A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agência de Inovação da UNICAMP Roberto A. Lotufo INOVA e Energia Forum Permanente de Energia e Ambiente: P&D e Eficiência Energética.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agência de Inovação da UNICAMP Roberto A. Lotufo INOVA e Energia Forum Permanente de Energia e Ambiente: P&D e Eficiência Energética."— Transcrição da apresentação:

1 Agência de Inovação da UNICAMP Roberto A. Lotufo INOVA e Energia Forum Permanente de Energia e Ambiente: P&D e Eficiência Energética 9 de nov 2004

2 P&D no Brasil P&D na academia –Artigos e formação P&D na empresa –Produtos e patentes Distorção no Sistema Brasileiro de Inovação –Pouca P&D na empresa –Limites da interação universidade – empresa –Mais P&D na empresa

3 Brasil Pesquisa Acadêmica

4 Presença mundial em C&T Artigos e Patentes

5 Brasil e Coréia: Cientistas e Engenheiros Fontes: Br 1996: Anpei, INEP; Br 2000: MCT, Inep; Coréia:

6 Distorção no Sistema Brasileiro de C&T Poucos C&E nas empresas –23% dos cientistas brasileiros trabalham em empresas Brasil: < , < 23% do total no país Coréia: , 54% do total no país EUA: , 80% do total no país Limitada conversão de conhecimento em desenvolvimento –empresas é que geram riqueza –o contribuinte não entende porque deve pagar por Ciência –a Ciência avança mais, a Competitividade menos

7 Distribuição institucional da atividade de P&D

8 Investimento em P&D pela indústria, 2001 Fonte: OECD Science, Technology and Industry Scoreboard 2002 e Site MCT

9 Investimento em P&D pelo governo, 2001 Fonte: OECD Science, Technology and Industry Scoreboard 2002 e Site MCT

10 Investimento do Governo x Investimento Empresarial Nos paises desenvolvidos: –US$ 1,00 governo => US$ 9,00 empresa Necessidade de desenvolver políticas tecnológicas que catalizem o investimento empresarial em P&D

11 Onde trabalham tantos C&E Coreanos? Fonte: Korean Industrial Technology Association (KITA), via Celso Barbosa, ANPEI

12 Limites da interação universidade-indústria Nos EUA: indústria financia menos de 8% da pesquisa na universidade Diferentes culturas e missões –sigilo –tempo disponível –pesquisar ensinando x pesquisar rápido –natureza da pesquisa desenvolvimento, pq. aplicada e pq básica

13 O mito do investimento privado na universidade (fonte:NSF/SRS: Survey of Sci and Eng Expenditures at Universities, FY 1999

14 EUA: investimento empresarial em P&D, 2000 Fonte: Science and Engineering Indicators 2002

15 Unicamp, 2003 Criada em Alunos Alunos de graduação Alunos de graduação formados Alunos de pós-graduação dissertações de mestrado 743 teses de doutorado 20 Unidades de ensino e pesquisa 53 Cursos de graduação 111 Cursos de pos-graduação Professores – 94,6% Doutorado Parcial: 43 (2,4%) Completo: 187 (10,4%) Integral: 1.559(87,2%)

16 Publicações Indexadas desde 1974 Dedicação integral com doutorado: 1989: 40% 2003: 87%

17 INPI, Principais patenteadores

18 Patentes Requeridas na UNICAMP 35 agraciadas com Prêmio Governador do Estado – Invento Brasileiro

19 Indicadores Academicos da UNICAMP Por professor, por ano –1 artigo internacional –1.2 aluno de graduação formado –1 aluno de mestrado formado –0.5 aluno de doutorado formado Propriedade intelectual (global) –4 patentes depositadas por mes –1 contrato de licenciamento por mes

20 Orçamento R$ 847 milhões em 2001 Autonomia com Vinculação Orçamentária Gov. ESP 2,59% ICMS, SPaulo Cursos de Extensão R$ 21 milhões SUS – Saúde Pública R$ 80 milhões Investigação R$ 174 milhões

21 Recursos para Pesquisa e Educação Continuada Obs: Os recursos provenientes da FAPESP incluem bolsas, auxílios à pesquisa, apoio à infra-estrutura e taxas acadêmicas; os recursos da CAPES incluem bolsas e taxas acadêmicas; já os recursos do CNPq referem-se a bolsas e fomento à pesquisa. 3,5%

22 Agência de Inovação da UNICAMP Entrou em operação em ago/set 2003 Órgão da Reitoria Missão: Fortalecer as parcerias da Unicamp com empresas, órgãos de governo e demais organizações da sociedade, criando oportunidades para que as atividades de ensino e pesquisa se beneficiem dessas interações contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do País.

23 Diretorias na Agência Diretoria de Parcerias e Projetos Colaborativos –Workshops de Parceria Diretoria de Propriedade Intelectual –Política de PI na UNICAMP –Banco de Patentes na Internet –Programa Diligência da Inovação Diretoria de Incubadoras e Parques Tecnológico –Estudo de implantação do Parque Tecnológico (Polo II) –Incubadora de EBT: Incamp –Projeto Filhas da UNICAMP

24 Importância da Interação Universidade – Empresa Na UNICAMP, representa aprox. 3,5% do orçamento total Contribuição para a universidade: –Melhoria do ensino e da pesquisa Contribuição para a empresa: –Acesso a tecnologia de ponta –Identificação de talentos

25 Diretoria de Propriedade Intelectual 1989 a 2003: –276 patentes depositadas, –49 concedidas no Brasil, –7 licenciadas (~ 1 milhão reais em 8 anos) Banco de patentes (organização e seleção) –publicado na Internet (jan04) Média de mais de 4 patentes por mes Licenciamento de 1 contrato por mes

26

27

28 Diretoria de Parcerias Workshops de Parcerias Especializações: –Lei de Informática –Política de P&D Setor Energético (ANEEL) –Biotecnologia –Nanotecnologia –Etc.

