A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gravura do livro do DR. MAURÍCIO OBJETIVO: VERIFICAR PRINCÍPIOS DA DESOBSESSÃO COLETIVA MÉTODO: Observar Princípios de AÇÃO MORAL DIRECIONAMENTO: PROGRAMA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gravura do livro do DR. MAURÍCIO OBJETIVO: VERIFICAR PRINCÍPIOS DA DESOBSESSÃO COLETIVA MÉTODO: Observar Princípios de AÇÃO MORAL DIRECIONAMENTO: PROGRAMA."— Transcrição da apresentação:

1

2 Gravura do livro do DR. MAURÍCIO

3 OBJETIVO: VERIFICAR PRINCÍPIOS DA DESOBSESSÃO COLETIVA MÉTODO: Observar Princípios de AÇÃO MORAL DIRECIONAMENTO: PROGRAMA DE ESTUDOS ESPÍRITAS DO CEFAK T =17:40

4

5 2 – A Força do Pensamento é Eletromagnética 3 – Pensamentos opostos podem causar Choque Fluídico 4 – Trabalhos Coletivos sob direção Espiritual (4 slides) 6 – Evangelizar é Ação Moral Coletiva em Dois Planos 5 – A Prece exerce uma Ação Magnética (7 slides) 1 – O Pensamento é uma Força 7 – Sobre Dar as mãos Aplicados à DESOBSESSÃO COLETIVA 8 – Sobre Doutrinar os Espíritos 9 – Forças Morais podem obedecer a Comandos 10- As Forças Morais possuem Qualidades

6 CONDIÇÕES PARA A AÇÃO COLETIVA DA FORÇA DO PENSAMENTO O PENSAMENTO É UMA FORÇA PRINCÍPIO Nº 1 Do artigo: É O ESPIRITISMO UMA RELIGIÃO? ALLAN KARDEC É O ESPIRITISMO UMA RELIGIÃO? ALLAN KARDEC REVISTA ESPÍRITA - DEZEMBRO DE 1868 (íntegra do artigo em

7 Pensamento: Força Dimensionavel Comentário do Assistente Áulus...É possível analisar o tipo de forças sutís que dimanam de cada ser. Mais tarde, o homem poderá examinar uma emissão de otimismo ou de confiança, de tristeza ou desesperação e fixar- lhes a densidade e os limites ª edição pg. 32

8 PRINCÍPIO N.º 2 A FORÇA DO PENSAMENTO É ELETROMAGNÉTICA CRIA GRAVITAÇÃO, AFINIDADE, ASSIMILAÇÃO, DESASSIMILAÇÃO PENSAMENTO E VIDA – EMMANUEL – CAP. 2 A eletricidade é energia dinâmica O magnetismo é energia estática. O pensamento é força eletromagnética

9 Sobre a força eletromagnética DA CMD...Os Espíritos (obsessores)... por força de recíproca atração magnética estabelecida entre eles e suas vítimas, são encaminhados às salas de tratamento para onde se dirigem os pacientes. Aí defrontam-se com a força desencadeada pela corrente magnética formada pelos médiuns e ampliada pelos Espíritos colaboradores. Tal corrente os atrai irresistivelmente... CAP. V

10 A Palavra e o Mento-eletromagnetismo Comentário do Assistente Áulus...Os expositores da boa palavra podem ser comparados a técnicos eletricistas, desligando tomadas mentais, através dos princípios libertadores que distribuem na esfera do pensamento. 8.ª edição pg. 39

11 O perispírito do médium transmite ao Espírito rebelde alta carga fluídica animal. Ação dirigida pelos mentores PENSAMENTOS OPOSTOS PODEM CAUSAR CHOQUE ANÍMICO O que é Ver - Loucura e Obsessão CAP. 11 PRINCÍPIO N.º 3

12 Comentário O choque anímico é o princípio fundamental nas terapias desobsessivas, requerendo um adestramento cuidadoso do medianeiro...etc. N.º 3 CHOQUE ANÍMICO CHOQUE ANÍMICO 3.ª edição pg. 199

13 Comentário do Assistente Áulus Os raios luminosos da mente orientada para o bem incidem sobre as construções do mal, à feição de descargas elétricas. N.º 3 CHOQUE FLUÍDICO CHOQUE FLUÍDICO 8.ª edição pg. 72

14 PRINCÍPIO N.º 4 Os Espíritos: Preparam Organizam Dirigem Orientam Controlam Dividem espaços etc. DIREÇÃO TRABALHOS COLETIVOS POSSUEM DIREÇÃO ESPIRITUAL OS MENSAGEIROS CAP. 43 APLICADO À Desobsessão Coletiva

