A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Esmalte Dental Características gerais Tecido mais duro do corpo humano Tecido mais duro do corpo humano que cobre a coroa dentária. que cobre a coroa dentária.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Esmalte Dental Características gerais Tecido mais duro do corpo humano Tecido mais duro do corpo humano que cobre a coroa dentária. que cobre a coroa dentária."— Transcrição da apresentação:

1 Esmalte Dental Características gerais Tecido mais duro do corpo humano Tecido mais duro do corpo humano que cobre a coroa dentária. que cobre a coroa dentária. - Origem ectodérmica; - Não possui células, prolongamentos celulares nem fibras colágenas. celulares nem fibras colágenas.

2 Esmalte Dental Para entender a histologia é preciso saber para que servem os dentes: quebrar alimentos em partículas digeríveis Força oclusal Fratura (início distante da força, no cérvix e na junção (início distante da força, no cérvix e na junção com a dentina) Fonte: Lucas P. et al., Bioessays, 30:374, Desgaste (inicia no local da força, na superfície)

3 II) Quanto às fontes cronológicas da microestrutura e dos elementos químicos Informações no esmalte dental a) Microestrutura b) Elementos químicos Mineral (hidroxiapatita); Matéria orgânica: proteínas e lipídios; Água a) Secreção; b) Maturação; c) Proteção; d) Pós-eruptivo; e) Post mortem. SuperfícieInterna I) Quanto à natureza física

4 Esmalte: fino com espessura homogênea Dieta: alimentos grandes e muito elásticos; forças fracas. Esmalte: fino com espessura heterogênea, ondulação de prismas (interna); prismas externos retos. Dieta: alimentos grandes e muito elásticos; forças intermediárias. Esmalte: espesso com espessura heterogênea; ondulação de prismas (interna); prismas externos retos. Dieta: alimentos grandes e muito elásticos; forças fortes. Esmalte: espesso com espessura heterogênea; ondulação de prismas em todo o esmalte. Dieta: alimentos grandes e pequenos, muito elásticos; forças fortes. HUMANO Fonte: Lucas P. et al., Bioessays, 30:374, 2008.

5 Esmalte Dental Características gerais - Translucidez; - Alta friabilidade; - Alta dureza; - Espessura variável (máx = 2,5 mm); Composição (v/v): - 86% mineral (hidroxiapatita carbonatada); - 2% matéria orgânica (proteínas e lipídios); - 12% de água;

6 Esmalte Dental Bainhas dos prismas: vias principais de transporte - Materiais na polpa podem chegar à superfície do esmalte e ambiente oral e vice- versa.

7 -- Prisma: filamento de cristais compactados. Se estendem da junção com a dentina até a superfície do esmalte; * Diâmetro: 4-5 micrômetro * Esmalte aprismático: camada mais superficial nos dentes decíduos. -- Interprismático: cristais com direção diferente daquela dos cristais dos prismas. Sua quantidade aumenta em direção à superfície do esmalte. -- Limite prismático (bainha): maior quantidade de espaços intercristalinos, com mais proteínas e água do que o restante do tecido. Esmalte Dental Esmalte prismático e interprismático

8 1.Período longo: a)Estrias de Retzius; b)Periquimácias; 2. Período curto: a)Laminações; b)Estriações transversais; c)Linhas intradianas. Esmalte Dental Esmalte: características incrementais de rítmo biológico

9 Entidades Estruturais 1.a) Estrias de Retzius: 1.a) Estrias de Retzius: - Definição: registros das posições sucessivas da superfície do esmalte em formação, que atingem a superfície e formam periquimácias; - Origem (parcial): ritmo biológico livre, que é próprio para cada indivíduo; - Distanciamento: periodicidade regular (n° de estriações transversais) em cada indivíduo (ritmo biológico corporal); - Morfologia: linhas que cortam os prismas obliquamente, com intervalos de separação de 6-12 dias em humanos; - Morfologia: linhas que cortam os prismas obliquamente, com intervalos de separação de 6-12 dias em humanos; Esmalte Dental

10 Entidades Estruturais 1.a) Estrias de Retzius: 1.a) Estrias de Retzius: - Ao microscópio aparece como superposição de laminações; - Causas do acentuamento: nascimento, lactação, desmame, desnutrição, estresse fisiológico, menarca, doenças febris; - Linha Neonatal: causada pelo evento do nascimento. Presente nos dentes decíduos e no 1º molar permanente.

11 Aposicional Imbricacional Entidades Estruturais Entidades Estruturais Esmalte Dental Estria de Retzius Linha da superfície do esmalte em formação Esmalte aposicional: -linhas periódicas são a superfície do esmalte em formação, mas sem periodicidade regular; -não há estria de Retzius; -Não há periquimácias.

