A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Concordância Verbal 2º ano do Ensino Médio – Colégio Status Positivo Professora Claudia Médici.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Concordância Verbal 2º ano do Ensino Médio – Colégio Status Positivo Professora Claudia Médici."— Transcrição da apresentação:

1 Concordância Verbal 2º ano do Ensino Médio – Colégio Status Positivo Professora Claudia Médici

2 Concordância Concordância é a igualdade de gênero e número entre o substantivo e adjetivo, artigo, numeral, pronome e igualdade de número e pessoa entre o verbo e o sujeito. Ex.: Dois helicópteros sobrevoaram a região. O verbo apresenta-se no plural, concordando com o sujeito que está no plural. Ex.: As nossas duas amigas italianas nos visitarão em julho. substantivo fem./plural numeral fem. plural adjetivo fem. plural pronome fem. plural artigo fem. plural

3 Concordância Verbal A concordância pode ser verbal e nominal. É verbal quando o verbo se flexiona para concordar com seu sujeito. é Ex.: O homem não é um dos mamíferos mais dorminhocos. sujeito na 3ª pessoa do singular Verbo na 3ª pessoa do singular

4 Concordância do verbo com o sujeito simples a) Regra Geral O verbo concordará com o sujeito em número (singular e plural) e pessoa (1ª, 2ª e 3ª), mesmo que este venha deslocado. Ex 1.: Nós nunca discordamos de você. sujeito na 1ª pessoa do plural verbo na 1ª pessoa do plural. 1. Sujeito simples é aquele que possui um único núcleo, isto é, uma única palavra principal. 2. O núcleo do sujeito nunca é determinado por preposição (de, em, com etc...)

5 Ex 2 : Sumia na estrada poeirenta a última boiada da fazenda. Verbo na 3ª pessoa do singular sujeito na 3ª pessoa do singular (=ela) Não importa a posição do verbo (antes ou depois do sujeito simples): a concordância é sempre feita com o núcleo dele.

6 Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo, este ficará no plural. Ex.: O ônibus e o caminhão deslizaram na pista. sujeito composto antes do verbo verbo no plural Observação: O verbo pode ficar no singular principalmente em dois casos: quando os núcleos são sinônimos e quando formam uma enumeração gradativa. Ex. 1 : A paz e a tranquilidade reinava (reinavam) naquele lugar. Ex. 2 : A angústia, a inquietação, o desespero o dominou (dominaram). Sujeito composto é aquele que apresenta dois ou mais núcleos.

7 II. Quando o sujeito composto estiver depois do verbo, este poderá concordar com o mais próximo, ou ficará no plural. Ex.: Foi ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. Verbo na 3ª pessoa do singular, concordando com o filho sujeito composto depois do verbo Foram ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. verbo na 3ª pessoa do plural sujeito composto depois do verbo

8 III. Quando o verbo for constituído por pessoas gramaticais diferentes, ele ficará no plural. Se a 1ª pessoa (eu, nós) faz parte do sujeito, o verbo ficará na 1ª pessoa do plural (nós). Ex.: Você, sua prima e eu iremos ao cinema. verbo na 1ª pessoa do plural (nós) sujeito formado por pessoas gramaticais diferentes, com a presença da 1ª pessoa (eu) Se a 1ª pessoa (eu, nós) não faz parte do sujeito, o verbo ficará na 2ª pessoa do plural (vós) ou na 3ª pessoa do plural (vocês). Ex.: Tu e teu amigo ficareis aqui em casa. Tu e teu amigo ficarão aqui em casa.

9 Quando os núcleos do sujeito vierem ligados pela conjunção "ou", o verbo ficará no singular se houver ideia de exclusão. Se houver ideia de inclusão o verbo irá para o plural. Pedro ou Antônio será o presidente do clube. (Exclusão) Laranja ou mamão fazem bem a saúde. (Inclusão) Quando o sujeito for formado por um pronome de tratamento o verbo irá sempre para 3º pessoa. Vossa Excelência leu meus relatórios?

10 Concordância dos verbos Impessoais a) Verbo Haver É impessoal quando empregado com o sentido de existir ou acontecer. Ex.1: Havia muitos alunos na sala de aula. 3ª pessoa do singular Não é sujeito, é objeto direto Ex.2: Aqui nunca houve brigas antes. 3ª pessoa do singular Não é sujeito, é objeto direto Em locuções verbais, o verbo haver transmite a impessoalidade para o outro verbo (verbo auxiliar), que também fica no singular. Ex.: Deve haver vinte pessoas na sala.

11 Observações: O verbo haver com sentido de existir é impessoal, entretanto o verbo existir, não é impessoal, ele concorda normalmente com o sujeito ao qual se refere. Ex.: Antigamente havia poucas escolas particulares. Antigamente existiam poucas escolas particulares. 3ª pessoa do singular Não é sujeito, é objeto direto sujeito plural3ª pessoa do plural Antigamente deviam existir poucas escolas particulares. 3ª pessoa do plural sujeito plural

12 Verbo haver como auxiliar de outro verbo Quando haver funciona como auxiliar de outro verbo, deve concordar normalmente com seu sujeito. Ex.: Os professores já haviam entrado, quando ele chegou Sujeito 3ªpessoa do plural Verbo na 3ª pessoa do plural

13 b) Verbo Fazer O verbo fazer é impessoal quando empregado na indicação de tempo transcorrido (ou a transcorrer). Nesses casos, como ele não tem sujeito fica na 3ª pessoa do singular. Ex.: Já faz muitos anos que não a vejo. 3ª pessoa do singular Não é sujeito, é objeto direto Observação: Nas locuções verbais, o verbo fazer, como todo verbo impessoal, transmite o singular para o auxiliar. Ex.: Já deve fazer muitos anos que não a vejo. 3ª pessoa do singular Não é sujeito, é objeto direto.

