A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Programa de Prevenção Primária de Câncer/Tabagismo Professora: Tina Carvalho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Programa de Prevenção Primária de Câncer/Tabagismo Professora: Tina Carvalho."— Transcrição da apresentação:

1 Programa de Prevenção Primária de Câncer/Tabagismo Professora: Tina Carvalho

2 TABAGISMO Segundo a Organização Mundial de Saúde: è Doença crônica transmissível, através da propaganda e publicidade; è Fator de risco para cerca de 50 doenças; è Maior causa isolada evitável de mortes precoces em todo o mundo; è Pandemia. DEPENDÊNCIA À NICOTINA: Grupo de transtornos mentais e de comportamento decorrentes do uso de substância psicoativa da CID 10ª revisão (F 17), OMS 1997.

3 ENTENDENDO O TABAGISMO COMO DEPENDÊNCIA Aspectos da dependência Compulsão Forte desejo de consumir uma substância. Necessidade de doses cada vez maiores da substância para alcançar efeitos inicialmente conseguidos com doses menores. Tolerância Aparecimento de sintomas desagradáveis quando se pára o uso de uma substância. Síndrome de abstinência

4 ...o fumante não é um vilão, mas uma vítima de um contexto social que fez com que ele começasse a fumar, sem ter noção da realidade dos riscos;...o tabagismo é uma dependência e que o fumante muitas vezes precisa da nicotina para inibir os sintomas da síndrome de abstinência e para lidar com situações de estresse e ansiedade;... o fumante precisa ser estimulado e apoiado na sua decisão de parar de fumar;...a restrição do consumo de derivados do tabaco no meio ambiente facilita a cessação de fumar. É preciso reconhecer que:

5 Séc. X a.C.Uso pelos índios Séc. XVIEntrada na Europa Séc. XVIICachimbo Séc. XVIIIRapé e tabaco mascado Séc. XIXCharuto Séc. XXCigarro

6 Triagem – consulta de avaliação clínica avaliação da história clínica atual; avaliação da história tabagística; avaliação clínica, peso, altura e monóxido de carbono; avaliação do grau de motivação; avaliação do grau de dependência física e da indicação e contra- indicação de medicação; co-morbidade; plano de tratamento Objetivos:Objetivos:

7 Estágios de mudança de comportamento do fumante PRÉ-CONTEMPLAÇÃO não pensa em parar de fumar CONTEMPLAÇÃO reconhece que precisa parar de fumar PRONTO PARA AÇÃO considera seriamente parar de fumar AÇÃO -pára de fumar MANUTENÇÃO - sem fumar - prevenir a recaída RECAÍDA - voltou a fumar Triagem - consulta de avaliação clínica

8 1) Quanto tempo após acordar você fuma o primeiro cigarro? Dentro de 5 minutos= 3 Entre 6-30 minutos = 2 Entre minutos= 1 Após 60 minutos= 0 2) Você acha difícil não fumar em lugares proibidos como igrejas, cinemas, ônibus, etc? Sim = 1 Não = 0 TESTE DE FAGERSTRÖM Triagem - consulta de avaliação clínica

9 3) Qual o cigarro do dia que traz mais satisfação? O primeiro da manhã= 1 Outros= 0 4) Quantos cigarros você fuma por dia? Menos de 10= 0 De 11 a 20= 1 De 21 a 30= 2 Mais de 31= 3 5) Você fuma mais freqüentemente pela manhã? Sim= 1 Não= 0 TESTE DE FAGERSTRÖM Triagem - consulta de avaliação clínica

10 6) Você fuma mesmo doente, quando precisa ficar de cama? Sim= 1 Não= 0 Grau de Dependência: pontos = muito baixo pontos = baixo 5 pontos = médio pontos = elevado pontos= muito elevado TESTE DE FAGERSTRÖM Triagem - consulta de avaliação clínica

11 CONTEÚDO DAS SESSÕES SESSÃO 1 SESSÃO 1 Entender por que se fuma e como isso afeta a saúde SESSÃO 2 Os primeiros dias sem fumar SESSÃO 3 Como vencer os obstáculos para permanecer sem fumar SESSÃO 4 Benefícios obtidos após parar de fumar

