A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

01/03/20121Esoterismo e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório) EsoterismoeEspiritismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "01/03/20121Esoterismo e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório) EsoterismoeEspiritismo."— Transcrição da apresentação:

1 01/03/20121Esoterismo e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório) EsoterismoeEspiritismo

2 Esoterismo e Espiritismo Introdução 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo2 O que se entende por esoterismo? Como explicar o par de termos: exotérico/esotérico? O Espiritismo é exotérico ou esotérico?

3 Esoterismo e Espiritismo Conceito 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo3 Do grego esotericos, interior, secreto. Termo empregado nas escolas antigas da Grécia e aplicado principalmente aos discípulos de Pitágoras. É o ensino reservado apenas para os alunos da escola que já possuíam elevada instrução, os completamente instruídos. Esotérico Do grego exotericos, externo, que pertence ao lado de fora. Ensinamento que, nestas mesmas escolas, era transmitido ao público sem restrição, dado o interesse generalizado que suscitava e a forma acessível em que podia ser expresso, por se tratar de ensinamento dialético, provável, verossímil. Exotérico

4 Esoterismo e Espiritismo Considerações Iniciais 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo4 esotérico Na antiguidade, o esoterismo tinha uma significação precisa, ou seja, esotérico era o ensinamento reservado aos alunos que, possuindo algum conhecimento anterior, já estavam preparados para receber novos ensinamentos. esotérica Aristóteles, de manhã, dava lições de Lógica, de Física e de Metafísica (sob a forma esotérica) aos mais íntimos da escola. exotéricos As lições de Retórica, de Política e de Dialética, na parte da tarde, eram destinadas a um público mais numeroso e variado (teriam originado os escritos exotéricos). esoterismo Hoje, esoterismo é sinônimo de oculto e aplica-se à Cabala, à Magia, às ciências divinatórias etc. esoterismoocultismo Usa-se, assim, esoterismo em vez de ocultismo.

5 Esoterismo e Espiritismo Esoterismo: Desde a Antiguidade 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo5 Este par de termos, esotérico/exotérico, corresponde à oposição entre interno-externo, secreto-público, reservado-profano etc. esotérico Dos dois termos, o esotérico é o mais significativo porque acentua o aspecto positivo da relação, ou seja, o âmbito propriamente reservado e secreto. Esotérico e Exotérico

6 Esoterismo e Espiritismo Esoterismo: Desde a Antiguidade 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo6 Desde as sociedades primitivas, a oposição esotérica/exotérica está presente no seio da sociedade. O clã, ao transformar-se em tribo, é o primeiro característico desta antítese. Na Grécia antiga, os mistérios elêusicos e órficos são fundamentais para a distinção entre o sagrado e o profano. A formação de várias sociedades secretas, tais como a cabala, a rosa-cruz, a maçonaria e a própria teosofia corroboram a tese do hermetismo e sua veiculação somente aos iniciados. Das Sociedades Primitivas aos nossos Dias

7 Esoterismo e Espiritismo Esoterismo: Desde a Antiguidade 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo7 esoterismo O esoterismo é fundamentalmente teórico e especulativo: nas escolas filosóficas, o esoterismo pretendia ser a salvaguarda da vida interior de cada escola perante os estranhos, o profanum vulgus. ocultismo O ocultismo é prático e guarda sob o seu seio uma infinidade de seitas e ciências divinatórias. (1) Distinguindo o Esoterismo do Ocultismo

8 Esoterismo e Espiritismo Esoterismo Moderno 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo8 É o modo pelo qual o homem, servindo-se dos anjos, espíritos, gênios e demônios, pretende obter efeitos maravilhosos e extraordinários, tanto na prática do bem como do mal. Quando a magia se exerce para o Bem, temos Teurgia ou Magia Branca; quando para o Mal, a Goécia, ou Magia Negra. Esses efeitos são obtidos por diversos processos: invocações, conjurações, pactos, feitiços etc. Apela-se, também, para as preces e repetição em voz alta de uma mesma palavra, usando sonoridade especial. (2) Magia

