A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Juventude, juventudes: culturas juvenis Alexandre Barbosa Pereira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Juventude, juventudes: culturas juvenis Alexandre Barbosa Pereira."— Transcrição da apresentação:

1 Juventude, juventudes: culturas juvenis Alexandre Barbosa Pereira

2 Temos o direito a ser iguais quando a diferença nos inferioriza; temos o direito a ser diferentes quando a igualdade nos descaracteriza Boaventura de Sousa Santos (2009, p. 18)

3 Classe social Gênero Orientação sexual Raça Etnicidade Idade Geração Território

4 Idades / Categorias de idade / Fases da vida Juventude

5

6 A juventude é apenas uma palavra Bourdieu (1983, p. 113)

7 A juventude é mais que uma palavra Margulis e Urresti, 1996

8 Superação de considerações sobre a juventude como mera categorização por idade e como portadora de características uniformes.

9 A condição histórico-cultural de juventude não se oferece de igual forma para todos os integrantes da categoria estatística jovem Margulis, 1994, p. 25.

10 A condição de juventude manifesta-se de forma desigual conforme outros fatores como classe social e gênero, por exemplo.

11 Pensar a noção de juventude a partir da interação entre fatores sociais e biológicos

12 Inspirados na discussão do psicólogo americano Erik Erikson (1968), os autores defendem a ideia de que os jovens no contexto das sociedades ocidentais vivenciariam duas moratórias.

13 Moratória vital

14 Moratória social

15 Jovens juvenis Jovens não juvenis

16 Estilos juvenis

17 Geração Karl Mannheim (1928): indivíduos que experimentam os mesmos problemas históricos concretos, pode-se dizer, fazem parte da mesma geração.

18 Geração é o lugar em que dois tempos da vida – o do curso da vida e o da experiência histórica – são sincronizados. Analogia entre situação de classe e situação de geração. Indivíduos de uma mesma posição social têm maiores chances de experimentar situações comuns.

19 Contemporaneidade do que não é contemporâneo ou simultaneidade do que não é simultâneo. Nascer juntos num mesmo período histórico não significa constituir uma mesma geração. Num mesmo tempo cronológico vivem gerações diferentes.

20

21 Referências bibliográficas BOURDIEU, Pierre. "A juventude é apenas uma palavra". In: Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, ERIKSON, Erik. Identity: youth and crisis. New York: Norton, FEIXA, Carles. Antropología de las edades. In : PRAT & MARTÍNEZ (orgs.). Ensayos de Antropología Cultural. Homenaje a Claudio Esteva-Fabregat. Barcelona: Ariel, HALL, Stuart. A identidade cultural na pós - modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, MANNHEIM, Karl. The problem of Generations. In: Kecskemeti, Paul (ed.). Essays on the sociology of knowledge. Londres: Routledge and Kegan Paul, 1952 [1928]. MARGULIS, Mario (org.). La cultura de la noche: vida nocturna de los jóvens en Buenos Aires. Buenos Aires: Espasa Calpe, MARGULIS, Mario & URRESTI, Marcelo. "La juventud es más que una palabra". In: Margulis, M. (org.). La juventud es más que una palabra. Buenos Aires: Biblos,1996. SANTOS, Boaventura de Sousa (2009), Direitos humanos: o desafio da interculturalidade, Revista Direitos Humanos, 2, p


Carregar ppt "Juventude, juventudes: culturas juvenis Alexandre Barbosa Pereira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google