A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gestão de conhecimento em organizações portuguesas Realizado por : João Vítor Hugo Germano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gestão de conhecimento em organizações portuguesas Realizado por : João Vítor Hugo Germano."— Transcrição da apresentação:

1 Gestão de conhecimento em organizações portuguesas Realizado por : João Vítor Hugo Germano

2 Workshop Gerir conhecimento na prática Objectivos: Explorar iniciativas de gestão de conhecimento (GC)e aprendizagem organizacional (AO) Discutir ferramentas, métodos e actividades relacionadas Partilhar experiências de aplicação Identificar os obstáculos que se colocam e formas de os contornar Relacionar a GC e a AO com os sistemas de informação e as tecnologias de informação Perceber o impacto da iniciativas de GC e Ao Discutir a implantação da GC e da AO nas organizações portuguesas Analisar a cultura das organizações portuguesas e o seu impacto da GC e AO

3 No workshop participaram 10 pessoas de 9 organizações de vários sectores. Pela experiência da formadora existem os seguintes processos do conhecimento: Adquirir, partilhar, guardar, aceder, validar, auditoria, utilizar Na gestão de conhecimento nas organizações representadas, domina: - a falta de coordenação das actividades isoladas; - a existência de actividades que, embora na área da gestão de conhecimento, não são assim designadas; - a falta de objectivos claros; - a falta de apoio.

4 Actividade proposta Foi Proposto aos participantes que contassem histórias passadas nas suas organizações, criando assim uma imagem dos aspectos da GC nas organizações portuguesas: Intolerância Comunicação Acesso à informação; Burocracia; Facilitadores; Tempo; Liderança; Competências; Colaboração; Importância do contacto pessoal; Tecnologias Criatividade; Partilha de conhecimento; Redes / comunidades; Objectivos / visão.

5 Continuação da actividade Formados pequenos grupos para discutir 4 temas: Avaliação - (Métodos quantitativos de avaliação não satisfazem as necessidades dos programas de GC. Reina a cultura do elogia mútuo onde falta a coragem para uma discussão franca e aberta dos problemas. É vista como um mecanismo de controlo e não como suporte à melhoria contínua); Comunidades virtuais – (debateu-se sobre a importância do contacto presencial. Confiança é requisito da partilha e nada como olhar alguém nos olhos para a sua construção); Mudança de mentalidade – (Processo demorado. É importante que as organizações comuniquem aberta e honestamente, não criando falsas expectativas); Ligar a gestão de conhecimento aos objectivos de negócio – (Ligar a gestão de conhecimento aos objectivos da organização é fundamental. Discutiu-se o papel da liderança e a forma como pessoas com baixas qualificações se sentem incapazes de dar ideias).

6 Frases do Dia Ao longo do workshop os participantes foram apresentando algumas ideias que formaram depois as frases do dia: Mudança é desconforto Partilhar e ensinar não é profissão, é vocação! A confiança gere-se e gere-se Dominar uma área de conhecimento sem saber partilhar é como guardar uma garrafa de bom vinho até morrermos! Partilhar é como fumar: à primeira custa, depois cria habituação… Humildade é um passo indispensável para aprender / conhecer Só partilhamos com pessoas, e não com títulos, instituições ou patentes!

7 Conclusão No final os participantes ficaram satisfeitos pela franqueza dos seus colegas, pela discussão aberta e possibilidade de partilhar e aprender com experiências e frustrações semelhantes.


Carregar ppt "Gestão de conhecimento em organizações portuguesas Realizado por : João Vítor Hugo Germano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google