A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Epístolas aos Coríntios Estudo 05 Semeamos as coisas espirituais Texto bíblico: 1Coríntios 8 e 9 Texto áureo: 1Co 9.11 Se nós semeamos para vós as coisas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Epístolas aos Coríntios Estudo 05 Semeamos as coisas espirituais Texto bíblico: 1Coríntios 8 e 9 Texto áureo: 1Co 9.11 Se nós semeamos para vós as coisas."— Transcrição da apresentação:

1 As Epístolas aos Coríntios Estudo 05 Semeamos as coisas espirituais Texto bíblico: 1Coríntios 8 e 9 Texto áureo: 1Co 9.11 Se nós semeamos para vós as coisas espirituais, será muito que de vós colhamos as materiais?.

2 As Epístolas aos Coríntios Recapitulando Em termos de estudo das epístolas paulinas, principalmente daquelas de maior número de capítulos, é sempre bom que façamos à proporção que avançamos em seus estudos, uma recapitulação dos capítulos já estudados, para que tenhamos uma visão global do texto em seu propósito e objetivo.

3 As Epístolas aos Coríntios 3) Vai ensiná-los mostrando que aquilo que a igreja faz é melhor do que aquilo que a igreja fala; Assim, poderemos verificar que depois da saudação do primeiro capítulo, Paulo vai: 1) Censurar os coríntios por sua vanglória, vaidade e orgulho; 2) Vai também recriminá-los pela impureza que permitiam existir entre eles;

4 As Epístolas aos Coríntios 7) Finalmente, no domingo passado, confirma tudo isto ensinando que o corpo do cristão é o santuário do Espírito. 4) Vai instruí-los sobre a santidade da vida cristã: Somos chamados para ser santos 5) Vai exigir vida social e conjugal em harmonia: Devemos ter a mente de Cristo 6) Vai mostrar que agora, crentes que são, têm que ser massa nova

5 Introdução Tendo na última lição censurado o litígio que havia entre os irmãos, o que era até mesmo levado às barras dos tribunais e mostrado a forma santa e pura como deviam tratar o casamento, ele passa nos capítulos 8 e 9 a tratar de três novos aspectos: a) O cuidado com os escândalos sociais; b) A valorização do ministério apostólico; c) A contextualização da mensagem do Evangelho.

6 Vamos abrir as nossas Bíblias nesses dois capítulos da Carta e acompanhar com a leitura atenta as recomendações do apóstolo: (Os textos estarão indicados de forma reduzida na tela. Os alunos que irão lê-los, deverão fazê-lo de forma completa nas suas Bíblias).

7 1Coríntios Ora, no tocante às coisas sacrificadas… 2.Se alguém cuida saber alguma coisa… 3.Mas se alguém ama a Deus… 4.Quanto, pois, ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos. seja, ele parece reconhecer que todos sabiam que aquela carne ou coisa nada tinham de especial. seja, ele parece reconhecer que todos sabiam que aquela carne ou coisa nada tinham de especial. Paulo reconhecia que todos os crentes em Corinto tinham condição de entender o problema da carne sacrificada aos ídolos. Elas não possuiam valor especial algum. O crente poderia até comprá-la no mercado. Mas reconhecia também que este assunto tinha que ser tratado pela igreja com amor.

8 1Coríntios Pois, ainda, que haja também alguns que se chamem deuses… 6.Todavia, para nós, há um só Deus, o Pai… 7. Entretanto, nem em todos há esse conhecimento… 8.Não é, porém, a comida que nos há de recomendar a Deus… 9.Mas vede que essa liberdade vossa não venha a ser motivo de tropeço para os fracos. O apóstolo vai demonstrar então que para o crente não existiam mais, outros deuses. Um só era o Senhor de tudo. Contudo não deviam por seu maior conhecimento desprezar o zelo do irmãozinho mais humilde que não entendia assim. A comida nada representa espiritualmente.

