A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aprender francês Porquê ?. UNESCO União Europeia Em 2006, a UNESCO assinou uma convenção internacional, ratificada pela União Europeia e que entrou em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aprender francês Porquê ?. UNESCO União Europeia Em 2006, a UNESCO assinou uma convenção internacional, ratificada pela União Europeia e que entrou em."— Transcrição da apresentação:

1 Aprender francês Porquê ?

2 UNESCO União Europeia Em 2006, a UNESCO assinou uma convenção internacional, ratificada pela União Europeia e que entrou em vigor em Março de 2007, visando reforçar a promoção da diversidade cultural e da importância da aprendizagem de diversas línguas para o sucesso pessoal e profissional de cada cidadão europeu.

3 Língua de origem latina, próxima do português e, por isso, de aquisição mais facilitada, o francês é uma das línguas mais faladas no mundo, com actualmente 175 milhões de falantes espalhados pelos cinco continentes.

4 Aprender francês em Portugal: O francês é a 2ª língua estrangeira mais ensinada em Portugal: 85% dos alunos estudam a língua no Ensino Básico (3 anos); 15% continuam esse estudo no Ensino Secundário, tendo em vista um futuro universitário ou profissional.

5 Aprender francês em Portugal: Existem intercâmbios educativos entre a França e Portugal: 11 projectos Comenius em

6 Para um português, o francês não é difícil! É uma língua latina como o português, mas com as suas especificidades e diferenças.

7 O domínio de uma segunda língua estrangeira constitui hoje um trunfo profissional reconhecido e procurado pelos empregadores. O francês torna-se um trunfo na construção de uma carreira profissional: para participar nas trocas comerciais e económicas existentes entre a França e Portugal, mas também com todos os países francófonos com os quais Portugal tem relações; para participar em parcerias nos domínios da pesquisa científica e tecnológica; para contribuir para o desenvolvimento do turismo em Portugal.

8 O que representa a França: O poder económico da França, 6ª potência do mundo, faz do francês uma das línguas essenciais nos domínios do comércio e do investimento: está no 3º lugar na atracção dos investimentos estrangeiros; é o 4º exportador de serviços e o 5º exportador de bens; é o 1º investidor no mundo; é o 1º destino turístico a nível mundial.

9 O que representa a França (cont.) : É o 2º investidor estrangeiro em Portugal sendo alguns sectores de investimento: o automóvel: Renault, PSA,…; a distribuição: Carrefour, Auchan, Euromarché, Leclerc, Conforama, FNAC, AKI, Décathlon, Leroy-Merlin,…; a farmácia: Servier, Sanofi; a indústria: Air liquide, Alstom, Saint Gobain; a agroalimentar: Danone, Lusograin, Bel,…; a comunicação: J.-C. Decaux; a energia…

10 O que representa a França (cont.) : No sector financeiro: dos 25 principais bancos portugueses, 5 são de origem francesa; 4 Companhias de seguros francesas ou com participação francesa figuram entre as 22 principais a nível nacional, como por exemplo, BNP, Groupama, AXA…

11 O que representa a França (cont.) : 15 grupos franceses, em diversos sectores, figuram entre os 200 primeiros a nível mundial: Total PNB Paribas LOréal Renault Peugeot-Citroën Arcelor (Industrie de lacier) Bouygues Danone Carrefour… Presentes em Portugal, estes grupos proporcionam perspectivas profissionais para além das fronteiras portuguesas.

12 O que representa a França (cont.) : Em França, perto de empresas pertencem a empreendedores de origem portuguesa que têm filiais em Portugal ou estão em contacto com empresas nacionais, servindo a língua francesa de base de comunicação e de trocas de saber-fazer. A França é o 2º cliente e o 3º fornecedor de Portugal.

13 O que representa a França (cont.) : Mais de pessoas estão empregadas nas 450 empresas francesas instaladas em Portugal. Saber francês abre a porta a um mercado que envolve cerca de 715 milhões de habitantes espalhados por 53 países da América do Norte, do Magreb, da África sub-sahariana e da Ásia. Perto de 20% das exportações portuguesas têm como destino países francófonos.

14 A França - contribuições / parcerias / inovação : A França é actualmente um dos países mais avançados nos domínios da pesquisa e da inovação: O CEA (Commissariat à lénergie atomique) é um centro de pesquisa de excelência a nível mundial nos domínios da Energia (nomeadamente nuclear), da Defesa e das Tecnologias para a Informação e para a Saúde.

15 A França - contribuições / parcerias / inovação : É no sul de França, em Cadarache, que vai ser construído o reactor ITER. Este projecto visa criar, pela fusão controlada, novos processos de produção de energia e encontrar alternativas energéticas para o futuro.

16 A França - contribuições / parcerias / inovação : Para apoiar os grandes projectos industriais e tecnológicos, a França possui uma Agência da Inovação Industrial. Entre os projectos lançados: Quaero, projecto franco-alemão de um motor de busca de nova geração, com o contributo de Thomson, France Télécom, entre outros;

17 A França - contribuições / parcerias / inovação : o programa «télévision mobile sans limites», que associa Alcatel e Safran a grandes organismos de investigação científica como o CEA e o CNRS; o projecto de veículo diesel híbrido (PSA, Michelin e Valéo);

18 A França - contribuições / parcerias / inovação : o metro automático de nova geração (Siemens e Lohr); O programa de edifício ecológico (Schneider, Somfy)… GEC-Alsthom (TGV), EADS (Aérospatiale, Ariane e Airbus) são grandes sucessos franceses que contam com parcerias de outros países europeus.

