A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

E RECICLAGEM DE VIDRO NO BRASIL

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "E RECICLAGEM DE VIDRO NO BRASIL"— Transcrição da apresentação:

1 E RECICLAGEM DE VIDRO NO BRASIL
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS SEMINÁRIO DE ECOLOGIA ENERGÉTICA PRODUÇÃO, CONSUMO E RECICLAGEM DE VIDRO NO BRASIL Iara Christina de Campos Prof. Ricardo Motta Pinto Coelho 31/10/2008

2 Sumário Introdução: Produção e consumo de vidro no Brasil.
Histórico; Definição, composição e características; Tipologias e manufatura. Produção e consumo de vidro no Brasil. Reciclagem de vidro: Processos; Balanço energético; Panorama nacional; Iniciativas e empresas. Estudos de caso: Impactos da produção; Custos da reciclagem.

3 Histórico Fenícios - 5000 a.C. Sírios, fenícios e
Fig.1: Natrão (Na2CO3) fonte de nitrato de sódio Histórico Fenícios a.C. Sírios, fenícios e babilônios a.C. Egito a.C. Fenícios e romanos -100 a.C. Fig.2: Incrustações de vidro em ornamento egípcio Idade Média Vidro “float” - XVII Revolução Industrial Fig.4: Vitral da Catedral de Notre Dame Fig.3: Tubo de sopro

4 Definição “Produto inorgânico de fusão que foi resfriado até atingir condição de rigidez, sem sofrer cristalização” * * Definição segundo a ASTM: American Society for Testing and Materials Fig.5: Representação esquemática da estrutura de um líquido, um sólido amorfo (vidro) e um cristal.

5 Composição COMPONENTE % FUNÇÃO SiO2 (sílica) 74 vitrificante
Na2O (sódio) 12 baixa o ponto de fusão da sílica CaO (cálcio) 9 estabilidade MgO (magnésio) 2 resistência mecânica. Al2O3 (alumina) 3 resistência Tabela 1: componentes do vidro simples e suas funções ferro verde Fig. 6: Óxidos que conferem cor ao vidro

6 Características FÍSICAS ATRATIVOS Dilatação térmica muito baixa
Alta durabilidade Baixa condutividade elétrica Ótima resistência à água, líquidos salgados, substâncias orgânicas, alcalis e ácidos, com exceção ao ácido fluorídrico e o fosfórico Transparência Inerte Praticidade Reutilizável Higiene Impermeabilidade Versátil Retornável Reciclável

7 Tipologia Sodo-Cálcico: Boro-Silicato: Ao chumbo: embalagens em geral
indústria automobilística, construção civil e eletrodomésticos (na forma de vidro plano); Boro-Silicato: utensílios resistentes a choque térmico Ao chumbo: copos, taças, ornamentos e peças artesanais (o chumbo confere mais brilho ao vidro).

8 Vidro plano Vidro Temperado Vidro Laminado (ou blindado)
Vidros de Controle Solar Espelhos

9 Manufatura do vidro Forno-tanque: etapas de fusão Fusão:
de 1.500°C a 1.600°C Moldagem: cerca de 800°C Resfriamento: de 600°C a 100°C Consumo de energia por tonelada produzida: 1,8 milhão de kcal de energia térmica 200 m3 de gás 200 kWh/de energia elétrica Fig.7: esquema de um forno-tanque e etapas de fusão do vidro

10 Manufatura do vidro Prensagem
Fig.8: esquema de uma prensa para utensílios de vidro

11 Manufatura do vidro Sopro
Fig.9: esquema de produção de “vidro soprado”

12 Manufatura do vidro Vidro plano Laminação Flutuação VIDRO “FLOAT”
Vidro fundido Laminação Vidro fundido Quente Frio Estanho líquido Fig.10: esquema de métodos para estiramento de vidro Flutuação VIDRO “FLOAT”

13 Manufatura do vidro Fios e Tubos Fiação Fabricação de tubos
Platina Fibra de vidro Vidro fundido Mandril Fluxo de ar Tubo Fiação Fabricação de tubos Fig.11: esquema de produção de fibras e tubos de vidro

14 Produção de vidros no Brasil
Automatização no início do século XX; Atualmente mais de 200 empresas atendendo ao mercado interno e externo. Tabela 2: desempenho do setor de vidros no Brasil em 2007.

15 Consumo de vidro no Brasil
O consumo de embalagens de vidro entre os brasileiros é de 12Kg por habitante por ano. (Na França, o consumo per capita chega a 65 quilos). Maior demanda do setor de construção civil. Porcentagem dos materiais no lixo doméstico: 65% de Matéria Orgânica 25% de Papel 4% de Metal 3% de Vidro 3% de Plástico

16 Como reciclar Pode ser reciclado ilimitadamente.
Fig.12: separação de vidros para reciclagem. Pode ser reciclado ilimitadamente. Remoção de tampas e rótulos. Lavagem para remoção de resíduos: danos ao equipamento; perda de qualidade do material final.

