A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Síndrome : Conjunto de sinais e sintomas que se desenvolvem conjuntamente e que indicam a existência de uma doença.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Síndrome : Conjunto de sinais e sintomas que se desenvolvem conjuntamente e que indicam a existência de uma doença."— Transcrição da apresentação:

1

2 Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Síndrome : Conjunto de sinais e sintomas que se desenvolvem conjuntamente e que indicam a existência de uma doença. A AIDS é definida como síndrome porque não tem uma manifestação única, pelo contrário, caracteriza-se pelo surgimento de várias doenças sucessivas e simultâneas, que ocultam a sua verdadeira causa. Imunodeficiência : Trata-se de uma deficiência do sistema imunológico. "Imuno" refere-se ao sistema imunológico que é responsável pela capacidade natural que o corpo humano possui para se defender das doenças. "Deficiência" quer dizer que o sistema imunológico é incapaz de defender o organismo humano das doenças que o atacam. Adquirida : Existem formas de deficiência hereditárias. No caso da AIDS, a imunodeficiência ocorre por contágio com pessoas ou veículos (sangue, esperma, secreções vaginais) em que o vírus esteja presente.

3 O Vírus HIV É transmitido: Através de: liquído seminal; esperma ; secreção vaginal; sangue e leite materno Durante: relações sexuais com pessoas infectadas pelo HIV sem uso do preservativo; uso de agulhas, seringas e objetos perfuro-cortantes infectados; da mãe para, no momentos do parto ou aleitamento; transfusão de sangue infectado.

4 O Vírus HIV NÃO se transmite: num abraço, beijo no rosto, beijo na boca, espirro, tosse, carinho, carícia, tosse, aperto de mão, lágrimas, suor, saliva; em assentos públicos, picadas de insetos, pias, piscinas, sauna, ônibus, elevadores; dormindo no mesmo quarto, na mesma cama, usando as mesmas roupas e lençóis, batom, toalhas e sabonetes; trabalhando no mesmo ambiente, frequentando a mesma sala de aula, cinema, teatro, academia de ginástica, restaurante; doando sangue, utilizando material descartável. Como se Prevenir ??? usar a camisinha em todas as relações sexuais (vaginal, anal e oral), desde o início das carícias; transfusões de sangue somente com sangue testado e negativo para HIV; não compartilhar agulhas, seringas e material perfuro- cortante, sem esterilizá-los antes; usar material descartável; as mães soropositivas não devem amamentar seus filhos.

5 Principais sinais e sintomas associados a infecção aguda pelo HIV Febre80-90 Fadiga70-90 Exantema40-80 Cefaléia32-70 Linfadenopatia40-70 Faringite50-70 Mialgia e/ou Artalgia50-70 Nausea, Vômito e/ou Diarréia30-60 Suores Noturnos50 Meningite Asséptica24 Úlceras Orais10-20 Úlceras Genitais5-15 Trombocitopenia45 Linfopenia40 Elevação dos níveis séricos de enzimas hepáticas21 Principais sinais e sintomas associados a infecção aguda pelo HIV

6 Qual o tratamento para quem está infectado pelo HIV? Vai depender de como cada pessoa reage à infecção. Só o médico pode indicar o que deve ser feito. Quando uma pessoa tem o vírus da AIDS, não tem sintomas e seus outros exames estão com bons resultados, ela não precisa tomar remédios. Mas precisa de acompanhamento médico. Quando a pessoa tem sintomas, isso indica que já está com AIDS. Então, o tratamento é feito com uma combinação de remédios, chamados anti-retrovirais. Esses remédios não curam, mas diminuem a quantidade de HIV no corpo. O tratamento deve ser feito em casa. A pessoa que tem o HIV não precisa ser internada para se tratar. O hospital só é indicado quando a pessoa precisa de tratamento especializado. Faz parte do tratamento de quem tem o HIV ou já tem AIDS: comer alimentos variados, frescos e limpos; tomar sol de manhã, e se distrair. Os cuidados devem ser com o corpo e a mente. Os sentimentos podem ajudar a melhorar ou piorar a situação. Pense e Lembre As pessoas com AIDS precisam de dois tipos de tratamento: - o que é feito com remédios para conter a doença; - o que é feito de carinho, amor e ajuda da família e dos amigos.