29 Parcerias Unicamp com Setor Elétrico CPFL, CHESF, AES Tietê, DUKE, ELEKTRO, CEMIG, CTEEP, ANEEL, Min. Minas e Energia, LIGHT

30 CICLO 2001/2002 Parcerias Unicamp com Setor Elétrico

31 CICLO 2002/2003

32

33

34 CICLO 2003/2004

35

36 O POTENCIAL DO SETOR DE ENERGIA 64 Distribuidoras próxima

37 34 Geradoras23 Transmissoras próxima O POTENCIAL DO SETOR DE ENERGIA

38 INVESTIMENTOS EM P&D MILHÕES R$ /ANO Empresas com investimento R$ 0,500 / ano próxima

39 Total ANEEL : 102 empresas -> R$180,85Estado SP : 6 empresas -> 35,68 (21%) Total FNDCT : 102 empresas -> R$180,85 próxima INVESTIMENTOS EM P&D MILHÕES R$ /ANO

40 INOVA - APOIO ESTRUTURAL o Melhor relacionamento da UNICAMP com as concessionárias o Representatividade da universidade de forma mais integrada o maior controle sobre os prazos de inscrição de trabalhos por empresa o maior conhecimento das empresas o detecção de oportunidades - conhecimento das necessidades o fortalecimento do relacionamento com as empresas o inclusão de um número maior de departamento, núcleos e faculdades no setor de energia o capacidade de gestão em projetos de características multidiciplinares próxima

41 p Agente de fomento e desenvolvimento do mercado p colaboração dos projetos de pesquisa com empresas de desenvolvimento p viabilização de financiamentos e utilização da incubadora de empresas p Agente facilitador p estrutura de prospecção/ negociação /venda com as empresas p estrutura administrativa / tramitação de contratos p estrutura para montagem dos projetos (normas e padrões da ANEEL) p triagem e cadastramento de empresas parceiras dentro dos projetos p profissionais com experiência prática no setor de energia p repositório das informações do setor de energia próxima INOVA - APOIO ESTRUTURAL

42 ESTRATÉGIA DE REDE DE PARCEIROS ESTRATÉGIA p Como transformar pesquisa em tecnologia ? p Como internalizar o conhecimento ? o Como garantir que os produtos da pesquisa sejam incorporados dentro dos processos internos das concessionárias ? CONCESSIONÁRIAS p Equipe reduzida p Conhecimento das necessidades p Terceirização de serviços dentro do P&D UNICAMP p Linhas de pesquisa p Conhecimento p Estrutura laboratorial e acadêmica p Integradora EMPRESAS (TECNOLÓGICAS) p força de internalização : implantação, manutenção e documentação dos produtos p Desenvolvimento do produto/processo

43 CONCESSIONÁRIA NECESSIDADE EMPRESAS DESENVOLVIMENTO UNICAMP PESQUISA PARCERIAS Incentivo a pesquisa na empresa Geração de Empresas de Base Tecnológica Melhor relacionamento Universidade-Empresa

44 Diretoria de Parques e Incubadoras Incubadora Incamp (10 empresas) Implantação da incubadora de produtos naturais Implantação de incubadora virtual com ênfase em software Projeto filhas da UNICAMP Parque Tecnológico de Campinas

45 Unicamp Lab. Síncrotron CPqD Ericsson Ci&T Via D. Pedro I Rod. Campinas – Mogi Mirim PUC Nortel Positron XTal Fiber TBS Pharma Lucent SONAE Pólo Tecnológico de Campinas : 8 milhões de m2 Estudo de implantação: - Finep, MCT; Governo ESP; Prefeitura Campinas Parceria: Federal Estadual Municipal

46 Projeto: Filhas da Unicamp > 90 companies R$700 mi –IT: 40 –Biotech: 10 –Lasers & optics: 13 –Eng, Food, Cons.:27 fibras ópticas

47 MIT – Impacto da Inovação empresas (ex-alunos e professores) 150 novas empresas/ano 1,1 milhão de pessoas empregadas Faturamento anual: US $ 232 bilhões –24 a maior economia do mundo Fonte: MIT- The Impact of Innovation, Bank Boston 1997

48 Universidade e a Inovação Formação de pessoal capaz de criar conhecimento na empresa e na academia Pesquisa cooperativa com empresas –Melhor educação na universidade –Apoio à P&D na empresa Berço de empresas –TI, Engenharias, Biologia, Física, Proposição e debate de políticas públicas

49 Aliança do Conhecimento Papel das instituições –Academia Educação Fronteiras do conhecimento –Empresa Conhecimento associado ao mercado Geração de riqueza –Estado Mobilizar Viabilizar Social


Carregar ppt "Agência de Inovação da UNICAMP Roberto A. Lotufo INOVA e Energia Forum Permanente de Energia e Ambiente: P&D e Eficiência Energética."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google