A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA I Geração Distribuída Profª. Drª Maria de Fátima Ribeiro Raia – DAELT – 2012 – 1ºsem.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EFICIÊNCIA ENERGÉTICA I Geração Distribuída Profª. Drª Maria de Fátima Ribeiro Raia – DAELT – 2012 – 1ºsem."— Transcrição da apresentação:

1 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA I Geração Distribuída Profª. Drª Maria de Fátima Ribeiro Raia – DAELT – 2012 – 1ºsem

2 TAMANHO E CUSTO DAS CENTRAIS DE ENERGIA ( ) Fonte: Coelho, Suani et al., 2004 (modificado de INEE, 2003)

3 De acordo com Poliquezi no site: o Brasil apresenta características particulares, na geração de energia elétrica, que o difere da maioria dos outros países; tanto pela sua geração, essencialmente hídrica, como pela forma que ela é disponibilizada em quase todo o país, através do Sistema Interligado Nacional – SIN, que abrange em torno de 98% da carga instalada; e com o crescimento do país, o que leva a um aumento no consumo de energia, devido a vários fatores que estão ligados à melhoria de indicadores sócio econômicos e ao aumento dos níveis de industrialização e produção; este aumento de forma não linear, se comparado ao histórico do consumo de energia, vêm trazendo consequências ao planejamento energético de longo prazo, segundo a Empresa de Pesquisa Energética – EPE;

4 deste modo é inevitável a escassez dos recursos hídricos; torna-se, então, necessário a geração utilizando combustíveis fósseis para garantir a geração de energia na base; mas o Brasil apresenta um grande potencial de geração de energia através de outras fontes de energias renováveis, como a energia solar, a energia eólica, a biomassa (resíduos de madeira, bagaço de cana e também resíduos urbanos em menor proporção); e, busca da sustentabilidade, da eficiência energética e de um menor impacto ambiental, o Brasil com sua característica de geração centralizada, volta novamente, como no início do século passado a ter interesse na geração descentralizada, a GERAÇÃO DISTRIBUÍDA como é chamada.

5 GERAÇÃO DISTRIBUÍDA (GD) É a geração de energia que se dá no próprio lugar de consumo ou muito próximo dele e independe de: redes de transmissão, de distribuição; tipo de combustível; porte (tamanho) da unidade geradora; tecnologia utilizada, etc. GD está intimamente ligada ao conceito de Eficiência e Otimização Energética A primeira referência à GD foi em 2004 através da Lei

6 Exemplos de unidades de GD: plantas de cogeração; geração na ponta; unidade de aquecimento solar de água; unidade de produção de água gelada (chillers de absorção ou termoacumulação); turbina com gases de alto forno; geradores de emergência, PCHs; painéis fotovoltáicos, centrais eólicas, etc.

7 Fonte: Itaipú Binacional, 2010

8 parque eólico residencial alemão em Dardesheim Foto: Barbara Sax/AFP. grupo motor gerador aerogeradores Skystream na fábrica da Mormaii em Garopaba, SC

9 Volkswagen conquista Créditos de Carbono, aprovados pela ONU, para a PCH Anhanguera, sua 1ª central hidrelétrica – 22,68 MW - 03/2012 localizado no rio Sapucaí, afluente do rio Grande, entre os municípios de São Joaquim da Barra e Guará, a nordeste do Estado de São Paulo.

10 a Certificação atesta que a usina contribui para reduzir emissão de gases causadores do efeito estufa; os Créditos concedidos pela ONU somam toneladas de CO2e (gás carbônico equivalente) para o período de 10 anos, sendo que seu valor de mercado varia conforme a oferta e a procura; os Créditos de Carbono da PCH Anhanguera poderão ser utilizados pela Volkswagen do Brasil para neutralizar voluntariamente suas emissões ou por outras unidades do Grupo Volkswagen, obedecendo a legislação local. os Certificado de Emissões Reduzidas também pode ser vendidos no mercado, para empresas que queiram utilizar os créditos para neutralizar suas emissões de CO2.

11

12 um modelo estratégico para o país, pois garante a confiabilidade do sistema nacional; praticamente elimina os custos de transmissão e distribuição, viabiliza e estabelece uma nova dimensão de geração energética, de forma a complementar o modelo de grande escala. A Geração Distribuída é:

13 a central geradora perto ou junto ao consumidor pode ou não ser de sua propriedade; o seu gerenciamento e a sua operação podem correr ao encargo dele próprio ou de terceiros; como é o caso da Energy Works que gerencia uma unidade de Cogeração na Indústria Corn em Balsa Nova, PR; a Energy Works faz, então, Geração Distribuída. Geração Distribuída não implica em propriedade

14

15 Erros na conceituação de GD: confundir GD com renováveis, GD é geração, renováveis é fonte; dizer que GD só independe da transmissão. GD independe da transmissão e da distribuição; dizer que GD só engloba unidades de x MW; achar que sistemas isolados podem ser classificados como GD, etc.

16 Sistemas isolados incluem a geração, LT (nem sempre) e LD, pois atendem a vários consumidores.

17 Benefícios para o Sistema Elétrico fornece capacidade ao sistema elétrico em vez de aumentar sua infra estrutura (na ponta ou não); redução das perdas do sistema elétrico (T&D); alívio no congestionamento dos sistemas de T; melhora de qualidade da energia, evitando picos e quedas de tensão ou seja sistema mais estável; adiamento do crescimento do sistema;

18 Desvantagem para o Sistema Elétrico pode haver desbalanceamento de carga (grande nº de geradores monofásicos no mesmo sistema de distribuição.); despacho; planejamento do sistema de G,T&D; isolação do sistema para manutenção; a GD traz desafios ao setor elétrico relacionados à segurança energética, despacho e regulamentação. regulação de tensão, nos horários de pico, as fontes extras ajudarão a manter a tensão; mais fácil o controle da harmônicos.

19 Benefícios para o investidor em Geração Distribuída qualidade de energia (muitos empresas não toleram variações de frequência e/ou tensão); confiabilidade (muitos empresas não toleram interrupções no seu funcionamento) Custos para o executante da GD: interconexão; custo da energia de backup (reserva) ou backflow (suplementar); todos os equipamentos necessários.

20 A Geração Distribuída propõe um novo olhar sobre o modelo do sistema elétrico, que apresenta várias vantagens em relação ao modo de gerar convencional atendimento mais rápido ao crescimento da carga; economia de custos com transmissão e distribuição; confiabilidade do suprimento de energia; tranformação de clientes finais de consumo em geradores de oferta; dispersão ao longo do sistema de distribuição; aproveitamento de recursos renováveis locais; menor impacto ambiental, redução de emissões de gases de efeito estufa ; aumento da efic. energética, redução custos com EE e ET, venda exc.


Carregar ppt "EFICIÊNCIA ENERGÉTICA I Geração Distribuída Profª. Drª Maria de Fátima Ribeiro Raia – DAELT – 2012 – 1ºsem."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google