14 c) Verbo Ser indicando horas e distância Quando indicar horas, distância e datas, o verbo ser concordará com o predicativo. Nesse caso ele é impessoal, ou seja, não apresenta sujeito. Ex.: É uma hora. São três horas. Daqui até a fazenda é um quilômetro. Daqui até o sítio são dez quilômetros. Observação: Nas indicações referentes a dia do mês, o verbo admite duas construções. Ex.: Hoje é dia dez de julho. Hoje são dez de julho.

15 Verbo + pronome se 1. Os verbos transitivos diretos ou os transitivos diretos e indiretos, quando apassivados pelo pronome se, concordam com o sujeito. Ex.1: Vendem-se carros e terrenos a prazo. verbo transitivo direto sujeito no plural Observe que, se passarmos essa frase para a voz passiva analítica, a concordância do verbo com o sujeito ficará bem clara, veja: Carros e terrenos Carros e terrenos são vendidos a prazo. Sujeito no pluralVerbo na 3ª pessoa do plural pronome apassivador

16 Ex.: Divulgaram-se os planos. Os planos foram divulgados. Compare essas duas construções e observe que : 1º.) Elas são equivalentes quanto ao sentido; 3º.) Em ambas o verbo concorda com o sujeito. 2º.) Em ambas o sujeito é o mesmo; sujeito locução verbal verbo transitivo direto + pronome se

17 2. Os demais verbos – de ligação, intransitivo e transitivo indireto -, quando seguidos do pronome se (índice de indeterminação do sujeito), ficam na 3ª pessoa do singular. Ex.: Precisa-se de serventes de pedreiro. Verbo transitivo indireto objeto indireto índice de indeterminação do sujeito

18 Não se deve confundir se pronome apassivador com se índice de indeterminação do sujeito. As orações que possuem sujeito indeterminado são formadas por verbo de ligação, verbo transitivo indireto ou verbo intransitivo + se. Nesses casos o verbo fica na 3ª pessoa do singular Ex.: Não se confiava nos planos. Nos planos não eram confiados. 3ª pessoa do singular Não é o sujeito, é o objeto indireto. construção inexistente no idioma Observações: 1ª) Convém lembrar que o núcleo do sujeito nunca é regido de preposição. 2ª) Na maioria dos casos, o que impossibilita a transformação é a presença da preposição exigida pelo verbo (no exemplo: confiar em).

19 ALGUNS EXERCÍCIOS DE CONCORDÂNCIA VERBAL 1 – (UFPR) – Observe a concordância verbal: 1 – Algum de vós conseguirei a bolsa de estudo? 2 – Sei que pelo menos um terço dos jogadores estavam dentro do campo naquela hora. 3 – Os Estados Unidos são um país muito rico. 4 – No relógio do Largo da Matriz bateu cinco horas: era o sinal esperado. a) Somente a frase 1 está errada. b) Somente a frase 2 está errada. c) As frases 2 e 3 estão erradas. d) As frases 1 e 4 estão erradas. e) As frases 2 e 4 estão erradas. 2 – (UEPG – PR) - Assinale a alternativa incorreta, segundo a norma gramatical: a) Os Estados Unidos, em 1941, declararam guerra à Alemanha. b) Aqueles casais parecia viverem felizes. c) Cancelamos o passeio, haja visto o mau tempo. d) Mais de um dos candidatos se cumprimentaram. e) Não tínhamos visto as crianças que faziam oito anos. 3 – (UFCE) – Como a frase fui eu quem fez o casamento, também estão corretos os períodos abaixo: 1. Fui eu que fiz o casamento. 2. Foi eu quem fez o casamento. 4. Fui eu que fez o casamento. 8. Foste tu que fizeste o casamento. 16. Foste tu quem fez o casamento. 32. Fostes vós que fez o casamento. 64. Fostes vós quem fez o casamento.

20 4 – (CESGRANRIO) – Há concordância inadequada em: a) clima e terras desconhecidas. b) clima e terra desconhecidos. c) terras e clima desconhecidas. d) terras e clima desconhecido. e) terras e clima desconhecidos. 5 – (UEPG – PR) – Marque a frase absolutamente inaceitável, do ponto de vista da concordância nominal: a) É necessária paciência. b) Não é bonito ofendermos aos outros. c) É bom bebermos muita água. d) Não é permitido presença de estranhos. e) Água de Melissa é ótimo para os nervos. 6 – (CESCEM – SP) – Já... anos,... neste local árvores e flores. Hoje, só... ervas daninhas. a) fazem/havia/existe b) fazem/havia/existe c) fazem/haviam/existem d) faz/havia/existem e) faz/havia/existe 7 – (UFPR) – Qual a alternativa em que as formas dos verbos bater, consertar e haver nas frases abaixo, são usadas na concordância correta? - As aulas começam quando... oito horas. - Nessa loja... relógios de parede. - Ontem... ótimos programas na televisão. a) batem – consertam-se – houve b) bate – consertam-se – havia c) bateram – conserta-se – houveram d) batiam – conserta-se-ão – haverá e) batem – consertarei – haviam

21 Bons estudos, moçada. Claudia Médici/2013.


Carregar ppt "Concordância Verbal 2º ano do Ensino Médio – Colégio Status Positivo Professora Claudia Médici."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google