A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Neisa Cunha 1 Liderança e Trabalho em Equipes Neisa Cunha 2 Currículo: Currículo: Doutoranda em Administração, Mestre em Psicologia Social, Psicóloga.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Neisa Cunha 1 Liderança e Trabalho em Equipes Neisa Cunha 2 Currículo: Currículo: Doutoranda em Administração, Mestre em Psicologia Social, Psicóloga."— Transcrição da apresentação:

1

2 Neisa Cunha 1 Liderança e Trabalho em Equipes

3 Neisa Cunha 2 Currículo: Currículo: Doutoranda em Administração, Mestre em Psicologia Social, Psicóloga. Terapeuta com formação em Psicodrama, Didata em Dinâmica de Grupo. Qualificou-se em Educação para Adultos, na University of Central Florida. Autora da Metodologia Holística de Dinâmica de Grupo. Co-autora do livro `Aspectos Comportamentais da Gestão de Pessoas` editado pela FGV em Doutoranda em Administração, Mestre em Psicologia Social, Psicóloga. Terapeuta com formação em Psicodrama, Didata em Dinâmica de Grupo. Qualificou-se em Educação para Adultos, na University of Central Florida. Autora da Metodologia Holística de Dinâmica de Grupo. Co-autora do livro `Aspectos Comportamentais da Gestão de Pessoas` editado pela FGV em 2003.

4 Neisa Cunha 3 Olá Pessoal!

5 Neisa Cunha 4 EU

6 Neisa Cunha 5 O coeficiente de inteligência (QI) e os conhecimentos teóricos são importantes, mas a inteligência emocional é condição primordial para a Liderança Eficaz. Inteligência Emocional (Daniel Goleman) A Importância da Inteligência Emocional no Processo de Liderar

7 Neisa Cunha 6 Segundo Goleman, a IE pensa o ser humano em sua totalidade, agregando inteligência às emoções e pode desenvolver-se a partir de: autoconhecimento autocontrole motivação empatia sociabilidade A Importância da Inteligência Emocional no Processo de Liderar

8 Neisa Cunha 7 DVD - Daniel Goleman

9 Neisa Cunha 8 Sequestro da Amídala: Inteligência Emocional

10 Neisa Cunha 9

11 10 Os cinco passos para lidar com o sequestro da amídala, segundo Goleman: 1.Cuide-se! 2.Ache um exemplo. 3.Perceba os seus sinais corporais. 4.Desative o sequestro da amídala. 5.Repita estes passos. Perdoe-se!

12 Neisa Cunha 11 Nascimento Matriz Hereditária Matriz Hereditária Emoções Básicas (tristeza, raiva, amor, medo e alegria) Emoções Básicas (tristeza, raiva, amor, medo e alegria) Percepção Estímulos com Intenção Estímulos com Intenção EUEU ++ Exemplos (Não-Verbais) Exemplos (Não-Verbais) == O Ser Humano e a Criação a partir das Diferenças

13 Neisa Cunha 12 Emoções DISFARCES BÁSICAS DISFARCES Insensibilidade T risteza Depressão Apatia R aiva Ódio Desamor A mor Obsessão Inconseqüência M edo Fobia Indiferença A legria Euforia

14 Neisa Cunha 13 PP – Emoções

15 Neisa Cunha 14 MUTANTES

16 Neisa Cunha "Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos! Nossas células estão constantemente bisbilhotando nossos pensamentos e sendo modificados por eles. Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente. Mensch

17 Neisa Cunha A alegria e a realização nos mantém saudáveis e prolongam a vida. A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse. Mensch

18 Neisa Cunha Suas células estão constantemente processando as experiências e metabolizando-as de acordo com seus pontos de vista pessoais. Não se pode simplesmente captar dados brutos e carimbá- los com um julgamento. Você se transforma na interpretação quando a internaliza. Mensch

19 Neisa Cunha A ansiedade por causa de um exame acaba passando, assim como a depressão por causa de um emprego perdido. Todo este perfil bioquímico será drasticamente alterado quando a pessoa encontra uma nova posição. Isto reforça a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que realmente desejamos. Mensch

