A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BIODIVERSIDADE DIVERSIDADE DA VIDA NA TERRA RESULTADO DE UM PROCESSO EVOLUTIVO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BIODIVERSIDADE DIVERSIDADE DA VIDA NA TERRA RESULTADO DE UM PROCESSO EVOLUTIVO."— Transcrição da apresentação:

1 BIODIVERSIDADE DIVERSIDADE DA VIDA NA TERRA RESULTADO DE UM PROCESSO EVOLUTIVO

2 BIODIVERSIDADE O termo biodiversidade - ou diversidade biológica - descreve a riqueza e a variedade do mundo natural. As plantas, os animais e os microrganismos fornecem alimentos, remédios e boa parte da matéria-prima industrial consumida pelo ser humano.

3 Desde 1986, o termo e conceito têm adquirido largo uso entre biólogos, ambientalistas líderes políticos e cidadãos informados no mundo todo. Este uso coincidiu com o aumento da preocupação com a extinção, observado nas últimas décadas do Século XX.

4 Pode ser definida como a variedade e a variabilidade existente entre os organismos vivos e as complexidades ecológicas nas quais elas ocorrem. Ela pode ser entendida como uma associação de vários componentes hierárquicos:ecossistema,comunidade, espécies, populações e genes em uma área definida.

5 A biodiversidade varia com as diferentes regiões ecológicas, sendo maior nas regiões tropicais do que nos climas temperados.

6 Biodiversidade de um recife de corais

7 Refere-se à variedade de vida no planeta Terra, incluindo a variedade genética dentro das populações e espécies, a variedade de espécies da flora, da fauna, de fungos macroscópicos e de microorganismos, a variedade de funções ecológicas desempenhadas pelos organismos nos ecossistemas; e a variedade de comunidades, hábitats e ecossistemas formados pelos organismos.

8 A Biodiversidade refere-se tanto ao número (riqueza) de diferentes categorias biológicas quanto à abundância relativa (equitatividade) dessas categorias. Em Ecologia, equitatividade é o termo empregado para definir a uniformidade, ou homogeneidade, da distribuição de abundância de espécies em uma comunidade. Com efeito, reflete o grau de dominância de espécies em uma comunidade.

9 Não há uma definição consensual de Biodiversidade. Uma definição é: "medida da diversidade relativa entre organismos presentes em diferentes ecossistemas"

10 Para entender o que é a biodiversidade, devemos considerar o termo em dois níveis diferentes: 1 - todas as formas de vida, assim como os genes contidos em cada indivíduo, 2 -e as inter-relações, ou ecossistemas, na qual a existência de uma espécie afeta diretamente muitas outras.

11 DIVERSIDADE GENÉTICA diversidade dos genes em uma espécie. A diversidade genética é uma medida debiodiversidade que mede a variação genética dentro de cada espécie, tanto entre populações geograficamente separadas como entre os indivíduos de uma dada população.

12 Variação Genética A variabilidade genética mede a tendência dos diferentes alelos de um mesmo gene, numa dada população. Um alelo é cada uma das várias formas alternativas do mesmo gene. Por exemplo, o gene que determina a cor da flor em várias espécies de plantas

13 DIVERSIDADE DE ECOSSISTEMAS diversidade em um nível mais alto de organização, incluindo todos os níveis de variação desde o genético.

14 Ecossistema designa o conjunto formado por todos os fatores bióticos e abióticos que atuam simultaneamente sobre determinada região. Considerando como fatores bióticos as diversas populações de animais, plantas e bactérias e os abióticos os fatores externos como a água, o sol, o solo, o gelo, ovento.

15 Se os recursos naturais são de interesse econômico para a comunidade, sua importância econômica é também crescente. Novos produtos são desenvolvidos graças a biotecnologias, criando novos mercados.

16 Biotecnologia é a tecnologia baseada na biologia, especialmente quando usada na agricultura, ciência dos alimentos e medicina. A Convenção sobre Diversidade Biológica da ONU possui uma das muitas definições de biotecnologia :

17 "Biotecnologia define-se pelo uso de conhecimentos sobre os processos biológicos e sobre as propriedades dos seres vivos, com o fim de resolver problemas e criar produtos de utilidade.". A definição ampla de biotecnologia é o uso de organismos vivos ou parte deles, para a produção de bens e serviços.

18 Nesta definição se enquadram um conjunto de atividades que o homem vem desenvolvendo há milhares de anos, como a produção de alimentos fermentados (pão, vinho, iogurte e outros).

19 O conjunto de todos os ecossistemas do mundo forma a Biosfera. Incluem- se na biosfera todos os organismos vivos que vivem no planeta.

20 Para os biólogos geneticistas, a Biodiversidade é a diversidade de genes e organismos. Eles estudam processos como mutação, troca de genes e a dinâmica do genoma, que ocorrem ao nível do DNA e constituem, talvez, a evolução.

21 DNA O ácido desoxirribonucleico (ADN, em português: ácido desoxirribonucleico; ou DNA, em inglês: deoxyribonucleic acid ), é um composto orgânico cujas moléculas contêm as instruções genéticas que coordenam o desenvolvimento e funcionamento de todos os seres vivos e alguns vírus.

