A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LESÃO DO MANGUITO ROTADOR (OMBRO). A NATOMIA O ombro é composto por três ossos: Úmero ( osso do braço) Escápula ( omoplata) Clavícula.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LESÃO DO MANGUITO ROTADOR (OMBRO). A NATOMIA O ombro é composto por três ossos: Úmero ( osso do braço) Escápula ( omoplata) Clavícula."— Transcrição da apresentação:

1 LESÃO DO MANGUITO ROTADOR (OMBRO)

2 A NATOMIA O ombro é composto por três ossos: Úmero ( osso do braço) Escápula ( omoplata) Clavícula

3 DEFINIÇÃO O manguito rotador é formado porquatro músculos: Supra-espinhal; Infra-espinhal; Redondo menor; Subescapular;

4 C AUSA Atividades repetidas de suspensão acima da cabeça; Queda; Arremessos; Nadar. Desequilíbrios musculares Sinais e Sintomas Dor na extremidade do ombro, diminuição de força para elevar ou rodar externamente o braço, dificuldade De abrir o braço (abdução),colocar o braço para trás ex pegar um objeto no banco de trás do carro.

5 D IAGNÓSTICO O RX simples, a artrografia e a ecografia são úteis na confirmação do diagnóstico e determinam a extensão da lesão. Em casos selecionados onde é fundamental maior informação pode-se realizar uma Ressonância Nuclear Magnética. Tratamento Cirurgia e reparação da lesão por artroscopia Fisioterapia

6 Cervicalgia ( coluna cervical)

7 A NATOMIA A coluna cervical é formada por sete vértebras C1 à C7. Sendo que C1 é chamada de Atlas responsável pela extensão e flexão da cabeça e C2 de Axis responsável pela rotação da cabeça. Possui uma curvatura chamada de lordose ou seja uma concavidade virada para trás.

8 DEFINIÇÃO Cervicalgia= dor na região mais alta da coluna (pescoço). Causas Pode estar relacionado a problemas de postura, travesseiro inadequado, tensão e outros problemas menos comum como hénia, tumor.

9 SINAIS E SINTOMAS Dor aguda não relacionada a trauma; Dor intensa; Dor noturna; Fraqueza nos braços e nas pernas; Formigamento ou diminuição da sensibilidade nos braços ou nas pernas; Febre; Perda de peso e cansaço.

10 DIAGNÓSTICO Radiografia Tomografia computadorizada Ressonância magnética Eletroneuromiografia

11 TRATAMENTO O tratamento depende da causa, alívio de dor com medicamentos específicos para casa causa, e no caso de problemas posturais, fraqueza musculatura, exercícios para alongamentos e fortalecimento, ajudam na prevenção de nova crise de dor.

12 E SPONDILITE A NQUILOSANTE ( COLUNA TORÁCICA )

13 A NATOMIA A coluna torácica é formada por 12 vértebras, possuindo corpo reforçado e fazendo articulação com as costelas. As vértebras possuem: Corpo maior que as cervicais, processos espinhosos mais comprido e inclinado para baixo, articula-se com as costelas e por isso possuem fóveas costais que aparecem no corpo e no processo transverso. Cada vértebra possui quatro fóveas: 2 no corpo e 2 no processo transverso.

14 DEFINIÇÃO É um tipo de inflamação das articulações da coluna, a doença não tem cura mas pode ser tolerada com tratamento. Podendo causar limitações dos movimentos e invalidez. Atinge mais homens,jovens e podendo surgir até os trinta anos Em negros a doença é rara.

15 C AUSAS A causa da doença é desconhecida,os especialistas sabem que a doença é cerca de 300 vezes mais frequente em pessoas que herdam um determinado grupo sanguíneo dos glóbulos brancos, quando comparadas com aquelas que não possuem esse marcador genético, denominado HLA B27.

16 S INAIS E S INTOMAS Dor torácica principalmente a noite. Dificuldade em mobilizar o tronco (rigidez da coluna) Fadiga Inflamação súbita em um só olho Vermelhidão ocular e dor em contato com a luz Dor calcânea plantar

17 D IAGNÓSTICO Pode ser comprovado por RX. Tratamento Medicação, cirurgia, e fisioterapia e um bom acompanhamento médico.

