A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sapiens - Sistema de Apoio à Aprendizagem FAPESP - CNPq - CAPES DCA/FEEC/UNICAMP ICMC/USP LITE/FE/UNICAMP e seus efeitos colaterais Léo Pini Magalhães.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sapiens - Sistema de Apoio à Aprendizagem FAPESP - CNPq - CAPES DCA/FEEC/UNICAMP ICMC/USP LITE/FE/UNICAMP e seus efeitos colaterais Léo Pini Magalhães."— Transcrição da apresentação:

1 Sapiens - Sistema de Apoio à Aprendizagem FAPESP - CNPq - CAPES DCA/FEEC/UNICAMP ICMC/USP LITE/FE/UNICAMP e seus efeitos colaterais Léo Pini Magalhães - DCA/FEEC/UNICAMP Março 2004

2 Projeto Sapiens (1999 a 2001) Atividade de Pesquisa interdisciplinar com o objetivo de explorar novas possibilidades pedagógicas do uso de tecnologias na aprendizagem. Disciplina na FEEC (desde 1998) Tecnologias para Ambientes Colaborativos de Ensino Ivan L.M. Ricarte e Léo P. Magalhães Disciplina oferecida anualmente no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica - área de Engenharia de Computação a alunos de mestrado, doutorado e especiais (alunos externos). Trata o ferramental tecnológico de apoio a atividades de ensino: software de servidor, cliente, interação, colaboração.

3 Sapiens Principais resultados realização de situações teste sob a óptica pedagógica um exemplo foi o estudo do Read in Web (Profa. Denise Braga), material instrucional de inglês. Uma atividade em Sapiens foi o desenvolvimento de uma ferramenta de análise do arquivo log de usuários. desenvolvimento do protótipo CALM - Computer Aided Learning Material, voltado principalmente à aprendizagem individualizada: o aluno define seu objetivo de aprendizagem; o conteúdo pode ser adaptado ao aluno conforme seus registros acadêmicos; correção automática de testes de auto- avaliação. O sistema oferece ainda apoio a tarefas colaborativas com a possibilidade de anotação compartilhada de material.

4

5 definição de ferramentas de um ambiente colaborativo em Sapiens considerando os resultados dos estudos e experimentos realizados: suporte institucional: cadastramento de usuários e cursos, diferenciando aprendizes, professores e autores. Definição de grupos, para atividades colaborativas, baseada em perfis individuais e desejados para o grupo. suporte à autoria, incluindo a integração de ferramentas externas (editores e simuladores). Tratamento de versões. definição de mecanismos de coordenação para tratar o workflow das atividades de cursos. extensão do mecanismo de anotação - registros públicos, de grupo e pessoais - para ênfase no trabalho colaborativo. extensão do mecanismo de log a todas as atividades, possibilitando documentar também uso de ferramentas.

6 Sapiens - experiências / conclusões iniciais o caráter multidisciplinar das atividades, como explicitado também aqui neste Fórum, agrega um desafio adicional à busca de tecnologias de apoio ao Aprendizado; como no próprio trato dos quesitos pedagógicos, aqui também não há trato, nem modelo, nem metodologia única ou melhor para os problemas. Consultar:

7 Sapiens - equipe Angel Pino Sirgado - LITE/FE Carlos M. Tobar Toledo - II/PUCC Denise Bértoli Braga - LITE/IEL Hans Kurt E. Liesenberg - LITE/FE, IC Ivan L. M. Ricarte - DCA/FEEC Ivany Rodrigues Pino - LITE/FE José Carlos Maldonado - ICMC/USP Léo Pini Magalhães - DCA/FEEC (coordenador) Mara Regina L. de Sordi - FE Paulo César Masiero - ICMC/USP Sérgio F. do Amaral - FE alunos do DCA, ICMC e FE.

8 Disciplina na FEEC (desde 1998) Tecnologias para Ambientes Colaborativos de Ensino Ivan L.M. Ricarte e Léo P. Magalhães no ano de 1998 desenvolvemos no 1. Semestre esta disciplina com cerca de 30 alunos e ao final da mesma os alunos especificaram funcionalmente o que viria a se tornar o CALM. neste mesmo ano no 2. Semestre oferecemos uma disciplina prática na mesma temática, da qual participou uma parte dos alunos que realizaram a disciplina do 1. Semestre e nesta disciplina os alunos especificaram / implementaram parte dos resultados da disciplina do 1. Semestre. a mesma experiência de 1998, com disciplina teórica no 1. Semestre e prática no segundo foi repetida em em 2000, 2001, 2002 e agora em 2004 a disciplina de 1. Semestre é oferecida.

9 As disciplinas teóricas são organizadas com aulas expositivas, trabalhos práticos e teóricos em grupo e monografias; durante as aulas são utilizadas técnicas de estudo em grupo para forçar um efetivo trabalho colaborativo dos alunos. A idéia da controvérsia acadêmica é extensamente utilizada. Conclusões: o paralelismo entre as atividades do Sapiens e as atividades de ensino criou um rico campo de experimentação, enriquecendo as atividades de ensino; é nossa expectativa passar a oferecer esta disciplina como atividade de extensão de forma a ampliar o experimento também a interessados das áreas correlatas de atividades. consultar: para as disciplinas IA368 e o Telduc para IA010.

10 Alberta / Canadá - Supernet (IEEE Spectrum - Janeiro 2004) Alberta é um estado do Canadá, localizado em sua parte oeste, com área cerca de 2,6 vezes a do Estado de São Paulo e população de 1/16 (2 mi). O projeto Supernet está implantando uma rede cobrindo completamente o estado e interligando cerca de 1300 instalações governamentais e as 422 comunidades Km de fibra óptica e Km de ligações sem fio de alta velocidade (pelo menos 155 Mbits/seg); investimento governamental de cerca de US$ 145 mi e parceria com a Bell Canada e Axia NetMedia; aplicações em ensino à distância, medicina, governo eletrônico, serviços de Internet (custo previsto US$ 37 para o usuário doméstico), etc. Impactos: tecnológicos na execução / na imensa possibilidade de aplicações e serviços que induz.

11

12 TIDIA / FAPESP Em 2003 a FAPESP lançou um edital para o Programa TIDIA (Tecnologia da Informação no Desenvolvimento da Internet Avançada) de forma a implementar uma rede de alta velocidade para o Estado de São Paulo e ao mesmo tempo oferecer uma plataforma de ensino à distância para uso no Estado e baseada em software não proprietário. A UNICAMP através de uma união entre o NIED (Núcleo de Informática Aplicada à Educação) e a FEEC (DCA) propôs a sua participação através de um Laboratório que una as experiências obtidas com o Sistema Teleduc e o Projeto Sapiens. Colabora também nesta iniciativa o Cenpra.

13 Comentários finais: nível micro: desafios a serem vencidos tanto no aspecto científico / tecnológico como na atuação interdisciplinar; nível macro: importância / necessidade ações do Estado criando condições de Infra-estrutura ( TIDIA, GIGA, Supernet)

14 Obrigado !


Carregar ppt "Sapiens - Sistema de Apoio à Aprendizagem FAPESP - CNPq - CAPES DCA/FEEC/UNICAMP ICMC/USP LITE/FE/UNICAMP e seus efeitos colaterais Léo Pini Magalhães."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google