12 SESSÃO 1 Entender por que se fuma e como isso afeta a saúde

13 SESSÃO Nº 1 Apresentar-se ao grupo Promover as apresentações individuais Apresentar o Manual e o Programa Falar o objetivo da sessão ATENÇÃO INDIVIDUAL

14 PERGUNTAS BÁSICAS Quanto você fuma? O que faz você fumar? Qual o obstáculo mais difícil para você deixar de fumar? Quanto tempo depois de levantar você acende seu primeiro cigarro? SESSÃO Nº 1

15 ASPECTOS DO TABAGISMO Dependência física Dependência psicológica Condicionamentos SESSÃO Nº 1

16 AMBIVALÊNCIA DO FUMANTE AMBIVALÊNCIA DO FUMANTE Deixa de fumar Manutenção ou recaída do tabagismo Acho que não vou conseguir... Tenho que deixar de fumar... 4 Medos: l do sofrimento l de não saber lidar com os problemas l do fracasso l pressão social 4 Medos: l do sofrimento l de não saber lidar com os problemas l do fracasso l pressão social 4 Conhece: l riscos para a saúde l benefícios de parar l sofre pressão social 4 Conhece: l riscos para a saúde l benefícios de parar l sofre pressão social

17 MÉTODO DE PARADA SESSÃO Nº 1 Abrupta Gradual Adiamento Redução 1º dia 1º cigarro às 09 h 2º dia 1º cigarro às 11 h 3º dia 1º cigarro às 13 h 4º dia 1º cigarro às 15 h 5º dia 1º cigarro às 17 h 6º dia 1º cigarro às 19 h 7º dia Nenhum cigarro Fumante de 30 cigarros 1o dia 25 2o dia 20 3o dia 15 4o dia 10 5o dia 5 6o dia 0

18 Principais substâncias tóxicas: Monóxido de Carbono Alcatrão Nicotina SESSÃO Nº 1

19 MATERIAL A SER ENTREGUE: Manual do Participante - sessão 1 SESSÃO Nº 1

20 REVISÃO Relacionar o material apresentado TAREFAS Cada participante deverá: Escolher a sua própria data de parada Escolher método para deixar de fumar Preencher a lista de ambivalência SESSÃO Nº 1

21 Manual do Participante

22 SESSÃO 2 Os primeiros dias sem fumar

23 ATENÇÃO INDIVIDUAL SESSÃO 2 Incentivar os participantes a demonstrarem suas experiências recentes Parabenizar os que já tenham parado de fumar Perguntar a data e o método escolhido para cessação de fumar Anunciar o objetivo da sessão 2

24 SESSÃO 2 SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA Relação com a dependência física à nicotina Não acontece com todos os fumantes Sinais do restabelecimento do organismo Tem um tempo limitado Orientar sobre o uso da medicação e a sua indicação

25 SESSÃO 2 SINTOMAS fissura sensação de formigamento tonteira dificuldade de concentração tosse cefaléia irritabilidade agitação sonolência/insônia distúrbios no estômago e intestino

26 SESSÃO 2 DICAS PARA RESISTIR AO DESEJO DE FUMAR Ficar sem cigarro Beber muita água ou suco Fazer atividades físicas Respirar profundamente Escovar os dentes imediatamente após as refeições Recusar cigarros ofertados por amigos Renovar seus propósitos em não fumar Evitar tomar café Vontade de fumar não dura mais que 5 minutos

27 Carregar sempre alimentos de baixa caloria: - chiclete ou bala dietética - cravo, canela em pau, cristais de gengibre - biscoitos de baixa caloria - frutas SESSÃO 2 DICAS PARA RESISTIR AO DESEJO DE FUMAR

28 SESSÃO 2 TÉCNICAS DE RELAXAMENTO Exercícios de respiração profunda Exercícios de relaxamento muscular Exercício de fantasia

29 SESSÃO 2 ASSERTIVIDADE Frases curtas e diretas Usar expressões como Eu penso..., Eu acredito... Assumindo a responsabilidade pelas próprias idéias Descrever fatos objetivamente, em vez de enfeitar, exagerar, distorcer ou mentir Olhar diretamente nos olhos do interlocutor Apertar a mão das pessoas firmemente Evitar justificar-se por tudo o que faz ou diz

30 SESSÃO 2 PENSAMENTO CONSTRUTIVO A maior parte do desconforto experimentado é proveniente de pensamento negativo Pensamentos geram sentimentos Que pensamentos geram esses sentimentos ? Os sintomas da síndrome de abstinência podem ser percebidos de forma positiva

