A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Visitação Ao final da visita, o propagandista deve registrar por produto, o Objetivo de sua propaganda e o Assunto da Visita que realizou. Essas classificações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Visitação Ao final da visita, o propagandista deve registrar por produto, o Objetivo de sua propaganda e o Assunto da Visita que realizou. Essas classificações."— Transcrição da apresentação:

1 Visitação Ao final da visita, o propagandista deve registrar por produto, o Objetivo de sua propaganda e o Assunto da Visita que realizou. Essas classificações são fundamentais para o alinhamento das ações de campo e as estratégias de marketing.

2 Classificação da Propaganda Objetivo Prospecção; Conquista; Manutenção; Ampliação. Assunto Lembrança de Marca; Vantagem Comercial; Apresentação diferenciada; Vantagem terapêutica; Nova indicação; Posologia do produto; Concorrência; Conceito.

3 Objetivo da Propaganda Visitação Prospecção; Conquista; Manutenção; Ampliação.

4 Quando o propagandista precisa investigar os hábitos prescritivos do médico para encontrar oportunidades para conquistar o receituário.

5 Quando o médico ainda não tem o hábito de prescrever nosso produto. Quando já prescreve nosso produto mas ainda não tem o hábito de prescrevê-lo em determinada indicação.

6 1.Revele questões importantes sobre o produto que você propaga; 2.Procure sondar se houve algum grupo de pacientes que demonstrou insatisfação com as opções terapêuticas oferecidas pelo médico; 3.Seja parceiro do médico e mostre interesse em acompanhar o caso ou os primeiros casos. 4.Vá com calma: proponha iniciar com um paciente ou poucos pacientes.

7 O médico já tem o hábito prescritivo do produto e o objetivo do propagandista é aumentar o número de prescrições do médico.

8 A AMPLIAÇÃO SOMENTE OCORRERÁ A PARTIR DE BOAS EXPERIÊNCIAS! 1.Ajude o médico a não cometer enganos: Relembre indicações, dosagens e posologias corretas; Se necessário, lembre o médico de cuidados especiais, efeitos colaterais, interações medicamentosas, grupos de menor eficácia ou risco.

9 A AMPLIAÇÃO SOMENTE OCORRERÁ A PARTIR DE BOAS EXPERIÊNCIAS! 2. Demonstre interesse pelos resultados das primeiras experiências do médico com o produto: Como está o paciente? O tratamento foi satisfatório? Que aspecto do produto mais chamou a atenção?

10 MANTENHA OU DEFENDA UMA POSIÇÃO. 1. Mantenha Posição: Se interesse por casos clínicos extraordinários; Se interesse sobre como o médico lida com efeitos colaterais.

11 MANTENHA OU DEFENDA UMA POSIÇÃO. 2. Defenda Posição: - Demonstre interesse pelo motivo que está levando o médico a prescrever o concorrente: Valide a alegação; Cubra a oferta ou ofereça outras vantagens;

12 MANTENHA OU DEFENDA UMA POSIÇÃO. 1. Defenda Posição: - Demonstre interesse pelo motivo que está levando o médico a prescrever o concorrente: Relembre o histórico de boas experiências com o produto propagado; Mantenha o interesse no retorno da prescrição.

13 Assuntos da Visita Visitação O assunto da visita refere-se ao assunto abordado durante a conversa entre propagandista e médico.

14 Assuntos da Visita Visitação ♦Lembrança de Marca; ♦Vantagem Comercial; ♦Apresentação diferenciada; ♦Vantagem terapêutica; ♦Nova indicação; ♦Posologia do produto; ♦Concorrência; ♦Conceito.

15 Quando a propaganda for voltada para a fixação do nome do produto. Situação: Quando o produto não envolve conceito. Quando o conceito do produto já é bem conhecido pelos médicos, e estes já o prescrevem. ATENÇÃO: Uma propaganda que tem como objetivo Conquista NUNCA poderá ter como Assunto a Lembrança de Marca. Lembrança de Marca só poderá ser Ampliação ou Manutenção como objetivo de visita.

16 Quando estamos apresentando um assunto que é uma possibilidade diferente do que ele está acostumado a ver. Situação: Uso do contraceptivo de maneira contínua para prevenir sintomas relacionados à menstruação.

17 Quando o preço do produto foi o principal assunto da propaganda. Situação: Médicos que ainda não prescrevem ou prescrevem pouco o nosso produto porque têm o preço como fator limitante.

18 Quando na visita é abordado um produto que possui uma apresentação única no mercado ou altamente valorizada pelo médico (dosagem, embalagem ou via de administração); Situação: Médico auditado com o nosso principal concorrente que não possui o diferencial que o nosso produto contém com relação a apresentação.

19 Quando na visita é enaltecida a superioridade do princípio ativo do nosso produto frente ao concorrente com substância diferente. Situação: Quando o médico é auditado com uma determinada droga que não é tão moderna ou segura quanto a do nosso produto.

20 Quando a propaganda for voltada para uma indicação ainda não trabalhada ou recém divulgada. Situação: Quando a especialidade médica, inicialmente não tida como foco, passa a prescrever o nosso produto. Quando o produto ganha uma nova indicação.

21 Quando a comodidade posológica do nosso produto é enaltecida como um grande diferencial para o médico. Situação: Médico auditado com o nosso principal concorrente, cuja posologia é mais complicada que a do nosso produto.

22 Quando a propaganda teve como objetivo prospectar as ações ou posicionamento da concorrência. Situação Investigação da concorrência no médico bastante auditado com os principais concorrentes dos nossos produtos.


Carregar ppt "Visitação Ao final da visita, o propagandista deve registrar por produto, o Objetivo de sua propaganda e o Assunto da Visita que realizou. Essas classificações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google