20 Neisa Cunha Shakespeare não estava sendo metafórico quando Próspero disse: Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos. O processo de envelhecimento, contudo, tem que ser combatido a cada dia. Mensch

21 Neisa Cunha Você quer saber como esta seu corpo hoje? Lembre-se do que pensou ontem. Quer saber como estará seu corpo amanhã? Olhe seus pensamentos hoje! Ou você abre seu coração, ou algum cardiologista o fará por você! Mensch

22 Neisa Cunha Autor: DEEPAK CHOPRA É indiano radicado nos EUA desde a década de 70, médico formado na Índia, com especialização em Endocrinologia nos Estados Unidos. Filósofo de reputação internacional, já escreveu mais de 35 livros, um dos mais respeitados pensadores da atualidade. MUTANTES

23 Neisa Cunha 22 Fatores que Influem no Processo Perceptivo: Seletividade Perceptiva; Experiência Prévia e Consequente Disposição para Responder; Condicionamento; Fatores Situacionais e Emocionais. A Percepção Humana

24 Neisa Cunha 23 Seres Ocultos

25 Neisa Cunha 24 Seres ocultos?

26 Neisa Cunha 25 Além da raposa e do coelho existe outro animal na cena abaixo.

27 Neisa Cunha 26 Ache o décimo habitante da África na figura.

28 Neisa Cunha 27 Ache os sete golfinhos.

29 Neisa Cunha Percepção – ângulo de visão

30 Neisa Cunha 29 O que é isto?

31 Neisa Cunha 30 Inimaginável, não?

32 Neisa Cunha 31 Óbvio e Imaginário

33 Neisa Cunha 32

34 Neisa Cunha 33

35 Neisa Cunha Jogo dos Canudos

36 Neisa Cunha 35 PAC - Análise Estrutural Os componentes que estruturam nossa personalidade foram chamados por Eric Berne de Estados do Ego: PAI Crítica ou Proteção Regras morais, normas de conduta,tradição, preconceitos, regulamentos,etc C A P Estado do Ego Pai Estado do Ego Adulto Estado do Ego Criança A Estrutura da Personalidade Humana Teoria da Análise Transacional

37 Neisa Cunha 36 ADULTO Troca de Informações úteis Raciocínio lógico e processamento de dados CRIANÇA Desfrute e Criatividade Emoções, sentimentos, intuição, crença mágica. A Estrutura da Personalidade Humana

38 Neisa Cunha 37

39 Neisa Cunha 38

40 Neisa Cunha 39

41 Neisa Cunha 40 P A E I rodutor dministrador mpreendedor ntegrador Tipologia PAEI de Adizes

42 Neisa Cunha 41 Matriz dos Perfis de Comportamento + Razão + Rápido + Lento + Emoção Pragmático Expressivo Afável Analítico Júlio, Carlos Aberto – A Magia dos Grandes Negociadores

43 Neisa Cunha 42 EU e a EQUIPE

44 Neisa Cunha 43 Teoria das Necessidades Interpessoais William Schutz Inclusão (I) os componentes procuram conhecer-se mutuamente, as relações são mais intelectuais do que afetivas Controle (C) começam a despontar os líderes, há uma competição pelo poder Abertura (A) é uma fase muito gratificante para os participantes, que se ligam por laços de amizade Desenvolvimento da Equipe: Times de Trabalho Auto-Dirigidos

45 Neisa Cunha 44 ICA e o Desenvolvimento Pessoal infânciafase de inclusão adolescência fase de controle idade adultafase de abertura Desenvolvimento da Equipe: Times de Trabalho Auto-Dirigidos

46 Neisa Cunha 45 Transformação de Grupos em Equipes Segundo Moscovici : um grupo transforma-se em equipe quando passa a prestar atenção à sua própria forma de operar e procura resolver os problemas que afetam o seu funcionamento. Um grupo que se desenvolve como equipe, necessariamente incorpora à sua dinâmica as habilidades de diagnose e de resolução de problemas. Desenvolvimento da Equipe: Times de Trabalho Auto-Dirigidos

47 Neisa Cunha 46 Estágios de Evolução de Equipes Estágios de Evolução de Equipes reunião de pessoas processo de formação do grupo transformação do grupo em equipe evolução para uma equipe de alto desempenho Não há um momento preciso em que a equipe esteja pronta em conjunto, as pessoas geram sinergia e aprendem continuamente. Desenvolvimento da Equipe: Times de Trabalho Auto-Dirigidos

