínsecos : inserção ou origem fora dos carpos. Ligamento radioescafocapitato Ligamento radioescafo-semilunar Ligamento radio-semilunar Ligamento radio-semilunar-piramidal Ligamento radiocárpico dorsal

13 Anatomia do punho

14 Ligamentos intrínsecos Estão situados entre os da mesma fileira ou entre ossos das fileiras proximais e distais. Esses ligamentos são fibrocartilaginosos e vedam articulações radiocárpicas e mediocárpicas. Exemplo : escafo-semilunar e escafocapitato

15 Exame físico do punho O exame físico deve ser precedido por uma anamnese completa. Idade, atividades físicas ( Profissional, doméstica, lazer ), queixas e localizações de dor, agentes causadores e tempo de início. Estado psicológico de paciente.

16 Exame físico do punho O exame deve ser feito com o membro superior todo exposto Paciente sentado em frente ao examinador e com cotovelos apoiados sobre a mesa O exame deve ser feito em ambos os lados Compreende a inspeção, a palpação, a amplitude de movimentos, os testes musculares e as manobras especiais

17 Inspeção Deve ser feita comparativamente com o lado oposto Em caso de traumatismos, verificar as condições da pele e a localização de possíveis escoriações. Presença de deformidades ou aumentos de volume ( edemas, tumoração) e a presença de cicatrizes Coloração da pele

18 Palpação Devem-se pesquisar alterações de temperatura, a presença de deformidades, tumorações e pontos dolorosos. Tumorações e edemas devem ser analisados conforme sua localização e consistência ( mole, fibrosa, dura )

19 Palpação Pontos de referência do punho : Tubérculo de Lister, tabaqueira anatômica, extensor curto do polegar e o processo estiloide do rádio

20 Amplitude de movimentos No exame físico de punho, devem-se testar, inicialmente os passivos e, depois, os ativos Prono-supinação Flexão palmar Extensão ( flexão dorsal ) Desvio ulnar ( adução ) Desvio radial ( abdução )

21 Testes musculares  Utiliza-se a escala de Highet modificada. Extensor radial curto do carpo - extensão do punho. Extensor radial longo do carpo -extensão com desvio radial. Extensor ulnar do carpo- extensão e forte desvio ulnar. Flexor radial do carpo- forte flexão e pouco desvio radial.

22 Teste musculares Palmar longo- flexão do punho, tocando a polpa do polegar. Flexor ulnar do carpo- flexão e forte desvio ulnar do punho.

23 Sensibilidade A lesão de nervos no punho dá repercussão na mão, portanto, o coleguinha que ficou responsável pelo exame físico de mão, falará sobre este tópico para vocês

24 Manobras ou testes especiais Teste de Finkelstein : Usado para diagnosticar a tenossinovite estenosante de De Quervain.

25 Manobras ou testes especiais Teste de Phalen : Usado para diagnosticar a síndrome do túnel do carpo.

26 Manobras ou testes especiais Teste de Tinel : Descrito por Tinel para acompanhar o progresso da regeneração ou do crescimento axonal de um nervo

27 Manobras ou testes especiais Teste de Watson : Descrito para se pesquisar a instabilidade do escafoide.

28 Manobras ou teste especiais Testes do cisalhamento : Finalidade é demonstrar movimentos anormais entre ossos adjacentes do carpo. Testa a instabilidade semilunar-piramidal.

29 Manobras ou teste especiais Teste de Allen : é usado para determinar a patência das artérias que suprem a mão.

30 Obrigado !!!

31


Carregar ppt "Exame físico de punho Carlos Alexandre De Sousa Teixeira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google