A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade e Desenvolvimento Social no Brasil II Seminário Internacional sobre Universidades Regionais Brasileiras Novo Hamburgo, RGS, 17/08/05 PROF.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade e Desenvolvimento Social no Brasil II Seminário Internacional sobre Universidades Regionais Brasileiras Novo Hamburgo, RGS, 17/08/05 PROF."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade e Desenvolvimento Social no Brasil II Seminário Internacional sobre Universidades Regionais Brasileiras Novo Hamburgo, RGS, 17/08/05 PROF. FRANCISCO CÉSAR DE SÁ BARRETO

2 Organização Acadêmica Instituições Universitárias Instituições Universitárias Universidades Universidades Universidades Especializadas Universidades Especializadas Centros Universitários Centros Universitários Instituições Não Universitárias Instituições Não Universitárias Institutos Superiores de Educação Institutos Superiores de Educação Cefet´s e Cet´s Cefet´s e Cet´s Faculdades Isoladas Faculdades Isoladas Faculdades Integradas Faculdades Integradas

3 IES - Organização Acadêmica

4 Caracterização das Instituições Sistema Federal Sistema Federal Instituições mantidas pela União Instituições mantidas pela União Instituições privadas Instituições privadas Particulares Particulares Comunitárias Comunitárias Confessionais Confessionais Filantrópicas Filantrópicas Sistemas Estaduais e Municipais Sistemas Estaduais e Municipais

5 IES – Categoria Administrativa

6

7 IES Privadas

8 Número de IES

9 Educação Superior : Nível de Graduação Graduação BachareladoLicenciaturaTecnólogo

10 Educação Superior : Nível de Graduação Seqüênciais Formação Específica Complementação de Estudos

11 Número de cursos

12 Vagas, Candidatos e Ingresso

13 Matrículas e Concluintes

14 Ingressantes, matrículas e concluintes –

15 Extensão (%público/%privado) Saúde : atendimentos (93/7) Saúde : atendimentos (93/7) Jurídica: atendimentos (19/81) Jurídica: atendimentos (19/81) Laudos técnicos : (47/53) Laudos técnicos : (47/53) Programas de rádio : (11/89) Programas de rádio : (11/89) Programas de TV : (27/73) Programas de TV : (27/73) Cursos presenciais : (53/46) Cursos presenciais : (53/46) Cursos a distância : 257 (54/56) Cursos a distância : 257 (54/56)

16 Educação Superior : Nível de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional Doutorado

17 Pós-Graduação De 1976 a 2004, o número de cursos saltou de 673 para De 1976 a 2004, o número de cursos saltou de 673 para O doutorado no período de 1996 a 2004, passou de 541 cursos para O doutorado no período de 1996 a 2004, passou de 541 cursos para O setor público é responsável por 82% da oferta dos cursos de mestrado e por 90% dos cursos de doutorado. O setor público é responsável por 82% da oferta dos cursos de mestrado e por 90% dos cursos de doutorado. O número de alunos matriculados passou de em 1987 para em O número de alunos matriculados passou de em 1987 para em Em 2003,foram titulados mestres e doutores. Em 2003,foram titulados mestres e doutores. O número de docentes na pós-graduação passou de em 1987 para em O número de docentes na pós-graduação passou de em 1987 para em 2003.

18 PNPG Metas para 2010 : doutores e mestres. Metas para 2010 : doutores e mestres. Se metas do PNPG forem cumpridas, no período de 2005 a 2010 terão sido titulados mais de 76 mil doutores, o que representará um aumento de 18% em relação ao número de titulados no período de 1987 a Se metas do PNPG forem cumpridas, no período de 2005 a 2010 terão sido titulados mais de 76 mil doutores, o que representará um aumento de 18% em relação ao número de titulados no período de 1987 a 2004.

19 Lato - Sensu

20

21 Ministério da Educação Órgãos Subordinados Órgãos Subordinados Secretarias (Sesu,Semtec,Sead) Secretarias (Sesu,Semtec,Sead) Conselho Nacional de Educação Conselho Nacional de Educação Órgãos Vinculados Órgãos Vinculados Capes Capes INEP INEP Órgãos Supervisionados Órgãos Supervisionados Universidades, Centros, Faculdades Isoladas Universidades, Centros, Faculdades Isoladas e Integradas, Institutos Superiores, Cefet´s e Integradas, Institutos Superiores, Cefet´s

22 Órgãos de Ciência e Tecnologia MCT MCT CNPq (1951) e FINEP (1967) CNPq (1951) e FINEP (1967) MEC MEC CAPES (1951) CAPES (1951) MA MA Embrapa (1973) Embrapa (1973) Secretarias Estaduais de C&T Secretarias Estaduais de C&T FAP´s FAP´s Centros Privados de P&D Centros Privados de P&D

23 Organismos Não-Governamentais CRUB, ABRUC, ANDIFES, ABRUEM, ANUP CRUB, ABRUC, ANDIFES, ABRUEM, ANUP ANACEU ANACEU ANAFI ANAFI ABMES ABMES SBPC e ABC SBPC e ABC ANDES, FASUBRA, UNE ANDES, FASUBRA, UNE OAB, CNS OAB, CNS

24 Governo das IES Órgãos Supervisores Órgãos Supervisores Conselho Universitário Conselho Universitário Conselho Curador Conselho Curador Conselho Diretor Conselho Diretor Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão Conselho Comunitário Conselho Comunitário Reitoria Reitoria Órgão Setoriais Órgão Setoriais Centros/ Faculdades/ Institutos/ Escolas Centros/ Faculdades/ Institutos/ Escolas Diretoria Diretoria Conselho Departamental Conselho Departamental Colegiados de Cursos Colegiados de Cursos

25 Gestão Acadêmica Autonomia Administrativa Autonomia Administrativa Autonomia Orçamentária e Financeira Autonomia Orçamentária e Financeira Autonomia Didática e Acadêmica Autonomia Didática e Acadêmica Gestão e planejamento Flexibilização curricular e novos modelos Redes de graduação e pós-graduação Educação presencial e a distância

26 Universidades Regionais Ensino(G e PG),Pesquisa e Extensão Cursos : Áreas Temáticas Cursos : Áreas Temáticas Parcerias IES, Governos, Empresas Parcerias IES, Governos, Empresas


Carregar ppt "Universidade e Desenvolvimento Social no Brasil II Seminário Internacional sobre Universidades Regionais Brasileiras Novo Hamburgo, RGS, 17/08/05 PROF."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google