A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professor Reginaldo / Geografia ÁFRICA: UM CONTINENTE ESQUECIDO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professor Reginaldo / Geografia ÁFRICA: UM CONTINENTE ESQUECIDO."— Transcrição da apresentação:

1 Professor Reginaldo / Geografia ÁFRICA: UM CONTINENTE ESQUECIDO

2 As duas Áfricas África Branca África Negra

3

4 A África Branca é marcada pelo predomínio de população de origem árabe e branca, que África Branca ocupam a região desde o século VII com a expansão do islamismo. Rica em petróleo, esta porção apresenta indicadores sócio- econômicos melhores que os da África Negra;

5 Tabela comparativa entre países africanos selecionados e o Brasil PAÍSEXPECTATIVA DE VIDA MORTALIDADE INFANTIL RENDA PER CAPITA NOVO IDH Líbia77 / 77,2 anos17 por milUS$ ° 0,755 Egito73,8 / 72,2 anos33 por milUS$ ° 0,620 Etiópia54,4 / 57,1 anos77 por milUS$ ° 0,328 Níger53,2 / 52,9 anos85 por milUS$ ° 0,261 Brasil76,2 / 76,422 por milUS$ ° 0,699

6 ARGÉLIA

7 EGITO

8

9

10

11

12 MARROCOS

13

14

15

16

17

18

19 TUNÍSIA

20 ÁFRICA NEGRAÁFRICA NEGRA

21 A realidade miserável da região do Sahel Área de transição entre o deserto do Saara e as Savanas, na região do Sahel a vegetação das estepes é queimada para dar lugar à agropecuária. A cada 28 hectares queimados, apenas 1 é aproveitado; RESULTADO: o deserto do Saara avança num ritmo acelerado para o sul (desertificação), piorando a situação de miséria dos países mais pobres da continente.

22 Composta por 48 países com 700 milhões de habitantes, sendo 50% do total miseráveis (vivendo com menos de US$ 1,25/dia) e expectativa de vida de 46 anos. África Negra ou Subsaariana

23 O triste exemplo de Serra Leoa É o país mais desigual do mundo; 158° pior novo IDH (0,317); Mort. Inf. de 102/1000; Expectativa de vida: 44,3/49,2 anos; Renda per capita de US$ 280,00.

24 A dramática questão da AIDS Apesar da África Negra a representar 12% da população mundial, 2/3 (64,5%) dos infectados pelo vírus HIV ali residem. RESULTADO: até 2015 esta população diminuirá em 10%; (ex.: ÁFRICA DO SUL: 11% da população está infectada).

25

26 A questão da AIDS em Malauí Malauí está liderando as estimativas de adultos e crianças que morreram em decorrência de doenças relacio- nadas ao HIV/Aids entre 1985 e 2004 em comparação a outros 4 países africanos. As estimativas da Comissão Nacional de Aids (NAC) de Malauí mostram que mais de adultos e crianças morreram de doenças relacionadas à Aids desde 1985 até De acordo com o relatório do UNAIDS sobre o mesmo período, estima-se que 370 mil sul-africanos, 160 mil namibianos, 150 mil quenianos e 110 mil moçambicanos morreram de AIDS. Malauí tem o 3° índice mais alto entre adultos de 15 a 49 anos de 14,4%, ficando atrás da Namíbia em 21,3% e da África do Sul em 21,5%.

27 Crianças órfãs na África

28 Conflitos na África ATENÇÃO: a maior parte dos recentes conflitos no mundo ocorreram na região. Por quê? R: resultado trágico das definições arbitrárias e artificiais das fronteiras dos países pelas metrópoles imperialistas européias, que levam na atualidade a uma busca incessante pelo poder por parte de tribos rivais;

29 Maiores compradores de armas na África (em US$ bilhões) – 1980/90 Líbia19,2PIB - 40,0 Egito12,0 98,7 Argélia7,5 53,3 Angola7,0 8,8 Etiópia6,7 6,4 Marrocos2,7 33,3 Nigéria2,4 41,1 Moçambique1,7 3,8

30 A TRAGÉDIA DO NEOCOLONIALISMO 1884/85: Conferência de Berlim: os impérios coloniais europeus repartiram arbitraria- mente o território. Com isso, tribos rivais foram reunidas em um mesmo território, e grupos de uma mesma etnia e cultura foram divididos e separados espacialmente.

31

32 Resultado do imperialismo Com a descolonização (independência) pós - 2ªG.M., ocorrem inúmeros conflitos pela posse de territórios e pela imposição de valores culturais.

33 "Apesar da resistência, que teve momentos brilhantes, a colonização destruiu as formas autênticas de vida desses países, fraturou seu equilíbrio cultural e material e instalou uma relação de dependência na qual o capitalismo europeu, integrado a uma economia e comércio mundiais, saqueou, através de suas companhias de mineração, mercantis e financeiras, os recursos da África e obrigou seus povos a trabalhar, não para si próprios, mas para o desenvolvimento europeu."

34 ÁFRICA: A PERIFERIA ABANDONADA DA GLOBALIZAÇÃO A partir dos anos 90, o desinteresse pelas nações africanas, que eram disputadas durante a Guerra Fria, levou a um abandono da África Negra. A África é cada vez menos "visível". Diríamos que "desertou" do mundo ou o mundo a esqueceu. Gostamos dela, mas viramos o rosto. 2

35

36 O mapa da fome

37 CONCLUSÃO (DADOS ALARMANTES) A África é uma periferia explorada, que, em função dos seus recursos naturais estratégicos, atendem aos interesses das empresas globais européias; Dos 50 países mais pobres do mundo, classificados segundo o IDH (PNUD), 33 estão situados nessa região – países com 30% de desnutridos; desnutrição, pobreza, analfabetismo e ainda um decréscimo de 1% da renda per capita ( ) lado perverso da globalização, que amplia as desigualdades sociais;

38 Esperança: União africana A União Africana (UA), fundada em 2002, é a organização que sucedeu a Organização da Unidade Africana. Baseada no modelo da União Européia, tem como objetivo a promoção da democracia, direitos humanos e desenvolvimento da África.Organização da Unidade Africana democraciadireitos humanos desenvolvimento

39 GANA

40

41

42 BOTSWANA

43 NÍGER

44

45 QUÊNIA

46

47 SOMÁLIA

48 NIGÉRIA


Carregar ppt "Professor Reginaldo / Geografia ÁFRICA: UM CONTINENTE ESQUECIDO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google