15 Do livro do DR. MAURÍCIO ESPÍRITOS SOFREDORES COLOCADOS EM LEITOS PARA ENCAMINHAMENTOE OUTROS, ENDURECIDOS NO MAL, IMPEDIDOS DE ENTRAR FAIXAS MAGNÉTICAS DE DEFESA FAIXAS separatórias Sofredores nos leitos Endure- cidos Espíritos defensores CAMPO DA CORRENTE

16 do livro do DR. MAURÍCIO VÁRIOS ESPÍRITOS SÃO TRAZIDOS POR TRABALHADORES DO ESPAÇO Grupo em prece Passe no encarnado desliga o Espírito Que é atraído pela corrente Vibração da prece 12 3

17 DIREÇÃO ESPIRITUAL Todo esse processo desobsessivo de magna e complexa atividade realiza-se sob o controle e supervisão de Espíritos trabalhadores do bem e é a menor parte do trabalho aquela que se pode anotar com a visão física. CAP. V

18 PRINCIPAL MEIO TERAPÊUTICO DA OBSESSÃO A PRECE É UMA ESPÉCIE DE AÇÃO MAGNÉTICA A PRECE É UMA ESPÉCIE DE AÇÃO MAGNÉTICA Ver A GENESE CAP. XIV ESE CAP. XXVII Rever animações AÇÃO da PRECE: PRINCÍPIO N.º 5

19 LE cap. IX GEN- XIV AÇÃO DOS ESPÍRITOS NO UNIVERSO

20 AÇÃO MAGNÉTICA DA PRECE As entidades da sombra experimentavam choques de vulto, ao contato com as emissões eletromagnéticas que as mantinham à distância da casa de Isabel. Eram vibrações luminosas emitidas no C CC Culto do Lar que ela fazia com seus filhos. OS MENSAGEIROS, CAP. 37

21 PARA ENCARNADOS INFLUENCIADOS: Na sua educação espiritual reside a própria cura. Emmanuel O Consolador Q. 393 NA CURA DA OBSESSÃO EVANGELIZAR É AÇÃO MORAL EM DOIS PLANOS PRINCÍPIO N.º 6 PARA DESENCARNADOS:...os benefícios imediatos da doutrinação de Bentes eram muito mais visíveis entre os desencarnados... (35 encarnados e mais de 200 contando os Espíritos) OS MENSAGEIROS CAP. 46, 47

22 CAP. XIV § 46 FORTIFICAR A ALMA: EVANGELIZAR-SE O OBSEDADO DEVE TRABALHAR PARA SUA PRÓPRIA MELHORIA. ISTO BASTA NA MAIOR PARTE DOS CASOS

23 Nos Trabalhos Coletivos A EVANGELIZAÇÃO ESSENCIAL NA CURA DA OBSESSÃO FACILITA A SOLUÇÃO DE MUITOS CASOS.

24 A corrente das mãos é um meio material que não traz a união entre os médiuns se ela não existe no pensamento. ALLAN KARDEC O LIVRO DOS MÉDIUNS CAP. XXV §15 DAR AS MÃOS Sobre DAR AS MÃOS É União de Pensamentos PRINCÍPIO N.º 7 Obs: Dar as mãos não é imprescindível na CMD. No CEFAK A CORRENTE É DE FORÇAS MENTAIS E PERISPIRITUAIS não utilizamos dar as mãos a muitos anos...

25 DOUTRINAR OS ESPÍRITOS Sobre DOUTRINAR OS ESPÍRITOS Instrutor Alexandre: -Não é um recurso imprescindível no ambiente dos encarnados. (Espíritos incorporados a médiuns) Os Espíritos possuem variados agrupamentos de servidores no plano espiritual dedicados exclusivamente a esse gênero de auxílio. Mas é utilizada Mas é utilizada quando é possível e útil, para facilitar a solução desejada. M. DA LUZ CAP. 17 MISSIONÁRIOS DA LUZ CAP. 17 PRINCÍPIO N.º 8

26 CURAR O OBSIDIADO PELA DOUTRINAÇÃO DOS ESPÍRITOS Sobre CURAR O OBSIDIADO PELA DOUTRINAÇÃO DOS ESPÍRITOS Questão 394 – O Consolador: Será sempre útil, para a cura de um obsidiado, a doutrinação do Espírito perturbado, por parte de um espiritista convicto? O Consolador – Francisco Cândido Xavier - - Emmanuel responde: - A cooperação do companheiro vale muito e faz sempre grande bem, principalmente ao desencarnado mas a cura completa do médium não depende tão-só desse recurso, porque, se é fácil, às vezes, o esclarecimento da entidade infeliz e sofredora, a doutrinação do encarnado é a mais difícil de todas, visto requisitar os valores do seu sentimento e da sua boa- vontade, sem o que a cura psíquica se torna inexeqüível. - Emmanuel responde: - A cooperação do companheiro vale muito e faz sempre grande bem, principalmente ao desencarnado; mas a cura completa do médium (o obsidiado encarnado) não depende tão-só desse recurso, porque, se é fácil, às vezes, o esclarecimento da entidade infeliz e sofredora, a doutrinação do encarnado é a mais difícil de todas, visto requisitar os valores do seu sentimento e da sua boa- vontade, sem o que a cura psíquica se torna inexeqüível.

