A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria Porto Alegre, 5 de novembro de 2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria Porto Alegre, 5 de novembro de 2014."— Transcrição da apresentação:

1 Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria Porto Alegre, 5 de novembro de 2014

2 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Fonte: IBGE. *A preços constantes. Participação % da Indústria de Transformação no Total da Economia* – Brasil Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

3 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Fonte: IBGE.. Produção Industrial – Brasil (Nº índice jan/04=100, com ajuste sazonal) Queda em 12 de 23 segmentos Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

4 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Esse período foi marcado por um aumento da concorrência com os produtos importados Saldo da Balança de Manufaturados – BR (Em US$ bilhões) Coeficiente de importação (Indústria de Transformação – Em %) Fonte: MDIC/SECEX. CNI. Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário A indústria perde de participação

5 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Esse período foi marcado por um aumento da concorrência com os produtos importados Saldo da Balança de Manufaturados – BR (Em US$ bilhões) Coeficiente de insumos import. (Indústria de Transformação – Em %) Fonte: MDIC/SECEX. CNI. Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

6 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Fonte: CNI. Indicador de Custos Industriais – BR (N° índice – média 2006 = 100 – com ajuste sazonal) Aumento dos custos industriais (Variação % 1° sem 2014/2008) Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

7 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Fonte: BCB. Operações de crédito PJ (Variação % – jan/08 a set/14) Crédito Rural: Crédito BNDES: Crédito Imobiliário: Part. % no crédito direcionado PJ Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

8 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Fonte: BCB. Operações de crédito PJ (Variação % – jan/08 a set/14) Crédito Rural: Crédito BNDES: Crédito Imobiliário: Taxa média de juros – crédito direcionado PJ (Média jan-set 2014/2012 – var. %) Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

9 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Fonte: CNI. Pesquisa de Investimentos na Indústria. * Pode ultrapassar 100% devido da possibilidade de múltipla escolha. Distribuição média das fontes de financiamento previstas para o investimento planejado (Indústria de Transformação – BR – média ) Os bancos oficiais de desenvolvimento desempenham um importante papel no investimento industrial Principais fatores que podem impedir (total ou parcialmente) a realização dos investimentos planejados – % de respostas* (Indústria de Transformação – BR – média ) Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

10 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Fonte: CNI. Sondagem Industrial Situação Financeira: Acesso ao Crédito (Indústria Geral – BR – acima de 50 pontos=fácil) Entretanto, o acesso ao crédito tem ficado cada vez mais difícil Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

11 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS O acesso ao crédito tende a se tornar ainda mais difícil   Aumento dos juros no exterior Taxa de juros dos EUA – nível desejado pelos membros do FOMC (Em % a.a. - Final do ano) Os 17 membros do FOMC apontam que a taxa de juros deva estar em um valor próximo a 4,0% a.a. no longo prazo Fonte: Federal Reserve. Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

12 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS O acesso ao crédito tende a se tornar ainda mais difícil Fonte: BCB. *Relatório FOCUS 31/10/14. Taxa SELIC – Meta definida pelo COPOM (Em % a.a.)   Aumento dos juros no exterior   Aumento dos juros no Brasil Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

13 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Meta “cheia” final do ano Resultado Primário (% PIB – acum. jan-set.) O acesso ao crédito tende a se tornar ainda mais difícil Fonte: BCB.   Aumento dos juros no exterior   Aumento dos juros no Brasil   Restrição fiscal Créditos do Tesouro ao BNDES (% PIB – média anual) 0, , , A atual situação das contas públicas deve impor mais rigor em relação aos repasses do Tesouro Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário

14 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário CONSIDERAÇÕES FINAIS O crescimento do mercado de crédito, principalmente o direcionado, foi um dos destaques positivos nesse cenário adverso. Porém, a conjuntura externa, os indicadores internos e as próprias indústrias apontam para um período de maior restrição de recursos.

15 UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Núcleo de Análise de Conjuntura Economistas Oscar André Frank Jr. Thais Waideman Niquito Vanessa Neumann Sulzbach Economista-Chefe André Francisco Nunes de Nunes Estagiários Camila Behrends Perez Letícia Santos de Medeiros Núcleo Estatístico Economista Ricardo Filgueras Nogueira Assistente Administrativo Cristina da Silva Casto Luciane Vieira Av. Assis Brasil, 8787 Fone: (051) Fax: (051) Porto Alegre- RS Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria A indústria perde de participação Considerações Finais Menor competividade frente aos importados O Brasil ficou caro para produzir O crédito farto foi fundamental As indústrias já percebem uma mudança no cenário


Carregar ppt "Considerações e perspectivas para o crédito para a indústria Porto Alegre, 5 de novembro de 2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google