A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

10/03/20121Toxicomania e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "10/03/20121Toxicomania e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório)"— Transcrição da apresentação:

1 10/03/20121Toxicomania e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório)

2 Os Três Reinos Introdução 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo2 Concebeu-se dividir a natureza em: 1) seres orgânicos e seres inorgânicos; 2) reino mineral, reino vegetal e reino animal; 3) reino mineral, reino vegetal, reino animal e reino hominal. Que subsídios a Doutrina Espírita oferece-nos para enfrentarmos esta questão?

3 Os Três Reinos Visão de Conjunto 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo3 De acordo com os pressupostos espíritas, Deus criou os Espíritos - simples e ignorantes -, com a determinação de se tornarem perfeitos. progresso do Espírito O progresso do Espírito é sempre compulsório: podemos estacionar por algum tempo, mas os acicates da vida nos impulsionarão para o desenvolvimento ulterior. O Progresso do Espírito

4 Os Três Reinos Visão de Conjunto 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo4 O princípio inteligente ou mônada celeste estagia nesses reinos, começando no mineral e indo até o hominal, extraindo de cada um deles os subsídios necessários para a sua evolução. É por isso que tudo se encadeia na natureza, desde o átomo ao arcanjo. O Encadeamento da Natureza

5 Os Três Reinos Visão de Conjunto 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo5 "a Ontogênese Espírita, ou seja, a teoria doutrinária da criação dos Seres (do grego: onto é Ser; logia é estudo, ciência) revela o processo evolutivo a partir do reino mineral até o reino hominal. Essa teoria da evolução é mais audaciosa que a de Darwin. Léon Denis a definiu numa sequência poética e naturalista: A alma dorme na pedra, sonha no vegetal, agita-se no animal e acorda no homem. Entre cada uma dessas fases existe uma zona intermediária, como se pode verificar nos estudos científicos". (1984, p. 93) Para José Herculano Pires

6 Os Três Reinos Reino Mineral 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo6 Allan Kardec escreve pouco sobre esse reino. força mecânica Diz-nos que ele é constituído de matéria inerte, e não possui mais do que uma força mecânica. vitalidademovimentos próprios Os minerais não têm vitalidade e nem movimentos próprios, sendo formado apenas pela agregação da matéria. São os chamados seres inorgânicos da natureza. A pedra, por exemplo, não apresenta sinal de vida. atração Pode-se dizer que o característico básico dessa fase é a atração, presenciado claramente no fenômeno do magnetismo. Força Mecânica

7 Os Três Reinos Reino Mineral 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo7 Na intermediação com o reino vegetal, que lhe vem a seguir, investigações científicas descobriram a geração espontânea dos vírus nas estruturas cristalinas. Os vírus se situam na encruzilhada dos reinos mineral, vegetal e animal, como uma espécie de ensaio para ordenações futuras. Intermediação com o Reino Vegetal

8 Os Três Reinos Reino Vegetal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo8 As plantas, compostas de matéria inerte, são dotadas de vitalidade. Elas não pensam, não têm mais do que a vida orgânica. Podem ser afetadas por ações sobre a matéria, mas não têm percepções; por conseguinte, não têm a sensação de dor. Como não pensam, não podem ter vontade, e não têm consciência de si mesma; nada mais possuem que um instinto natural e cego. O próprio instinto de conservação é puramente mecânico. O característico básico dessa fase é a sensação. O Surgimento da Vitalidade

9 Os Três Reinos Reino Vegetal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo9 reino animal vegetais carnívoros Na intermediação com o reino animal, que lhe vem a seguir, existe a zona dos vegetais carnívoros. Intermediação com o Reino Animal

10 Os Três Reinos Reino Animal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo10 Os animais, constituídos de matéria inerte e dotados de vitalidade, têm uma espécie de inteligência instintiva, limitada, com a consciência de sua existência e de sua individualidade. Eles não agem só por instinto. Há neles uma espécie de inteligência, mas cujo exercício é mais precisamente concentrado sobre os meios de satisfazer às suas necessidades físicas e prover à conservação. Inteligência Instintiva

11 Os Três Reinos Reino Animal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo11 Pergunta 595 de O Livro dos Espíritos - Os animais têm livre arbítrio? - Não são simples máquinas, mas sua liberdade de ação é limitada pelas suas necessidades, e não pode ser comparada à do homem. Sendo muito inferiores a este, não têm os mesmos deveres. Sua liberdade é restrita aos atos da vida material. instinto A sua escolha é mecânica, por instinto. O Livre-Arbítrio nos Animais

12 Os Três Reinos Reino Animal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo12 Na comparação do homem ao animal, Allan Kardec na pergunta 597 A de O Livro dos Espíritos diz: "há, entre a alma dos animais e a do homem tanta distância quanto entre a alma do homem e Deus". instinto A característica principal dessa fase é a elaboração do instinto. zona de intermediação antropóides Na zona de intermediação entre o reino animal e o reino hominal estão situados os antropóides. Comparando o Homem ao Animal

13 Os Três Reinos Reino Hominal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo13 O homem, tendo tudo o que existe nas plantas e nos animais, domina todas as outras classes por uma inteligência especial, ilimitada, que lhe dá: consciência do seu futuro a consciência do seu futuro, percepção das coisas extra materiais a percepção das coisas extra materiais e conhecimento de Deus o conhecimento de Deus. Inteligência Especial

14 Os Três Reinos Reino Hominal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo14 Cita que o princípio inteligente estagiando na ameba adquire os primeiros automatismos do tato; nos animais aquáticos, o olfato; nas plantas, o gosto; nos animais, a linguagem. Hoje somos o resultado de todos os automatismos adquiridos nos vários reinos da natureza. No reino mineral adquirimos a atração; no reino vegetal, a sensação; no reino animal, o instinto; no reino hominal, o livre-arbítrio, o pensamento contínuo e a razão. (Xavier, 1977, cap. 4) Diz ainda que "nas linhas da civilização o reflexo precede o instinto, este à atividade refletida, esta à inteligência, esta, por sua vez, à razão e, finalmente, esta à responsabilidade". O Espírito André Luiz em Evolução em Dois Mundos

15 Os Três Reinos Reino Hominal 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo15 A característica principal deste reino, como uma síntese de todos os anteriores, é o aparecimento do Pensamento Contínuo, Livre-Arbítrio, Responsabilidade Moral. O Espírito, encarnando-se no homem, transmite-lhe o princípio intelectual e moral, que o torna superior aos animais. O Espírito ao purificar-se liberta-se pouco a pouco da influência da matéria. O Homem é um Ser a Parte

16 Os Três Reinos Conclusão 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo16 Três reinos e o homem encerram todo o processo de evolução alcançado pelo desenvolvimento do princípio inteligente. O próximo passo é transformar-se no reino angélico, em que estaria livre de todas as influências da matéria.

17 Os Três Reinos Bibliografia Consultada 10/03/2012Toxicomania e Espiritismo17 KARDEC, A. O Livro dos Espíritos. 8. ed., São Paulo, FEESP, PIRES, J. H. Mediunidade (Vida e Comunicação) - Conceituação, da Mediunidade e Análise Geral dos seus Problemas Atuais. 5. ed., São Paulo, Edicel, XAVIER, F. C. e VIEIRA, W. Evolução em Dois Mundos, pelo Espírito André Luiz, 4. ed., Rio de Janeiro, FEB, Texto em HTML


Carregar ppt "10/03/20121Toxicomania e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google