A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROJETO ZOOESCOLA EMEF Professor Antonio de Sampaio Dória 4ªs séries.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROJETO ZOOESCOLA EMEF Professor Antonio de Sampaio Dória 4ªs séries."— Transcrição da apresentação:

1 PROJETO ZOOESCOLA EMEF Professor Antonio de Sampaio Dória 4ªs séries

2 OBJETIVO Conhecer e despertar a consciência ambiental na qual a interação homem e animal se estabeleça, fundamentada nos princípios de respeito, atenção proteção e carinho. Observando as características individuais de cada espécie, e os diferentes biomas onde estão inseridos.

3 ESTRATÉGIA Envolver os alunos com a leitura e a escrita de textos científicos dos animais visitados no Zoo Safari; Envolver os alunos com a leitura e a escrita de textos científicos dos animais visitados no Zoo Safari; Elencar, junto aos alunos, alguns animais que despertaram maior interesse para enriquecer sua ficha técnica; Elencar, junto aos alunos, alguns animais que despertaram maior interesse para enriquecer sua ficha técnica; Compartilhar com outras séries por meio de murais, os animais que mais se destacaram; Compartilhar com outras séries por meio de murais, os animais que mais se destacaram; Pesquisar três animais que estão em extinção ( seu habitat,a classe a que pertence, as causas que levaram à extinção ) ; Pesquisar três animais que estão em extinção ( seu habitat,a classe a que pertence, as causas que levaram à extinção ) ; Trabalhar a relação homem e animal, interagindo entre si, em busca de sobrevivência. Trabalhar a relação homem e animal, interagindo entre si, em busca de sobrevivência.

4 PÚBLICO ALVO Alunos da 4ª série Alunos da 4ª série

5 AVALIAÇÃO A avaliação será escrita em grupo com o tema gerador proposto acima. A avaliação será escrita em grupo com o tema gerador proposto acima.

6 Algumas fotos do passeio ao ZOO Safari realizado em 31/08/2010

7 FOTOS

8 FOTOS

9 FOTOS

10 FOTOS

11 FOTOS

12 FOTOS

13 FOTOS

14 FOTOS

15 FOTOS

16 FOTOS

17 FOTOS

18 FOTOS

19 ATIVIDADE REALIZADA APÓS A VISITA DE 31/08/2010 Os alunos na Sala de Informática realizarão a pesquisa da Ficha Técnica de alguns animais vistos no Zoo Safari no site da Fundação Zoológico de São Paulo (http://www.zoologico.sp.gov.br ). Os alunos na Sala de Informática realizarão a pesquisa da Ficha Técnica de alguns animais vistos no Zoo Safari no site da Fundação Zoológico de São Paulo (http://www.zoologico.sp.gov.br ).http://www.zoologico.sp.gov.br

20 Anfíbios Ficha Técnica Nome popular: Sapo de Chifre Nome em inglês: Ornata frog Nome científico: Ceratophrys ornata Distribuição geográfica: Sul do Brasil e Argentina Habitat: Florestas tropicais Hábitos alimentares: Carnívoro Reprodução: - Período de vida: Varia de 6 a12 anos

21 Anfíbio – Sapo de Chifre Sapo de chifre faz parte da família das rãs, mas por ser grande e apresentar pele de textura rugosa lembra muito mais um sapo do que uma rã. Originário do sul do Brasil e Argentina, o sapo de chifre (Ceratophrys ornata) possui elevações acima dos olhos que lembram dois chifres. Estas elevações servem para que ele se mostre ameaçador para suas presas, além de fazer com que seus predadores pensem duas vezes antes de atacá-lo. Sua coloração varia entre marrom com bege e verde, camuflando se com o ambiente onde vive. Possui aproximadamente 20cm de comprimento, pesando cerca de 500gramas e podendo viver até 12 anos. Tem hábito noturno e passam praticamente o dia inteiro enterrado em meio a folhas, musgos e capins em solo de florestas tropicais, saindo apenas à noite para se alimentar e procurar fêmeas para acasalar.