9 Esoterismo e Espiritismo Esoterismo Moderno 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo9 Além do caráter religioso, a maçonaria reúne as elites intelectuais, às quais atribui uma grande missão moral de guia da humanidade e de intervenção na orientação da vida pública: é o iluminismo esotérico. Em termos religiosos, é uma orientação que foge às várias confissões existentes. Seu motivo secreto (esotérico) baseia-se na aposta que faz em homens que são capazes de elevar-se acima dos preconceitos das estruturas institucionais comuns. (3) Maçonaria

10 Esoterismo e Espiritismo Esoterismo Moderno 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo10 teosofia O objeto da teosofia é, em ultima análise, Deus. Não se aproxima dele, porém, através de determinadas revelações ou considerações religiosas. As várias revelações históricas são fundidas numa perspectiva unitária, ou seja, tendem a unir a inspiração religiosa e a cultura científica – naturalista numa dimensão cosmológica única. A teosofia reúne cosmologia, revelação e espírito soteriológico, tudo isso culminando num conhecimento secreto superior onde a iniciativa reveladora de Deus se encontra com o esforço de elevação e de purificação do homem. É assim que Deus, o universo e o homem são postos num círculo de unidade e evolução. (3) Teosofia

11 Esoterismo e Espiritismo 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo11 esotérico Metaforicamente, esotérico é todo o ensinamento reservado a um círculo restrito de ouvintes. Nesse caso, todos nos somos esotéricos. Jesus não fugiu à regra. Observe o seguinte: Jesus expunha exotericamente as suas parábolas. Depois, a sós com os seus discípulos, dava explicações mais detalhadas. E, mesmo entre eles, não dizia tudo, porque os discípulos não estavam preparados para os ensinamentos mais profundos. Metáfora: Jesus era Esotérico

12 Esoterismo e Espiritismo 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo12 Allan Kardec, ao codificar a Doutrina dos Espíritos, preocupou- se em tornar universal a unidade de seus princípios. Para isso, valeu-se de médiuns espalhados pelo mundo todo. Cuidou, essencialmente, de apresentar metodicamente o conteúdo doutrinário, a fim de eliminar quaisquer dúvidas de interpretação, como aquelas ocorridas com os ensinos orais de Cristo. Deixou claro que o Espiritismo, avançando com o progresso, jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrarem que está em erro acerca de um ponto, ele se modificará nesse ponto. O Espiritismo, como Doutrina, não é Esotérico

13 Esoterismo e Espiritismo 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo13 A divulgação espírita, para atender aos objetivos da universalidade, deve ser exotérica. Não resta dúvida que na sua propagação existem muitos pontos esotéricos, pois a pedagogia evangélica ensina que não se deve dar pérolas aos porcos, ou seja, a transmissão do conhecimento deve ser proporcional à compreensão do ouvinte. Contudo, essa forma de entender o Espiritismo é completamente diferente daquela usada pelas sociedades secretas, que expõe o conhecimento, somente aos iniciados, reservadamente. O Lado Esotérico do Espiritismo

14 Esoterismo e Espiritismo Conclusão 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo14 Em vista dessas distinções, saibamos combater os possíveis desvios dos fundamentos básicos do Espiritismo. Lembremo-nos do provérbio: É de pequenino que se torce o pepino. Ou seja, o erro deve ser combatido no seu nascedouro para que não progrida como se fosse verdade.

15 Esoterismo e Espiritismo Conclusão 01/03/2012Esoterismo e Espiritismo15 (1) LOGOS – ENCICLOPÉDIA LUSO-BRASILEIRA DE FILOSOFIA. Rio de Janeiro: Verbo, (2) GRANDE ENCICLOPÉDIA PORTUGUESA E BRASILEIRA. Lisboa/Rio de Janeiro: Editorial Enciclopédia, [s.d. p.]. (3) GIL, F. (Editor). Enciclopedia Einaudi. Lisboa, Imprensa Nacional, Texto em HTML espiritismo.htm


Carregar ppt "01/03/20121Esoterismo e Espiritismo TÍTULO DA PALESTRA (Org. por Sérgio Biagi Gregório) EsoterismoeEspiritismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google