48 Neisa Cunha 47 Riverdance

49 Neisa Cunha Requisitos para o bom funcionamento da equipe consciência dos objetivos conhecimento das condições comunicação aberta aceitação das diferenças individuais capacidade de negociar e de fazer concessões propensão para aprender e compartilhar entusiasmo comportamento ético flexibilidade

50 Neisa Cunha 49 O que é liderança? É um processo de influenciar as atividades individuais e grupais, no estabelecimento e atigimento de metas. (Megginson, Mosley e Pietri) Liderança: Teoria e Prática

51 Neisa Cunha 50 DVD - Gladiador

52 Neisa Cunha 51 Paradoxos: Paradoxos: avanço tecnológico diversificação competitividade rapidez focar o global virtualizar relações ser mais humanista maior saber em sua área integrar e cooperar qualidade agir localmente humanizar uso da tecnologia Liderança versus Gerência X

53 Neisa Cunha 52 AbordagemCentrada características ou traços estilos de liderança situacional ou contingencial conectiva no líder nos liderados no líder nos liderados na situação catalisa a energia de outros líderes Liderança: Teoria e Prática

54 Neisa Cunha 53 Abordagem Situacional ou Contingencial Liderança centrada no Liderança centrada no grupo Uso de autoridade pelo gestor Área de liberdade dos colaboradores Toma a decisão Vende a decisão Apresenta a idéia e pede questina- mentos Apresenta decisão provisória Apresenta o problema recebe sugestões e decide Define limites pede ao grupo para decidir Permite que a equipe atue dentro dos limites definidos Robert Tannenbaum e Warren Schmidt gestor Liderança: Teoria e Prática

55 Neisa Cunha 54 Transparência das Formas de Pensar Liderança Integrativa e a Aprendizagem Contínua Peter Senge Liderança Compartilhada

56 Neisa Cunha 55 Os macacos - experiência

57 Neisa Cunha 56 Jogo dos Tabuleiros.

58 Neisa Cunha 57 Algumas habilidades requeridas do líder abertura atenção coaching humildade humor integração intuição mentoring versatilidade visão do todo Competência e desenvolvimento da liderança

59 Neisa Cunha Competência e desenvolvimento da liderança COACHING – treinamento/processo COACH – treinador – método não diretivo COACHEE – cliente ______________________________________________ MENTORING - treinamento/processo MENTOR – MENTOR – acompanha, dirige – método diretivo

60 Neisa Cunha Coaching Transformacional ou Magistral Criado por Robert Hargrove, baseia-se em princípios filosóficos humanistas relacionados com a vida nas organizações. Tem seu foco em: Transformação Alteração do quadro de referência Melhoria incremental Utiliza três modelos Médico/especializado - casos de cura rápida Guru/catalisador – reinvenção pessoal Enzima da aprendizagem – aquisição de novas habilidades

61 Neisa Cunha 60 Desenvolvimento de líderes/mudanças 1.supervisionar em vez de realizar o trabalho 2.organizar comunidades, em vez de hierarquias 3.não impor planos e métodos, mas entendê-los 4.recrutar e reter trabalhadores, em vez de contratar e demitir 5.priorizar as habilidades cognitivas, e não mais as habilidades manuais 6.avaliar também as realizações invisíveis 7.eliminar a burocracia Competência e desenvolvimento da liderança

62 Neisa Cunha 61 Motivação institucional na edificação de Pessoas motivadas com a organização Segundo Davis e Newstrom Possibilita a participação estruturas processos sistemas organizacionais apóiam políticas organizacionais têm baixo índice de rotatividade Confiança, Respeito Mútuo e Comprometimento

63 Neisa Cunha 62 PORTAS...

64 Neisa Cunha 63 PESSOAL: OBRIGADA PELA ATENÇÃO!!!


Carregar ppt "Neisa Cunha 1 Liderança e Trabalho em Equipes Neisa Cunha 2 Currículo: Currículo: Doutoranda em Administração, Mestre em Psicologia Social, Psicóloga."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google