A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CYTED - CIENCIA Y TECNOLOGIA PARA EL DESARROLLO RUMYS - RUTAS MINERALES EN IBERO AMERICA Y ORDENAMIENTO TERRITORIAL: UN FACTOR INTEGRAL PARA EL DESARROLLO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CYTED - CIENCIA Y TECNOLOGIA PARA EL DESARROLLO RUMYS - RUTAS MINERALES EN IBERO AMERICA Y ORDENAMIENTO TERRITORIAL: UN FACTOR INTEGRAL PARA EL DESARROLLO."— Transcrição da apresentação:

1 CYTED - CIENCIA Y TECNOLOGIA PARA EL DESARROLLO RUMYS - RUTAS MINERALES EN IBERO AMERICA Y ORDENAMIENTO TERRITORIAL: UN FACTOR INTEGRAL PARA EL DESARROLLO SOSTENIBLE DE LA SOCIEDAD PROJETO ESTRADA REAL REUNIÃO COM OS ATORES RELEVANTES Reunião 1: Rio de Janeiro Junho / 2007

2 SUMÁRIO 1 o Painel: Projeto Estrada Real - Objetivos e Resultados Esperados - Programação Preliminar - História Econômica e Desenvolvimento Regional 2 o Painel: Projeto Estrada Real -Aspectos geocientíficos - Desenvolvimento tecnológico - Ordenamento territorial e Desenvolvimento sustentável - Patrimônio Geo-mineiro e Geoturismo 3 o Painel: Experiência do DRM / RJ em Sinalização Geológica: - Projeto Caminhos Geológicos (Rio de Janeiro) - Experiências congêneres em outros Estados

3 1 o PAINEL - Objetivos - Resultados Esperados - Programação Preliminar - Base Institucional Projeto Estrada Real

4 Objetivo Geral: Promover a geração, o resgate, a sistematização e a difusão do conhecimento histórico, cultural e geo-científico relacionado à ER: fortalecimento sócio-econômico da RIER favorecer o ordenamento territorial evidenciar a contribuição da mineração para o desenvolvimento promover o patrimônio geológico-mineiro e o geo-turismo. Projeto Estrada Real

5 Objetivos Específicos: Detalhar o projeto, com a participação de atores relevantes. Conceber e implementar a geração, consolidação e difusão de conhecimentos de aspectos histórico-culturais e geológico- mineiros. Promover a formulação de um Plano Estratégico de conservação do patrimônio geológico-mineiro e de desenvolvimento do geoturismo. Prever e estimular a mobilização de recursos e o comprometimento social e institucional necessários a boa implementação do Plano Projeto Estrada Real

6 Resultados Esperados: Compreensão da base histórico-cultural e da organização social e territorial da RIER Subsídios para a planificação de diferentes processos de interesse regional, tais como os de: - ordenamento territorial - desenvolvimento regional sustentável. Ampliação e diversificação do fluxo de turismo, com efeitos de: - absorção de conhecimento por parte dos visitantes - geração de emprego e renda para as populações locais. Projeto Estrada Real

7 Programação Preliminar Etapas e Fases de Trabalho - Etapa 1: Estruturação e detalhamento do projeto - Etapa 2: Geração, sistematização e consolidação de conhecimento - Etapa 3: Formulação de Plano de Ação - Etapa 4: Implementação do Plano de Ação Projeto Estrada Real

8 Programação Preliminar Estruturação e Detalhamento do Projeto (Etapa 1) Identificação, conscientização e mobilização de atores relevantes Realização de seminários em locais selecionados da RIER Detalhamento mediante Planejamento Estratégico Participativo Projeto Estrada Real

9 Programação Preliminar Geração, Sistematização e Consolidação de Conhecimento (Etapa 2) Levantamento de informações, segundo processos estruturados Montagem de banco de dados de caráter dinâmico e interativo Elaboração de diagnóstico, com a participação de atores relevantes Projeto Estrada Real

10 Programação Preliminar Formulação de Plano de Ação (Etapa 3): ação continuada de sistematização e disseminação de conhecimentos instalação de centrais de informações em comunidades selecionadas articulação continuada com comunidades, capacitando-as para: - acumulação e disseminação do conhecimento - valorização do patrimônio geológico-mineiro - promoção do geoturismo. Projeto Estrada Real