31 SESSÃO 2 Trocar os lençóis Lavar o carro Retirar os cinzeiros Dar os isqueiros Não guardar cigarros Evitar hábitos associados (café, bebidas alcóolicas...) PREPARANDO PARA ABSTINÊNCIA

32 MATERIAL A SER ENTREGUE: Manual do Participante - sessão 2 Dicas para continuar sem fumar SESSÃO 2

33 Relembrar a Sessão nº 2 do manual do participante Recomendar a leitura da sessão 2 Relembrar as dicas TAREFAS

34 Manual do Participante

35 SESSÃO 3 Como vencer os obstáculos para permanecer sem fumar

36 SESSÃO 3 ATENÇÃO INDIVIDUAL Compartilhar suas experiências recentes Individualizar suas congratulações Encorajar firmemente os que ainda não pararam de fumar

37 SESSÃO 3 BENEFÍCIOS FÍSICOS Aumento da energia física Melhora na respiração Melhora no paladar Melhora no olfato

38 SESSÃO 3 ÁLCOOL Diminui a censura Acidificação do pH da urina Associação

39 SESSÃO 3 GANHO DE PESO Melhora no paladar Melhora no olfato Alteração metabólica Premiação

40 SESSÃO 3 APOIO INTERPESSOAL Eleger uma pessoa construtiva para dar apoio Falar das dificuldades Estimular a permanecer com o objetivo

41 MATERIAL A SER ENTREGUE: Manual do Participante - sessão 3 SESSÃO 3

42 Recomendar que leiam a sessão 3 Estimular o uso dos exercícios de relaxamento Quatro procedimentos práticos: beber água consumir alimentos com poucas calorias fazer exercícios físicos respirar profundamente TAREFAS

43 Manual do Participante

44 SESSÃO 4 Benefícios obtidos após parar de fumar

45 SESSÃO 4 BENEFÍCIOS OBTIDOS APÓS PARAR DE FUMAR Os riscos de adoecimento diminuem a cada dia sem fumar A tosse desaparece Economia do dinheiro

46 Estimular o paciente a identificar situações rotineiras que o fazem fumar Traçar estratégias de enfrentamento dessas situações PREVENÇÃO DA RECAÍDA SESSÃO 4

47 RECAÍDA aceitar sem críticas estimular a tentar de novo avaliar causas e circunstâncias do insucesso o que aconteceu? o que estava fazendo nessa hora? como se sentiu ao fumar o 1º cigarro? já pensou em nova data?

48 MATERIAL A SER ENTREGUE: Manual do Participante - sessão 4 SESSÃO 4

49 TAREFAS Orientar a continuar a rever todo o manual do participante Participar do grupo de manutenção Acompanhar os que não conseguiram deixar de fumar

50 Manual do Participante

51 GRUPO DE MANUTENÇÃO EVITE UM CIGARRO E VOCÊ EVITARÁ TODOS OS OUTROS

52 Duas reuniões quinzenais e depois uma reunião mensal Cada participante fala sobre sua experiência recente como não fumante: ganhos e dificuldades Trazer o seu presente Ouvir e dar retorno para os depoimentos dos participantes Orientar sobre retorno para próxima sessão mensal SESSÃO DE MANUTENÇÃO

53 após 20 minutos a pressão sangüínea e o pulso voltam ao normal; após 24 horas o monóxido de carbono são eliminados completamente do organismo; após 72 horas a respiração se torna mais fácil, e a disposição em geral aumenta; após 1 ano o risco de infarto do miocárdio se reduz a metade; após 10 anos o risco de câncer de pulmão diminui para a metade e o de infarto do miocárdio fica igual ao de quem nunca fumou; lembrar: cigarros de Bali, cachimbos e charutos são também prejudiciais RETORNO À SAÚDE

54

55

56

57

58 FATORES DIFICULTADORES MAIS FREQÜENTES PARA A CESSAÇÃO DE FUMAR ê Co-morbidades psiquiátricas: depressão alcoolismo esquizofrenia outras drogas ê Ganho de peso

59

60

61


Carregar ppt "Programa de Prevenção Primária de Câncer/Tabagismo Professora: Tina Carvalho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google