12 Entidades Estruturais 1.b) Periquimácias : - representação das estrias de Retzius do esmalte imbricacional na superfície do esmalte ; - mais visíveis na região cervical; - menos visíveis com a idade e ausentes nos dentes decíduos; Esmalte Dental

13 Entidades Estruturais 2.a) Laminações: 2.a) Laminações: - registro das posições sucessivas da superfície de esmalte em formação com intervalos diários (paralelos às estrias de Retzius); - possuem sub-divisões com intervalo de 12h (ritmo biológico corporal); - diferença em relação às estrias: periodicidade diária e ausência de ligação com periquimácias. - diferença em relação às estrias: periodicidade diária e ausência de ligação com periquimácias. Esmalte Dental

14 Entidades Estruturais 2.b) Estriações transversais: - segmentações transversais dos prismas que separam camadas de deposição diária de matriz; - origem em ritmo biológico circadiano preciso; - distância entre estriações: de 3-6 mm; 2.c) Linhas intradianas (ultradianas, infradianas): - segmentações situadas entre as estriações transversais e que são formadas em intervalos de 12h; Esmalte Dental

15 Tempo de formação do esmalte se correlaciona com o tamanho do cérebro e com o tempo de crescimento até a fase adulta. Dean et al.,Nature, 414: , Tempo de formação dental (dias) Homo Nean- Australo- sapiens derthal pithecus sapiens derthal pithecus 1 mm

16 Entidades Estruturais a) Junção amelo-dentinária: face irregular, com depressões e reentrâncias. b) Fusos do esmalte: são projeções dos túbulos dentinários para dentro do esmalte. Aspecto retilíneo. Esmalte Dental

17 Entidades Estruturais c) Lamelas - áreas aprismáticas preenchidas por matéria orgânica, que se estendem da junção com a dentina até a superfície do esmalte; - formadas pelas forças mastigatórias (só existem em dentes em função); - locais para propagação de fraturas. d) Tufos: áreas prismáticas hipomineralizadas. Surgem na junção com a dentina e entram no esmalte num curto trajeto. Têm aspecto ramificado. Função: orientar as fraturas iniciais paralelas aos prismas e não perpendiculares a eles. Fonte: Will PD et al., J Dent Res, 50: , Esmalte Dental

18 Entidades Estruturais - Bandas de Hunter-Schreger: camadas de prismas com alternância regular de direções. Esmalte Dental Ramenzoni & Line, Proc. R. Soc. B (2006) 273, 1155– Resistem a mais de 400º C; - Podem ser usados para identificação humana (são únicos para cada pessoa). Impressãodental

19 - Periquimatas e linhas de imbricação ( m): mais visíveis na região cervical. Menos visíveis com a idade e ausentes nos dentes decíduos; - Ultra-estrutura (MEV): zona cervical – coberta por epitélio gengival; zona supra- cervical – zona central; - zona oclusal. - Ultra-estrutura (MEV): zona cervical – coberta por epitélio gengival; zona supra- cervical – zona central; - zona oclusal. Esmalte Dental Superfície - entidades

20 - Zona cervical: com camadas de esmalte com limites ondulados e grande área de esmalte aprismático liso. - Zona supra-cervical: esmalte prismático, orifícios dos processo de Tomes (TPP), orifícios focais e capacetes do esmalte. - Zona supra-cervical: esmalte prismático, orifícios dos processo de Tomes (TPP), orifícios focais e capacetes do esmalte. - Zona central: protusões adamantinas ( micrôm.). TPP com superfície porosa. - Zona central: protusões adamantinas ( micrôm.). TPP com superfície porosa. - Zona oclusal: hipoplasias circulares. - Zona oclusal: hipoplasias circulares. Esmalte Dental

21 Fontes das informações cronológicas Origens das informações Fonte (estágio) Microestrutura na superfície Microestrutura interna Elementos químicos Secreção (dados originais) Periquimácias, hipoplasia Prismas, bandas HS, marcações periódicas, tufos e fuso, hipoplasia Mineral, matéria orgânica e água Maturaçãohipomineralização Pré-eruptivo Reabsorção pelo conjuntivo ? Pós-eruptivo funcional Atrição, abrasão, erosão e lesão cariosa lamelas e lesão cariosa Mineral, matéria orgânica e água Post mortem (diagênese) abrasão e erosão na superfície Mineral, matéria orgânica e água Esmalte Dental

22 Natureza Informa sobre Elementos químicos marcações periódicas (estrutural) Disenteria, desnutrição, nascimento, estresse fisiológico, menarca, desmame, idade ao falecer, tempo de maturação corporal Mineral, matéria orgânica e água Estrôncio no mineral (mista) Duração da amamentação, migração geográfica Mineral, matéria orgânica e água Matéria orgânica ---? Superfície (estrutural) Dieta, hábitos bucais, forças oclusais, bruxismo, Mineral, matéria orgânica e água abrasão e erosão na superfície Mineral, matéria orgânica e água superfície


Carregar ppt "Esmalte Dental Características gerais Tecido mais duro do corpo humano Tecido mais duro do corpo humano que cobre a coroa dentária. que cobre a coroa dentária."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google