A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

António Dias de Figueiredo Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 11 de Junho de 2003 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "António Dias de Figueiredo Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 11 de Junho de 2003 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 António Dias de Figueiredo Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 11 de Junho de 2003 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE SETÚBAL ESE - Setúbal ENCONTRO AS TIC NAS EB1 INTERNET, EB1 E OS CONTORNOS DE UMA NOVA EDUCAÇÃO

2 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

3 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

4 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 4 A Internet é, provavelmente, desde a invenção da escrita, a tecnologia que mais pode contribuir para revolucionar a Educação! No entanto … … é também a que mais se presta a interpretações míticas e desvios 1. INTERNET E EDUCAÇÃO

5 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

6 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 6 BALA DE PRATA FUTURO ESTÁ NOS CONTEÚDOS O ACESSO É TUDO EVOLUÇÃO NA CONTINUIDADE DES-ESCOLARIZAR 1.1. Mitos

7 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 7 As novas tecnologias resolverão os principais problemas da educação. Não resolvem! Os problemas da nossa educação são profundos e endémicos, como atestam as comparações a que temos sido sujeitos a nível internacional. As novas tecnologias têm um papel a desempenhar, mas não será graças a elas que será resolvido nenhum dos problemas mais sérios. BALA DE PRATA O ACESSO É TUDO FUTURO NOS CONTEÚDOS EVOLUIR NA CONTINUIDADE DES-ESCOLARIZAR 1.1. Mitos

8 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 8 Bastará assegurar acesso às novas tecnologias para garantir que a sua utilização educativa se torna num sucesso. Não é! Está provado que o simples acesso a recursos de informação: unão garante que eles serão usados. umuito menos garante que eles serão bem usados. O ACESSO É TUDO BALA DE PRATA O ACESSO É TUDO FUTURO NOS CONTEÚDOS EVOLUIR NA CONTINUIDADE DES-ESCOLARIZAR 1.1. Mitos

9 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 9 Se produzirmos bons conteúdos educativos o sucesso está garantido. Não está! A lógica dos conteúdos pelos conteúdos está, há muito, ultrapassada em educação. É a lógica da transmissão simbólica dos saberes, que não cuida das componentes chave da construção individual e da apropriação social. É também a lógica das ideias inertes, contra as quais já Alfred North Whitehead (1929) se insurgia. FUTURO ESTÁ NOS CONTEÚDOS BALA DE PRATA O ACESSO É TUDO FUTURO NOS CONTEÚDOS EVOLUIR NA CONTINUIDADE DES-ESCOLARIZAR 1.1. Mitos

10 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 10 O recurso às novas tecnologias adapta-se facilmente às estratégias vigentes e à cultura que se pratica nas nossas escolas. Não adapta! Cumprindo, em larga medida, o modelo industrial/mecanicista que lhes deu origem, as escolas continuam a comportar-se como repartições estatais de oferta burocrática de educação, onde o saber é fornecido de forma compartimentada, muito pouco conciliável com os contextos que os novos media proporcionam. EVOLUIR NA CONTINUIDADE BALA DE PRATA O ACESSO É TUDO FUTURO NOS CONTEÚDOS EVOLUIR NA CONTINUIDADE DES-ESCOLARIZAR 1.1. Mitos

11 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 11 Com a educação entregue ao domicílio as escolas tornar-se-ão desnecessárias. Pelo contrário! A variedade explosiva da escolha e a agressividade crescente da oferta estão a mergulhar os cidadãos em geral, e as crianças e jovens em particular, na mais profunda das dissonâncias e ansiedades. As escolas nunca foram tão necessárias para promover os saberes e competências chave para uma autonomia de sucesso, auxiliar a estruturar a grande diversidade das vivências e fornecer as respostas afectivas compensatórias que cada vez faltam mais. DES-ESCOLARIZAR BALA DE PRATA O ACESSO É TUDO FUTURO NOS CONTEÚDOS EVOLUIR NA CONTINUIDADE DES-ESCOLARIZAR 1.1. Mitos