19 França e Portugal: turismo O número de turistas francófonos aumenta de ano para ano em Portugal: mais de um milhão em 2005 (1 turista em 4). Anualmente, mais de portugueses vão a França (turismo, negócios, visitas familiares…). Em 2005, o número atingiu

20 O francês: um trunfo para compreender o mundo O francês desempenha um papel primordial enquanto língua veicular de informação: está entre as 10 línguas mais faladas no mundo e é utilizada em todos os continentes; é a 2ª língua mais ensinada no mundo (90 milhões de alunos), após o inglês; é a língua da Organização Internacional da Francofonia que reúne 68 países ou estados; é uma das principais línguas das grandes organizações internacionais.

21 O francês: um trunfo para compreender o mundo É a língua das 3 capitais da União Europeia (Bruxelas, Luxemburgo, Estrasburgo) e a língua utilizada no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. É, ao mesmo nível que o inglês, a língua oficial do Movimento Olímpico, o documento francês sendo referência de base para agências desportivas como a FIFA, a FIA e a Agência Mundial Antidopagem.

22 O francês: um trunfo para compreender o mundo Em Portugal, a informação em língua francesa está presente numa dezena de canais televisivos por cabo: TV5, MCM, M6, Arte, Mezzo… A informação em língua francesa também está presente nas rádios: RFI (que partilha a frequência da Rádio Europa em Lisboa), France Inter, Radio Luxembourg, France Culture, ou através da Internet: O site da rádio universitária do Minho, apresenta todas as 2 as feiras, às 21h, um programa dedicado à música francesa.

23 O francês: um trunfo para compreender o mundo Pesquisar na Internet é também ter acesso a numerosos sites francófonos que permitem diversificar as fontes de informação. O «Monde diplomatique» possui uma versão portuguesa e os grandes jornais franceses são regularmente distribuídos em Portugal.

24 O francês: língua de cultura O cinema francês é o 1º da Europa e o seu papel é determinante para o futuro da 7ª arte em geral. É através do cinema e da produção audiovisual que a França defende o conceito de «Diversidade cultural», hoje adoptado pela UNESCO. A França é a pátria do cinema, com o 2º lugar mundial, tendo produzido 240 filmes de longa- metragem em 2005.

25 O francês: língua de cultura Existe uma grande produção literária, dos clássicos à literatura actual. Muitos escritores estrangeiros, provenientes dos 5 continentes,escrevem em francês. A banda desenhada francófona constitui o 1º polo mundial da especialidade.

26 França e Portugal: intercâmbio de ideias e pessoas As ligações entre a França e Portugal estabelecem-se também através de personalidades portuguesas de vulto em diferentes áreas: Maria de Medeiros no domínio do cinema; Augustus e Fátima Lopes no domínio da moda; Pauleta e Tiago Monteiro no domínio do desporto…

27 A França: um país com voz A França participa nos grandes debates mundiais e as suas posições constituem uma referência no âmbito: da solidariedade; do meio ambiente; da saúde; da paz e do respeito pelas liberdades…

28 Aprender francês, porquê? Alargar as oportunidades de sucesso pessoal e profissional.

29 Em 2005, a França acolheu mais de estudantes estrangeiros, tornando-se para eles no 2º destino na Europa. Porquê escolher a França, o francês?

30 A França possui um dos sistemas de ensino superior e de investigação considerado de excelência a nível mundial, nos domínios científico, literário, artístico e das ciências sociais. Apresenta um grande leque de opções em termos de formação: formação profissional de curta duração: estilismo, cabeleireiro, perfumaria, hotelaria…; formação profissional de alto nível que aplica o sistema europeu LMD (Processo de Bolonha).

31 Existem parcerias entre Portugal e França em programas europeus de prosseguimento de estudos. Cerca de 90 acordos inter-universitários luso-franceses, alguns dos quais propondo diplomas conjuntos: Por exemplo: FEUP (Porto) – Art et Métiers Bordeaux Univ. do Porto – ESC Clermont-Ferrand IST (Inst. Sup. Técnico – UTL) – Centrale de Paris, Lyon e Nantes

32 IST – École Nationale Supérieure de lAéronautique de Toulouse Universidade do Algarve – Université de la Méditerrannée (Aix-Marseille II); Université Pierre et Marie Curie (Paris VII) et Université de Nice Faculdade de Economia de Coimbra – Institut dÉtudes Politiques de Bordeaux Universidade de Lisboa – Université dOrléans Universidade de Lisboa (medicina dentária) – Institut de Stomatologie (Pitié-Salpêtrière à Paris)

33 UBI (Universidade da Beira Interior, Covilhã) – Institut National Polytechnique de Grenoble et École Nationale Supérieure des Industries Textiles de Mulhouse Universidade de Aveiro – Université de Caen …

34 Aprender francês uma opção com sentido !

35 Diana Magalhães Junho de 2007


Carregar ppt "Aprender francês Porquê ?. UNESCO União Europeia Em 2006, a UNESCO assinou uma convenção internacional, ratificada pela União Europeia e que entrou em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google