A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gravura do livro do DR. MAURÍCIO 5 1 2 3 4 DIÁLOGO A recepção fraternal: Palavra amiga relativa ao problema Explicar os recursos disponíveis Orientar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gravura do livro do DR. MAURÍCIO 5 1 2 3 4 DIÁLOGO A recepção fraternal: Palavra amiga relativa ao problema Explicar os recursos disponíveis Orientar."— Transcrição da apresentação:

1

2 Gravura do livro do DR. MAURÍCIO

3

4 DIÁLOGO A recepção fraternal: Palavra amiga relativa ao problema Explicar os recursos disponíveis Orientar para o tratamento Estimular as forças próprias Apreciar resultados nos retornos Inscrever no tratamento adequado Apoiar o tratamento médico Etc.

5 EVANGELIZAÇÃO O Estudo da Moral Cristã: Compreender Eduzir sentimentos de amor Aplicar Fortalecer a vontade Desligar-se do envolvimento infeliz Aderir Desenvolver a auto-libertação Amar as Leis Morais Etc.

6 MAGNETIZAÇÃO A Transfusão de energias: Retirada de Fluidos inferiores Energização da água Energização orgânica Base: a co-participação Etc. Desligamento de laços fluídicos

7 PRECES O convite à co-participação: Ligar-se a Deus Auto-magnetizar-se Pedir a ajuda necessária Comungar com forças Universais Etc. Ligar-se aos Bons Espíritos

8 CMD Uso das forças mento-eletromagnéticas para: Desligar Abalar para Despertar Reter para Energizar Despertar para Renovar Aliviar Encarnados e Desencarnados Atrair Etc

9 OBJETIVO: VERIFICAR AS CONDIÇÕES PARA A AÇÃO COLETIVA DAS FORÇAS DO PENSAMENTO MÉTODO: ESTUDAR AS CONDIÇÕES ENUNCIADAS POR ALLAN KARDEC R.E. DEZ-1868 DIRECIONAMENTO: PROGRAMA DE ESTUDOS ESPÍRITAS DO CEFAK T= 15

10 Gravura do livro do DR. MAURÍCIO OBJETIVOGERAL OBJETIVO GERAL

11

12 LE cap. IX GEN- XIV-14 AÇÃO DOS ESPÍRITOS NO UNIVERSO

13 CONDIÇÕES PARA A AÇÃO COLETIVA DA FORÇA DO PENSAMENTO COMUNHÃO DE PENSAMENTOS Do artigo: É O ESPIRITISMO UMA RELIGIÃO? ALLAN KARDEC É O ESPIRITISMO UMA RELIGIÃO? ALLAN KARDEC REVISTA ESPÍRITA - DEZEMBRO DE 1868 (íntegra do artigo em Allan Kardec

14 I - O pensamento é uma força II - O pensamento age sobre os fluidos fluidos ambientes III- A vontade é o pensamento tornado força motriz IV - Há ondas e raios raios de pensamentos nos fluidos ambientes V – Para produzir efeitos, não é preciso que o. pensamento seja formulado em palavras VI- Nas reuniões homogêneas e simpáticas se adquirem. novas forças morais VII - A Comunhão de Pensamentos Pensamentos é um conjunto. harmônico harmônico de pensamentos. (Unidade de intenção, vontade, desejo,e aspiração) ALLAN KARDEC ALLAN KARDEC VIII- S SS Sendo a Vontade uma Força Ativa, esta Força é multi- plicada pelo número de Vontades Idênticas, como a força muscular é multiplicada pelo número dos braços. SEGUE REVISTA ESPÍRITA - DEZEMBRO DE 1868 CONDIÇÕES PARA A AÇÃO COLETIVA DAS FORÇAS DO PENSAMENTO

15 IX – Nas relações com os Espíritos, se houver perfeita.Comunhão de Pensamentos, Pensamentos, haverá. uma uma força atrativa ou repulsiva.que nem sempre possui o indivíduo isolado. X- Quanto maior o número de pessoas nas reuniões,.mais aí se misturam elementos heterogêneos que.paralisam a ação dos bons elementos. XI - Um conjunto de pensamentos idênticos, tendo o bem. por objetivo, terá mais força para.neutralizar a ação dos maus Espíritos. XII- A UNIÃO FAZ A FORÇA é verdadeiro tanto no aspecto aspecto moral moral quanto no no físico. ALLAN KARDEC ANIMAÇÕES DESTAS CONDIÇÕES REVISTA ESPÍRITA - DEZEMBRO DE 1868 CONDIÇÕES PARA A AÇÃO COLETIVA DAS FORÇAS DO PENSAMENTO

16 emoções Sentimentos O pensamento é uma uma força O pensamento age sobre os fluidos fluidos ambientes Há ondas e raios raios de pensamentos nos fluidos ambientes Para produzir efeitos, não é preciso que o pensamento seja. formulado em palavras FORÇA DO PENSAMENTO

17 A vontade é o pensamento tornado força motriz fluido s AÇÃO FLUÍDICA

18 fluido s fluidos Sendo a Vontade uma Força Ativa, esta Força é multiplicada pelo número de Vontades Idênticas, como a força muscular é multiplicada pelo número dos braços. VONTADE COLETIVA

19 Quanto maior o número de pessoas nas reuniões, mais aí se misturam elementos heterogêneos que paralisam a ação dos bons elementos. Bons BonsEspíritos I D É I A S H E T E R O G Ê N E A S HETEROGENEIDADE

20 Unidade de: Intenção Vontade Desejo Aspiração A Comunhão de Pensamentos éé éé um um conjunto harmônico de pensamentos unidad e UNIDADE

21 PENSAMENTOS BENEVOLENTES Nas reuniões homogêneas e simpáticas se adquirem novas Forças Morais amor caridade REUNIÕES HOMOGÊNEAS

22 PENSAMENTOS MAUS Nas reuniões discordantes a impressão será penosa conflitos Calúnias... REUNIÕES DISCORDANTES

23 Nas relações com os Espíritos, se houver perfeita Comunhão de Pensamentos, haverá uma força atrativa ou repulsiva que nem sempre possui o indivíduo isolado. Um conjunto de pensamentos idênticos, tendo o bem bem por objetivo, objetivo, terá mais força para neutralizar a ação dos maus Espíritos. F R A T E R N I D A D E AÇÃO MAGNÉTICA

24 A UNIÃO FAZ A FORÇA é verdadeiro tanto no aspecto aspecto moral moral quanto no no físico. FORÇA TOTAL FORÇA COLETIVA Allan Kardec

25 VER O ARTIGO NA ÍNTEGRA NO SITE DO CEFAK

26 Gravura do livro do DR. MAURÍCIO

27 Dez homens unidos por um pensamento comum são mais fortes do que cem que não se entendam. Allan Kardec Feb

28 Recordemos, na palavra de Jesus, que casa dividida rui; todavia ninguém pode arrebentar um feixe de varas que se agregam numa união de forças. Bezerra de Menezes Feb

29 A manutenção vibratória da corrente depende da firmeza do pensamento dos médiuns. Os trabalhos dessa natureza devem ser rápidos. O dirigente da reunião deve atuar verbalmente no sentido de dirigir a mentalização constante da corrente magnética para que ela não seja eventualmente desativada. CONSIDERAÇÃO PRÁTICA CAP. V

30


Carregar ppt "Gravura do livro do DR. MAURÍCIO 5 1 2 3 4 DIÁLOGO A recepção fraternal: Palavra amiga relativa ao problema Explicar os recursos disponíveis Orientar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google