22 Anfíbio – Sapo de Chifre Não é fácil diferenciar machos de fêmeas, os machos tendem ser maior, e apenas ele vocaliza para atrair a fêmea, na época de reprodução. O amplexo sexual, ou seja, a cópula entre os anfíbios, ocorre perto de algum corpo d´água. Os ovos permanecem depositados durante alguns dias até que nascem os girinos, que logo se desenvolvem em anfíbios adultos, que nesta espécie se tornarão belas rãs ou melhor, sapos de chifre. O sapo de chifre também é conhecido por muitos como pac-man (come-come do videogame) pelo tamanho de sua boca e por ser muito faminto. Sua dieta baseia-se em invertebrados, pequenos vertebrados e peixes. O desmatamento, as queimadas, o aquecimento global, vem destruindo o habitat dos sapos de chifre diminuindo sua população. Os anfíbios em geral são muito sensíveis a mudanças em seu ambiente, muitas espécies estão ameaçadas de extinção e muitas foram extintas, e ele como os outros animais também têm seu papel na natureza, assim é fundamental nos preocuparmos em conservá- los.

23 Anfíbios DENDROBATE, SAPO-GARIMPEIRO SAPO CURURU (Bufo marinus)

24 Invertebrado Ficha Técnica - Aranha Caranguejeira Ficha Técnica - Aranha Caranguejeira Ordem: Araneae Infraordem: Mygalomorphae Família: Theraphosidae Nome popular: Aranha caranguejeira Nome em inglês: Tarântula Nome científico: Lasiodora sp. Distribuição geográfica: Este gênero ocorre em países da América Central e América do Sul Habitat: Florestas tropicais até regiões áridas Hábitos alimentares: Carnívoro Reprodução: Não foi encontrado registro Período de vida: Em média de 10 a 15 anos em cativeiro Ordem: Araneae Infraordem: Mygalomorphae Família: Theraphosidae Nome popular: Aranha caranguejeira Nome em inglês: Tarântula Nome científico: Lasiodora sp. Distribuição geográfica: Este gênero ocorre em países da América Central e América do Sul Habitat: Florestas tropicais até regiões áridas Hábitos alimentares: Carnívoro Reprodução: Não foi encontrado registro Período de vida: Em média de 10 a 15 anos em cativeiro

25 Invertebrados - Características O grupo dos invertebrados inclui 97% de toda a espécie animal, exceto o dos vertebrados (peixes, répteis, anfíbios, pássaros e mamíferos). Uma característica comum a todos os invertebrados é a ausência da espinha dorsal. Como exemplo, podemos citar as esponjas (que apesar de nem sempre se enquadrarem nesta categoria, continuam a fazer parte deste grupo). Além da ausência de espinha dorsal, há ainda outras características comuns a estes seres, como: · formação multicelular (grupos diferentes de células compõem este organismo) · ausência de parede celular (pois são formados por célula animal) · com exceção das esponjas, possuem tecidos como resultado de sua organização celular · sua reprodução geralmente é sexuada (gametas masculinos e femininos se combinam para formar um novo organismo) De forma geral, podemos dizer que a grande maioria dos invertebrados é capaz de se locomover. Contudo, as esponjas somente realizam esta tarefa quando elas ainda são bem jovens e pequenas. Já as lagostas e os insetos são capazes de se movimentar durante toda sua existência. Diferentemente dos vegetais (que produzem sua própria energia através da fotossíntese), os invertebrados necessitam extrair a energia necessária para sua sobrevivência através de outros seres. Para isso, eles se alimentam de seres autótrofos O grupo dos invertebrados inclui 97% de toda a espécie animal, exceto o dos vertebrados (peixes, répteis, anfíbios, pássaros e mamíferos). Uma característica comum a todos os invertebrados é a ausência da espinha dorsal. Como exemplo, podemos citar as esponjas (que apesar de nem sempre se enquadrarem nesta categoria, continuam a fazer parte deste grupo). Além da ausência de espinha dorsal, há ainda outras características comuns a estes seres, como: · formação multicelular (grupos diferentes de células compõem este organismo) · ausência de parede celular (pois são formados por célula animal) · com exceção das esponjas, possuem tecidos como resultado de sua organização celular · sua reprodução geralmente é sexuada (gametas masculinos e femininos se combinam para formar um novo organismo) De forma geral, podemos dizer que a grande maioria dos invertebrados é capaz de se locomover. Contudo, as esponjas somente realizam esta tarefa quando elas ainda são bem jovens e pequenas. Já as lagostas e os insetos são capazes de se movimentar durante toda sua existência. Diferentemente dos vegetais (que produzem sua própria energia através da fotossíntese), os invertebrados necessitam extrair a energia necessária para sua sobrevivência através de outros seres. Para isso, eles se alimentam de seres autótrofos)