11 Programação Preliminar Implementação do Plano de Ação (Etapa 4): A Etapa 4 consistirá da implementação do Plano, compreendendo: A efetivação dos mecanismos de governança Definição de indicadores de desempenho a serem adotados Implementação de sistemas, processos e procedimentos de gestão Projeto Estrada Real

12 Programação Preliminar Cronograma: Projeto Estrada Real

13 Base Institucional Universidades: UCP, UFJF, UFMG, UFOP UFRJ, UFSJDR e UVRJ. Órgãos Federais: DNPM, IPHAN, MC, MCT, MMA, MME, SEBRAE,... Órgãos Estaduais: BDMG, CETEC, CODEMIG, FJP, IEPHA,... Prefeituras e lideranças civis: de municípios envolvidos. Outras instituições de governo: Escolas Técnicas, Centros de P&D,... Outras Entidades Civis: ABEMIN, APROMIN, Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais, Associação de Municípios Mineradores, Federações de Indústrias, IBRAM, IER, ONGs, SBG,... Outras Empresas:... Realização: CYTED - Programa Ibero-americano de C&T para el Desarrollo Apoio Atual: - CETEM – Centro de Tecnologia Mineral - Depto de Geologia da UFRJ - Depto de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro - Empresas: Cognética, ConDet e Geossistema

14 1 o PAINEL - História Econômica - Desenvolvimento Regional Projeto Estrada Real

15 Nos Pólos de Ocupação: - Processos de germinação e dinamização da economia - Estímulos ao comércio de gêneros - Produção agrícola e pecuária - Destinação de couros e carnes a outros mercados - Transporte por rios e trilhas pioneiras Penetração do Território: descobertas de recursos minerais - metais preciosos - diamantes - gemas Projeto Estrada Real História Econômica

16 Entradas e Bandeiras: - Motivadas pela conquista de fontes de matérias primas minerais. Rios Orenoco (3.000 km) e Amazonas (6.000 km): - Descobertos e percorridos sob estímulo de uma legendária terra de ouro abundante. Aleixo Garcia (1524): - Cruzou o Brasil e o Paraguai em busca de prata. Antonio Raposo Tavares (1648 a 1681): - Percorreu cerca de km. - Partiu de São Paulo, cruzou parte da Bolívia e retornou ao Rio Paraguai. - Alcançou o Guaporé e o Rio Madeira. - Pelo Rio Amazonas, chegou a Belém do Pará. Projeto Estrada Real História Econômica

17 O Ciclo do Ouro Desenvolvimento do Brasil: Associado à evolução das atividades auríferas. Primeira descoberta (1550): Brasil conta com 457 anos de história do ouro. 1 o Ciclo do Ouro: Século XVIII. Descobertas em Minas Gerais: Tripuí, Antonio Dias, Padre Faria, Bueno e Bento Rodrigues. Corrida originada: Responsável pelo surgimento de núcleos de ocupação na região. Produção Brasileira de Ouro ao Longo da História Fonte: ConDet - Estudos Diversos, 1994 a 1997 Projeto Estrada Real História Econômica

18 O Ciclo do Ouro Produção Brasileira no Séc. XVIII: 840 t de ouro Fase do Apogeu (1741 a 1760): Minas Gerais produz 187,4 t (média de 9,4 t/ano). Dificuldades Técnicas: - depósitos secundários: redução de teores - depósitos primários: complexidade crescente com a profundidade - introdução do imposto sobre a bateia (1674): dez oitavas (35,86 g) de ouro / bateia Impostos: sobre o quinto, sobre a bateia, derrama. Outros fatores para o declínio: - falta de espírito associativo - custo de aquisição da mão de obra escrava - majoração de preços do ferro, do aço e da pólvora Projeto Estrada Real - História Econômica

19 Século XIX: 1819: - Sociedade Mineralógica de Passagem (Eschwege) – mina de Passagem 1824: - D. Pedro I abre a mineração brasileira à participação estrangeira 1824: - Imperial Brazilian Mining Association – mina de Gongo-Soco 1830: - Saint John Del Rey Mining Company Ltd. - mina de Morro Velho Final do século XIX: - 21 mineradoras com interesse em ouro organizadas no Brasil Projeto Estrada Real Desenvolvimento Regional