12 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

13 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 13 CONTEXTOS INVESTIGAÇÃO REFLEXÃO/INVESTIGAÇÃO/ACÇÃO COMUNIDADES DE PRÁTICA MOBILIZAÇÃO MUDANÇA CULTURAL 1.2. Desafios

14 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 14 CONTEXTOS REFLEXÃO/INVESTIG/ACÇÃO INVESTIGAÇÃO COMUNIDADES DE PRÁTICA MUDANÇA CULTURAL MOBILIZAÇÃO Num mundo inundado de informação, aquilo a que prestamos atenção não são os conteúdos, mas sim os contextos. Em larga medida, e independentemente da importância dos conteúdos, são os contextos que oferecem estrutura. Ignorar este desafio, equivale a ficar pelos adornos de modernidade em vez de retirar benefícios efectivos das novas e das velhas tecnologias Desafios

15 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 15 REFLEXÃO/INVESTIGAÇÃO/ACÇÃO (Re-)instilar no corpo docente o gosto pela acção reflexiva e pela actividade de investigação/acção em matéria de educação e desenvolvimento curricular. Restaurar iniciativas de reflexão/investigação/acção que, no contexto de processos de mobilização colectiva, unem escolas e instituições de ensino superior em projectos com aplicação directa na realidade educativa e relevância internacional. Estender ao sector empresarial e à comunidade em geral. CONTEXTOS REFLEXÃO/INVESTIG/ACÇÃO INVESTIGAÇÃO COMUNIDADES DE PRÁTICA MUDANÇA CULTURAL MOBILIZAÇÃO 1.2. Desafios

16 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 16 INVESTIGAÇÃO Que contextos criar? Como criá-los e geri-los? Como estruturar os conteúdos? Que repositórios? Como estruturá-los e geri-los? Que parcerias? Que referências, para a actividade escolar, da Investigação Educacional, da Psicologia, da Sociologia, da Antropologia? Que modelos organizacionais? Que abordagens para a Gestão da Qualidade? Que arquitecturas de Informação? Que modelos, ferramentas e técnicas para a concepção e gestão das respectivas estruturas? Que avaliações da aprendizagem? CONTEXTOS REFLEXÃO/INVESTIG/ACÇÃO INVESTIGAÇÃO COMUNIDADES DE PRÁTICA MUDANÇA CULTURAL MOBILIZAÇÃO 1.2. Desafios

17 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 17 COMUNIDADES DE PRÁTICA A participação em comunidades de prática – presencialmente e à distância – representa, hoje, uma das tendências mais comuns do exercício profissional. Representa, também, uma das formas mais promissoras de promover a aprendizagem colectiva. Representa, finalmente, uma actividade ao alcance de qualquer escola, que permite criar de grande variedade de contextos de aprendizagem e estabelecer contactos muito ricos com a realidade local, nacional e internacional. CONTEXTOS REFLEXÃO/INVESTIG/ACÇÃO INVESTIGAÇÃO COMUNIDADES DE PRÁTICA MUDANÇA CULTURAL MOBILIZAÇÃO 1.2. Desafios

18 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 18 MUDANÇA CULTURAL A escola está a atingir o limite da sua capacidade para se comportar como repartição estatal de fornecimento burocrático de ensino. Ao transformar os professores em meros funcionários, retira-lhes o entusiasmo e paixão da profissão. Estaremos mal, como país, se algum dia a burocracia e o enfado expulsarem definitivamente a paixão. CONTEXTOS REFLEXÃO/INVESTIG/ACÇÃO INVESTIGAÇÃO COMUNIDADES DE PRÁTICA MUDANÇA CULTURAL MOBILIZAÇÃO 1.2. Desafios

19 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 19 MOBILIZAÇÃO É necessário um Projecto Mobilizador Nacional, integrado e coerente, capaz de assegurar o empenhamento colectivo. Esse projecto deverá ser aberto a todas as partes interessadas nos processos educativos, incluindo, bem entendido, o sector empresarial. CONTEXTOS REFLEXÃO/INVESTIG/ACÇÃO INVESTIGAÇÃO COMUNIDADES DE PRÁTICA MUDANÇA CULTURAL MOBILIZAÇÃO 1.2. Desafios

