A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

- Reflete sobre a Igreja, sobre a práxis eclesial. O importante não é a eclesiologia, mas a Igreja, Mistério e obra de Deus no mundo. A Eclesiologia é

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "- Reflete sobre a Igreja, sobre a práxis eclesial. O importante não é a eclesiologia, mas a Igreja, Mistério e obra de Deus no mundo. A Eclesiologia é"— Transcrição da apresentação:

1 - Reflete sobre a Igreja, sobre a práxis eclesial. O importante não é a eclesiologia, mas a Igreja, Mistério e obra de Deus no mundo. A Eclesiologia é uma simples reflexão. - O fim da eclesiologia é ajudar a Igreja a ser fiel tanto às suas origens como à sua missão histórica. - A eclesiologia deve, por um lado, voltar às fontes bíblicas e patrísticas, e, por outro, responder aos sinais dos tempos. -A eclesiologia se orienta para a Igreja. Daí toda eclesiologia autêntica seja histórica, profética, crítica e pastoral e a partir dos pobres 1

2 Qual é a preocupação da Igreja pelos pobres, como lhes anuncia o Reino, como é a Boa Nova Para eles? 2

3 A Igreja é uma realidade complexa: visível e invisível,visível e invisível, humana e divina,humana e divina, organismo social e corpoorganismo social e corpomístico, Instituição e Mistério. CorpoInstituição e Mistério. Corpobipartido. Ig. Ig. Sacramento Mistério Instituição de fé Objeto de fé Objeto e observação empírica 3

4 1. Toda Teologia e começa e acaba na fé. O Credo mostra que a Igreja pertence à ordem e ao Plano da Salvação. É isso que a faz objeto de fé. 2. A Igreja é toda relativa a Deus, a seu Plano e a seu Reino. Não é um Mistério absoluto (como Deus), mas um mistério relacional com o grande Mistério da salvação, do qual é serva. 3.Além de objeto de fé, a Igreja é sujeito de fé. Não é fonte da fé (E.S.) nem regra (S.E.), mas mediadora e serva da fé. 4

5 Porque é Esposa de Jesus e seu CorpoPorque é Esposa de Jesus e seu Corpo Porque é a Mãe-Igreja, portadora doPorque é a Mãe-Igreja, portadora do Evangelho, dos SacramentosEvangelho, dos Sacramentos Por seus profetas, virgens, mártires e Por seus profetas, virgens, mártires e outros santos (de ontem e de hoje)outros santos (de ontem e de hoje) A partir de dentro: em comunhão profunda com elaA partir de dentro: em comunhão profunda com ela auto-implicativa: envolvendo a pessoa e comprometendo-a auto-implicativa: envolvendo a pessoa e comprometendo-a em base no Evangelho, em sua exigências ideais em base no Evangelho, em sua exigências ideais Evitar: defesa a todo custo, crítica sistemática. Evitar: defesa a todo custo, crítica sistemática. 5

6 1.Perspectiva sócio-analítica analisa a igreja como instituição social analisa a igreja como instituição social e histórica. Isso dá realismo. e histórica. Isso dá realismo. 2. Perspectiva de fé é ver a Igreja à luz da palavra e de sua Tradição. É contemplar a Igreja como Mistério. 3. Perspectiva prática é tirar as implicações concretas da Eclesiologia no nível da pastoral, política, ética e espiritualidade. 6

7 1.Misticismo Na Igreja tudo é santo e divino. Falta uma visão humana.Isso leva a impedir toda crítica e reforma da Igreja. toda crítica e reforma da Igreja. 2. Sociologismo É só ver o aspecto externo e social da Igreja. Falta a visão Bíblica, de fé. Leva a se interessar pela Igreja só como valor cultural e político. 3. Dualismo eclesiológico Há duas Igrejas: uma visível e outra espiritual. 7 7


Carregar ppt "- Reflete sobre a Igreja, sobre a práxis eclesial. O importante não é a eclesiologia, mas a Igreja, Mistério e obra de Deus no mundo. A Eclesiologia é"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google