26 Alguns animais invertebrados

27 Répteis - Características Os répteis possuem: Um corpo coberto com pele seca cornificada (não mucosa) geralmente com escamas ou escudos e possuem poucas glândulas superficiais; Um corpo coberto com pele seca cornificada (não mucosa) geralmente com escamas ou escudos e possuem poucas glândulas superficiais; Dois pares de extremidades, cada uma tipicamente com cinco dedos terminando em Dois pares de extremidades, cada uma tipicamente com cinco dedos terminando em Garras córneas e adaptadas para correr, rastejar ou trepar ; pernas semelhantes a remos nas tartarugas marinhas, reduzidas em alguns lagartos, ausentes em alguns outros lagartos e em todas as cobras; Garras córneas e adaptadas para correr, rastejar ou trepar ; pernas semelhantes a remos nas tartarugas marinhas, reduzidas em alguns lagartos, ausentes em alguns outros lagartos e em todas as cobras; Esqueleto completamente ossificado; crânio com um côndilo occipital; Esqueleto completamente ossificado; crânio com um côndilo occipital; Coração imperfeitamente dividido em quatro câmaras, duas aurículas e um ventrículo parcialmente dividido (ventrículos separados nos crocodilianos); um par de arcos aórticos; glóbulos vermelhos nucleados, biconvexos e ovais; Coração imperfeitamente dividido em quatro câmaras, duas aurículas e um ventrículo parcialmente dividido (ventrículos separados nos crocodilianos); um par de arcos aórticos; glóbulos vermelhos nucleados, biconvexos e ovais; Respiração sempre pulmonar; respiração coaclal em tartarugas marinhas; Respiração sempre pulmonar; respiração coaclal em tartarugas marinhas; Doze pares de nervos cranianos; Doze pares de nervos cranianos; Temperatura corporal variável (pecilotérmicos), de acordo com o ambiente; Temperatura corporal variável (pecilotérmicos), de acordo com o ambiente; Fecundação interna, geralmente por órgãos copuladores; ovos grandes, com grandes vitelos, em cascas córneas ou calcárias geralmente postos, mas retidos pela fêmea para o desenvolvimento em alguns lagartos e cobras; Fecundação interna, geralmente por órgãos copuladores; ovos grandes, com grandes vitelos, em cascas córneas ou calcárias geralmente postos, mas retidos pela fêmea para o desenvolvimento em alguns lagartos e cobras; Segmentação meroblástica; envoltórios embrionários (âmnio, cório, saco vitelino e alantóide) presentes durante o desenvolvimento; filhotes quando eclodem (nascem) assemelham-se aos adultos; sem metamorfose. Segmentação meroblástica; envoltórios embrionários (âmnio, cório, saco vitelino e alantóide) presentes durante o desenvolvimento; filhotes quando eclodem (nascem) assemelham-se aos adultos; sem metamorfose.

28 Alguns Répteis JACARÉ-DE-PAPO-AMARELO JIBÓIA TARTARUGA-DO-AMAZONAS SUCURI-AMARELA

29 Alguns Répteis

30 Mamíferos Ficha Técnica – Anta Ficha Técnica – Anta Ordem: Perissodactyla Família: Tapiridae Nome popular: Anta, tapir Nome em inglês: Tapir Nome científico: Tapirus terrestris Distribuição geográfica: América do Sul, do leste da Colômbia até o norte da Argentina e Paraguai Habitat: Florestas Hábitos alimentares: Herbívoro Reprodução: um filhote, com gestação de aproximadamente 13 meses Período de vida: 35 anos (em cativeiro) Ordem: Perissodactyla Família: Tapiridae Nome popular: Anta, tapir Nome em inglês: Tapir Nome científico: Tapirus terrestris Distribuição geográfica: América do Sul, do leste da Colômbia até o norte da Argentina e Paraguai Habitat: Florestas Hábitos alimentares: Herbívoro Reprodução: um filhote, com gestação de aproximadamente 13 meses Período de vida: 35 anos (em cativeiro)