22 Para os biólogos zoólogos ou botânicos, a Biodiversidade não é só apenas a diversidade de populações de organismos eespécie, mas também a forma como estes organismos funcionam

23 A Biodiversidade é fonte primária de recursos para a vida diária, fornecendo comida (colheitas, animais domésticos, recursos florestais e peixes), fibras para roupas, madeira para construções, remédios e energia.

24 PONTOS CRÍTICOS DA BIODIVERSIDADE Um ponto crítico (hot spot) de Biodiversidade é um local com muitas espécies endêmicas. Ocorrem geralmente em áreas de impacto humano crescente. A maioria deles está localizada nos trópicos.

25 Em biologia ( botânica e zoologia) chamam-se endemismos a grupos taxonómicos que se desenvolveram numa região restrita. Em geral o endemismo é resultado da separação de espécies, que passam a se reproduzir em regiões diferentes, dando origem a espécies com formas diferentes de evolução.

26 Algumas doenças e pragas, ao serem próprias de determinadas regiões, por decorrerem de fatores ecológicos específicos dessas regiões, são também endémicas.

27 O Brasil tem 1/5 da Biodiversidade mundial, com espécies de plantas, 5000 de vertebrados, milhões de insetos, milhões de microorganismos. A Índia apresenta 8% das espécies descritas, com espécies de plantas e de animais

28 A biodiversidade não é estática. É um sistema em constante evolução tanto do ponto de vista das espécies como também de um só organismo. A meia- vida média de uma espécie é de um milhão de anos e 99% das espécies que já viveram na Terra estão hoje extintas

29 Ecólogos e ambientalistas são os primeiros a insistir no aspecto econômico da proteção da diversidade biológica. Deste modo,Edward O. Wilson escreveu em 1992 que a Biodiversidade é uma das maiores riquezas do planeta, e, entretanto, é a menos reconhecida como tal.

30 E. O. Wilson, ou Edward Osborne Wilson, (nascido em 10 de junho de 1929) é um entomologista( Estudo dos insetos) americano e biólogo conhecido por seu trabalho com ecologia, evolução e sociobiologia. Wilson é especialista em formigas.

31 Sociobiologia é um ramo da biologia que estuda o comportamento social dos animais, usando conceitos da etologia, evolução,sociologia e genética de populações. O termo foi popularizado por Edward Osbone Wilson, em seu livro Sociobiologia : ANova Síntese lançado em 1975.

32 ABRANGÊNCIAS DA BIODIVERSIDADE Espécie * inventariamento de fauna e flora (catalogação sistemática ) * Interações organísmicas Genética * Saúde genética = variabilidade * Fluxo gênico entre populações * Migrações e barreiras Ecossistema * Biogeografia

33 Inventariamento e monitoramento de fauna (Parte Teórica) · Objetivos e importância · Legislação de fauna · · Coleta de dados diretos e indiretos · Uso de GPS · Tipos de armadilhas · Manejo, contenção e soltura. · Técnicas de marcação · Fichas Biométricas, biometria de grupo e registro fotográfico. · Monitoramento de espécies · Análise de dados

34 Parte Prática) Importância dos EPI´s (Equips de Proteção) · Seleção de local e simulação de instalação de armadilhas · Busca e análise de dados indiretos · Montagem de armadilhas de queda · Metodologia de campo · Manejo de exemplares (biometria)

35 Interações organísmicas é a manutenção do equilíbrio dos ecossistemas.Evolução da diversidade biológica.

36 NÍVEIS HIERÁRQUICOS DA BIODIVERSIDADE Espécie Comunidade População Ecossistema

37 ESPECIAÇÃO PARAPÁTRICA Modelo no qual o desenvolvimento do mecanismo de isolamento reprodutivo ocorre quando uma população invade um novo nicho de habitat dentro da distribuição geográfica da espécie parental. Geralmente ocorre quando de uma mudança drástica ao ambiente dentro da área original da espécie.

38 ESPECIAÇÃO SIMPÁTRICA Em contraste completo com a vicariância (que ocorre quando duas populações são divididas pelo surgimento de uma barreira extrínseca), a espécie nova é uma variante genética da espécie parental dentro da área de distribuição geográfica original.

39 HIBRIDIZAÇÃO Ocorre entre duas espécies diferentes que produzem um fenótipo distinto. Esse fenótipo também pode ser adequado (como a linhagem parental) e a seleção natural favoreça a nova população. Eventualmente, se o isolamento reprodutivo é atingido, pode levar a uma espécie distinta. Entretanto, isolamento reprodutivo entre híbridos e seus genitores é muito difícil de ocorrer e, por isso, a especiação por hibridização é considerada um evento extremamente raro.

40 Fenética é uma área da Biologia que agrupa espécies baseada na similaridade fenotípica Usa todas as características distinguíveis. Embora útil na classificação filogênica, a fenética não se apresenta com tanta utilidade a níveis menores de classificação, tal como o gênero, que necessita de métodos mais apurados.


Carregar ppt "BIODIVERSIDADE DIVERSIDADE DA VIDA NA TERRA RESULTADO DE UM PROCESSO EVOLUTIVO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google