A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Noções sobre medicamentos Claudia S Medeiros. Conceitos gerais Farmacologia é a ciência que estuda os medicamentos. Medicamento é toda substancia química.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Noções sobre medicamentos Claudia S Medeiros. Conceitos gerais Farmacologia é a ciência que estuda os medicamentos. Medicamento é toda substancia química."— Transcrição da apresentação:

1 Noções sobre medicamentos Claudia S Medeiros

2 Conceitos gerais Farmacologia é a ciência que estuda os medicamentos. Medicamento é toda substancia química que tem ação profilática, terapêutica e auxiliar de diagnóstico. A ação profilática, isto é, a prevenção de doenças, se faz por exemplo por meio de vacinas. A ação terapêutica, ou seja, de cura ou alívio das enfermidades, se faz por exemplo com o uso de antibióticos. Como auxiliar de diagnóstico podemos citar, por exemplo o contraste, que é uma substância empregada em exames radiológicos para facilitar o diagnóstico. Droga é toda substância capaz de alterar o sistema fisiológico ou causar estado patológico, com ou sem benefícios para o organismo. No primeiro caso incluem-se os medicamentos.

3 Conceitos específicos Remédio - Todo meio utilizado para combater um estado patológico, por meio de medicamentos, ações físicas(massagem) e psíquicos(terapia). Fármaco - Substância quimicamente definida que apresenta ação benéfica ao organismo. Princípio ativo - Substância quimicamente ativa, responsável pela ação do medicamento representado pelo nome genérico. Veículo - Substância líquida que dá volume a fórmula, não apresentando ação farmacológica. Excipiente - Substância sólida ou pastosa que dá volume a formula, também sem ação farmacológica.

4 Observações Os medicamentos têm um nome genérico(dado de acordo com a Denominação Comum Brasileira, que por sua vez segue a Denominação Comum Internacional, denominada pela OMS), correspondente ao seu principio ativo, e um nome comercial, dado pelo fabricante. Quando o princípio ativo em questão não se encontra disponível no mercado em sua forma pura, mas sim associado a outros, o nome comercial refere-se a essa associação.

5 A Administração de Medicamentos A administração de medicamentos é função da enfermagem e depende da prescrição médica e das orientações do farmacêutico. Existem dois tipos de prescrição, as autolimitadas, ou seja, a ordem tem um limite. Ex. Petidina 100mg IM agora. Outras são contínuas, isto é, são prescrições que devem ser seguidas até que sua suspensão seja autorizada. Ex. Vitamina C 500 mg VO as refeições. Também se incluem neste caso o "se necessário". Ex. Metoclopramida 10 mg VO, se necessário, até 8/8 horas.

6 Antes de administrar A prescrição tecnicamente correta deve incluir: Nome do medicamento Dose exata Via de administração e sua freqüência

7 Registro dos Medicamentos Controlados Em hospitais, os medicamentos sujeitos a controle especial, uma vez prescrito e administrado ao paciente, deve ser registrado em formulário próprio, nos quais são anotados o nome completo do paciente, o horário da administração, o nome da medicação, a dose e o nome do médico que fez a prescrição

8 Noções sobre medicamentos: Forma farmacêutica é a maneira física pela qual o produto farmacêutico se apresenta, como: Comprimido, suspensão, emulsão. Fórmula farmacêutica é a descrição do produto farmacêutico, ou seja, quais os ativos que o compõem e em que quantidade.

9 Ação dos medicamentos Os medicamentos podem ser de ação local sistêmica.

10 Ação local o medicamento age no próprio local onde é aplicado, não passando pela corrente sangüínea, podendo ser aplicado: Na pele(pomadas e loções) Na mucosa(supositórios, óvulos vaginais, colírios, soluções nasais e coluntórios) Contrastes radiológicos Sólidos e líquidos de ação no aparelho digestivo. Ex. antiácidos(neutralizam a ação do suco gástrico e são eliminados sem serem absorvidos).

11 Ação Sistêmica O princípio ativo terá de ser absorvido e entrar na corrente sangüínea para então chegar ao seu local de ação.

12 Formas farmacêuticas Os medicamentos podem ser sólidos, líquidos, pastosos e gasosos.

13 Formas farmacêuticas Sólidos Os medicamentos sólidos compreendem os pós, os comprimidos, as drágeas, as cápsulas, os supositórios e os óvulos. Líquidos Os medicamentos líquidos compreendem as soluções, xaropes, elixir, suspensão e emulsão.

14 Formas farmacêuticas Pastosos De uso externo. Compreendem pomadas, cremes, pastas e gel. Gasosos São utilizados para administração de substancias voláteis. Ex. os aerossóis, que são medicamentos sólidos ou líquidos acrescidos de gases para nebulização.

15 ATENÇÃO FINAL NUNCA SUBSTIME A AÇÃO DO MEDICAMENTO OU SE MOSTRE COMO DONO DO SABER AO ADMINISTRAR UM MEDICAMENTO. A INCERTEZA / DÚVIDA SERÃO SUAS ALIADAS CONTRA O ERRO. VOCÊ É CO-AUTOR DE QUALQUER MEDICAMENTO ADMINISTRADO OU PRESCRITO DE FORMA ERRADA


Carregar ppt "Noções sobre medicamentos Claudia S Medeiros. Conceitos gerais Farmacologia é a ciência que estuda os medicamentos. Medicamento é toda substancia química."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google