27 Sobre TER CONDIÇÕES PARA DOUTRINAR ESPÍRITOS Questão 231 – O Consolador: Questão 231 – O Consolador: Considerando que numerosos agrupamentos espíritas se formam apenas para doutrinação das entidades perturbadas (*), do plano invisível, quais os mais necessitados de luz: os encarnados ou os desencarnados? O Consolador – Francisco Cândido Xavier – (* 1.940) - Emmanuel responde: - Tal necessidade é comum a uns e outros. É justo que se preste auxílio fraterno aos seres perturbados e sofredores, das esferas mais próximas da Terra; entretanto, é preciso convir que os Espíritos encarnados carecem de maior porcentagem de iluminação evangélica que os invisíveis, mesmo porque, sem ela, que auxílio poderão prestar ao irmão ignorante e infeliz? A lição do Senhor não nos fala do absurdo de um cego a conduzir outros cegos?...

28 Deve ser prevista em atendimentos específicos. Ao utilizá-la, beneficia-se com suas vantagens: dentre outras, a interação individual exclusiva e direta com o sofredor. Na CMD ganha-se em agilidade, possibilitando-se maior número de atendimentos em pouco tempo. Nos dois casos, o trabalho é concluído no Mundo Espiritual. AGILIDADE COM OBJETIVOS DEFINIDOS. SEM PRESSA. DESOBSESSÃO ANDRÉ LUIZ OBRAORIENTADORA

29 AGILIDADE DA CORRENTE E NÚMERO DE ATENDIMENTOS DOS ENCARNADOS...Os dirigentes de trabalhos de desobsessão em centros espíritas organizados (com CMD) podem atender a uma grande quantidade de enfermos, num socorro que propicia a libertação dos mais terríveis processos de perseguições espirituais....(Verão) loucos e semiloucos voltarem ao convívio social e familiar após poucas semanas de tratamento, enquanto a grande maioria dos pacientes, vítima de obsessão simples, logo se declara novamente em perfeitas condições de equilíbrio. CAP. V

30 COMANDOS AS FORÇAS MORAIS PODEM OBEDECER A COMANDOS Na CMD Desliguem-se dos pacientes! Por Deus! Venham! Passem pela Corrente! Absorvam seus recursos! Por Deus, sigam com os benfeitores! o verbo é sempre umadescarga eletromagnética, regulada pela voz o verbo é sempre uma descarga eletromagnética, regulada pela voz. S. MARCOS : CAPS. I, IX, e V PRINCÍPIO N.º 9 Com JESUS: - Cala-te e sai deste homem! - Sai do menino, eu te ordeno e não entres mais aí. - Minha filha, levanta-te, eu o ordeno! ENTRE A TERRA E O CÉU CAP. 22

31 RAUL SILVA (doutrinador) Atendendo LIBÓRIO (obsessor) QUALIDADE AS FORÇAS MORAIS POSSUEM QUALIDADES A Qualidade está inserida no conteúdo dos sentimentos irradiados numa Ação Moral PRINCÍPIO N.º 10 amor Não eram as palavras a força que convencia Libório, mas sim o sentimento irradiante com que eram estruturadas pelo doutrinador. Nos Domínios da Mediunidade Cap.7

32 PRINCÍPIOS DIREÇÃO PENSAMENTO ELETRICIDADE CHOQUES PRECES EVANGELIZAR DAR AS MÃOS DOUTRINAÇÃO COMANDOS QUALIDADE AÇÕES MORAIS CONCRETAS Desobsessão Coletiva

33 OBJETIVO: PRATICAR O BEM REUNIÃO = SER COLETIVO..... QUALIDADES = AS DE SEUS MEMBROS. PROPRIEDADE = FORMA UM FEIXE DE FORÇAS FORÇA = HOMOGENEIDADE.


Carregar ppt "Gravura do livro do DR. MAURÍCIO OBJETIVO: VERIFICAR PRINCÍPIOS DA DESOBSESSÃO COLETIVA MÉTODO: Observar Princípios de AÇÃO MORAL DIRECIONAMENTO: PROGRAMA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google