A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pedantismo, prática pedagógica na renascença, e sua influência na educação atual. Professora: Liliana M. Passerino Professora: Karoline Caroline Cristiano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pedantismo, prática pedagógica na renascença, e sua influência na educação atual. Professora: Liliana M. Passerino Professora: Karoline Caroline Cristiano."— Transcrição da apresentação:

1 Pedantismo, prática pedagógica na renascença, e sua influência na educação atual. Professora: Liliana M. Passerino Professora: Karoline Caroline Cristiano Cardoso

2 Hipóteses Problema Na vivência acadêmica pode se perceber que há na educação contemporânea práticas pedagógicas que podem ser identificas como pedantismo, tal como descrito pelos filósofos renascentistas. Nesse sentido pretende-se verificar se ainda são válidas as críticas desses filósofos com relação à prática pedagógica pedante também nos dias atuais.

3 Objetivo geral Fazer uma reflexão filosófica e pedagógica sobre o pedantismo em obras realizadas por autores da renascença como Erasmo de Rotterdam, Michel Montaigne e Giordano Bruno, analisando as teorias curriculares atuais a partir de uma visão crítica apresentada por esses filósofos.

4 Objetivos específicos: Identificar e analisar práticas pedagógicas pedantes contemporâneas a partir das críticas identificadas nas leituras dos três filósofos renascentistas.

5 Justificativa A prática pedagógica pedante é vazia de significado. Nesta pratica não existe aprendizagem, transmite-se um conhecimento descontextualizado e tendencioso. Valoriza-se uma educação aparente, importando-se mais com o acúmulo do conhecimento e seu significado formal, sem focar (pouco se importando com) na qualidade das experiências formativas. Percebendo que muitas vezes dentro da universidade acaba-se reproduzindo esse conhecimento pedante. O presente projeto busca resgatar nos clássicos as críticas sobre esse tema que foram realizadas no período da renascença. Por isso é importante refletir sobre o que é pedantismo hoje e de que forma isso repercute na educação contemporânea.

6 Fundamentação teórica: Este projeto de pesquisa pretende desenvolver uma investigação sobre o tema do pedantismo considerando de modo especial três obras de pensadores renascentistas: Elogio a loucura de Erasmo de Rotterdam, Os ensaios de Michel de Montaigne e O castiçal de Giordano Bruno. Para a interpretação destes textos serão utilizados estudos atualizados sobre o tema, dentre os quais: Hannah Arendt, Theodor Adorno, Maria Cristina Theobaldo, W. Neuser e Nuccio Ordine.

7 Estado da Arte Estado da arte TrabalhoAutoresResumo CastiçalBRUNO, Giordano Crítica as práticas pedagógicas de escolas de seu tempo Elogio à loucuraROTTERDAM, Erasmo Crítica a educação renascentista Os ensaiosMONTAIGNE, MichelCrítica ao pedantismo como uma pré-condição para o desenvolvimento na educação

8 Metodologia Essa pesquisa, de cunho qualitativo, será estruturada como estudo de caso exploratório. Inicialmente para embasar os estudos será realizado um levantamento bibliográfico seguido pela leitura e análise interpretativa dos textos que tratam do problema do pedantismo no renascimento, a partir dos filósofos indicados. O estudo de caso será o curso de Pedagogia da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A delimitação do caso será feita a partir do exame do currículo do curso de pedagogia da Faculdade de Educação da UFRGS. Uma vez delimitado o campo, será realizado uma entrevista aberta com questões que analisam as práticas pedagógicas dentro da academia, que será encaminhado aos alunos de quarto e quinto semestre, que estão se preparando para prática pedagógica. Com a análise dessas entrevistas, pretende-se identificar a existência de pedantismo nas práticas pedagógicas atuais no meio acadêmico. A análise dos dados coletados será realizada a partir das categorias que emergirão dos estudos teóricos de teses e dissertações sobre esse assunto, bem como dos dados coletados

9 Estado da Arte CRONOGRAMA E PLANO DE TRABALHO PERÍODO DE TRABALHO 1. Primeira Etapa 1.1 Revisão e Estudo bibliográfico sobre o pedantismo na filosofia da educação na renascença. Organização de fichamentos das leituras realizadas dos livros: Os ensaios de Michel de Montaigne, O castiçal de Giordano Bruno e o Elogio a loucura de Erasmo de Rotterdam. Agosto/Outubro revisão e fichamento da literatura secundaria sobre o tema. (Hannah Arendt, Theodor Adorno, Maria Cristina Theobaldo, W. Neuser, Nuccio Ordine) Discussão e análise dos dados levantados. Relacionando com as práticas docentes na Faculdade de Educação. Setembro/dezembro Elaboração de um questionário Novembro/dezembro Segunda Etapa 2.1 Elaboração do Relatório com analise reflexiva dos textos estudados e das práticas observadas Janeiro/Fevereiro /Março Aprofundamento dos estudos com base nas dissertações e teses recentes sobre o assunto.Fevereiro/Março Aplicação e análise do questionário aos alunos de quarto e quinto semestre de Pedagogia na Faculdade de Educação da UFRGS Abril/maio Quarta Etapa 3.1 Elaboração de relatório final, e participação em eventos científicos (SIC )Abril/Maio/Junho Preparação de artigo para divulgação em revistas especializadas. Julho/Agosto apresentação do Relatório FinalAgosto 2013


Carregar ppt "Pedantismo, prática pedagógica na renascença, e sua influência na educação atual. Professora: Liliana M. Passerino Professora: Karoline Caroline Cristiano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google