20 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

21 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

22 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 22 FCCN UARTE Instituição de Ensino Superior Formadores Câmaras Municipais Direcções Regionais de Educação Centros de Área Educativa Delegações Escolares Agrupamentos de Escolas Escolas Professores Alunos Encarregados de Educação 2.1. Actores e redes

23 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 23 INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR Formadores MCT FCCN UARTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRECÇÕES REGIONAIS DE EDUCAÇÃO Centros de Área Educativa Agrupamentos de Escolas Delegações Escolares ESCOLAS Alunos Professores Encarregados de Educação CÂMARAS MUNICIPAIS Nónio FOCO 2.1. Actores e redes

24 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 24 INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR Formadores MCT FCCN UARTE DIRECÇÕES REGIONAIS DE EDUCAÇÃO Centros de Área Educativa Agrupamentos de Escolas Delegações Escolares ESCOLAS Alunos Professores Encarregados de Educação CÂMARAS MUNICIPAIS Nónio FOCO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO 2.1. Actores e redes

25 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 25 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Nónio FOCO INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR Formadores MCT FCCN UARTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRECÇÕES REGIONAIS DE EDUCAÇÃO Centros de Área Educativa Agrupamentos de Escolas Delegações Escolares ESCOLAS Alunos Professores Encarregados de Educação CÂMARAS MUNICIPAIS 2.1. Actores e redes

26 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

27 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 27 Aprendizagem identidadeprática comunidade significado aprendizagem como pertença aprendizagem fazendo aprendizagem como procura de identidade aprendizagem como procura de sentido Componentes de uma teoria social da aprendizagem Wenger, 1998 Estas componentes, fortemente interligadas, definem-se mutuamente Comunidades

28 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 28 u comunidades de alunos e/ou professores de escolas distintas, partilhando projectos ou interesses comuns; u comunidades entre escolas e câmaras municipais, desenvolvendo estudos locais capazes de reforçar a projecção pública dos respectivos locais ou concelhos Comunidades

29 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 29 u comunidades de alunos e/ou professores de escolas nacionais e estrangeiras, nomeadamente as situadas no Brasil e nas zonas de implantação de comunidades de emigrantes portugueses; u comunidades entre escolas do 1º ciclo do ensino básico, escolas dos outros ciclos do ensino básico, escolas do ensino secundário e escolas superiores dos respectivos distritos, envolvidas em projectos de interesse comum Comunidades

30 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 30 aluno EB Comunidades

31 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 31 EB1 ORGANIZAÇÃO 2.2. Comunidades

32 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES E QUESTÕES

33 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 33 ESCOLAS PROFESSORES ALUNOS PODER LOCAL INST. DE ENS. SUPERIOR Dantes, a escola primária desempenhava um papel central na vida cultural de uma comunidade. E tem meios poderosos para o fazer – como charneira, que pode ser, entre a comunidade e a vida cultural do mundo exterior. A escola do 1º ciclo tem hoje um estatuto que lhe permite estabelecer e conduzir as suas próprias estratégias. Exemplo simples: as alunas que aprendiam puericultura e ensinavam às mães Desafios aos actores

34 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 34 PROFESSORES ESCOLAS PROFESSORES ALUNOS PODER LOCAL INST. DE ENS. SUPERIOR Dantes, o professor primário era um dos pilares da comunidade local, juntamente com o médico e o pároco. Esse papel perdeu-se. A escola primária burocratizou-se, deixou-se desvalorizar aos olhos da comunidade. Há que recuperar a colocação da escola do 1º ciclo do ensino básico no centro da comunidade Desafios aos actores