31 Mamíferos Ficha Técnica – Leão Ficha Técnica – Leão Ordem: Carnivora Família: Felidae Nome popular: Leão Nome em inglês: Lion Nome científico: Panthera leo Distribuição geográfica: África e Ásia Habitat: Savanas, matas e planícies Hábitos alimentares: Carnívora Reprodução: Gestação de 120 dias Período de vida: Aproximadamente 20 anos Ordem: Carnivora Família: Felidae Nome popular: Leão Nome em inglês: Lion Nome científico: Panthera leo Distribuição geográfica: África e Ásia Habitat: Savanas, matas e planícies Hábitos alimentares: Carnívora Reprodução: Gestação de 120 dias Período de vida: Aproximadamente 20 anos Os leões (Panthera leo) costumavam ser os animais de estimação favoritos dos reis e nobres, era uma maneira de mostrar o poder e soberania dos monarcas. São usados como símbolo em brasões de cidades como Veneza. Isto mostra claramente como os leões são populares em símbolos hierárquicos. Os leões têm cativado a imaginação do homem pelo vigor e força e também por sua agilidade e elegância. Os leões (Panthera leo) costumavam ser os animais de estimação favoritos dos reis e nobres, era uma maneira de mostrar o poder e soberania dos monarcas. São usados como símbolo em brasões de cidades como Veneza. Isto mostra claramente como os leões são populares em símbolos hierárquicos. Os leões têm cativado a imaginação do homem pelo vigor e força e também por sua agilidade e elegância.

32 Mamíferos Ficha Técnica – Lobo-guará Ficha Técnica – Lobo-guará Ordem: Carnívora Ordem: Carnívora Família: Canidae Família: Canidae Nome popular: Lobo-guará Nome popular: Lobo-guará Nome em inglês: Maned wolf Nome em inglês: Maned wolf Nome científico: Chrysocyon brachyurus Nome científico: Chrysocyon brachyurus Distribuição geográfica: América do Sul Distribuição geográfica: América do Sul Habitat: Campo Habitat: Campo Hábitos alimentares: Onívoro Hábitos alimentares: Onívoro Reprodução: Gestação de 62 a 66 dias Reprodução: Gestação de 62 a 66 dias Período de vida: Aproximadamente 13 anos O lobo-guará é o maior (até 75 cm de altura no garrote e 120 cm de comprimento) e mais belo dos canídeos da América do Sul. É também um dos mais ameaçados de extinção, devido à destruição dos cerrados em que habita para plantações de soja e pastos de gado. Muitos fazendeiros ainda os abatem pensando que podem causar grandes prejuízos em seus rebanhos. Na verdade, o lobo-guará é um onívoro que se alimento de principalmente de roedores, pequenos répteis, caules doces, mel, aves e frutas (há até mesmo uma espécie de fruta, a Solanum lycocarpum do cerrado que, de tão procurada por ele, é chamada de fruta de lobo). Período de vida: Aproximadamente 13 anos O lobo-guará é o maior (até 75 cm de altura no garrote e 120 cm de comprimento) e mais belo dos canídeos da América do Sul. É também um dos mais ameaçados de extinção, devido à destruição dos cerrados em que habita para plantações de soja e pastos de gado. Muitos fazendeiros ainda os abatem pensando que podem causar grandes prejuízos em seus rebanhos. Na verdade, o lobo-guará é um onívoro que se alimento de principalmente de roedores, pequenos répteis, caules doces, mel, aves e frutas (há até mesmo uma espécie de fruta, a Solanum lycocarpum do cerrado que, de tão procurada por ele, é chamada de fruta de lobo).

33 Mamíferos Alpaca: A alpaca é um mamífero sul-americano estreitamente aparentado com a Lhama. A alpaca é um animal principalmente do norte argentino, da família dos camélidos. É menor que ela e sua pelagem é mais longa e macia. É criada no Peru, Chile e na Bolívia(região dos Andes)como fonte financeira principal, para o aproveitamento da lã. O hábito de cuspir também é comum na alpaca, que o utiliza para mostrar agressividade ou de defesa.