18 VÉRTEBRA DE TRANSIÇÃO (COLUNA LOMBAR)

19 A NATOMIA É composta por 5 vértebras em alguns casos encontramos uma 6ª vértebra chamada vértebra de transição. Situa-se entre a coluna torácica e o sacro. Definição É uma alteração congênita, ou seja, presente desde o nascimento.Em algumas pessoas, a primeira vértebra do sacro nasce sem se fundir com as demais e funciona como uma vértebra lombar

20 C AUSAS O indivíduo já nasce com uma vértebra a mais. Sinais e Sintomas Dor na região lombar; Febre, calafrios; Perda de peso; Dor com piora noturna; Dor com piora em decúbito dorsal

21 D IAGNÓSTICO Exame de raio x. Tratamento Não tem muito o que fazer pois a pessoa já nasce com uma 6ª vertebra lombar.

22 F RATURA ( SACRO E COCCIX )

23 A NATOMIA Sacro:na infância é formado por 5 vértebras com tamanho decrescente,mas na idade adulta se apresenta fundidas, Entre as vértebras fundidas não existem discos intervertebrais, tem formato triangular de ápice inferior. Coccix: formado pela fusão de 4 vétebras, articula-se com o sacro através de um disco intervertebral.

24 DEFINIÇÃO A fratura é a ruptura dos ossos, ou seja, quando acontece uma perda da continuidade óssea. Após um traumatismo, o osso se divide em dois ou mais fragmentos. Há vários tipos de fratura, as que melhoram antes de serem diagnosticada e as que precisam de emergência médica. A fratura exposta é a mais perigosa. Quando a fratura exposta não é bem tratada pode provocar uma infecção.

25 C AUSAS Os traumas nessa estrutura são geralmente causados, quando a pessoa cai sentada principalmente. Sinais e Sintomas Dor e sensibilidade agudas situadas na região do sacro e do coccix, pode haver saliência e sensibilidade na junção sacrococcígea. Dor ao passar da posição sentada para a posição em pé.

26 D IAGNÓSTICO Exames de rx. Tratamento Anti inflamatório e tempo; Caso não melhore e continue com dor no caso do coccix o médico indica cirurgia e faz a retirada do osso já que o mesmo não serve pra nada.

27 T ÚNEL DO CARPO ( MEMBRO SUPERIOR DISTAL )

28 A NATOMIA São oito ossos distribuídos em duas fileiras: proximal e distal. Fileira proximal: Escafóide, semilunar, piramidal e psiforme. Fileira distal: Trapézio, trapezóide, capitato e hamato. A mão se divide em: carpo, metacarpo e falanges.

29 DEFINIÇÃO A síndrome do túnel do carpo é um problema comum que afeta muitas pessoas em todos os tipos de trabalhos. Os ossos do punho chamados ossos carpais formam um túnel através do qual o nervo mediano e tendões flexores correm até as mãos. O nervo mediano fornece a sensação da maioria das partes da mão e os tendões flexores permite a movimentação da mão.

30 C AUSAS Trabalhar no computador Costurar Montagem de pequenas partes. Uso de ferramentas manuais que vibram ou que são pequenas. Vários esportes como golfe, tênis, escalada e remo. Exercicio repetitivo

31 S INAIS E S INTOMAS Entorpecimento nos dedos, sensações de dor e formigamento que podem irradiar para o braço e até os dedos. Se a condição progredir, fraqueza pode ser notada e pode ficar mais difícil agarrar objetos. Diagnóstico É feito 2 testes: Phalen; Tinel. Eletroneuromiografia

32 T RATAMENTO Reduzir a inflamação ao redor do nervo mediano. Isso pode ser feito com o uso de gelo ou antiinflamatórios. Munhequeira também pode ser utilizada durante atividades repetitivas e ao dormir como forma de suporte temporário para os punhos. Se a síndrome do túnel do carpo não responder ao tratamento conservador, então cirurgia pode ser necessária para reduzir a pressão no nervo mediano.

33 OBRIGADA ADRIANA Apª BRASIL RIBAS ANA EMÍDIO DE FREITASFERREIRA


Carregar ppt "LESÃO DO MANGUITO ROTADOR (OMBRO). A NATOMIA O ombro é composto por três ossos: Úmero ( osso do braço) Escápula ( omoplata) Clavícula."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google