7 Existem, até o momento, duas classes de drogas liberadas para o tratamento anti-HIV: Inibidores da transcriptase reversa São drogas que inibem a replicação do HIV bloqueando a ação da enzima transcriptase reversa que age convertendo o RNA viral em DNA: Nucleosídeos : Zidovudina (AZT) cápsula 100 mg, dose:100mg 5x/dia ou 200mg 3x/dia ou 300mg 2x/dia; Zidovudina (AZT) injetável, frasco-ampola de 200 mg; Zidovudina (AZT) solução oral, frasco de mg/200 ml; Didanosina (ddI) comprimido 25 e 100mg, dose: 125 a 200mg 2x/dia; Zalcitabina (ddC) comprimido 0,75mg, dose: 0,75mg 3x/dia; Lamivudina (3TC) comprimido 150mg, dose: 150mg 2x/dia; Estavudina (d4T) cápsula 30 e 40mg, dose: 30 ou 40mg 2x/dia; e Abacavir comprimidos 300 mg, dose: 300 mg 2x/dia. Não-nucleosídeos Nevirapina comprimido 200 mg, dose: 200 mg 2x/dia; Delavirdina comprimido 100 mg, dose: 400 mg 3x/dia; e Efavirenz comprimido 200 mg, dose: 600 mg 1x/dia. Nucleotídeo: Adefovir dipivoxil: comprimido, 60 e 120 mg, dose: 60 ou 120 mg 1x/dia. Inibidores da protease Estas drogas agem no último estágio da formação do HIV, impedindo a ação da enzima protease que é fundamental para a clivagem das cadeias protéicas produzidas pela célula infectada em proteínas virais estruturais e enzimas que formarão cada partícula do HIV: Indinavir cápsula 400 mg, dose: 800 mg 3x/dia; Ritonavir cápsula 100mg, dose: 600mg 2x/dia; Saquinavir cápsula 200mg, dose: 600mg 3x/dia; Nelfinavir cápsula de 250 mg, dose 750 mg 3x/dia; e Amprenavir cápsula de 150 mg, dose mg 2x/dia. TRATAMENTO

8 Desde que adequadamente tratados, os HIV positivos conseguem conviver com o vírus por longos períodos, talvez até o fim de uma vida bastante longa. Se, por um lado, os medicamentos que compõem o coquetel anti-AIDS têm alguns efeitos adversos que precisam ser contornados, por outro, representaram uma conquista inestimável para mudar o curso da doença.

9 Como ocorre a infeccao pelo HIV

10 Mais sobre a Infeccao

11 Fonte:

12

13 Quem é mais atingido pela AIDS? As pessoas que não têm informação sobre como se prevenir da doença; e as pessoas que apesar de terem informação não fazem prevenção. O número de casos de AIDS vem aumentando muito entre as mulheres, crianças e entre os jovens (rapazes e moças). Em tempos de AIDS, as pessoas em suas relações sexuais precisam ter muita responsabilidade, para prevenir a si mesmo e as outras pessoas das DST e, principalmente, do HIV. As pessoas que têm relações sexuais com várias pessoas diferentes e não usam camisinha, têm se infectado muito. Corre risco também, quem usa drogas compartilhando agulhas e seringas. Muitas mulheres são infectadas por seus companheiros que têm relações sexuais "fora de casa". E, como aumentou o número de mulheres infectadas, aumentou também o número de bebês infectados Pense e Lembre A AIDS ainda não tem cura. A prevenção ao vírus da AIDS e a solidariedade com quem está doente, são as melhores armas na luta contra a doença.

14 aids-no-brasil-confira/ aids-no-brasil-confira/


Carregar ppt "Síndrome da Imunodeficiência Adquirida Síndrome : Conjunto de sinais e sintomas que se desenvolvem conjuntamente e que indicam a existência de uma doença."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google