35 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 35 ALUNOS ESCOLAS PROFESSORES ALUNOS PODER LOCAL INST. DE ENS. SUPERIOR Dantes, as crianças em idade escolar estavam isoladas da comunidade. A ligação a realidades exteriores e a partilha de vivências com crianças de outras regiões e culturas tem um papel muito importante na formação do futuro cidadão do século XXI. … aberta a um mundo complexo, mas palpitante, que a escola tem dificuldade em transportar para dentro dos seus muros. Hoje, pretende-se que a construção do seu saber seja uma actividade social plenamente integrada,… 2.3. Desafios aos actores

36 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 36 PODER LOCAL ESCOLAS PROFESSORES ALUNOS PODER LOCAL INST. DE ENS. SUPERIOR Dantes, a comunidade local impunha-se pela sua igreja, ou pelo seu quartel de bombeiros. As parcerias entre Escola e Poder Local podem sustentar iniciativas que dão a conhecer ao mundo a comunidade local e reforçam o sentido cívico e de pertença dos jovens cidadãos. No entanto, essa inteligência e capacidade empreendedora não tem qualquer expressão se não se integrarem no mundo global que a rodeia. Hoje, impõe-se pela inteligência e capacidade empreendedora dos seus cidadãos Desafios aos actores

37 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 37 INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR ESCOLAS PROFESSORES ALUNOS PODER LOCAL INST. DE ENS. SUPERIOR A realidade de terreno do 1º ciclo do ensino básico constitui um domínio inesgotável para a condução de trabalhos de investigação. … a parceria com as escolas EB1 constitui uma oportunidade muito promissora. … onde a progressão na carreira académica depende da realização de investigação, e os mestrados passam a ser ministrados na generalidade do Ensino Superior… Num país onde a educação básica padece de tantos males, e onde a produção científica no domínio da educação é tão baixa! … 2.3. Desafios aos actores

38 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp INTERNET & EDUCAÇÃO 1.1. Mitos 1.2. Desafios 2. INTERNET & EB Actores e redes 2.2. Comunidades 2.3. Desafios aos actores 3. CONCLUSÕES E QUESTÕES

39 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 39 A Escola burocrática, sem visão, sem a motivação dos seus generosos parceiros e actores, fechada para a comunidade e para o mundo, dificilmente será uma instituição para a Sociedade do Conhecimento – e dificilmente integrará, com algum sentido, a Internet! 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

40 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 40 Ou alimentamos mitos, e, inspirados neles, procuramos adornar os velhos paradigmas com vistosas aparências de modernidade. Ou, seguindo uma trajectória que está ao nosso alcance, enfrentamos, frontal e colectivamente, o desafio. Assim, se queremos tentar reconciliar a Escola com as tecnologias, temos duas atitudes CONCLUSÕES & QUESTÕES

41 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 41 Cumpre-nos reinventar a Escola. Uma reinvenção que não cabe só à classe política, mas a todos nós, apostados que estamos numa Educação com futuro. 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

42 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 42 Uma reinvenção centrada nos desafios da abertura da escola à lógica das actividades comunitárias sem fronteiras, dos espaços alargados de reflexão/investigação/acção, da investigação ao serviço da educação, da mudança cultural e da mobilização. 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

43 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 43 Será o de auxiliar as nossas escolas a construir, de forma genuína e plenamente integrada, a presença portuguesa na Sociedade do Conhecimento. Então, o papel da Internet será ainda mais importante: 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES

44 Encontro AS TIC NAS EB1 ESE - Setúbal, 11 de Julho de 2003 António Dias de Figueiredo Internet, EB1 e os Contornos de uma Nova Educação - Transp. 44 n Que factores inibem o desenvolvimento pleno do Programa? n Que condições deverão ser criadas no futuro? 3. CONCLUSÕES & QUESTÕES QUESTÕES

45 António Dias de Figueiredo Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 11 de Junho de 2003 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE SETÚBAL ESE - Setúbal ENCONTRO AS TIC NAS EB1 INTERNET, EB1 E OS CONTORNOS DE UMA NOVA EDUCAÇÃO FIM


Carregar ppt "António Dias de Figueiredo Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 11 de Junho de 2003 ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google