20 O Processo de Germinação Mineração promove e estimula: - a germinação de pólos de atividade econômica - a integração e o desenvolvimento regional Mineração - base de processos de desenvolvimento regional Exemplos: -Brasil (Ciclo do Ouro/ Séc. XVIII) : - Estrada Real - Formação de conhecimento geo-científico - Morro Velho e São Bento - Brasil (Sécs. XX e XXI) : Quadrilátero Ferrífero, Carajás, etc. -Outros: Califórnia ( ), Canadá ( ), Rússia, Austrália, Alasca e África do Sul Projeto Estrada Real Desenvolvimento Regional

21 O Contexto Atual Descoberta de Depósitos Minerais - Geração de Riqueza - Suprimento de Mercados - Transformação de Riqueza em Renda Expansão da Produção Mineral - Valor da Produção Mineral (VPM) - Produto Mineral Bruto (PMB) - Produto da Indústria Mineral (PIM): Cada 1 de PMB gera 10 de PIM Projeto Estrada Real Desenvolvimento Regional

22 O Contexto Atual Postos de trabalho: Cada posto de trabalho corresponde a 12 outros: - 4 em setores supridores de bens e serviços - 8 nos setores que consomem a matéria-prima mineral Outros Efeitos: - Transformação de pólos de mineração de PMEs em APLs - Atração de investimentos - Propagação de benefícios ao longo das cadeias de produção - Balança comercial e de contas correntes Projeto Estrada Real Desenvolvimento Regional

23 Projeto Estrada Real 2 o PAINEL - Aspectos Geocientíficos - Desenvolvimento Tecnológico - Ordenamento Territorial - Desenvolvimento Sustentável - Patrimônio Geo-mineiro e Geoturismo

24 Projeto Estrada Real Aspectos Geocientíficos Objetivo: levantar a importância / significância do conhecimento geocientífico obtido na RIER Passado / Presente / Futuro Pesquisa bibliográfica: direta / indireta Acervos históricos: UFOP, IBGH, Arquivo Nacional de Portugal, Bibliotecas Nacionais (Brasil e Portugal) Acervos contemporâneos: UFMG,CPRM,USGS

25 Projeto Estrada Real Aspectos Geocientíficos Exemplos pesquisas históricas Técnicas de prospecção / indicadores Técnicas de lavra Registros: - sítios mineiros, marcos geológicos e geomorfológicos Autores: - Bonifácio de Andrada, Eschewege, Martius, Gorceix, Branner. Missões científicas Acordos científicos

26 Projeto Estrada Real Aspectos Geocientíficos Aspectos operacionais Organização de base de dados bibliográfica Disponibilização da base de dados na Internet Utilização do conhecimento geocientífico para o planejamento do: - Desenvolvimento Tecnológico - Ordenamento do Território - Desenvolvimento Sustentável - Patrimônio Geológico - Geoturismo

27 Projeto Estrada Real Desenvolvimento Tecnológico Histórico das técnicas empregadas em: –Prospecção –Lavra –Beneficiamento –Metalurgia –Abertura de estradas –Meios de transportes –Outras atividades econômicas na região. Exemplos: Agricultura Pecuária Siderurgia Fiação e Tecelagem Produção de alimentos

28 Projeto Estrada Real Desenvolvimento Tecnológico Histórico das técnicas empregadas: –De onde provieram –Quem trazia esse conhecimento –Eram as técnicas adequadas às condições locais? Meio físico Tipo de minério Qualificação da mão de obra empregada Eram as técnicas aplicadas predatórias? –Ficaram registros das técnicas empregadas?

29 Atividades Econômicas hoje existentes. p/ ex.: –metalurgia –transporte –turismo –comunicações –etc. Tecnologias usadas nessas atividades: –Grau de atualização –Fontes de conhecimento –Integração regional das ICTs Projeto Estrada Real Desenvolvimento Tecnológico

30 Lacunas tecnológicas para o desenvolvimento sustentável da região Programa de ação para superação de entraves tecnológicos –Objetivo(s) –Atividades e projetos –Metas –Indicadores de progresso –Entidades participantes (empresas, ICTs, profissionais, etc.) –Fontes de financiamento –Incorporação dos resultados nas atividades produtivas Projeto Estrada Real Desenvolvimento Tecnológico

31 Projeto Estrada Real Ordenamento Territorial e Desenvolvimento Sustentável Conhecimento de Recursos Territoriais Identificação de Recursos Minerais Transformação de Recursos em Reservas Reserva: Geração de Riquezas Produção: Geração de Renda Germinação do Desenvolvimento Propagação do Desenvolvimento Ordenamento Territorial Calaes, 2007

