A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Origina-se no Programa Especial de Treinamento (CAPES, 1979), transferido para o MEC (1999) e identificado como Programa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Origina-se no Programa Especial de Treinamento (CAPES, 1979), transferido para o MEC (1999) e identificado como Programa."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Origina-se no Programa Especial de Treinamento (CAPES, 1979), transferido para o MEC (1999) e identificado como Programa de Educação Tutorial desde Regulamenta-se pela lei federal , de 23/9/2005, e atualmente pela portaria 976, de 27/7/2010.

4 O Programa visa apoiar grupos de alunos com potencial, interesse e habilidades destacadas em cursos de graduação nas Instituições Superiores de Ensino, e constitui grupos tutoriais de aprendizagem de natureza coletiva e interdisciplinar que: desenvolvem atividades extracurriculares que complementem a formação acadêmica, em padrões de qualidade de excelência;

5 visam atender plenamente às necessidades do curso de graduação; buscam ampliar e aprofundar os objetivos e conteúdos programáticos da grade curricular; visam a melhoria da qualidade acadêmica dos cursos de graduação;

6 proporcionam oportunidades de vivenciar experiências não presentes na estrutura curricular; contribuem para a melhor qualificação do estudante academicamente e como pessoa humana e membro da sociedade; elaboram estratégias de modernização do ensino no país;

7 devem estimular o espírito crítico e a atuação profissional pautada pela cidadania e pela função social da educação superior; devem contribuir para a implementação de políticas públicas e de desenvolvimento em sua área de atuação;

8 O Programa é desenvolvido em grupos organizados a partir de cursos de graduação das IES, orientados pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão;

9 A administração geral do PET é coordenada pela SESu/MEC (organizada a partir de um Conselho Superior e de uma Comissão de Avaliação); em nível local, é acompanhado pelas pró-reitorias de graduação e extensão, e pelo Comitê Local de Acompanhamento.

10 Os Comitês Locais de Acompanhamento (CLA) do PET serão designados pelas pró-reitorias de graduação e extensão, ou equivalentes, compostos por tutores, coordenadores de cursos de graduação, coordenadores de programas e projetos institucionais de extensão e estudantes bolsistas PET, sendo que, tutores ou estudantes bolsistas do PET na IES, poderão representar no máximo um terço da totalidade dos membros.

11 13 MEC/SESu08 INSTITUCIONAIS Agronomia Biologia (Udia) Computação Economia Educação Física* Engenharia Civil Engenharia Elétrica Engenharia Mecânica Engenharia Química Geografia (Udia) Letras Matemática (Udia) Medicina Ciências Sociais Educação Física* Engenharia Biomédica Medicina Veterinária Odontologia Biologia (Pontal) Geografia (Pontal) História (Pontal) * O curso de Ed. Física iniciou com um Grupo Institucional e, em 2009, foi selecionado pelo MEC/SESu. O Grupo Institucional está em extinção, para completa formação do Grupo MEC/SESu. O PET Institucional tem seu funcionamento regido pelas mesmas normas do PET MEC, com diferença na forma de pagamento e que o tutor do PET Institucional não tem remuneração.

12 Edital n.9/2010: lote A (1 grupo), lote C (2 grupos), lote G (2), lote H (1), lote I (1)

13 Critérios de classificação e seleção das propostas:

14 envolvimento da Instituição no desenvolvimento da proposta; articulação da proposta com Projeto Pedagógico Institucional; utilização intensiva de metodologias e tecnologias de apoio à aprendizagem; impacto das atividades de extensão;

15 atuação coletiva de bolsistas e tutores no processo de formação de outros estudantes de graduação da universidade; avanços nas áreas de ensino, pesquisa e extensão; atuação coletiva entre bolsistas de diferentes estágios de formação;

16 experimentação de alternativas metodológicas; contribuição para a aproximação dos currículos com o desenvolvimento científico, cultural artístico e tecnológico na área profissional; descoberta de novos objetos/vertentes de investigação; conceitos dos cursos no ENADE;

17 adequação do currículo do tutor; adequação à filosofia do PET: melhoria do processo de formação em nível de graduação, ampla formação acadêmico-profissional, interdisciplinaridade articulação entre diferentes temáticas voltadas ao combate à evasão e retenção

18 Além desses, para os PET - Conexões de Saberes: atuação de estudantes de origem popular como pesquisadores e extensionistas; interação comunidade e universidade; módulo acadêmico complementar; e itens do projeto (3.3.4).

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33


Carregar ppt "PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Origina-se no Programa Especial de Treinamento (CAPES, 1979), transferido para o MEC (1999) e identificado como Programa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google