17 Reciclagem do vidro Reciclagem completa Agregação de “cacos”
fusão do vidro comum °C e 1200°C fabricação do vidro °C e 1600°C Agregação de “cacos” 10% de "cacos"   4% ganho energético redução de 5% na emissão de CO2 1 ton.de "cacos" economia de 1,2 ton de matérias-primas

18 Reciclagem do vidro “ Kg de vidro reciclado evita a extração de 1300Kg de areia...” * Estimativas: se os 1,5 x 109 Kg de vidro produzidos fossem reciclados, seria evitada a extração de 2,0 x 109 Kg de areia *http://eco.ib.usp.br

19 O processo de reciclagem
SEPARAÇÃO QUEBRA LAVAGEM FUNDIÇÃO MOAGEM TRIAGEM Fig.13: processo de reciclagem do vidro.

20 Limitações Separação Coleta Segurança Rentabilidade
R$ 0,21 por kg de vidro R$ 3,70 por kg de latas de alumínio

21 Estatísticas da reciclagem de vidro
RECICLAGEM DO VIDRO (2001) PAÍS % TONELADAS/ANO SUIÇA 92 - FINLÂNDIA 91 BÉLGICA 88 NORUEGA ALEMANHA 87 2,6 milhões BRASIL 42 390 mil EUA 40 2,5 milhões

22 Coleta seletiva no Brasil
Tabela 3: coleta seletiva nas regiões brasileiras segundo o IBGE – 2000.

23 Empresas brasileiras

24 Empresas brasileiras

25

26 I - Estudo de caso Análise do inventário do ciclo de vida de embalagens de vidro, alumínio e PET utilizadas em uma indústria de refrigerantes no Brasil Marcelo Real Prado Tese apresentada ao Curso de Pós-Graduação em Tecnologia de Alimentos, Setor de Tecnologia,Universidade Federal do Paraná “...contabilização ambiental, onde são consideradas as retiradas de recursos naturais e energia da natureza e as “devoluções” para a mesma,permitindo avaliar os impactos ambientais potenciais gerados.”

27 Fig.14:Representação esquemática das fronteiras do estudo de ACV das
garrafas de vidro

28 ACV das garrafas de vidro
Tabela 4: aspectos ambientais definidos para o estudo.

29

30

31 Resultados Tabela 5: quantificação resumida dos aspectos
ambientais dos ciclos de vida das embalagens estudadas.

32 II – Estudo de caso Perfil ambiental qualitativo da extração de areia em cursos d’ água Leandro Camillo de Lelles, Elias Silva, James Jackson Griffith e Sebastião Venâncio Martins Programa de Pós-Graduação em Ciência Florestal da Universidade Federal de Viçosa Listados 36 impactos negativos em contrapartida aos 13 impactos positivos advindos dos processos de implantação, operação e desativação de um empreendimento de extração de areia Contaminação de cursos d’água Erosão Assoreamento Depreciação do solo

33 III – Estudo de caso A mineração de areia industrial na Região Sul do Brasil Gilda Carneiro FerreiraI; Elias Carneiro DaitxII Docentes do Departamento de Geologia Aplicada/UNESP/IGCE/Rio Claro Na Região Sul do Brasil existem atualmente dez empresas de mineração produzindo areia industrial a partir do beneficiamento de areia quartzosa, de quartzito e de arenito, utilizando processos de seleção granulométrica e mineralógica e agregando valor a esses bens minerais (...) abastecem com prioridade as indústrias de cerâmica e de vidro, respectivamente. Fig. 15: Vista geral da área da mineração Orlando Pianaro - FI. Local: Campo Largo (PR).

34 Referências bibliográficas
Conteúdo: PANORAMA DA COLETA SELETIVA NO BRASIL: DESAFIOS E PERSPECTIVAS A PARTIR DE TRÊS ESTUDOS DE CASO; RIBEIRO, H.; BESEN, G. (2008, 25 de outubro) A MINERAÇÃO DE AREIA INDUSTRIAL NA REGIÃO SUL DO BRASIL; FERREIRAI, G. C.; DAITXII, E. C, &script=sci_arttext (2008, 25 de outubro) PERFIL AMBIENTAL QUALITATIVO DA EXTRAÇÃO DE AREIA EM CURSOS D’ ÁGUA; LELLES, L. C.; SILVA, E.; GRIFFITH, J. J.; MARTINS, S. V. (2008, 25 de outubro) ANÁLISE DO INVENTÁRIO DO CICLO DE VIDA DE EMBALAGENS DE VIDRO,ALUMÍNIO E PET UTILIZADAS EM UMA INDÚSTRIA DE REFRIGERANTES NOBRASIL; PRADO, M. R. 25 de outubro) (2008, 26 de outubro)

35 http://www. usp. br/fau/deptecnologia/docs/bancovidros/prodvidro
(2008, 25 de outubro) (2008, 26 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 26 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 25 de outubro) Imagens: (2008, 26 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 26 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 25 de outubro) (2008, 26 de outubro)


Carregar ppt "E RECICLAGEM DE VIDRO NO BRASIL"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google