9 1Coríntios Porque, se alguém te vir a ti, que tens ciência Pela tua ciência, pois, perece aquele que é fraco, o teu irmão por quem Cristo morreu. 12. Ora, pecando assim contra os irmãos, e ferindo-lhes a consciência Pelo que, se a comida fizer tropeçar a meu irmão, nunca mais comerei carne, para não servir de tropeço a meu irmão. Paulo vai então exortar o crente mais sábio que ame ao seu irmão, renunciando a certos procedimentos que a seu ver seriam plenamente razoáveis para a sua integridade cristã, mas que podem, no entanto, ferir a consciência do irmãozinho mais simples e humilde.

10 1Coríntios Não sou livre? Não sou apóstolo? Não vi eu a Jesus nosso Senhor? Não sois vós obras minhas no Senhor? 2.Se eu não sou apóstolo...3.Esta é a minha defesa... 4.Não temos nós direito de comer Não temos nós direito de levar conosco nossa esposa Ou será que só eu e Barnabé Quem jamais vai à guerra... Paulo vai fazer agora, a defesa de seu apostolado. O ministério de tempo integral que ele defendia, parece que não era muito bem compreendido pelos crentes em Corinto. Se ele se dedicava integralmente ao Evangelho, porque não receber das igrejas o seu sustento e remuneração?

11 1Coríntios Porventura digo eu isto como homem... Não diz a lei também o mesmo?... 9.Pois na lei de Moisés está escrito É por amor de nós que está escrito Se nós semeamos para vós as coisas espirituais, será muito que de vós colhamos as materiais? 12. Se outros participam deste direito Não sabeis vós que os administram Assim, ordenou também... Na defesa de seu apostolado remunerado ele se baseia não apenas em seu conhecimento humano, mas na própria Palavra de Deus que em vários momentos registra este direito. O que ele dava aos crentes (coisas espirituais), era de muito maior valor que as coisas materiais que recebia da igreja (a sua remuneração).

12 1Coríntios Mas de nenhuma destas tenho usado… 16.Pois, se anuncio o Evangelho… 17.Se, pois o faço de vontade própria… 18.Logo, qual é a minha recompensa? Pois, sendo livre de todos… 20.Fiz-me como judeu… 21. Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei. Paulo procura demonstrar que o ministro que tem as suas ofertas oriundas de várias igrejas, pode com muito mais liberdade dedicar-se ao Evangelho, sem sentir-se preso ou comprometido com esta ou aquela, mas dedicando-se à pregação de forma ampla e geral.

13 1Coríntios Fiz-me como fraco para os fracos… 23.Ora, tudo faço por causa do Evangelho… 24.Não sabeis vós que os que correm… 25.E todo aquele que luta… 26.Pois eu assim corro… 27.Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à Submissão, para que, Depois de pregar a outros, eu mesmo não venha a ficar reprovado. O apóstolo encerra sua defesa do apostolado integral, mostrando como teve que ser prático e objetivo para pregar o Evangelho, também comparando o seu trabalho à luta de um atleta em um estádio, ou mesmo de um combatente em batalha. Ambos precisam ser treinados para a luta.

14 Conclusão Como estamos olhando o ministério do pastoreio em nossos dias? Estamos dando a ele o devido crédito e prestígio? Nos dias de hoje temos visto mais pastores do que lobos predadores?

15 Como estamos cuidando das coisas que hoje, são dedicadas à obra do mal e do pecado? Convivendo com elas? Aceitando-as? Temos tido cuidado da influência que podemos exercer sobre o irmão mais fraco? Você renuncia a algo que pode causar incompreensão e escândalo a ele?


Carregar ppt "As Epístolas aos Coríntios Estudo 05 Semeamos as coisas espirituais Texto bíblico: 1Coríntios 8 e 9 Texto áureo: 1Co 9.11 Se nós semeamos para vós as coisas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google