34 Mamíferos - Características Os mamíferos possuem muitas características estruturais que os distinguem prontamente de outros vertebrados. Um dos aspectos é a presença de glândulas, como as sebáceas, sudoríparas e mamárias, que são encontradas em muitas regiões do corpo. Outra característica importante é a presença de pelos durante algum período de vida, sendo que os adultos de algumas espécies podem apresentar redução ou mesmo ausência de pelos. São animais endotérmicos, pois possuem mecanismos internos para o controle da temperatura corpórea. Os mamíferos possuem muitas características estruturais que os distinguem prontamente de outros vertebrados. Um dos aspectos é a presença de glândulas, como as sebáceas, sudoríparas e mamárias, que são encontradas em muitas regiões do corpo. Outra característica importante é a presença de pelos durante algum período de vida, sendo que os adultos de algumas espécies podem apresentar redução ou mesmo ausência de pelos. São animais endotérmicos, pois possuem mecanismos internos para o controle da temperatura corpórea. Alguns mamíferos que habitam o zoológico de São Paulo: Alguns mamíferos que habitam o zoológico de São Paulo: Anta (Tapirus terrestris) Anta (Tapirus terrestris) Cachorro-vinagre (Speothos venaticus) Cachorro-vinagre (Speothos venaticus) Camelo (Camelus bactrianus) Camelo (Camelus bactrianus) Cervo-nobre (Cervus elaphus) Cervo-nobre (Cervus elaphus) Chimpanzé (Pan troglodytes) Chimpanzé (Pan troglodytes) Dromedário (Camelus dromedarius) Dromedário (Camelus dromedarius) Elefante-africano (Loxodonta africana) Elefante-africano (Loxodonta africana) Gato-do-mato pequeno (Leopardus tigrinus) Gato-do-mato pequeno (Leopardus tigrinus) Girafa (Giraffa camelopardalis) Girafa (Giraffa camelopardalis) Grande-Kudu (Tragelaphus estrepsicerus) Grande-Kudu (Tragelaphus estrepsicerus) Hipopótamo (Hippopotamus amphibius) Hipopótamo (Hippopotamus amphibius) Jaguatirica (Leopardus pardalis) íodo de vida: 35 anos (em cativeiro) Jaguatirica (Leopardus pardalis) íodo de vida: 35 anos (em cativeiro)

35 Créditos PMSP – Prefeitura do Município de São Paulo PMSP – Prefeitura do Município de São Paulo SME – Secretaria Municipal de Educação SME – Secretaria Municipal de Educação Diretoria Regional de Ensino de Santo Amaro (DRESA) Diretoria Regional de Ensino de Santo Amaro (DRESA) EMEF Professor Antonio de Sampaio Dória EMEF Professor Antonio de Sampaio Dória Laboratório de Informática Educativa Laboratório de Informática Educativa POIE: Vera Lucia POIE: Vera Lucia Professora: Ilda – 4ª D (2010) e Professora: Tádia (Sala de Leitura) Professora: Ilda – 4ª D (2010) e Professora: Tádia (Sala de Leitura) Alunos(as) da 4ª D: Aline Aparecida, Aline Oliveira,Ana Carolina, Camila, Carlos Daniel, Douglas, Elida, Francielly, Gabrielle, Jaelson, João Victor, Jonilson, Jucieli, Ketlin, Leticia, Lucas, Marcus, Maria Renata, Mario, Mayara, Natali, Paloma, Robert, Rodrigo, Stefany, Tais, Thais, Vitoria, Wellington e João Elias Alunos(as) da 4ª D: Aline Aparecida, Aline Oliveira,Ana Carolina, Camila, Carlos Daniel, Douglas, Elida, Francielly, Gabrielle, Jaelson, João Victor, Jonilson, Jucieli, Ketlin, Leticia, Lucas, Marcus, Maria Renata, Mario, Mayara, Natali, Paloma, Robert, Rodrigo, Stefany, Tais, Thais, Vitoria, Wellington e João Elias Pesquisa no site da Fundação Zoológico: Pesquisa no site da Fundação Zoológico:


Carregar ppt "PROJETO ZOOESCOLA EMEF Professor Antonio de Sampaio Dória 4ªs séries."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google