32 Projeto Estrada Real Ordenamento Territorial e Desenvolvimento Sustentável Fonte: Calaes (2005), baseado em Pimiento (2000)

33 Projeto Estrada Real Ordenamento Territorial e Desenvolvimento Sustentável RECURSOS FUNDAMENTAIS PARA O DESENVOLVIMENTO Fonte: Calaes (2005), apud Johnson e Lundvall (2003). - Como surgiram os núcleos pioneiros de ocupação? - Quais foram as diferenças entre os Caminhos Velho e Novo, sob o ponto de vista da ocupação e ordenamento do território? - Quais foram as primeiras iniciativas de planejamento físico do território? - Como se deu a formação do capital social e do capital intelectual e qual o seu papel na indução do desenvolvimento? - Quais os efeitos, ao longo do tempo, do esgotamento de depósitos, sobre o suprimento mineral e sobre o meio ambiente?

34 O patrimônio geológico-mineiro da RIER, encontra-se expresso: Nos elementos culturais incorporados nas comunidades que habitam as suas atuais aldeias, vilas, cidades e metrópoles. Nos sítios que registram o Ciclo do Ouro, do Século XVIII. Projeto Estrada Real Patrimônio Geo-Mineiro Nas inúmeras minas abandonadas ou ainda em produção Em edificações remanescentes, tais como hospedarias, estalagens, etc. Em obras remanescentes da ER, tais como pontes, pontilhões, canaletas, bueiros, etc.

35 Projeto Estrada Real Patrimônio Geo-Mineiro A valorização do patrimônio e a promoção do turismo surtem efeitos de caráter psico-social sobre as populações locais. Ampliam a percepção de valores e fortalece a auto-estima e laços de cooperação da comunidade. Estimulam sinergias existentes entre: - Vocações e acervo existentes no âmbito do PER, - Demais potencialidades e atrações turísticas da RIER.

36 Exemplos de atrações geo-turísticas da RIER: Marcos Geográficos: - Serras: do Mar, da Mantiqueira, do Curral, do Espinhaço,... - Picos: do Itacolomi, do Itabirito, do Itambé,... - Rios: Paraíba do Sul, das Mortes, das Velhas, São Francisco, Doce, Jequitinhonha,.... Marcos Geológicos: - Ambientes geológicos com estruturas de interesse geocientífico. - Quadrilátero Ferrífero: produção aurífera do século XVIII. Projeto Estrada Real Geo-Turismo

37 Sítios de antigas atividades de extração: - Vale dos Rio das Mortes: São João Del Rei e Tiradentes - Quadrilátero Ferrífero: Ouro Preto, Mariana, Santa Bárbara, Barão de Cocais - Nascentes do Rio Jequitinhonha: Diamantina e Serro. Outros Pontos de Interesse: - obras de arte e edificações de apoio ao longo da Estrada Real. Projeto Estrada Real Geo-Turismo Exemplos de atrações geo-turísticas da RIER (continuação) :

38 Igrejas que incorporam elementos da arte sacra do Barroco: - Convento de São Bento (RJ) - Igreja Santa Rita (Parati) - Matriz de N. Sra. da Conceição (Serro) - Matriz do Pilar (OP) Outras Edificações Setecentistas de Valor Artístico e Cultural: - Casa dos Contos (Ouro Preto) - Teatro Municipal (Ouro Preto) Mostras de Rochas e Minerais: - Museu de Ciência da Terra (R.J.) - Museu Djalma Guimarães (BH) - Mostra de Minerais da Geosol (B.H.) Projeto Estrada Real Geo-Turismo - Museu de Mineralogia (O.P.) - Museu do Diamante (Diamantina) - Museu do Ouro (Sabará) Exemplos de atrações geo-turísticas e culturais da RIER (continuação) :

39 Teu chão é um retrato da história E o tempo não pode apagar Hoje descubro a beleza Que faz a riqueza voltar. Refrão do samba-enredo Mangueira Redescobre a Estrada Real G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira, 2004 Muito Obrigado!! cognética Geossistema


Carregar ppt "CYTED - CIENCIA Y TECNOLOGIA PARA EL DESARROLLO RUMYS - RUTAS MINERALES EN IBERO AMERICA Y ORDENAMIENTO TERRITORIAL: UN FACTOR INTEGRAL PARA EL DESARROLLO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google